jun12

Estou há um passo de “retornar” ao mundo Apple

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 12/06/2013 às 13:52h

     Algumas pessoas me perguntam porque eu abandonei o mundo Apple e a realidade é que isso nunca aconteceu. Mesmo usando Android como smartphone principal, continuei a usar OSX no iMac, Mac mini, MacBook Pro e MacBook Air, além de continuar a usar Apple TV, AirPort Extreme, Time Capsule, etc. Ou seja, o que houve foi que, sentindo que o iOS não me atendia mais tão bem quanto eu precisava e sem saco de ficar tendo que fazer jailbreak pra preencher essas lacunas, optei por um smartphone que servia melhor para as minhas demandas geeks, que são diferentes de um usuário comum. No caso, foi um com Android, mas poderia ter sido um com Windows Phone, Symbian, WebOS, Firefox OS, etc.

     Quem me acompanha ocasionalmente, às vezes me diz: “poxa GG, você só critica a Apple”. E outros ainda: “poxa GG, você só critica o Android”. Apenas quem me acompanha mais de perto sabe que eu critico tudo que merece ser criticado (na minha visão, claro), sem poupar A ou B porque uso mais, porque me envia aparelhos para review, porque anuncia no blog, etc. Elogio quando acho que merece e critico quando acho que devo. Simples assim. Tanto é que, observem o nosso mascote no topo do site: ele está de braços abertos, com o bonequinho do Android de um lado e a logo da Apple do outro. Isso resume o que eu acabei de dizer.

     Confesso que não estava muito animado para a WWDC. Quem me ouviu no podcast do MacMagazine sentiu bem isso. São tantos anos vendo a Apple dar passos pequenos, que parei de esperar algo grande vindo de Cupertino. Já escrevi algumas vezes, aqui e no Twitter, que acho que Tim Cook sentou nos USD 150 bilhões da empresa e deu um grande foda-se pra inovação. Adotou o “em time que está ganhando, não se mexe”. Talvez por não ter criado grandes expectativas, gostei bastante do que vi na 2. feira, durante o keynote de abertura da WWDC. Claro, nem tudo me agradou, mas o balanço final foi bem positivo. Eu vi uma Apple saindo do estado de completa paralisia que se encontrava.

     Na segunda-feira a noite eu participei do podcast Happy Hour Tech e muitos notaram que eu estava muito mais falante. Mudei de estado de espírito, saindo de um “não espero mais nada dessa empresa merda” para um “fiquei muito empolgado para o que vi” em menos de 3 dias. Novamente: não gostei de tudo que vi, acho que algumas coisas ainda precisam ser melhoradas, outras implementadas, mas no geral, gostei do novo OSX Maverick, do iOS 7 e do Mac Pro. Tanto que, ao final da apresentação, disse que estava cogitando seriamente em comprar um novo iPhone com o iOS 7.

     Por coincidência (ou não, quem sabe um dedo divino), meu Galaxy Note 2 começou a ficar instável no sábado, até culminar com grandes problemas na 2. feira. O bicho tá travando muito. Mas muito mesmo! Às vezes eu pego o aparelho, que estava em standby e ele tá travado. Não responde. Ae preciso tirar a bateria, colocar novamente e tentar religá-lo. Muitas vezes, preciso fazer isso mais de 5 vezes até ele voltar. Algumas vezes ele trava logo no boot, outras depois que carrega o sistema, outras ao longo do dia. Em resumo: tá uma bosta.

     Como eu tô usando uma ROM alternativa (Cyanogenmod) desde que comprei o aparelho, minhas primeiras suspeitas recairam sobre ela. Voltei ROMs antigas, de quando estava estável e nada. Eu estou achando que é algum problema de hardware, assim como aconteceu com meu Galaxy S3. E esse tipo de coisa me deixa muito puto, pois eu não tinha tantos problemas assim com a Apple. Claro, não era um mar de rosas, mas era melhor. Por exemplo: quando algo dá errado, seja porque você perdeu um aparelho, porque te roubaram, porque tá trocando de aparelho ou qualquer outra coisa, você pluga o novo no iTunes e em 30 minutos tem tudo de volta, como tava o antigo. No Android, não tem nada similar ao iTunes. Sinceramente, não entendo o motivo. Existem dezenas de ferramentas de terceiros, muitas até razoáveis, mas nada que se compare a facilidade e confiabilidade do iTunes. Ae você imagina, ter que perder um dia de trabalho voltando apps, configurando, reativando coisas, etc. É muito chato e frustrante!

     Eu vou voltar a ROM da Samsung para o meu aparelho e tentar mandar pra garantia. Se acontecer o mesmo que houve com o meu S3, vou ficar um mês sem aparelho. Não que com a Apple seja diferente, mas eu nunca tive a infelicidade de ter problemas parecidos num intervalo tão curto de tempo. E detalhe: não são aparelhos de R$ 500,00. Tanto o S3, como o Note 2, são top de linhas, custando milhares de R$. Claro que são produtos eletrônicos e estão sujeitos a problemas, mas também não podemos negar que ficar um mês sem celular é chato pra caralho. Isso acaba me afetando sobremaneira, pois eu fico num estado de irritação incrível e afeta não só a mim, mas a todos ao meu redor, que acabam tomando coices sem motivos. Por isso, considero serialmente voltar a usar um iPhone como smartphone principal.

Leave a Reply

preload preload preload