mai11

Comparativo: Sky x Via Embratel x Telefônica TV

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 11/05/2010 às 21:39h

     Quem me segue pelo Twitter já conhece a história toda. Como acredito que muitos dos visitantes do nosso blog sequer sabem o que Twitter é (ou não veem utilidade pra ele), vou tomar tomar alguns parágrafos para explicar (resumidamente) a história toda.

     Eu já fui assinante da Sky por um tempo e logo que me mudei, o pessoal da Sky não conseguiu passar os fios pelas canaletas (depois de várias horas de tentativas, diga-se de passagem). Com isso, chamei um “faz tudo” pra fazer o serviço. Só que nesse intervalo, o tal “faz tudo” me recomendou algo que ele usava: o tal do “esquema Probox”, que eu já conhecia, mas sempre fiquei com receio de usar.

     Pra quem não conhece, o Probox (ou AzAmerica e similares) é um aparelhinho receptor que capta os sinais do satélite da Telefonica TV Digital, na faixa, sem precisar pagar nada pra ninguém. Eu já fiz um post sobre isso aqui no blog. Aliás, é o post mais visto desde então, responsável por mais de 80% da visitação, o que demonstra o interesse das pessoas sobre o tema.

     Fazendo um grande resumo, pra quem não conhece, a Telefonica utiliza o sistema de codificação Nagra II na transmissão do sinal. Porém, esse Nagra II foi hackeado e, por isso, é possível pegar os canais sem pagar. Porém, a Telefonica está em fase final da correção desse bug (que já dura há mais de 3 anos), atualizando o sistema para Nagra III, que, até então, não pode ser hackeado.

     Como vocês podem ver no outro post, confesso que testei o serviço por algum tempo. Funciona? Sim, mas com algumas ressalvas. Praticamente toda semana (geralmente aos sábados), o sinal simplesmente morre, pois a Telefonica troca a chave de codificação. Algumas horas depois e os hackers já quebram a nova chave e disponibilizam na internet. Porém, é sempre uma chateação, pois fica-se algumas horas sem a disponibilidade do serviço, bem aos finais de semana. Outra coisa bem ruim é que a qualidade dos equipamentos é ruim. O software é feio/ ruim, o equipamento é XingLing, a qualidade da transmissão oscila, etc. Ou seja, pode ser uma alternativa pra quem não quer pagar pelo serviço, mas está longe do ideal.

     Querendo voltar pro “lado branco da força”, comecei a fazer uma pesquisa pra ver o que iria assinar. Aqui na minha região só tenho disponibilidade de Sky, Via Embratel e Telefônica TV Digital. Infelizmente, não tem Net e nem OiTV, que aliás, pelo que andei pesquisando, são muito mais baratas e oferecem mais canais.

     Peguei os dados nos sites das operadoras, liguei pra confirmar as opções e compilei uma planilha comparativa entre os planos oferecidos pelas operadoras, bem como os preços e pacotes. Não coloquei os canais abertos, rádios, canais de compra, etc. porque isso não é do meu interesse e acho que também não será do seu. Você pode baixar essa planilha clicando aqui.

     Acho que a essa altura do post, cabe uma ressalva: pra que eu quero TV por assinatura? Bom, assim como vários leitores (acredito eu), pego boa parte do conteúdo da internet, especialmente seriados, pois chegam com meses de antecedência em canais alternativos (leia-se torrent) do que nas TVs pagas. Filmes, a mesma coisa. Mas filmes ainda existe a opção de alugar lançamentos ou simplesmente ir ao cinema. Ou seja, eu quero TV por assinatura basicamente pra ver alguns programas que, ou não na internet ou são mais difíceis de baixar (os que tem, geralmente não tem legenda).

     A opção mais barata que encontrei foi a da Telefônica, com o mirrado pacote Telefônica Inicial, que custa R$ 50,00 mensais e vem com meros 6 canais: Cartoon Network (desenhos), Discovery Channel (documentários), Globo News (notícias), Multishow (entretenimento), National Geographic (documentários) e Warner (séries e filmes). Acredito que a Telefônica teve um certo cuidado ao montar esse pacote, pois contempla o básico de vários segmentos e pode agradar a toda família (menos exigente e de baixo orçamento). Não existe custo de instalação/ adesão ou mensalidade do equipamento principal, mas o cliente fica fidelizado por 12 meses. Existe ainda a opção de contrata até 4 pontos adicionais, pagando-se R$ 20,00 mensais por cada um deles.

     Uma coisa bacana na Telefônica TV Digital é que você pode contratar pacotes temáticos. Por exemplo: infantil, esportes, variedades, documentários, mundo, filmes e notícias. O preço médio de cada pacote é de R$ 11,00. O número de canais por pacote varia de 4 a 9. O pacote de documentários vem com apenas 4: Discovery Civilization, Discovery Science, Discovery Turbo e History Channel. Já o pacote variedades possui Animal Planet, History Channel, Discovery Home & Health, Discovery Travel & Living, Management TV, Biography Channel, Vh1 Mega Hits e mais outros 2 menos conhecidos. No site da Telefônica não fica claro se o assinante do pacote inicial pode contratar os pacotes temáticos. Liguei no 0800-121520 e segundo 2 atendentes, é possível assinar os temáticos, dentro de qualquer pacote. Ou seja, com R$ 61,00 mensais, você pega o básico e o pacote variedades que, com certeza, está longe de ser super completo, mas tem os canais que eu mais gosto.

     Se você gosta de programação em HD e recurso de gravar a programação, a Sky é a melhor opção. Contudo, o preço dos pacotes são bem altos. Já no caso da Embratel, o que os tirou da jogada (apesar do bom preço do pacote) foi a limitação de apenas um ponto adicional, ou seja, se você quer por na sala e 2 quartos, não tem como.

     Minha opção foi pela Telefônica. Eu ia assinar o pacote inicial (R$ 50,00), mas ae me disseram que esse pacote não permite os pontos adicionais. Sendo assim, tive que optar pelo pacote básico (R$ 74,90). Além disso, comprei o pacote variedade (R$ 11,00) e quatro pontos adicionais (principal na sala, 1 adicional em cada quarto, 1 no escritório e outro na área de lazer). No total, ficou R$ 165,90, o que achei um preço bem razoável pra 5 pontos de TV, com uma programação que me interessa (basicamente documentários e variedade). Como eu disse antes, filmes e seriados eu prefiro ir ao cinema ou baixar. Infelizmente, não foi dessa vez que vou ter conteúdo em HD e gravação da programação, mas achei que os valores que a Sky queria me cobrar, eram inviáveis.

preload preload preload