fev 23

     Quando meu primeiro filho nasceu, eu tinha um enorme trabalho de ficar, periodicamente, procurando desenhos nos torrents, convertendo, jogando pro iTunes e sincronizando com o iPad dele. Com a chegada da Netflix ao Brasil, essa minha rotina mudou drasticamente, pois apesar do acervo não ser muito grande, ele adora. Mas claro, adultos ficam enjoados de certo conteúdo e o mesmo acontece com crianças. Dae, o YouTube também pode ser uma boa opção de diversão. Mas não é “perigoso”?

     O app padrão do YouTube tem um método de recomendação muito bom (ao menos para as crianças). Eles começam vendo uma coisa, vão clicando sozinhos no que lhes é sugerido e vão desvendo os “mistérios tecnológicos”. Já peguei meus filhos vendo conteúdos bem interessantes, educativos, inclusive em outros idiomas, mas também já os flagrei vendo conteúdo que não era próprio pra idade deles. E ae, como proceder?

     Hoje o Google liberou o app YouTube Kids, que é um primeiro passo para resolver essa questão do conteúdo para crianças. Conforme vocês podem ver no vídeo acima, ele ainda é bem básico, mas já consegue limitar bastante o conteúdo que a criança consegue acessar, bem como o tempo que pode ficar no app. Eu confesso que queria um controle mais flexível, onde a conta Google da criança ficasse vinculada a do pai e eu mesmo filtrasse algumas coisas. Quem sabe no futuro, né?

TAG(s):
Categoria(s): Android, Apple
fev 19

Um pequeno desabafo pela falta de um iTunes para Android

9 Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/02/2015 às 18:15h

     O iTunes é um dos softwares mais polêmicos da Apple. Tem gente que ama e tem gente que odeia. Mas, a maioria, reconhece que ele é ultrapassado e lento. Porém, mesmo com todos esses “defeitos”, eu sinto falta de uma versão similar do Google para os aparelhos Android, seja qual fosse o modelo/ fabricante dele. Poderia até ser polêmico igual ao da Apple. Eu não ligo. Apenas quero algo.

     Recentemente a Motorola lançou o update com o Android 5 para vários aparelhos da sua linha de smartphones. Curioso o fato de que aparelhos de entrada (como o Moto G) receberam o update antes do topo de linha (Moto Maxx). Mas isso não vem muito ao caso agora, apesar de me irritar bastante. Isso seria algo que jamais a Apple faria. É como dizer pro seu cliente que pagou mais caro: “você é menos importante do que aquele cliente que pagou 1/4 por um produto ‘inferior'”.

     Eu tenho um Motorola Moto X 2014 (assim com o 2013) e um Moto Maxx. Em ambos os casos, eu recebi o update e notei que o aparelho ficou extremamente pior com a nova versão do Android, deixando os aparelhos com lags insuportáveis, coisa que eu só via em aparelhos da Samsung. Aliás, justamente por isso abandonei a Samsung/ Sony/ LG e estava priorizando a Motorola.

     Depois de muito procurar em fóruns (e receber feedbacks no Twitter), acabei tendo que “formatar” ambos os aparelhos, perdendo tudo que eu tinha e começando uma vida do zero. E lá se vão horas e horas baixando apps, configurando, ligando pra banco pra acertar token, tendo que ir até a agência em outros, etc. Ou seja: tempo (dinheiro/ paz) perdido. Se houvesse uma ferramenta como o iTunes, que fizesse um backup completo do aparelho, tudo seria muito mais simples.

     Fiz esse post por duas principais razões: primeiro dar uma leve puxada de orelha na Motorola, tanto pela “demora” no lançamento do Android 5 pro Moto Maxx, tanto pela enorme perde de desempenho do Moto X e Moto Maxx após o procedimento. Segundo, dar uma nova puxada de orelha na Google, que apesar de achar que tudo é nuvem, a realidade da enorme maioria dos seus consumidores é outra, que usam conexões lentas e precisam de algo como o iTunes urgentemente.

     Em tempo: eu sei que existem várias ferramentas de backup para o Android. Algumas, até fornecidas por fabricantes, como a Samsung. Mas vamos lá. As de fabricante, male mal conseguem fazer um backup de fotos e vídeos. A de terceiros, algumas pedem root, que é algo que nem 1% dos usuários tem e isso viola a garantia. Sei também que tem ferramentas que não exigem root, mas são mais limitadas e claro, funcionam só em alguns poucos aparelhos. Ou seja, reafirmo: precisamos de um iTunes para Android pra ontem!

TAG(s):
Categoria(s): Android, Apple
fev 19

Por que o Gear 2 não exibe o nome do contato que ligou?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 19/02/2015 às 16:42h

     Depois de meses na gaveta, acabei vendendo meu relógio Gear 2 para o meu pai. Eu sempre achei que ele não teria paciência pra um smartwatch, especialmente a parte de carregá-lo diariamente. Mas, para a minha surpresa, não só ele adorou, como muitos amigos dele também e estão doido atrás do relógio.

     No feriadão de carnaval eu fui visitar a família e, pra variar, meu pai tinha uma listinha (bem pequena, assim, umas 200 coisas, rs.) pra eu ajudá-lo a fazer. Uma delas era o fato do Gear 2 mostrar apenas o número de quem está ligando e não o nome. Apenas com o número, ele não conseguia identificar quem era e isso vinha lhe aborrecendo. Totalmente compreensível, correto?

     No curto período que usei o relógio, eu lembrava que aparecia o nome do contato que ligou. Fiquei pensando que poderia ser alguma alteração em novas versões do software (do relógio ou do smartphone), mas depois de muito mexer, descobri que era uma coisa bem simples.

     Meu pai instalou um daqueles apps de portabilidade e esse app alterou todos os contatos dele, colocando o 01517 (operadora e DDD dele) na frente dos contatos. Só que o app fez isso inclusive pros telefones locais, do mesmo DDD. Assim, quando a pessoa liga, o software do relógio não reconhece o contato. A solução foi baixar outro software de nono dígito e configurar corretamente o DDD padrão.

TAG(s):
Categoria(s): Android
fev 02

Cyanogenmod: vida nova para o Sony Xperia Z2 e Z Ultra

8 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/02/2015 às 13:45h

     Tem alguns meses que eu reclamo aqui no blog sobre o Sony Xperia Z2 e o Xperia Z Ultra. Comprei ambos no ano passado e só passei raiva com eles. Interessante e curioso que, alguns leitores, que também tem um desses produtos, elogiam bastante os mesmo, o que me causa muita estranheza. Então, vamos a algumas considerações sobre o assunto.

     Quem me conhece sabe que sou exigente. Mais que isso, vamos assumir: eu sou chato. Não me importo em investir um dinheiro em algo que vai me propiciar felicidade, produtividade, qualidade de vida, etc. Porém, eu exijo que o bem ou serviço atenda minhas expectativas. Acho que todo consumidor deveria ser assim. Mas, conhecendo razoavelmente bem o povo brasileiro, sei que uma minoria é como eu. A maioria compra, paga um absurdo e, caso se frustre, no máximo faz alguns xingamentos no Twitter e fica por isso mesmo. Não vai atrás do fabricante, não usa Procon, Juizado Especial Civil, etc.

     Isso dito, eu paguei um bom valor, tanto no Xperia Z2, como no Z Ultra, pois já estava cansado das promessas da Samsung e odiando o Galaxy Note 3 e o Galaxy S5. Assim, fiz esses (repito) investimentos e queria ter produtos de qualidade. Porém, eles só me frustraram. Eram todos bem bugados, não faziam coisas básicas, travavam, eram lentos, etc. Tenho tudo isso muito bem documentos em textos e vídeos no blog. Quem tiver interesse, fique a vontade em procurar. E, acreditem, é bem diferente do que criticar algo e não mostrar. Eu realmente documento o problema, diferente de uns “bostinhas” que vão nos comentários do Youtube dizer que o deles funciona bem. Funciona? Então mostra! Faz vídeo.

     A Sony fez uma campanha massiva no Xperia Z2. Vi muita gente (inclusive artistas, blogueiros, vlogueiros, etc.) recebendo o aparelho de graça e depois elogiando. Dá pra confiar numa propaganda tão “espontânea” assim? Desculpa, eu não acredito. Eu vivo por dentro desse mundo. Sei como ele funciona. Mas, pra não ser injusto, eu pedi um outro Xperia Z2 pra assessoria da Sony, a fim de ver se tinha dado azar e comprado um modelo com problema. Eles me enviaram e o produto se comportava igualzinho ao meu. Ou seja, não era problema com o meu modelo.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
jan 30

     Como eu fiquei mais de um mês sem gerar conteúdo pro blog e pro Youtube, estou compensando, fazendo algo inédito pra gente: respondendo dúvidas em vídeo. Eu sei que outros canais já fazem isso e resolvemos fazer também, especialmente porque o vídeo do Nokia X, em pouco mais de 24 horas, teve quase 3.000 visualizações e 150 likes. Continuem assim, nos motivando a gerar conteúdo e vamos responder, propiciando o material que vocês tanto gostam ;)

     Peguei algumas dúvidas mais comuns, mas também fiz questão de pegar uma específica de cada canal: Instagram, Youtube e Blog. Também citei nominalmente o Washington Valentin (dúvida via Youtube), a Morena Távora (via Instagram) e o Rodrigo Zaratin (blog). Continuem interagindo e vamos fazer mais respostas nesse formato.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Windows Phone
jan 30

Primeiras impressões: Nokia Lumia 2520 e CCE Motion Tab

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/01/2015 às 11:53h

     Desde que migrei pra Mac, já tem muitos anos, que eu não uso o Windows no dia-a-dia. É verdade que ainda tenho uma máquina virtual (VM) no meu iMac, pra quando preciso rodar aplicativos exclusivos para a plataforma da Microsoft. Porém, só para vocês terem ideia, ela ainda roda o Windows XP! Tenho também um antigo Dell, que era o PC no qual eu trabalhava antes do iMac, mas o boot principal dele também é com XP. Comprei o Windows 8 (quando ele foi lançado, tiveram muitas promoções), mas ele está relegado a um segundo HD e nunca uso. Ou seja, eu não sou a pessoa mais indicada do mundo pra falar sobre a plataforma da Redmond.

     Todo bom geek que se preze, mesmo tendo suas preferências, acaba tendo curiosidade de usar todo tipo de coisa tecnológica e eu não sou diferente. Já fazia tempo que queria brincar com um tablet Windows, mas a oportunidade nunca bateu a minha porta. Na realidade, fiquei tentando em mexer num Surface, um amigo até quis me vender por um preço interessante, mas faltou coragem. O que eu queria mesmo era testar e não ter um na gaveta.

     Recentemente apareceu uma promoção bem interesse do CCE Motion Tab TF74W e acabei aproveitando. Infelizmente, eu comprei no final de 2014 e o Ponto Frio me entregou apenas por esses dias. Apesar de ter gostado do desempenho do mesmo, a tela e bateria são fatores bem broxantes. Pra quem está acostumado a tablets topo de linha, a decepção é grande. Mas, pra quem compra sabendo de suas limitações, pode sim agradar. Afinal, não existem milagres.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
jan 28

Vale a pena pagar cerca de R$ 200 no Nokia X?

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 28/01/2015 às 15:39h

     Há quase um ano a Nokia anunciava o Nokia X, um aparelho que aparentemente roda Windows Phone, mas debaixo do capô, o que move o gadget é uma versão modificada (fork) do Android. Esse era um dos planos B da finlandesa pra tirar o pé da lama, antes de ser engolida pela gigante Microsoft.

     Apesar do projeto ter sido rapidamente abortado, logo após Redmond ter assumido o controle da Nokia, alguém da subsidiária brasileira deve ter visto aquelas pilhas de aparelhos mofando em algum galpão e resolveu colocá-los no mercado, baratinho, pra desová-los. Mas vale a pena pagar cerca de R$ 200 num aparelho descontinuado?

     Pra quem, como eu, é amante de tecnologia, é a chance de ter um aparelho emblemático em casa. Mas e todos os outros meros mortais? Se você for um hard-user, acostumado a aparelhos topo de linha, com certeza o Nokia X não é pra você. Ele vale a pena pra quem tem uma verba muito limitada e quer um aparelho básico, com acesso a redes sociais, comunicadores instantâneos, etc.

     Atualmente você pode encontrar no varejo aparelhos como o Lumia 530 na faixa de R$ 300 e o Motorola Moto E na faixa de R$ 400. Então será que não vale a pena gastar “um pouco” mais e pegar aparelhos “melhores”? Pelos meus testes, acho que a performance do Nokia X é bem interessante. Como dá pra ver no vídeo, não possui a mesma fluidez de outros aparelhos citados, mas com um pouco de paciência, dá pra usar numa boa. E, o preço dele, está extremamente interessante, pelo que entrega de experiência de uso.

     Update 28/01/2015 17:58h => Infelizmente, “alegria de pobre dura pouco”. O preço de R$ 199 era, pelo visto, apenas uma promoção e ela acabou. Agora, o preço do Nokia está por volta de R$ 400, o que o torna inviável, já que, nesse cenário, compensa pegar um Lumia ou um Moto E.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Windows Phone
dez 10

Top 5 jogos online

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/12/2014 às 08:44h

     Hoje em dia são centenas de jogos online que os jogadores têm á sua disposição, no entanto apenas alguns conseguem atingir um sucesso á escala mundial.

     Neste artigo iremos falar sobre 5 jogos online que nos últimos anos conseguiram chegar a milhões de jogadores por todo o mundo, entre eles o World of Warcraft, o Age of Empires, o Travian, o Need for Speed World e alguns jogos de slot machines que os jogadores podem jogar em casinos online.

     World of warcraft – Este jogo que está a completar este ano 10 anos, é um jogo em que os jogadores podem jogar online e que consiste em desvendar mistérios, um jogo com muita magia, aventuras e diversão. Neste jogo os utilizadores tem a possibilidade de poder jogar em massa, ou seja em conjunto com outros utilizadores do mundo todo. No World of Warcraft os jogadores tem ainda a possibilidade de criar a sua personagem e de decidir qual a raça e a classe que irão pertencer, esta escolhas irão ser muito importantes no decorrer do jogo.

     Destacar apenas que desde o ano de 2004, este jogo já conta com cinco jogos diferentes, e tem um registo de cerca de 100 milhões de utilizadores e é jogado em cerca de 244 países.

     Age of Empires Online – Este é um dos jogos mais conhecidos da Microsoft, no entanto a empresa norte-americana decidiu fazer uma versão do jogo online para agrado dos fãs de Age of Empires em todo o mundo.

     Nesta nova versão do jogo em que é possível jogar online e de forma gratuita os jogadores apenas irão precisar de ter uma conta Windows Live Game.

     Neste jogo de estratégia online a Microsoft introduziu quatro civilizações:
-Egípcios
-Persas
-Gregos
-Celtas

     Travian – Este que é outro jogo de estratégia é jogado também por milhares de pessoas em todo o mundo, neste jogo também não é necessário fazer download e poderá jogar de forma gratuita.

     No Travian um dos principais objectivos é a construção de uma aldeia forte e de um exército grande e forte para assim conseguir travar batalhas com outros jogadores reais e com as suas conquistas ir evoluindo no jogo.

     Need for Speed World – Este é provavelmente um dos jogos de carros mais conhecidos e jogados em todo o mundo. A Electronic Arts, empresa que criou este jogo, decidiu criar o Need for Speed World, um jogo online e completamente gratuito para brindar os fãs do jogo.

     Neste jogo repleto de aventura e adrenalina os jogadores tem opção de correrem contra quem quiserem.

     Referir apenas, que apesar do jogo ser gratuito, o Need for Speed World apresenta gráficos de muita qualidade.

     Por ultimo irei falar sobre alguns jogos de casino online, nomeadamente as slots machines, estes jogos para alem de entreterem dão ainda a possibilidade de ganhar algum dinheiro, ou então se preferir jogar grátis, irá passar um bom bocado também.

     São centenas de slots machines online que podemos encontrar nos dias de hoje, referentes a filmes, a desportos, a figuras públicas, a desenhos animados, entre outros, a escolha é realmente enorme. E o mais interessante é que com uma aposta baixa poderá gerar grandes lucros, basta apenas um pouco de técnica e de sorte.

     Vou só deixar aqui o nome de algumas slots machines relacionados com desporto, para quem gosta de futebol, ténis, boxe o hóquei no gelo:
– Slot machine Top Trumps World Football Stars
– Slot machine Tennis Stars
– Slot machine Rocky
– Slot machine Ice Hockey

TAG(s):
Categoria(s): Geral
dez 08

Finalmente: habemus internet via fibra óptica em casa

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 08/12/2014 às 15:40h

     E a saga da minha internet via fibra óptica em casa vai chegando ao fim. Hoje o pessoal da Process finalmente ativou a nova conexão, depois de longos meses tentando via email, telefone, Procon, Juizado Especial Civil, audiência, etc. Como diz o ditado: “antes tarde, do que nunca”. Não é mesmo, Vivo?*

     No final do mês passado, durante a audiência de conciliação, o dono do provedor havia me pedido 90 dias de prazo pra instalar. Por fim, depois de muita negociação, baixou pra 30. Porém, me prometeu que antes disso, não mediria esforços pra instalar antes. Dito e feito. Até eu fiquei surpreso.

     Na semana passada o pessoal da Process veio logo na manhã da segunda-feira fazer a instalação. Conversando com eles, achei melhor adiar por mais alguns dias e refazer a minha tubulação. Não apenas pela fibra, mas porque já faz tempo que queria por a fiação certinha. Ae aproveitei o embalo e coloquei a mão no bolso. A “brincadeira” toda ficou em quase R$ 3.000 (mão de obra e material).

     E se você está se perguntando como eu consegui gastar tudo isso pra passar uma tubulação, veja o vídeo acima pra entender o que eu fiz. Como já iria gastar quase 5 dias inteiro de pedreiro, a diferença entre passar uma tubulação de 2cm ou 10cm seria quase a mesma. Assim, já apelei pra um “grosso calibre” e, em breve (assim que eu terminar de pagar os R$ 3.000), vou passar os cabos de telefone, câmeras e rede dentro da nova tubulação.

     Caso você não tenha entendido o * no primeiro parágrafo, quando mencionei a Vivo, é porque eles também venderam fibra óptica (muito mais barata que essa inclusive), eu já tenho decisão favorável em primeira instância, mas eles ainda não vieram instalar, mesmo com multa diária.

     Não poderia deixar de agradecer novamente ao meu advogado, Dr. Robson Edésio da Silva, que se empenhou em resolver, não apenas o caso da Process, como também o da Vivo. Se tiverem algum problema envolvendo empresas de Telecom, consulte-o.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 27

     No começo do mês a Netshoes fez um pequeno evento em São Paulo (o qual não fomos convidados – obrigado) para anunciar alguns novos produtos que, a princípio, me pareceram bem bacanas. Eram eles: uma smartband (pulseira), uma balança com conectividade e um monitor cardíaco bluetooth.

     Fiquei bem empolgado com os produtos anunciados pois os preços eram bem agressivos para o mercado nacional. Afinal, existem dezenas de produtos similares, de marcas consagradas, mas custando muito mais caro. E, logo que os produtos surgirem em pré-venda no site, corri pra comprar, na intenção de dar de presente de natal para meus pais e, claro, também resenhá-los.

     Os produtos começaram a ser despachados no dia 20/11 e chegaram pra mim uns 5 dias depois. Achei curioso que, quando fui na Google Play baixar o app necessário para integrar aos dispositivos, já haviam depoimentos dando 5 estrelas pro app, mas com data de 16/11, 17/11, etc. Ou seja, antes dos produtos serem oficialmente despachados. Como isso é possível? Estranho.

     Conforme dá pra ver muito bem no vídeo, eu fiquei completamente desapontado com ambos os produtos, a começar pelo app, que sequer conseguir completar a etapa de cadastro, conforme mostro nesse outro vídeo. Por sorte, essa madrugada saiu um update e ao menos isso eu consegui fazer.

     Eu vi relatos de que a versão do app para iOS tem mais recursos e funciona melhor. Todavia, se na caixa do produto diz que ele funciona em Android, é obrigação funcionar, senão configura propaganda enganosa. E, conforme eu mostro no vídeo, o app para plataforma do Google é precário.

     Por sorte, eu sou curioso e resolvi testar os produtos antes de embalar e dar pros meus pais. Imaginem a frustração que não seria se eu chegasse a dar esses dois micos de presentes pra eles. Acredito que a Netshoes meteu os pés pelas mãos, não se planejou adequadamente, quis colocar o produto no mercado antes dele estar devidamente testado e isso vem causando um enorme transtorno aos clientes.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
preload preload preload