jun27

Como usar internet 3G pré-paga nos Estados Unidos

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 27/06/2012 às 19:27h

     Eu sei que alguns vão pensar “poxa, de novo esse alerta”, mas eu vou fazer em todos posts referentes a viagem pra evitar que nos comentários (como às vezes acontece) alguém venha me chamar de burro e dizer que o post foi uma porcaria, que não ajudou em nada, que eu quero me passar por sabichão e não sei nada, etc. Acreditem, por mais que eu faça os posts pra ajudar, ainda tenho que ler coisas desse tipo. Então, na tentativa de minimizar tais comentários, vou sempre colocá-los no início dos posts. Você, que já leu, pode começar sempre a ler do segundo parágrafo. Isso dito, lá vai: essa série de posts sobre a viagem que fiz são para compartilhar o pouco que sei e tais informações podem não ser as melhores alternativas pra você. Conto com os comentários dos leitores para me corrigirem e enriquecer o conteúdo.

     Todos os anos, quando vou para os Estados Unidos, eu faço um post sobre os planos de internet 3G disponíveis por lá. Infelizmente (ou felizmente) os planos mudam constantemente, então o post precisa ser atualizado. Como eu preciso fazer essa pesquisa antes da viagem pra saber o que vou contratar chegando lá, acabo compartilhando aqui no blog e sempre que alguém me diz que está indo pra lá, fica mais fácil simplesmente passar o link desse post, do que explicar as várias opções em 140 caracteres ou algo do gênero.

     Pra facilitar o seu trabalho, caso queira procurar as matérias antigas como referência, tomo a liberdade de listar aqui os outros posts que fiz sobre o assunto: Como usar internet 3G numa viagem aos EUA? (03/2010), “Dica: usando iPhone com AT&T nos EUA” (03/ 2010), “Como ter acesso a internet 3G nos Estados Unidos?” (03/2011) e “Internet móvel pré-paga por apenas USD 1.49/ dia” (04/2011). Alguns posts ainda são válidos pois explicam como alterar o APN das operadoras, por exemplo.

     Uma prática que notei estar virando praxe nos Estados Unidos é a operadora ofertar um plano de ligações, SMS e internet ilimitados por um preço atraente, porém eles limitam essa oferta ao uso de celular convencional (dumbphone). Se você quiser contratar o mesmo plano pra usar em seu smartphone, seja ele Android, iPhone, Windows Phone ou qualquer outro, eles cobram um extra no uso de dados. Evidentemente que quem tem um aparelho com mais recursos irá utilizar mais o tráfego de dados e pra não sairem no prejuízo, eles criaram essa regrinha. No entanto, acredito que, se você pegar o APN das operadoras e alterar no seu dispositivo, conseguirá utilizar numa boa (irei testar isso quando estiver viajando, no início do mês que vem).

     Se você tem um aparelho com chip da Claro, Tim ou Vivo e for usar o roaming internacional, recomendo que não repense isso. No pré-pago, a Claro não está disponibilizando tráfego de dados e cobra R$ 2,99 para originar ou receber chamadas, além de R$ 0,80 por SMS enviado (o recebimento é gratuito em todas as operadoras). A Vivo cobra R$ 2,99 o minuto, tanto recebido, como originado. Eles baixaram esse valor recentemente, pois era R$ 6,50 até esses dias. O SMS enviado custa R$ 1,18 o recebimento é gratuito. A Tim é a única operadora que está permitindo o tráfego de dados no pré-pago, comercializando 1MB por módicos R$ 33,00. O valor cobrado por ligação originada ou recebida é de R$ 4,49 por minuto e o SMS enviado é de R$ 1,50. Minha recomendação: se for fundamental você deixar seu número ativo lá fora, coloque-o num aparelho mais simples e não atenda chamada alguma. Se alguém te ligar, você retorna de volta usando um chip americano ou via Skype. As opções, veremos abaixo.

     Uma coisa que eu gostaria de chamar a atenção, pois achei muito hilário, são os preços dos pacotes de roaming de dados cobrados pela Claro. Começando em R$ 79,90 por 20MB e indo até R$ 1.699,00 por 5GB, os valores são completamente insanos e só nos mostram o quanto não compensa usar seu chip brasileiro no exterior. Ainda no pós, a Vivo cobra R$ 13,99 por MB, fazendo roaming na rede da AT&T e T-Mobile. Já no pós da Tim, você paga R$ 29,90 pra navegar míseros 3MB em 3G e depois cai pra 25kbps. Preciso realmente lhe convencer a esquecer seu chip e usar um americano enquanto estiver lá fora?

     Nos Estados Unidos ainda existem operadoras que trabalham tanto com GSM (o padrão no Brasil) como o CDMA (antigamente usado pela Telesp Celular/ Vivo). Portanto, se você for comprar um aparelho, muita atenção: se comprar CDMA, em operadoras como a Sprint, Verizon ou MetroPCS, eles não vão funcionar aqui no Brasil. Outro detalhe: muitos aparelhos lá são vendidos a preço de banana, mas são bloqueados. Ou seja, se você chegar aqui no Brasil e for usar, mesmo ele sendo GSM, não vai funcionar. Então abra o olho com isso!

     Se você for utilizar o seu aparelho pra simplesmente colocar um chip americano, terá que procurar em empresas que trabalhem com a tecnologia GSM, como AT&T ou T-Mobile. Uma vantagem da AT&T é que você esbarra numa loja da empresa em qualquer canto, além de possuir uma boa cobertura (apesar de muitos xingarem as velocidades do 3G da empresa). No caso da T-Mobile, é mais complicado achar lojas e, alguns planos, eles só ativam via internet ou em lojas Walmart (sabe-se lá Deus o motivo). Aqui cabe uma recomendação: se você tiver um iPhone 4S, poderá procurar também por empresas CDMA, já que ele é um aparelho global, ou seja, funciona tanto em redes GSM, como nas CDMA.

     Os planos pré-pagos da AT&T podem ser visualizados aqui. Se você for ficar poucos dias, poderia escolher o plano que custa USD 2 por dia e tem ligações e sms ilimitados. Porém, como eu já alertei mais acima, eles fazem uma separação entre planos para telefones comuns e smartphones. Segundo consta no site, smartphones devem contratar ou o plano de USD 25 ou o de USD 50. Eu recomendo o plano de USD 25 (250 minutos e SMS ilimitados), além de um pacote de dados a parte, que pode ser de USD 5 por 50MB, USD 15 por 200MB ou USD 25 por 1GB. Se você for fazer um uso médio do plano de dados, sendo comedido, acredito que o de 1GB dê pro gasto.

     Uma empresa muito utilizada por brasileiros que vão para os Estados Unidos é a T-Mobile. Esses são os planos pré-pagos oferecidos pela empresa. Muitas pessoas usam o pacote de USD 2 por dia, com minutos, SMS e internet (2G/ EDGE) ilimitados. Um problema da T-Mobile para os donos de iPhone é que ela trabalha numa frequência diferente de banda e impede que o telefone da Apple navega sob 3G. Até o final do ano a empresa irá migrar todos os equipamentos, mas por enquanto, apenas o iPhone 4S consegue usufruir do 3G (vi isso num fórum, apesar de muitos dizerem que nenhum iPhone funciona no 3G da T-Mobile por enquanto). Por USD 3 por dia, além de minutos, SMS e internet ilimitada, os primeiros 200MB poderão ser feitos usando a conexão 4G (isso é, se você tiver um aparelho compatível). Já se você for ficar muitos dias, acaba compensando comprar o pacote de USD 30, válido por um mês, que vem com 100 minutos de chamadas, SMS e internet ilimitados.

     Uma outra possibilidade é você deixar seu chip tradicional no telefone, desabilitar o uso de dados nele e contratar um equipamento chamado Mi-Fi, que nada mais é do que um roteador portátil. Com ele, você pode compartilhar a internet para até cinco dispositivos via Wi-Fi. Eu não gosto muito dessa alternativa porque a autonomia do Mi-Fi é de no máximo cinco horas de uso, ou seja, se você sai durante o dia e só volta a noite, ficará sem internet no meio do caminho. Claro, você pode ficar ligando e desligando, conforme sua necessidade, mas eu particularmente não sou muito fã dessa solução. Detalhe: a maior parte dos equipamentos Mi-Fi vendidos é CDMA, ou seja, se você for comprar com o único intuito de usar no exterior, tudo bem, mas quando vier pro Brasil, ele não funcionará por aqui.

     Uma sugestão pra quem quer adotar o Mi-Fi, mesmo sendo CDMA, são os aparelhos da Virgin Mobile.
A empresa tem um Mi-Fi 3G super fino e discreto por USD 99 ou um modelo maior, com suporte a 4G, por USD 150. Ambos os aparelhos podem ser encontrados em lojas como Bestbuy, Radioshack Ou Target. Os planos que você pode contratar são de 2GB por USD 35 ou 5GB por USD 50. No caso de possuir o hotspot 4G, em ambos você pode navegar até 10GB.

     Update 31/07/2012 12:32 => Se o seu telefone não tiver jailbreak, você vai precisar mudar o APN dele, conforme a operadora, pra fazê-lo funcionar corretamente na rede de dados da operadora escolhida. Para tal, basta seguir essa dica simples.

Leave a Reply

preload preload preload