fev19

Dá pra confiar no sistema de bilhetagem da Vivo?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 19/02/2013 às 13:44h

     Já tem vários meses que reclamo na Vivo sobre o sistema deles ter algum tipo de falha na bilhetagem. Cheguei a ficar quase 1 hora na linha com uma atendente, pedindo pra ele olhar o extrato, linha a linha e ver que era claro o erro. Como vocês sabem, emprego em callcenter é o auge da carreira de qualquer ser humano bem qualificado, né?

     Brincadeiras e ironias mordazes a parte, quando a Anatel engrossou o papo com as operadoras no ano passado, inclusive proibindo a venda de chips por vários dias, um dos maiores problemas era justamente a cobrança indevida. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) é claro ao dizer que toda cobrança indevida deve ser punida com a devolução em dobro, justamente para não estimular que empresas usem da má fé pra obter rendimentos extras. O problema é que, quase todo mundo confia cegamente nos sistemas das operadoras (mesmo não tendo motivos pra isso) e não confere a conta.

     Como não é de hoje que eu sei que a Vivo me cobra errado, eu simplesmente assumi meu TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e passei a fazer, diariamente, um controle rigoroso do saldo, entrando no site da operadora, pegando o saldo e colocando numa planilha. Uma vez por semana, eu ainda tiro uma captura de tela do sistema e imprimo, como prova que naquele dia o saldo era o que apontava na tela. Isso porque, quando dá algum erro, por mais que você tente argumentar com os atendentes da Vivo, você está sempre errado.

     Já tem alguns meses que sai do plano VivoON, pois não tava compensando. Acabei optando pelo Vivo Sempre, no qual eu pago R$ 0,05 o SMS pra qualquer operadora e R$ 0,05 o minuto pra qualquer Vivo no Brasil todo. Assim, posso ligar pra minha mãe que mora longe, ficar 20 minutos e pagar meros R$ 1,00. Bom, né? Seria, se a Vivo cobrasse o que deve cobrar.

     Pra manter esse plano ativo, eu sou obrigado a todo mês recarregar R$ 25,00. E eu faço isso, como vocês podem ver aqui e aqui, no extrato da linha da minha esposa e na minha. No dia 11/02, quando eu entrei no meu ritual diário de puxar o saldo no site da Vivo, vi uma diferença enorme de um dia pro outro. Tudo bem que às vezes minha esposa exagera, mas era um valor muito alto. Quando puxei o extrato, notei que a partir do dia 10/02, a Vivo começou a cobrar R$ 0,45 como tarifa e não mais R$ 0,05. Tentei contato com a operadora via telefone, chat e email. Nada… Sendo assim, acionei a Anatel. Passados alguns dias, até o momento, também nada.

     Eis que hoje eu entro no site da Vivo novamente e vejo que, a partir do dia 14/02, quando a reclamação da Anatel deve ter chegado pra eles, misteriosamente a tarifação voltou a R$ 0,05, como vocês podem ver aqui e aqui. A desculpa que me deram por telefone é que, como em janeiro eu não fiz a recarga que deveria, o plano foi alterado. Quando eu disse que o próprio sistema deles apontava a recarga (como nos links do parágrafo acima), o atendente ficou sem resposta.

     Em resumo: até o momento, ainda estou sem uma explicação pro caso e a Vivo não estornou o valor cobrado indevido em dobro. Assim, se você é cliente da empresa (ou de qualquer outra pra falar a verdade), fique muito esperto. Perca um tempo e acompanhe seu saldo. Verifique seu extrato! Veja o quanto te cobram. O que tem de empresa *SAFADA* querendo se dar bem as custas da sua distração, não tá no gibi.

     Aproveitando o post, lembram que a Anatel chegou a sugerir que a Tim estava derrubando as chamadas do plano Infinity pra cobrar mais? Tudo levava a isso, pois como era possível as chamadas de quem tem esse plano cairem muito mais que as outras? Era lógico! Mas, no final das contas, uma auditoria disse que não tinha nada disso. Foi coincidência. Num mundo de coincidência e de uma agência reguladora que não faz o seu trabalho, cedendo escancaradamente ao lobby das empresas que deveria fiscalizar, você está por conta própria! Não deixe elas te enganarem!

Leave a Reply

preload preload preload