dez04

Muito cuidado ao comprar pagando o boleto de alguém

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 04/12/2013 às 12:18h

     É prática muito comum na internet o pessoal sair “boletando” produtos em promoções na internet. Pra quem ainda não conhece o termo, significa você ficar sabendo de algo com preço muito bacana e correr pra fazer o pedido, garantido o produto naquelas condições, mesmo sem saber se realmente vai querer o que lhe foi ofertado. Mas por que fazer isso e não usar cartão ou débito em conta?

     Quando você paga algo com cartão de crédito ou débito em conta, a empresa vai faturar isso quase que imediatamente. Se você pensar um pouco mais, ver que só comprou porque tava barato, mas não quer realmente o produto, poderá exigir que a empresa cancele a compra, já que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) no seu artigo 49 lhe dá o direito de arrependimento. Porém, pra empresa processar essa devolução, pode demorar tanto que você vai ficar sem essa grana por quase 2 meses.

     No caso de fechar o pedido e optar por pagamento em boleto, você não vai pagar nada de imediato, como ocorre no cartão de crédito e débito. E, como geralmente, os boletos tem um prazo de uns 5 dias, dá pra você pensar com calma e ver se realmente quer o produto em questão. Dá até pra tentar usar esse tempo pra vender o produto pra alguém, tendo algum lucro em cima.

     Isso tudo devidamente explicado, costuma acontecer das pessoas “passarem o boleto pra outras”, ou seja, eu fiz uma compra, em meu nome, com meu endereço e gerei um boleto. Contudo, eu desisti de comprar e resolvi passar pra alguém, seja ganhando algo em cima ou não. Ae eu te mando o meu boleto pra você pagar. Caso você tenha confiança em mim, não existe problema algum nisso. O problema é que as pessoas fazem esse tipo de transação com quem nunca ouviram falar antes. E, quando a loja detectar o pagamento do boleto e autorizar o envio, o produto será enviado para o endereço do pedido (meu) e não o seu (que pagou o boleto). Qual a garantia que você tem que eu vou mesmo te enviar o produto?

     Modéstia a parte, eu tenho conta no Twitter desde 2008. Tenho alguns negócios relacionados a internet, tenho blog, participo de podcasts e já vendi centenas de produtos pela internet. Ou seja, eu sou uma pessoa confiável. Não vou querer jogar anos de reputação pela janela. Mas, diferente de mim, muitas pessoas tem verdadeiros esquemas pra lesar terceiros. Eles criam perfis falsos, tem endereços falsos pra receber os produtos, etc. Se você pagar um boleto que não esteja em seu nome e a pessoa sumir ou se negar a te enviar o produto, conforme o combinado, você até pode fazer um B.O. por estelionato, processar, etc. Mas você acha mesmo que uma pessoa que preparou todo o golpe vai ser encontrada pela Justiça pra responder pelos seus atos? Experiência próprio: não vai.

     Resumo da ópera: se você conhece a pessoa, seja diretamente ou através de amigos, o risco de se pagar um boleto de terceiros é menor, mas ainda existe. Mas jamais faça isso pra uma pessoa que apareceu do nada e você não tem qualquer referência. Procure efetuar pagamentos usando métodos seguros, como Paypal, Pagseguro ou Mercado Pago. Não são métodos 100% infalíveis, mas são muito mais seguros que pagar um boleto de terceiro.

     Em tempo: na tentativa de evitar fraudes, especialmente quando o pagamento é feito via cartão de crédito, as lojas não deixam mexer nos dados do pedido, especialmente o endereço de entrega. É comum os bandidos conseguirem cartões de crédito, efetuarem compras em lojas online e mandarem entregar em “endereços falsos”. O mesmo acontece quando uma conta bancária é invadida e ela é usada para pagar vários boletos, contas de consumo, etc. Já vi acontecer casos similares no Mercado Livre também. Os endereços usados, muitas vezes, são apenas terrenos vazios, sem sequer ter uma casa. Isso pode ser facilmente localizado usando o Google Maps.

Leave a Reply

preload preload preload