mar27

Mog x Rhapsody x Zune Pass: Fight!

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/03/2011 às 21:23h

     Recentemente eu fiz vários comentários por aqui (e principalmente no Twitter) em relação ao meu teste do Zune Pass. Pra quem ainda não conhece, é um serviço oferecido pela Microsoft, no qual o usuário paga USD 15 mensais e tem acesso ilimitado a milhões de músicas, podendo inclusive baixá-las para ouvir no PC, XBox, Zune ou algum telefone rodando Windows Phone 7. Infelizmente, nada de Mac (streaming no site, funciona, mas download, não) ou iOS. Justamente por causa disso, o @Roniuj me aconselhou dois outros.

     O Rhapsody tem um catálogo de 11 milhões de músicas e é compatível com Mac (streaming), iPhone, Android, Blackberry e outros mp3 players da SanDisk e Philips. O serviço custa USD 10 mensais. O software pra iPhone funciona, mas está longe do ideal. Achei super confuso e não me senti a vontade usando-o.

     O mais barato dos três é o MOG, que custa apenas USD 5 mensais (ou USD 10 pra ouvir em dispositivos móveis). O repositório é de 9 milhões de músicas, um pouco menos que os anteriores, mas que talvez você não sinta muita falta, pois as mais conhecidas estão por lá. O serviço ganhou um prêmio da Billboard no ano passado e funciona tanto em Mac (streaming), como iPhone e Android.

     Eu devo confessar que gostei mais do Zune, apesar dos pesares. Muito melhor que ficar caçando músicas em torrent é simplesmente fazer uma busca no software e ter acesso fácil e rápido a uma música ou a discografia completa de um artista. A princípio o software é tanto confuso. A Microsoft tem muito o que trabalhar na interface dele pra ter uma usabilidade agradável. Eu só acabei indo procurar alternativas pelo fato de não funcionar no Mac e no iPhone, pois se funcionasse, acabaria pagando os USD 15 mensais para ter acesso ilimitado as músicas de maneira fácil.

     Assim com o Hulu, os serviços citados aqui precisam de cartão de crédito gringo (internacional não basta, tem que ser emitido lá fora). Já pra ter acesso ao conteúdo, apenas o Zune Pass permite fazê-lo sem ter IP americano. Os outros, precisam de VPN para ter acesso. Uma pena, já que tem muita gente disposta a pagar pra ter acesso a conteúdo, ao invés de recorrer a ilegalidade, mas eu sei que isso se deve não a má vontade do fornecedor e sim a complicação dos dententores dos direitos autorais em fazer acordos globais.

Leave a Reply

preload preload preload