maio01

Apple incentivando a pirataria na App Store

8 Comentarios »Postado por GordoGeek em 01/05/2011 às 09:03h

     Muita gente faz jailbreak não apenas pra ter acesso a recursos que a Apple “esqueceu” (leia-se não quis) implementar, mas em especial pra poder usar apps piratas e economizar uns trocos. Quem me acompanha sabe que gasto uma boa grana com aplicativos, seja pra iPhone, iPad, Mac e até Windows. Talvez porque eu viva de fazer programas, não acho correto piratear o trabalho alheio. Mas às vezes me sinto um idiota em dar dinheiro pra quem não merece.

     Tirando a parte legal e o peso na consciência de lado, se uma pessoa se dispõe a pagar por algo é pra que ele funcione, seja melhor, mais fácil, mais cômodo, correto? Mas parece que quem decide pagar por algo tem sempre muito mais trabalho e menos benefícios do que quem resolveu burlar o sistema e ir pro lado negro da força. Você compra um filme, mas só pode ver naquele dispositivo. Compra uma música, mas fica restrito a certo aparelho, como o Zune. Já quem baixou do torrent, usa onde quiser, quando quiser. Não tem algo errado com isso?

     Bom, mas voltando ao foco desse post, eu fico extremamente revoltando (pra não dizer PUTO) quando eu compro um aplicativo na App Store e ele não faz o que promete. Alguns, nem rodam direito, encerrando logo após a abertura (caso do browser Mercury por exempo). Outros prometem passar as coordenadas do iPhone pro iPad via tethered (AirLocation), colocam vários depoimentos de sites famosos na descrição, ae você paga, baixa, instala e não funciona. É aqui que muitos vem dizer: “mas você pode pedir a devolução do aplicativo”. Bom, eu conheço o procedimento, já fiz isso algumas vezes, sempre com apps que não funcionam e tão cheios de reviews dando 1 estrela na própria App Store e a Apple simplesmente me ignora. Nem um email explicando o motivo da recusa eles se dão ao trabalho de enviar. É nessas horas que eu penso: não seria melhor eu baixar cracked, testar e se funcionar eu compro? Sim Apple, eu acho que você está incentivando a pirataria e isso não é bom pra você, pros desenvolvedores e nem pros consumidores. Ninguém ganha com isso!

     Ainda falando em facilidades, veja o caso do TimeMachine, que é um recurso de backup da própria Apple. Ele serve pra você restaurar o sistema muito facilmente e de forma rápida, mas nem tudo são flores. Ao formatar meu MacBook e restaurar via TimeMachine, fui sincronizar meu iPhone e ele simplesmente apagou todos os apps do mesmo, alegando que o computador não estava autorizado. Eu entendo que alguns podem voltar o TimeMachine em outros computadores e tentar burlar o sistema, mas que cacete, será que a empresa de tecnologia mais valioso do mundo não tem um mero controle por algum número serial do computador que pode contornar isso? Pra mim, é muita burrice onde não deveria ter! Bons tempos aqueles em que Jobs cruzava com um funcionário nos corredores e o mandava embora por não ter gostado da cor da gravata. Naquele tempo, as coisas funcionavam como deviam.

Leave a Reply

preload preload preload