dez 12

Caixas de som bluetooth Philco Bluebox e JBL Flip

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 12/12/2013 às 23:25h

     Apesar de já ter “algumas” caixas de som bluetooth por aqui (veja esse outro post) eu aproveitei pra comprar mais duas durante a Black Friday desse ano. Uma delas foi uma Philco Bluebox PH BT01 (por R$ 99,00 no Magazine Luiza) e a outra foi uma JBL Flip (por R$ 399,00 na FastShop).

     Eu não gosto nem um pouco de fazer vídeo pra demonstrar caixas de som, porque a fidelidade nunca é a mesma (nem perto disso). Porém, como os leitores insistem, eu acabo fazendo. Dê mais valor a demonstração do visual da caixa em si, bem como os comentários, do que na qualidade do áudio do vídeo.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
dez 05

O que eu tenho de gadget parado aqui pra vender

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 05/12/2013 às 12:43h

     Pessoal vive me perguntando o que eu tenho de gadget usado aqui. Apesar deu tê-los no Mercado Livre, lá eu tenho que por um preço alto, pois tem que pagar as comissões dos caras, o Mercado Pago sempre pega algo a mais, segura a grana por semanas (ou meses), então resolvi fazer esse post com os produtos e preços reais que quero por eles:

     + Smartphone LG Nexus 4 16GB com Android KitKat: R$ 749,00

     + Tablet Asus Nexus 7 32GB Wi-Fi com Android KitKat (2012): R$ 699,00

     + Smartphone Nokia Lumia 520: R$ 350,00

     + Smartphone RAZR D1 Dual-Chip e TV: R$ 360,00

     Reitero que, diferente dos produtos do post sobre a Black Friday, esses não são novos. São usados. Comprei, usei um tempo, foi pra gaveta e tô querendo vender. Detalhe: frete por conta do comprador. Se escolher PAC, costuma ficar uns R$ 15,00.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
dez 04

Saldão da Black Friday: quem vai querer pagar menos?

8 Comentarios »Postado por GordoGeek em 04/12/2013 às 18:51h

     Quem me acompanha pelo Twitter viu que eu simplesmente pirei durante a Black Friday e fui comprando tudo que via pela frente. Muitas dessas coisas (talvez até a maioria), comprei simplesmente no impulso, porque tava barato, mas não tenho necessidade alguma. É o caso do Xbox por exemplo. Eu tenho um aqui que não ligo há pelo menos 3 meses, mas fiz questão de comprar mais 2, pois queria deixar um no quarto e um na varanda, evitando assim ficar tendo que desconectar um monte de fios, levando os aparelhos pra outro cômodo e tal. Só que a minha esposa não gostou muito da ideia e, antes que ela me coloque pra dormir na casinha do cachorro, vou vender algumas coisas que comprei.

     Esse post foi originalmente publicado em 02 de dezembro e foi alterado várias vezes, tirando e colocando produtos, a fim de não gerar confusão pros leitores. Tudo que estiver listado abaixo é porque realmente ainda está disponível para compra. Os que já foram removidos é porque foram vendidos.

     + Motorola Moto G Dual-Chip 16GB por R$ 649,00 que comprei junto com o fone Soul Republic. O preço normal dele é de R$ 799,00. Observe no entanto que o modelo que vem no Music Edition não trás as capinhas coloridas. Mas, por uma economia de R$ 150,00, talvez você ache interessante.

     + Tablet Galaxy Note N5110 Android 4.1 Wi-Fi 8 Branco 16GB por R$ 749,00 do Submarino (454889240/ 454854899). O preço normal dele é de R$ 1.299,00 no Submarino, o que dá R$ 550,00 de economia. Lembrando: tenho 2 unidades.

     + Tablet Galaxy Tab 3 T2100 Android 4.1 Wi-Fi 7 Branco 8GB por R$ 549,00 do Submarino (454888698). O preço normal dele é de R$ 699,00 no Submarino, o que dá R$ 150,00 de economia.

     Como alguns já devem saber, todos os produtos são novos e na embalagem original. Estão com um pequeno lucro (em torno de R$ 50,00) em cima do preço que paguei. Acho justo pela oportunidade que aproveitei e pelo trabalho que vou ter em reembalar o produto e ir despachar. Se você não acha isso justo, sem problema. Ignore e não compre. Se você é uma pessoa sensata e entende que, mesmo eu ganhando alguma coisa, você vai fazer uma excelente compra, pagando bem mais barato que nas lojas, vá em frente e mande um email para email@gordogeek.com. Vai valer a ordem de chegada. Quem enviar primeiro, tem prioridade.

     Última ressalva: nenhum dos produtos inclui frete, então vamos ter que calcular na hora do envio. Se não tiver com pressa, sugiro o PAC, pois é bem mais em conta que o Sedex, ainda mais se for pra fora do estado de São Paulo. Caso queira ter uma estimativa, use a ferramenta dos Correios pra saber quanto vai ficar.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
dez 03

Submarino vendendo Xbox One por R$ 1.319,91

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/12/2013 às 13:57h

     Todos sabem que eu adoro uma polêmica. Meu perfil no Twitter já revela exatamente o que eu espero de rede social: “Tô aqui pra me divertir e não pra fazer amigos. Se o que eu falo te ofende, você que se foda. Simples assim.“. Nunca fico em cima do muro, não sou político e dou minhas opiniões, afete a quem afetar. É meu jeito. Não gostou, paciência. Não é obrigado a gostar e muito menos a ficar por perto.

     Na semana passada ocorreu a famosa Black Friday e praticamente todas as lojas do Brasil aderiram, o que é extremamente bizarro, porque eu vi até motel e farmácia participando da promoção. Quem estava assistindo TV ou navegando na internet na sexta-feira foi atropelado por uma quantidade gigantesca de anúncios sobre “preços inacreditáveis”. O Submarino, por exemplo, disparou email, fechou publieditorial com diversos sites, espalhou banner e o diabo a 4, anunciando descontos de “até 80% + 12% no boleto”. Ou seja, os descontos anunciados poderiam passar de 90%.

     Muitos sites, inclusive o próprio Submarino, não se limitaram a fazer apenas a Black Friday na sexta-feira e estenderam os preços para todo o final de semana. Algumas lojas ainda participaram da tal Cyber Monday, também outro costume americano. E, ontem a noite, eu fiquei sabendo que o Submarino estava vendendo o Xbox One por R$ 1.319,91. Como o preço de tabela do produto é R$ 2.299,00, cobrar uns 50% disso pra quem anunciou “até 92% (80+12)”, tá dentro do razoável, não? Fui lá e comprei! Comprei muitos! Como SEMPRE faço quando acho algo barato, seja na internet, seja em loja física. E duvido que você leitor não faça o mesmo. Ou você gosta de pagar caro nas coisas?

     Pouco tempo antes, eu já havia comprado iPad mini 16GB por metade do preço na Saraiva. Fiz o mesmo com Xbox 360 no Walmart. E fiz exatamente a mesma coisa em vários outros sites, aproveitando a promoção. Porém, em alguns, como o Walmart, havia um claro anúncio: uma unidade por CPF. O próprio sistema não deixava fechar mais de um. Tecnicamente, isso é uma coisa muitíssimo simples. Algo que o maior grupo varejista online do Brasil, a B2W, dona do Submarino, teria condições de fazer, caso quisesse. Em nenhum momento o site deu nenhum alerta que não poderia comprar mais de um. Aliás, nossa legislação prevê que o dinheiro tem curso legal e poder liberatório, ou seja, não se pode proibir o cliente de comprar, caso ele tenha dinheiro pra isso. Alguns sites, como o Walmart, fazem isso ilegalmente, pois sabem que uma minoria da população tem ciência da lei e vai correr atrás dos seus direitos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 27

     No final do ano passado eu fiz um post aqui no blog sobre um problema que tive com o Mercado Livre. Em resumo: eles bloquearam minha conta, sem justificativa, retendo meu saldo do Mercado Pago e, como eles não tem qualquer canal de contato com o consumidor (SAC), eu tive que ir ao Procon para resolver. Como eles também costumam ignorar o Procon, tive que abrir uma ação no Juizado Especial Civil (JEC) e também aproveitei pra notificar o Ministério Público (MP) sobre o ocorrido, já que o Mercado Livre já foi alvo de várias ações do órgão. Detalhe: só nos últimos 12 meses, eles conseguiram mais de 14.000 reclamações no site ReclameAqui. Quem quiser mais detalhes do caso, favor consultar o outro post.

     Ao longo desse ano, recebi algumas cartas do MP (como essa) me dando esclarecimentos de como o processo estava andando, pedindo mais informações, etc. Sempre respondia prontamente com todas as informações solicitadas. Porém hoje eu fui surpreendido com a decisão do MP sobre o caso: não vão fazer nada em prol do consumidor! Detalhe: a decisão foi em agosto e só recebi agora (final de novembro) o comunicado. Caso queira ter acesso a ele, deixei no Dropbox.

     Já disse algumas dezenas de vezes aqui no blog e no Twitter que pretendo me mudar do país nos próximos anos, já que não vejo nenhuma possibilidade real do Brasil entrar nos trilhos e ser um país justo e bom de se viver. Esse tipo de acontecimento só reforça a minha decisão. Mas, quem tiver com paciência, permita-me fazer mais alguns comentários sobre esse caso.

     Eu mandei a denúncia para o MP em janeiro, via telegrama com AR. Eles receberam, mas como o MP fica de recesso, só começaram a analisar em fevereiro. Nessa denúncia, eu dizia que não estava enviando isso pro MP para que eles me defendessem, já que eu já tinha advogado constituído e tinha ajuizado a ação. Só fiz a denúncia porque achei que era meu dever de cidadão, mostrar pro MP que o Mercado Livre vinha ignorando todos os Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) que eles haviam firmado anteriormente. Deixei isso muito claro no telegrama. A cópia do mesmo pode ser vista aqui.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 26

Não compre na loja online da CompraFácil

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/11/2013 às 12:54h

     No final do mês passado eu tive um problema com a minha multifuncional Samsung no escritório. Ela ficava tentando puxar o papel, mas não conseguia e dava erro. Assim, mandei pra autorizada e fiquei praticamente 2 semanas pra receber um simples orçamento. Nesse intervalo, toda vez que precisava de impressora, tinha que recorrer a serviços de lan-house, ou seja, gravar num pendrive, andar uns 2km até o local e pedir pra imprimirem pra mim. Super prático, né? Assim, decidi comprar logo uma nova multifuncional, pois o transtorno de ficar sem uma no escritório, não compensa.

     Eu fiz a compra de um equipamento Xerox no site CompraFácil dia 02/11. Eles mandaram email no dia 07/11, me avisando que já estava na transportadora e iriam me entregar até o dia 14/11. Ou seja, só nisso, você já nota que o prazo é extremamente elástico. Nesse intervalo acabei pagando pra arrumar minha antiga Samsung, pois ficar todo esse tempo sem o equipamento aqui era impossível. Aliás, já tinha até aproveitado pra comprar 4 toners da impressora Xerox em outra loja e, mesmo o frete sendo PAC, chegou em 5 dias. Até hoje, nada de impressora.

     Essa seria só mais uma das minha várias histórias de problemas com fornecedores, senão fosse a CompraFácil, empresa do grupo Hermes que está sob recuperação judicial e luta pra não falir. Ou seja, mesmo eu já tendo feito diversos contatos diretamente com eles, com a transportadora, com o ReclameAqui, Procon e afins, nada indica que eu consiga reaver o valor pago. E, na mesma situação que eu, estão centenas de pessoas, pelo que consegui apurar através do próprio site ReclameAqui e em outros fóruns e sites de reclamações.

     Como essa semana acontece a BlackFriday e não duvido nada que a empresa vá fazer inúmeras “excelente promoções”, fica o alerta pra você e também para seus amigos, pois considero de extrema importância divulgar o ocorrido, para que ninguém mais tenha dores de cabeça desse tipo com a empresa.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 20

Brinquedo caro do dia: aeromodelo réplica do Airbus A-380

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 20/11/2013 às 12:48h

     Eu gosto de avião, moro ao lado de um aeroclube onde todo final de semana o pessoal se reúne pra brincar com aermodelos, mas nunca tive “coragem” de investir R$ 2.000,00 (ou bem mais que isso) pra levar o hobby a sério. Mas tem gente que tem muito cacau no bolso e faz verdadeiras loucuras, comprando ou construindo modelos caríssimos.

     No vídeo acima podemos ver um exemplo do que pessoas com muito dinheiro sobrando e uma paixão por determinado assunto é capaz de fazer. A réplica do Airbus A-380 tem mais de 5 metros e funciona com turbinas. Imagina o quanto isso não deve custar!

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 16

Motorola: apenas bons produtos não são suficientes

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 16/11/2013 às 22:19h

     Nos últimos meses a Motorola fez lançamentos muito interessantes em sua linha de smartphones. Alguns eu testei via assessoria, outros eu comprei. Na imensa maioria das vezes eu gostei dos produtos e recomendei a compra, como foi o caso do RAZR i, RAZR D1, RAZR D3, RAZR HD, Moto X, etc.

     Se por um lado a empresa vem marcando belos gols com os produtos lançados, por outro está pisando na bola em alguns outros aspectos. As críticas não partem apenas de mim, mas eu tenho visto muita gente comentando a respeito, sejam blogueiros, jornalistas ou leitores.

     Apenas pra me ater aos últimos lançamentos, vamos começar pelo tal update do RAZR D1 e D3. Na coletiva de apresentação dos produtos (março de 2013), a empresa bateu insistentemente na tecla que iria atualizar o Android dos telefones ali lançados. Até então, todos estavam achando que o próximo Android seria o 5.0 (Key Lime Pie). Porém, o Google resolver fazer updates menores, chamando-os de 4.2 (Jelly Bean), 4.3 (ainda Jelly Bean) e mais recentemente de 4.4 (KitKat). Bom, vários meses se passaram e nada de update. Infelizmente, isso é típico da Motorola. Vários usuários tem aversão a marca por causa disso. Como ela foi recentemente comprada pelo Google, que é a “dona” do Android, muito acharam que isso mudaria o cenário. Infelizmente, parece que não mudou e quem comprou o RAZR D1 e D3, ainda aguardam update.

     Em agosto, vimos ser anunciado o tão esperado Moto X. Muitos apostavam numa verdadeira revolução, que seria um produto muito poderoso e customizável. Eu gostei do produto, mas ele me decepcionou por não ter slot para cartão microSD, poucos comandos de voz em português (novamente, existe promessa de update pra melhorar isso), uma câmera não tão boa (de novo, updates prometendo melhoria) e a tal customização era apenas a possibilidade de mexer nas cores do aparelho e não no seu hardware em si. Aliás, essa possibilidade não veio pros usuários brasileiros. Seria legal, mas sinceramente até abro mão disso.

     Ainda no Moto X, a empresa colocou o aparelho em pré-venda por R$ 1.799,00. Alguns dias depois, quando ele começou a ser vendido, o preço caiu para R$ 1.499,00. Até onde eu li, a Motorola não dificultou a vida de quem havia pago mais caro e devolveu os R$ 300,00 facilmente. Mas, não deixa de ser uma bela pisada de bola. Pegou muito mal! Aliás, outra coisa que pegou mal foi a empresa pagar pra vários blogueiros e youtubers testarem os produtos. Até o próprio Google, dono da Motorola, não aprova tal prática. Eu achei estranhíssimo, já que o produto é bom e não precisa de ninguém sendo pago pra falar dele. Seria algo natural. Agora, muita gente lê um review e fica na dúvida: “será que é mesmo uma opinião sincera ou algo pago?”.

     Por fim, chegamos no mais recente lançamento da empresa, o Moto G. A empresa disse no anúncio que ele estaria a venda no mesmo dia. Eu fui um dos apressadinhos que correu pra comprar, conforme já falei anteriormente aqui. Mas qual não foi a minha surpresa ao ver o email de confirmação do produto dizendo que ele seria entregue em 21 dias úteis! Isso pra mim é pré-venda e não venda em si. Me senti um verdadeiro idiota! Comentei sobre isso no Twitter e a assessoria disse que houve uma demora na logística, realmente iria atrasar, mas provavelmente chegaria antes.

     Hoje (16/11) eu comecei a ser bombardeado no Twitter por promoções do Moto G. O modelo dual chip de 8GB, que custa R$ 699,00 na loja oficial, estava saindo por R$ 539,00, ou seja, um tremendo desconto! Mais a noite, o Submarino colocou o Moto G Colors (o que paguei R$ 799,00) por R$ 632,81. E sabe do pior? O prazo é quase a metade do oferecido pela loja oficial da Motorola. Me senti um completo idiota! É assim que a Motorola quer que o consumidor que prestigiou seu produto se sinta?

     Eu acabei comprando o produto em promoção no Submarino e até já recebi o email de confirmação. Certamente vou cancelar o pedido junto a Motorola, já que o Código de Defesa do Consumidor me dá o direito de cancelar uma compra via internet ou telefone até 7 dias depois de receber o produto. Como eles ainda vão demorar um mês pra me entregar, espero que seja mais fácil. Mas não duvido que vão me enrolar uns dois meses pra me estornar a compra no cartão.

     Pra finalizar, no dia que o site de vendas do Moto G foi ao ar, a aba de especificações nem sequer tinha conteúdo. Ao clicar nela, nada aparecia. Ao longo do dia, foram arrumando o site e complementando o que faltava. Sinceramente, foi de um amadorismo lamentável.

     Sinceramente não sei quem são os responsáveis por tantos erros que tiram o brilho dos bons produtos lançados, mas eu espero que alguém se dedique mais ao planejamento das ações comercias e de marketing, pois isso denigre a imagem da empresa.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 15

Quer passar raiva numa empresa de hospedagem? Mandic!

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 15/11/2013 às 14:14h

     No final de 2011 o UOL Host teve um dos piores “cases de fracasso” da história dos Datacenters brasileiros, quando deu um problema em um dos seus equipamentos e milhares de clientes foram afetados. Mas por que isso se destacou, já que acontece até com empresas grandes e conhecidas, como Facebook, Twitter, Google, etc.? Porque o problema não durou alguns minutos, mas sim vários dias. Em alguns casos, provedores que usavam os serviços do UOL simplesmente perderam tudo que tinha, pois a empresa não conseguiu recuperar nem os dados principais e nem os backups. Infelizmente, eu estava entre essas empresas e sofri um duro golpe, que custei a me recuperar.

     Depois do ocorrido (que relatei aqui) no blog), eu fiz uma pesquisa minuciosa atrás de um novo fornecedor. Cheguei a contratar vários pra testar o suporte e qualidade no geral. Acabei optando pela Tecla, que meses depois, foi comprada pela Mandic. Em seu site, eles dão a entender que são a empresa mais competente do mundo. Na prática, nem perto disso.

     A vida me ensinou que toda empresa tem problemas, mas como lidamos com ele é que nos diferencia. Depois da compra da Tecla pela Mandic, eu tive tantos problemas que até já perdi a conta. Infelizmente, tenho vários projetos de longo prazo que estão hospedados lá. E, diferente da Mandic, eu honro os contratos que assino e respeito meu cliente.

     Depois de dezenas de chamados abertos diretamente na Mandic, no Reclame Aqui e também no Procon, acabei indo na Justiça contra eles, quando conseguiram o cúmulo de tirar todos meus servidores do ar alegando falta de pagamento, mesmo estando tudo devidamente pago. Diante de tão grave absurdo, não vi outro jeito senão levar o caso a Justiça e pedir indenização.

     No vídeo acima eu mostro um pouco o que estou passando hoje, 15 de setembro. É feriado, devia estar descansando em família, vendo meus filhos de 1 e 3 anos crescendo, compartilhando momentos com eles. Ao invés disso, estou sentado diante do computador, tentando, sem sucesso, provar pra Mandic que ontem eles fizeram algum procedimento que desencadeou o problema reportado, já que desde o dia 22 de outubro eu não atualizo nada nos servidores e todos começaram com o problema exatamente ontem. Ou seja, do nada que não foi. Alguma coisa aconteceu e o vídeo é claro a respeito disso.

     Muita gente me pede recomendações, seja de um smartphone, tablet, TV e também provedores de hospedagem. Eu sempre fico receoso em indicar serviço no Brasil, porque a maioria é muito inferior aos prestados por empresas americanos, como a Amazon. Assim, já que não posso indicar uma, gostaria de “desindicar” a Mandic, pelos inúmeros problemas e falta de respeito que tem com seus clientes. Dê uma pesquisada sobre a reputação deles no site ReclameAqui e veja por si mesmo.

     Update 18/11/2013 15:21 => Vejam aqui o chamado que abri. Como sou profissional de tecnologia, sei da importância de uma boa descrição ao narrar um fato ao suporte. Logo, detalhei bem para que qualquer técnico nível básico entendesse. Aqui vocês podem ver a primeira resposta do suporte, negando qualquer problema na Mandic. Aqui a segundo resposta, novamente negando o problema. Apenas no dia seguinte, depois de muito reclamar no suporte, no Twitter, no blog, no ReclameAqui e tudo o mais, eles assumiram o problema. Como eu já disse anteriormente: não foi a primeira vez e sei que não será a última que eles fazem isso. Como eu também já disse, infelizmente não posso sair deles porque tenho contratos em andamento que me impedem. Depois de tudo resolvido, a única coisa que a Mandic sabe fazer é te ligar e pedir “sinceras desculpas”, como se isso resolvesse o seu tempo e dinheiro perdido, bem como sua imagem junto a seus clientes.

     Update 19/11/2013 12:25 => Além da perda de credibilidade gerada por contas erradas, que é algo totalmente intangível, tive um prejuízo direto de R$ 380,00 pra corrigir as contas erradas, geradas graças ao problema da Mandic. Eles reconheceram o problema e pediram “sinceras desculpas”. Quando eu disse quem iria pagar o prejuízo, não quiseram assumir o custo de algo que foi causado por eles. O que dizer? Lamentável. Profunda falta de respeito com os clientes e com a legislação vigente. Eu tenho ao máximo evitar um litígio judicial, mas quando o fornecedor se nega a fazer o correto, não tem outro jeito. Vamos pra mais um processo…

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 11

Breno Masi demonstrando o Google Glass na Globo

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 11/11/2013 às 09:29h

     O amigordinho Breno Masi (vulgo @MacMasi) foi hoje cedo no programa da Ana Maria Braga para falar um pouco sobre o Google Glass. Para ver a matéria completa, clique aqui. Abaixo, um pequeno trecho da matéria onde trollo o Breno em rede nacional. Sinceramente, não foi premeditado, mas foi engraçado.

     No começo do ano a Ana Maria levou um “carro inteligente” no programa e aconteceu um incidente, onde o carro quase a atropelou. Como estava assistindo ao programa, capturei o vídeo rapidamente e coloquei no Youtube. Por ser um dos primeiros a postar, o vídeo foi parar em vários portais e alcançou quase 300.000 views em poucos minutos. Porém, isso chamou a atenção da Globo, que pediu pro Google remover o vídeo. Sempre que isso acontece, eles bloqueiam a conta, conforme eu contei nesse outro post.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Geral
preload preload preload