mai26

Meus pais usando (e adorando) o iPad

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/05/2011 às 16:31h

     Já faz mais de um ano que tenho o iPad, mas meus pais nunca deram muita bola pra ele. Minha mãe ainda jogava Paciência de vez em quando, mas meu pai, por diversas vezes, tentei mostrar algumas coisinhas pra ele, mas nunca vi os olhos dele brilharem pelo gadget.

     Apesar de ambos usarem computador há algum tempo e perderem um bom tempo vendo aqueles intermináveis emails em Powerpoint, acessando Orkut, Facebook e similares, como a grande maioria dos pais, eles se viram, mas ainda tem alguma dificuldade com algumas coisas. Às vezes é necessário explicar umas cinco vezes a mesma coisa, até que eles aprendam (ou, cansados e um tanto envergonhados, dizerem que aprendarem).

     Com o lançamento do iPad 2, os geeks mais heavy users correram pra vender seus iPad de geração anterior. Foi numa dessas que surgiu a oportunidade de um iPad de primeira geração, 16GB, WiFi+3G por apenas R$ 1.000,00 e acabei indicando pro meu pai.

     O iPad foi entregue direto na casa dele, há cerca de 15 dias e como eles moram há mais de 300km de mim, tiveram que ir se virando sozinhos. Eu até fiz um vídeo pra tentar ajudar, publiquei aqui no blog, mas romper a barreira inicial é bem complicado. Sempre existe o medo de fazer algo errado, de configurar, “pegar vírus”, quebrar, etc.

     Ontem eles passaram por aqui, de passagem pra São Paulo e tive a chance de instalar alguns programinhas que eu já tinha no meu iTunes e ensinar algumas coisas pra eles. Em algumas horas de “ensinamentos” e treinos, eles foram se soltando e acredito que, finalmente, conseguiram romper a barreira inicial, conseguindo se virar. Óbvio que ainda tem um enorme potencial a ser explorado, as dúvidas ainda pairam, mas o básico, como navegar na internet, acessar email, Orkut, Facebook, marcar favoritos, baixar aplicativos gratuítos na App Store, programar uma rota no GPS e tal, eles tão sabendo.

     Hoje eles seguiram viagem pra São Paulo, onde embarcam amanhã pra uma viagem de 30 dias no Canadá e o ouvi algo que eu não esperava que fosse ouvir tão cedo: meu pai me pediu pra ver uma operadora por lá, pra ele ficar com internet móvel no iPad em toda a viagem.

     A lição que eu tirei dessa curta história (e que gostaria de compartilhar) é que nem todo mundo ama o iPad logo de cara, especialmente os mais velhos. Foi um tanto difícil pra eles aprender como se virar no computador e, agora que estão conseguindo, vem esse tal de iPad e os faz “parecer burros de novo”. Muito provavelmente, se eles apenas vissem num mostruário ou brincassem com o iPad uns poucos minutos, sem qualquer orientação, não veriam grande potencial no “brinquedo”. No entanto, com um pouco mais de tempo e orientação, o iPad pode se tornar um companheiro de todas as horas.

     Se você está na dúvida em presentear seus pais com um e acha que ele pode ficar encostado num canto, sem uso, é muito provável que, se você dedicar um tempinho pros ensinamentos básicos, eles vão adorar o presente e em pouco tempo, não vão mais querer sentar numa mesa pra usar o computador tradicional.

Leave a Reply

preload preload preload