abr14

“Backup” com Disk Utility

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 14/04/2009 às 04:38h

     Estava batendo um papo com meu guru, Dr. Luiz Fireball, a respeito de arrumar um probleminha do Time Machine, que insistia em dizer que não havia placa de rede disponível (ou algo assim) e ele me disse que eu comi bronha em não marcar a opção de corrigir esse problema na instalação do iPC. Porém, eu podia jurar que não tinha visto isso por lá…

     Como passei todo o final de semana e o dia de hoje acertando as configurações da máquina, fazendo upgrades, instalando softwares, etc., não estava no pique de reinstalar o sistema para corrigir o problema. Assim, usei o oráculo de Mountain View para tentar achar a solução e baixei um pacotinho zipado com vários texts e rodei. Só que o negócio não saiu como planejado e no próximo boot o sistema simplesmente não subiu. Que grande cagada!

     Aproveitando que deu m…., peguei novamente o iPC e fui a luta. Para não passar pelo mesmo problema do Time Machine, observei atentamente aos ítens de customização na hora da instalação e realmente não achei a opção. Na verdade, a versão do meu DVD era um pouco antiga e realmente não tinha…

     Ainda trocando idéia com o Luiz, eu já estava meio sem ânimo, pois havia perdido uma máquina prontinha para o uso. Comentei sobre o “Norton Ghost”, que usava com frequência no mundo Windows para tirar imagens do sistema, de forma a poder retornar ao estado anterior de forma rápida e fácil, mais ou menos como a Apple implementou no “Time Machine”. Foi nesse momento que a luz se fez e meu guru deu uma nova dica: “Disk Utility”.

     O “Disk Utility” é geralmente pouco usado pelos usuários Apple. Normalmente usamos o utilitário apenas para particionar o disco no momento da instalação do MacOS e depois deixamos de lado. Porém, ele tem um recurso muito bacana para tirar imagens de partições e disco, mais ou menos como o “Norton Ghost” ou o comando “dd” do Linux, copiando para dentro de um arquivo único, o conteúdo desejado.

     Não é possível tirar uma imagem da partição do sistema se o mesmo estiver em uso. Assim, você deve dar o boot pelo disco do Leopard ou pelo disco do seu Hackintosh.

     Uma vez dado o boot pelo instalador, você deverá abrir o “Disk Utility”, selecionar a imagem do sistema e clicar em “New Image”. Feito isso, será perguntando onde gerar a imagem e qual nome dar a ela. Além disso, deve-se escolher se a imagem será compactada ou não e também se será criptografada ou não.

     Com a imagem já gerada, é recomendável que você vá até o ítem “Images” e ative o recurso “Scan Image for Restore” para se certificar que ela foi corretamente gerada. Afinal, você não vai querer descobrir que o arquivo está corrompido (ou algo similar) quando for precisar dele para dar um restore.

     Falando em restore, o dia que você precisar usar (reze para não precisar, mas se algum dia precisar), você terá que dar o boot novamente pelo disco de instalação e abrir o “Disk Utility”, clicando na opção de “Restore”. Nessa tela, será solicitado o arquivo de imagem (“Source”) e o destino (“Destination”), onde você deverá clicar na partição de sistema.

     Apesar do recurso “Time Machine” ser muito útil, é sempre bom fazer uma imagem fiel de uma partição ou disco. Quanto ao tempo do procedimento, evidentemente depende da quantidade de dados. Num sistema recem instalado, demorou cerca de 10 minutos para gerar o arquivo e 5 minutos para a restauração.

     Espero ter sido útil com esse artigo, especialmente para os amigos que fazem Hackintosh e com frequência ficam no dilema de atualizar o sistema ou não, pois correm sérios riscos de ter o sistema danificado. Agora, conhecendo esse recurso, você poderá fazer a atualização com mais tranquilidade, pois sabe que se alguma coisa der errado, basta voltar a imagem anterior do sistema. Boa sorte!

Leave a Reply

preload preload preload