out 08

Vivo muda políticas de uso do 3G. Vamos pular fora?

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/10/2014 às 09:41h

     Sou cliente das três principais operadoras do Brasil (Vivo, Tim e Claro) há alguns anos. Faço isso porque não confio em nenhuma e preciso de contingências, especialmente em minhas viagens. Mas, como eu já narrei aqui outras vezes, mesmo com 3 chips às vezes ainda passo nervoso.

     Como a maioria dos meus familiares são clientes antigos da Vivo, acabo usando o chip deles como principal. Eu tenho o plano Vivo Sempre, onde recarrego R$ 25 mensais e falo com qualquer número da empresa, no Brasil todo, pagando R$ 0,06 (eram R$ 0,05) por minuto. SMS pra qualquer operadora sai também por R$ 0,06 (também eram R$ 0,05). Pra internet, antigamente tinha 200MB por R$ 11,90 (era R$ 9,90) e agora uso o 400MB por R$ 19,90. Resumindo: a Dilma pode falar que não existe inflação, mas não é o que acontece! Vemos que o preço de tudo está subindo, inclusive os serviços de telecomunicações.

     Apesar deu ter um chip Tim Beta, onde eu pago R$ 0,50 (era R$ 0,25) por dia de internet, mais R$ 0,50 (também era R$ 0,25) por dia de ligação pra qualquer Tim no Brasil todo, tenho poucos contatos que são clientes da empresa (talvez pelo sinal, na maioria das vezes, ser um lixo). Notem que, diferente da Vivo, eu posso fazer 1 ou 100 chamadas que vou pagar apenas R$ 0,50 por dia de uso (não é por chamada). Então é um plano super vantajoso pra quem fala bastante e tem vários contatos que também estão na operadora.

     O que me motivou a fazer esse post não foram os seguidos aumentos de tarifa (pois isso ocorreu em todas as empresas), mas algo que irá mudar na Vivo nos próximos dias: o fim da internet “ilimitada”. Atualmente, quando se atinge a cota de internet pré-paga, a empresa reduz a velocidade da sua conexão (geralmente a ridículos 32kbps) mas o cliente continua a navegar. A partir do começo de novembro, a internet será cortada, ou seja, quem quiser continuar a navegar, terá que contratar um novo pacote.

     Como a imensa maioria dos clientes das operadoras usa planos pré-pagos, imagino que isso vá causar um enorme impacto em suas vidas, especialmente pra aqueles que tem WhatsApp, Viber, Flickr e outros apps instalados. Isso porque, esses programas (e muitos outros) costumam vir por padrão com a opção de baixar tudo via 3G (e não apenas no Wi-Fi). Com isso, um plano de 10MB de cota vai pro saco numa velocidade inacreditável. Hoje, o cliente é “penalizado” com a redução da velocidade, mas continua a navegar. E quando a sua internet for cortada?

     Nesse ponto, muitos dos leitores, “mais descolados”, devem estar pensando: “Mas é simples mudar isso. Eu sempre mudo.”. Então caro leitor, mas você é minoria. Sua mãe, tia, avô, etc. sabe disso? E sabe como mudar isso nos apps? Duvido! Na semana passada mesmo, o entregador do Submarino veio me trazer uma encomenda e comentou comigo que a internet vive lenta. Quando fui ver, WhatsApp, Viber e outros estavam comendo todo o plano de dados dele. E tenho certeza que isso acontece com a maioria dos usuários.

     Se você é cliente pré-pago da Vivo, comece a pensar se vale a pena pedir a portabilidade para outra empresa, pois nos próximos dias a política da operadora irá mudar e isso pode lhe causar grandes transtornos.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
nov 08

Vivo estaria entregando pedidos cancelados

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/11/2012 às 14:32h

      Falei aqui no começo da semana que a Vivo abusou tanto da sorte, cancelando sem motivo aparente, dezenas (quem sabe até centenas) de pedidos feitos na Loja Online, que o Procon entrou no caso e o Kissuco engrossou.

      Como eu fui um dos afetados, ontem eu recebi uma ligação da Vivo dizendo que haviam recebido a documentação que mandei via Procon e estavam apenas me ligando pra dizer que estão cientes, mas que, infelizmente, ainda não tem uma posição concreta pra me dar. Segundo eles, houve um problema no sistema da Loja Online (ahan, ahan..) e foram vendidos mais aparelhos do que eles tinham em estoque. Mas, eles estariam estudando formas de não prejudicar quem teve os pedidos cancelados e iriam entregar produtos compatíveis, na mesma faixa de preço e/ ou similares. Assim que tivessem uma posição concreta, iriam retornar o contato.

      Durante o período da promoção na loja, eu divulguei bastante via Twitter e aqui no blog. Assim, muitos vieram até mim dizer que os pedidos foram cancelados e orientei a reclamarem na Anatel e Procon. Eu sei que o brasileiro geralmente é um povo acomodado e muitos deixaram pra lá. Mas os que seguiram minha orientação, também tiveram contato similar da Vivo. Alguns inclusive já receberam o aparelho e detalhe: tiveram casos que a operadora, pra tentar não tomar um processo ou coisa parecida, resolveu dar o aparelho de graça e deixaram isso subentendido na ligação de contato.

      Se você foi um dos prejudicados pela lambança da Vivo e ainda não fez a reclamação, recomendo que corra atrás, pois pelo visto, ela vai honrar os pedidos cancelados. Não sei se ela vai dar de graça o aparelho pra todos, mas vale a pena tentar. Certamente o jurídico da empresa já está ciente que uma ação coletiva movida pelo Procon e outros órgãos de defesa do consumidor não seria boa coisa. Aliás, a Microsoft, na semana passada, ao anunciar um preço do Windows e cobrar mais caro por ele, teve comportamento similar quando o Procon pediu explicações: ela cancelou o que haviam pago e o entregou o produto, ou seja, saiu de graça. Nada mais justo, já que é uma compensação pela dor de cabeça que a empresa fez o consumidor passar.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
nov 06

Procon orienta clientes da Loja Online da Vivo

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 06/11/2012 às 11:35h

      Há algumas semanas eu comentei aqui no blog sobre a promoção na Loja Online da Vivo. Muita gente aproveitou os descontos de mais de 70% no preços de smartphone e tablets, mas “alguns” tiveram problemas com o andamento dos pedidos.

      Eu já vi algumas pessoas no Twitter dizendo que os preços eram falha na loja da operadora e isso não é verdade, uma vez que a própria empresa retificou a informação através do seu blog oficial, conforme pode ser visto nesse link e nesse screenshot (caso a operadora dê uma de esperta e apague o post).

      Seria leviano da minha parte acusar uma grande empresa como a Vivo de agir de má fé. Todavia, alguns fatos mostram que a operadora não agiu da melhor forma possível com seus clientes. Eu mesmo fiz pedidos do tablet Motorola Xoom 2, os mesmos foram cobrados no meu cartão e depois estornados, sem qualquer explicação. Da mesma forma, vi vários relatos similares nas redes sociais, cada um com uma desculpa mais absurda que a outra e sempre se contradizendo. Para piorar a situação, há dias a Loja Online está fora do ar, impedindo que os clientes acessem o status do pedido, o que dificulta que os clientes gerem provas documentais contra a empresa. Coincidência?

      Como de costume, fiz minha reclamação no ReclameAqui, site da Anatel e também via atendimento online do Procon (infelizmente, só disponível para o estado de São Paulo). Aliás, hoje o próprio Procon emitiu um esclarecimento sobre o assunto, pedindo que os consumidores encaminhem as reclamações sobre os cancelamentos para eles analisarem.

      Se você foi um dos que tiveram problemas na Loja Online da Vivo, deixe um comentário no post. Minha recomendação pessoal: “Não seja bundão! Exija seus direitos! Reclame na Anatel e vá até o Procon.”.

      Update 06/11/2012 19:35h => Fui informado pelo @ReiVersuri que o Procon de São Paulo, em virtude das inúmeras queixas contra a loja virtual da Vivo, emitiu uma notificação para a mesma. Notícias no Olhar Digital e UOL.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
ago 29

Testes de performance com SSD via USB2 e USB3

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 29/08/2012 às 17:07h

     No começo do mês eu escrevi um artigo aqui no blog sobre os resultados dos testes com um HD externo usando interface USB3 e Thunderbolt, tanto num iMac 2011, quanto num MacBook Air 2012.

     Os testes mostraram que a propaganda de que o USB3 é até 10 vezes mais rápido que o USB2 são um tanto ficção e dificilmente o usuário conseguirá atingir essas taxas na vida real. Em média, os ganhos serão da ordem de 300%, o que não deixa de ser algo muito bom. Além disso, como alertei no outro artigo, a taxa de transmissão pode ser impactada pela leitura de acesso a mídia, o que acaba criando um gargalo. Por isso, pedi pros amigos da GSShop me enviarem um SSD, que tem o acesso a mídia muito mais veloz.

     Observem no gráfico acima, os testes realizados no post anterior e também os novos testes, realizados com o SSD, no iMac e no MacBook Air. No caso do iMac, usando a interface USB2, pouca coisa mudou e os ganhos foram bem poucos. No primeiro teste, copiando do iMac pro HDD, a taxa de transferência foi de 30,03, enquanto que no SSD foi de 33,22. O processo inverso, do HD pro iMac atingiu taxa de 36,10MB/s, enquanto que no SSD a taxa foi de 39,95MB/s.

     Já no MacBook Air, que tem a tecnologia USB3, o ganho foi razoavelmente maior. Transferindo os dados do MacBook Air pro HD externo, a taxa foi de 106,38MB/s via USB3, 108,11MB/s via Thunderbolt e 122,70 via USB3 com SSD. Já do HD pro MacBook Air, a taxa foi de 102,56MB/s para o USB3, 100MB/s para o Thunderbolt e 172,41MB/s para o SSD via USB3.

     É claro que muita gente compra SSD para fazer uso interno e não externo. Eu mesmo pensei em comprar um SSD para fazer upgrade do meu MacBook Pro 2009, visando dar um novo gás pra ele, que já tem 3 anos. Mas eu achei interessante fazer esses testes de performance, principalmente pra complementar a informação do antigo anterior, mostrando que realmente o gargalo do USB3 muitas vezes está na mídia utilizada e não na tecnologia de transferência.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
mai 30

Primeiras impressões: fones bluetooth Motorola S9 HD

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/05/2012 às 15:56h

     Há algumas semanas eu recebi o Motorola MotoACTV pra resenhar e fui me encantando pelo produto, que a princípio, achei que não era muito adequado pras minhas necessidades. Acabei comprando um pra monitorar minhas caminhadas, mas uma coisa ainda me incomodava nele: o cabo do fone de ouvido indo e vindo enquanto eu balançava o braço. Ae veio outra necessidade: um fone de ouvido bluetooth.

     Eu nunca fui muito chegado a tecnologia bluetooth nos fones de ouvido. Sempre preferi os fones tradicionais, com cabo. Tenho dois fones muito bons (e caros) que acabei comprando na Apple Store, mas como eles tem aquele feito anti-ruído, me deixam com uma sensação desagradável depois alguns minutos usando-os. Assim, optei por usar os da Apple mesmo, que não são o estado da arte, mas dão pro gasto. Em uma das idas a Best Buy eu comprei um fone de ouvido bluetooth, mas acabou ficando jogado na mochila. Ele é de uma marca bem conhecida (Jabra), mas como é mono, não dá pra ouvir música nele.

     Antes de começar a minha pesquisa por resenhas, perguntei no Twitter o que o pessoal usava e o que me recomendavam. Não queria gastar os tubos nisso, mas também não queria nada muito porcaria. Meu limite de orçamento pra esses fones eram de R$ 200,00. Choveram respostas, algumas dando uma extrapolada no valor e não ficando dentro dos requisitos que eu queria. Como vou usar esses fones apenas durante exercícios físicos, eles tem que ser discretos, leves e confortáveis. Pra ouvir em casa, como disse, eu tenho ótimos fones de ouvido. Inclusive recentemente a Philips me enviou um modelo Citiscape Shibuya que são extraordinários, mas muito grandes e nada indicados pra prática esportiva. Aliás, estou devendo o review dele.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jan 20

Repita comigo: eu sou um pirata filho da puta

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 20/01/2012 às 00:04h

     Hoje o FBI foi pra cima do conhecido site de downloads Megaupload, encerrando suas operações, prendendo funcionários e tudo o mais. Como vem acontecendo muito ultimamente, os hackers revidaram e tiraram do ar cerca de 10 sites ligados ao governo americano e a indústria do entretenimento.

     Se você acha isso certo, bem como sair por ae pirateando tudo, porque essas grandes corporações tem mais que se fuder mesmo, repita comigo: “eu sou um pirata filho da puta”. Meu, em que mundo você vive? Não existe almoço grátis! Se você quer alguma coisa, você tem que pagar, seja um filme, um seriado, uma música, um aplicativo, etc. Se a enorme maioria das pessoas do mundo tivesse na cabeça a mesma merda que você tem, tornando inviável vários negócios, não haveria empresário que se arriscaria a criar bom conteúdo (sim, porque diferente do que você pensa, bom conteúdo não brota do chão, como o pasto que você deve comer).

     Então quer dizer que eu nunca baixei nada pirata? Eu sou um santo apontando o dedo pra todos os lados e quero mais que o SOPA/ PIPA seja aprovado e todo mundo pegue cana? Não, longe disso! Baixo um monte de coisas sem remunerar os criadores, mas sei que estou errado. Não levanto bandeiras dizendo pra todos fazerem o mesmo, pois isso é errado. Quem acha isso certo, ou tem problema mental ou uma grave falha de caráter. Aliás, quanto ao SOPA, eu sou contra, pois erraram feio na mão. Mas dae, querer viver num mundo anárquico, fazendo tudo o que der na telha, sem consequências, derrubando sites de governos e empresas porque fecharam, de maneira legal e seguindo as regras, quem viola direito autoral, vai uma enorme diferença.

     Não duvido que esses grandes pedaços de escória queiram atacar o blog, tirando-o do ar também, como já fizeram no passado, por eu expressar minhas opiniões contrários a suas atitudes. Mas fazer o que, né? Isso só demonstra ainda mais que a tal “ética hacker” está completamente perdida. Juntam na mesma cesta um protesto digno, por uma boa causa, com o direito de violar a propriedade alheia.

     Se você acha que eu estou sendo injusto, vamos fazer o seguinte exercício: você trabalha apenas porque gosta ou porque depende disso para prover o sustento da sua família? Porque eu acho uma puta incoerência a pessoa ir trabalhar pra ganhar dinheiro e dizer que é errado que outros façam o mesmo, pois a informação deve ser livre. Então se o cara é programador, foda-se ele, porque todos tem direito de usar seu software sem pagar? A mesma coisa pra toda indústria da música, cinema, revistas, livros e afins? Jogar pimenta nos olhos dos outros é muito fácil. Pare cinco minutos e se coloque na mesma situação. No mínimo, você vai ver que não é bem por ae.

     Pra finalizar: se você tem menos de 16 anos, nunca trabalhou, vive as custas do papai e acha que eu tô falando besteira, nem perca seu tempo deixando um comentário me xingando, ok? Você ainda não sabe o que é a vida e como as coisas funcionam. Aproveite pra dar unfollow no perfil @GordoGeek no Twitter e pare de visitar esse blog.

     Em tempo: uma pessoa no Twitter argumentou comigo: “ah, mas eu vou fazer um livro e ele será gratuito, porque a informação deve ser gratuita”. Quando eu perguntei se a pessoa era escritora e vivia disso ou se estava fazendo como hobbie, fiquei sem resposta. Porém, acho que está evidente que escrever não é sua fonte de renda. Fazer algo que lhe dá prazer, como um blog, um podcast ou qualquer outra coisa e compartilhar isso com os outros, de forma livre, na intenção de ajudar e se divertir, é digno e tem meu total apoio. O que é completamente ridículo é a pessoa querer que profissionais abram mão do seu ganha pão porque quem faz algo por hobbie não cobra por isso. “Ah, mas tem bandas que disponibilizam o CD de graça e vive de show”. Que bom! Mas isso é opção deles e não uma obrigação.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jan 19

Corram para as montanhas! A internet caiu?!?

5 Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/01/2012 às 18:09h

     Agora a pouco notei que a internet estava completamente caótica, tanto no Speedy, como no 3G da Vivo, Claro e Tim. O que está acontecendo? Aparentemente alguma falha no backbone ou coisa parecida, pois vários sites famosões (Twitter, Facebook, Youtube, etc.) estão fora do ar, bem como outros blogs menores que acompanho. Os poucos sites nacionais que consegui abrir (Globo.com, Terra, IG, etc.) não falavam nada do assunto, então resolvi fazer esse post.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
dez 02

Porteiro Eletrônico por RFID e/ ou Senha

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/12/2011 às 12:52h

     Há alguns dias eu comprei um equipamento para substituir meu antigo porteiro eletrônico. Esse dispositivo funciona com liberação tanto via chaveiros de RFID (por aproximação), como por senhas, conforme eu demonstro no vídeo abaixo. A sua capacidade máxima é para até 250 usuários, se autenticando por senha ou chaveiro com RFID.

     Eu me surpreendi (positivamente) pelo preço do equipamento, pois imaginei que fosse bem mais caro. A compra foi feita via Mercado Livre, com esse vendedor, que é extremamente atencioso e possui um ótimo pós-venda. Liguei pra ele inúmeras vezes e sempre foi bastante cordial. Caso queira tirar alguma dúvida por email, ele também responde rápido. Aliás, eu mencionei que era barato e não disse o custo, né? Meros R$ 60,00.

     Caso você tenha comprado o equipamento e queira aprender de maneira rápida e simples como configurar, veja o vídeo acima. Explico em detalhes e na prática.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
set 27

Google Street View no interior de São Paulo

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/09/2011 às 14:02h

     Estava eu agora a pouco contemplando o horizonte, pensando em como resolver um SQL cabeludo e eis que vejo o carro do Google passando em frente de casa. Ele passou tão rápido que fiquei na dúvida se era ele mesmo. Recorri ao sistema de monitoramento de casa e duas câmeras (quase no mesmo ângulo), conseguiram pegar o carro passando (abaixo).

     O carro em questão é um Chevrolet Captiva todo adesivado, de forma nada discreta, além de ter aquela enorme chifre de unicórnio onde ficam as câmeras. Pelas minhas imagens não dá pra ver esses detalhes, mas nessa outra imagem dá pra ver muito bem.

     Esses dias eu recebi vários tweets de gente que mora no interior de São Paulo dizendo que viu o carro do Google Street View andando pela cidade. Pelo visto, dentro de alguns meses (quem sabe semanas?) as imagens já estejam disponíveis.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jul 28

Vivo: respeito zero com os consumidores

10 Comentarios »Postado por GordoGeek em 28/07/2011 às 01:07h

     Quem me acompanha pelo Twitter já deve estar farto dos meus relatos contra a Vivo, mas como acredito que posso ajudar outras pessoas com o mesmo problema, farei esse post a respeito. Quem estiver na mesma situação, por favor use o espaço dedicado a comentários para narrar o seu caso.

     Mesmo que os SMS usem pouquíssimos recursos das operadoras, elas ainda os vendem a peso de ouro. Se compararmos a outros países do mundo, o valor cobrado aqui é ridículo. Na ânsia de lucrar o máximo possível, as operadoras procuram enviar alertas SMS de madrugada, quando existe ociosidade da sua rede. Se isso atrapalha o cliente, pouco importa, o foco deles é lucrar o máximo que der.

     Há meses eu reclamo na Vivo e na Anatel sobre esse problema. A operadora insiste em me enviar SMS de madrugada, mesmo eu abrindo vários chamados na agência reguladora. Toda vez é a mesma historinha: eles falam pra Anatel que vão incluir meus números numa lista para não receber os tais SMS, dão baixa no chamado, mas não resolvem. Passam alguns dias e lá estão eles enviando o SMS novamente.

     Como eu administro servidores, eu tenho scripts que fazem o monitoramento de toda a base instalada e usam SMS para me alertar sobre problemas. É raro acontecer algum problema, mas quando acontece, eu tenho que entrar em ação imediatamente, ligando pro IDC onde o servidor em questão está hospedado e me desdobrando para no dia seguinte, o servidor estar disponível pro uso do cliente. Assim, eu não posso me dar ao luxo de desligar celular. Ele fica ligado 24 horas por dia, 7 dias por semana.

     A impressão que eu tenho é que a operadora está fazendo pouco caso e não tomando providência alguma. Aliás, essa foi a mesma impressão de um advogado gaúcho que entrou com uma ação contra a Vivo, pois tinha exatamente o mesmo problema. Ele pedia uma providência, a operadora dizia que resolveu e os SMS continuavam. O juiz deu ganho de caso a ele, condenando a Vivo a pagar R$ 5.100,00 de indenização.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload