jan04

Breve análise do DVR Stand Alone Dimys 6588/78

10 Comentarios »Postado por GordoGeek em 04/01/2012 às 16:47h

     Ano passado eu resolvi alterar o esquema de monitoramento que tinha em casa, principalmente para reduzir o consumo de energia que uma máquina ligada 24×7 gerava. Acabei colocando um DVR e liberei a antiga máquina. Como eu queria colocar câmeras também no salão da minha esposa, mandei a máquina pra lá. Porém, como essa solução começou a dar alguns problemas, optei por comprar um DVR pra lá também. No entanto, como não estava nos meus planos comprar um DVR (iria usar a máquina por um tempo, até sobrar uma grana pro DVR), optei por um bem baratinho: o DVR da Dimys (6588/78).

     Quem conhece um pouco de monitoramento já deve ter ouvido falar da marca. Em casa eu tenho algumas câmeras deles. Eles são conhecidos por produtos de baixo custo. A marca não é sinônimo de qualidade. Resolvi arriscar a compra porque, como foi feita via Mercado Livre (R$ 549,00), se fosse muito ruim eu acabaria pedindo pra devolver. Claro, podia me dar um pouco de dor de cabeça, mas tá no código de defesa do consumidor: compras feitas pela internet podem ser canceladas em até 7 dias. E lá fui eu…

     Logo que o equipamento chegou, a primeira impressão foi positiva. A caixa e manuais estavam em português. Isso geralmente é um bom sinal. A boa impressão continuou quando eu abri a caixa e vi que ele tinha 8 canais de áudio (um pra cada canal de vídeo), o que é pouco comum. O meu de casa por exemplo tem 16 canais de vídeo e apenas 4 de áudio. Fui logo ligando o DVR e conectando umas câmera pra testar. A qualidade me pareceu muito boa e os menus, mais bem feitos que outros que já testei. Porém, com o tempo, vi que não era isso tudo. As traduções são bem mal feitas e o software tem erros bem chatos, como o fato de não zerar todas as configurações quando manda dar o restore.

     Muitas pessoas compram aparelhos de monitoramento e acabam nem verificando se tem a possibilidade de acesso via browser ou smartphone. É bem comum colocarem pra funcionar ligado a uma TV e esquecerem ele lá. No entanto, tanto eu, como os leitores do blog, não fazemos parte desse perfil. Pra gente, visualizar as câmeras de qualquer local é essencial. Apesar de funcionar relativamente bem no Android e iOS (iPad e iPhone) através do aplicativo MEye, notei que ele está limitado a exibição de 4 câmeras simultâneas. Se você tenta ver uma quinta, dá erro. Claro que é chato, mas não é limitante, já que apenas o aplicativo pra iPad consegue ver mais de 4 câmeras ao mesmo tempo. Outra coisa que vale ressaltar é que, nos meus testes, consegui acessar o DVR pelo Internet Explorer (só funciona nele, por causa do ActiveX), mexi nas configurações, mas não consegui acesso a câmeras em tempo real, nem as gravações. Me parece algum problema de codec ou algo relacionado.

     Já testei cerca de cinco DVRs Stand Alone e me parece que todos são produtos chineses de qualidade mediana. Eles funcionam, mas sempre com bugs e limitações. Os softwares são bastante similares, variando pouca coisa de um para o outro. Geralmente o suporte deixa muito a desejar e apesar de ter opção no menu, update é algo que você não deve contar. Quanto aos DVRs nacionais, já mexi em alguns e me pareceram um pouco melhor. Claro, nada é feito aqui. A maioria das empresas traz o produto da China, customiza e coloca a sua marca. Porém, fica mais fácil obter garantia e suporte, nem que isso acabe custando mais caro.

     No geral, eu achei que esse DVR da Dimys foi uma boa compra. Um DVR com essas características, por esse preço, acabou valendo a pena. Provavelmente se você se dispuser a pagar o dobro (ou quem sabe até mais, como já achei em cotações), vai ter uma experiência melhor. Mas se você quer algo barato, que funciona bem localmente e via smartphone, ficará satisfeito com o investimento.

Leave a Reply

preload preload preload