fev06

O que comprar: iPad mini x Galaxy Tab x Nexus 7

11 Comentarios »Postado por GordoGeek em 06/02/2013 às 13:30h

     Todos os dias eu recebo dezenas de perguntas de leitores via comentários, emails e tweets. Algumas se repetem e sempre acabam virando pauta pro blog, pois depois basta eu mandar o link pra pessoa, ao invés de ter que escrever tudo novamente. E, entre as perguntas mais comuns das últimas semanas está essa do título do artigo.

     Eu sou simplesmente apaixonado pela liberdade, flexibilidade e possibilidades de customizações dos dispositivos Android. Porém, não há como negar que, principalmente quando o assunto é tablet, existem poucos apps devidamente criados para as telas de 7” a 10” na Google Play. Em sua maioria, os aplicativos foram simplesmente adaptados para telas maiores e não criados para elas, aproveitando o maior espaço em tela para oferecer um conteúdo mais rico para o usuário.

     Sou usuário de um Galaxy Tab de 7” tem alguns anos, conforme escrevi aqui em 2011. Muita gente torcia o nariz quando via um tablet menor que o iPad e que, na opinião de Steve Jobs, algo menor que os 9.7” do iPad não poderia propiciar uma experiência agradável de uso. O fato é que o mercado provou que a visão inicial da Apple estava errada e surgiram tantos competidores com esse tamanho de tela que a própria empresa da Maçã teve que por no mercado o iPad mini.

     Confesso que já cogitei comprar um iPad mini, não porque eu fiquei admirado com suas especificações (muito pelo contrário), mas porque sou um apaixonado por gadgets (não uso o apelido GordoGEEK a toa). Infelizmente, ele ainda não apareceu oficialmente aqui no Brasil e em sites como o Mercado Livre ele é vendido por absurdos R$ 1.300,00. Sinceramente? Acho que não vale! É complicado dizer se algo é bom ou não sem antes testar, mas assim como aconteceu com o iPhone 5, acho que os produtos da Apple estão com preços muito acima de competidores similares.

     O iPad mini tem as especificações muito similares aos de um iPad de segunda geração, apesar de alguns dizerem que o desempenho é ligeiramente melhor. Mesmo assim, rodar jogos pesados nele está fora de cogitação. Todavia, existem milhares de aplicações muito bem feitas para ele. Além disso, a integração com outros equipamentos da Apple é seu grande ponto forte.

     Já tem alguns meses que vendi meu Galaxy Tab antigo (que saudades do recurso de TV analógica e digital!) e comprei um outro tablet da Samsung, modelo P3100. Fiz isso porque o modelo anterior já estava bem lento para o uso que eu fazia dele. Com esse modelo, que também funciona como telefone, eu rodo sempre o Android mais recente (através do Cyanogenmod) e fico com um ambiente que eu particularmente adoro. O custo de um aparelho como esse, com 16GB, 3G, telefone e espaço pra cartão microSD é ligeiramente menor que o iPad mini.

     Recentemente começou a ser vendido no Brasil o tablet da Google em parceria com a Asus: Nexus 7. Contudo, um aparelho que lá fora é muito barato, chegou aqui por inacreditáveis R$ 1.299,00. Ele é extremamente rápido (mais que o Galaxy Tab), recebe updates diretamente da Google (sem depender de fabricantes e operadoras), mas não possui espaço pra cartão microSD e o modelo com 3G é ainda mais caro.

     Não existe uma resposta única pra pergunta “que tablet comprar”, pois as pessoas são diferentes e tem perfis de uso diferentes. Se você já é um usuário Apple de longa data, tendo outros produtos da empresa, gosta do ambiente atual e principalmente, já está acostumado aos apps, opte pelo iPad mini. Contudo, se quer variar um pouco e um sistema mais aberto e flexível lhe agrade mais, opte por um Galaxy Tab. O Nexus, a meu ver, chegou muito caro ao Brasil e poucas pessoas notarão sua performance superior.

Leave a Reply

preload preload preload