maio22

Como criar uma contingência de internet usando o 3G

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 22/05/2013 às 12:55h

     Muita gente sofre com conexões de internet, que acabam ficando lentas (em determinadas horas do dia, como depois das 19h), instáveis (perda de pacotes, alta latência, etc.), com falhas no roteamento (impedindo que acessem determinados sites e serviços), etc. Eu mesmo tenho uma conexão Speedy da Vivo e em várias ocasiões ela acaba ficando mais lenta que um 3G da TIM. Por mais absurdo que isso possa parecer, acontece bastante aqui comigo. Mas como podemos criar uma contingência quando isso acontece e precisamos trabalhar usando a internet?

     No mês passado eu resenhei aqui no blog o Draytek VigorFly 210, um equipamento muito bom, mas um pouco salgado, especialmente para o mercado residencial. Entre as características que gostei estava o fato dele suportar um modem 3G e comutar para essa conexão sempre que a principal (via cabo na porta WAN) ficasse indisponível.

     Comecei a procurar alternativas mais em conta, achei vários roteadores com essa função, mas fiquei com receio de não serem compatíveis com meu modem 3G, que vai espetado na porta USB. Como o vendedor me garantiu que era compatível, acabei comprando um modelo TL-MR3420 da TP-Link. Afinal, senão funcionasse, eu iria devolver. Assim, fiz a compra na semana passada e ontem fiz a instalação. Pra minha sorte, realmente era compatível e já estou rodando com a solução.

     Como eu não queria mexer na minha infra-estrutura de rede atual, eu acabei fazendo o seguinte: coloquei o TP-Link bem ao lado do Time Capsule. No equipamento da Apple, que antes autenticava a conexão PPPoE do Speedy, eu coloquei para ficar com DHCP na WAN. Essa porta, eu conectei na porta LAN 1 do TP-Link que ficou autenticando o Speedy na porta WAN e conectado ao 3G via USB. Dessa forma, não precisei alterar mais nada na minha rede para criar a contingência, deixando o Speedy como principal e, caso ele falhe, muda automaticamente pro 3G. Eu também posso fazer isso manualmente, caso o Speedy esteja ativo, mas lento demais ou com problemas de roteamento, perda de pacotes, alta latência, etc.

     Durante alguns meses, eu usei meu Galaxy Note 2 como roteador Wi-Fi em casos de contingência. Porém, essa não é a solução ideal. Primeiro que ele não tem potência de sinal Wi-Fi suficiente. Segundo, porque ele não suporta muitos equipamentos conectados nele. Terceiro, porque ele só fornece a internet via Wi-Fi, ou seja, os equipamentos conectados via cabo, ficam fora da internet. Quarto, quando eu mudava o iMac pra acessar a internet via Wi-Fi do Android, perdia acesso a rede local via RJ-45. Ou seja, os problemas eram diversos e acabei resolvendo todos com esse roteador de menos de R$ 150,00 (com frete Sedex incluso).

Leave a Reply

preload preload preload