mar02

Google, copie o compartilhamento familiar da Apple!

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/03/2015 às 02:59h

     Esses dias eu escrevi aqui no blog sobre a falta que faz um aplicativo como o iTunes para os usuários de Android. Hoje, venho falar de outra coisa que sinto muita falta: o compartilhamento familiar.


Bloomua / Shutterstock.com

     Apesar deu ser a ovelha negra da família (usuário de Android), meus filhos tem um iPad cada e minha esposa, apesar da minha insistência, não veio para o lado negro da força e continua a usar iPhone. Recentemente, ganhei um iPhone 6+ do meu padrinho (que mora no Canadá e não me via há anos) e voltei a usar o smartphone da Apple. Mas já fazia tantos anos que não mexia com iOS no dia-a-dia (apesar de ter um iPad, fica na gaveta), que fiquei bem perdido e estou descobrindo algumas coisas bacanas só agora.

     Meus filhos e esposa tem suas contas iCloud, mas apenas para que eu possa localizar os dispositivos em caso de perda ou roubo. Eles efetivamente nunca compram nada. Sou eu sempre quem compro as coisas e depois instalo no deles. Pra facilitar as coisas, acabo deixando meu Apple ID configurado nos aparelhos deles. Claro, com senha, de forma que eles não pudessem fazer compras sem minha autorização, mas facilitando o update.

     Nesse final de semana eu resolvi tirar um tempo para entender melhor o recurso e colocá-lo em prática. No começo, apanhei bastante, pois não tinha entendido muito bem a lógica. Mas depois, confesso que foi bem fácil e me surpreendi com a “novidade”. Seria algo muito bem vindo no mundo Google (falemos disso mais abaixo).

     Como meus filhos são menores de idade, eu criei contas específicas pra eles. Onde eu fiz isso? No painel de controle do OSX, na parte de iCloud, depois em compartilhamento familiar. Quando eu clico em adicionar conta, ele me pede pra confirmar meu cartão de crédito e em seguida me permite incluir contas que já existem (como da minha esposa) ou criar as contas para menores. Nesse mesmo local, você pode configurar quem autoriza as compras das crianças (eu e minha esposa) e também podemos ver a localização deles.

     E quais as vantagens de se fazer isso? Além da criança ter que pedir autorização para comprar algo (chega um push pra você autorizar ou negar), todos os participantes da família podem ter acesso a compras dos outros (caso eles permitam). Assim, você não precisa mais deixar configurado a conta de um familiar no seu dispositivo. Dentro da App Store, basta ir até os ítens comprados, navegar pelo familiar e ver o que ele ja comprou. Caso queira algo, basta baixar. Muito simples!

     No método antigo, eu tinha que deixar minha conta Apple logada nos aparelhos da meninada e, mesmo eu não mantendo contatos/ agenda nessa conta, não me sentia muito a vontade com isso. Era uma gambiarra. E é assim que funciona hoje no Google. Eu tenho uma conta Google chamada “[email protected]” e todos os aparelhos (pai, mãe, irmão, irmã, papagaio, cachorro, gato, etc.) tem essa conta configurada. Assim, eles podem baixar os apps que compro, mas não podem fazer novas compras senão tiverem a senha.

     Como o recurso tem menos de um ano (foi introduzido no iOS 8), ele funciona relativamente bem, mas ainda tem algumas coisas “estranhas” e precisa ser melhorado. Espero que no iOS 9 a Apple o deixe ainda mais redondo, para que possamos desfrutar de sua facilidade, sem ter que recorrer a gambiarras.

     Em tempo: além da conta brasileira, eu tenho também uma conta americana e outra argentino. Isso é legado de um tempo onde nossa App Store era bem mais capada e sequer tinha jogos. Apesar do compartilhamento familiar aceitar o cadastro de conta de outros países, sem dar qualquer alerta ou erro, na hora de usar, você não verá as compras feitas em outras lojas. Ou seja, acaba se tornando inútil nesse caso.

Leave a Reply

preload preload preload