nov30

Continuando a nossa série de posts sobre desenvolvimento para o mundo Apple,  hoje  iremos  escrever  a nossa primeira aplicação em objective-c, começaremos com um programa bem simples onde iremos estudar  alguns conceitos importantes desta linguagem como o nosso objetivo é desenvolver aplicações para o iPhone, iPod e  para Mac esta linguagem junto com o Cocoa será a fronteira a ser vencida, vamos iniciar…

Leitura recomendada:

Posts anteriores da série:

Desenvolvimento de sistemas para o mundo Apple

Configurando um ambiente de desenvolvimento para iPod, iPhone e Mac

Objetivos:

- Conhecer objective-c
- Compilar primeiro programa via console

Pré-requisitos:
- Mac OS instalado e conhecimento de alguma linguagem de programação.
- Ferramentas de desenvolvimento instaladas ( Veja acima em leitura recomendada, como preparar o ambiente. )

Observações:
Esta série de artigos tem o intuito de ensinar um pouco do que tenho aprendido   em desenvolvimento para o mundo Apple, vale a pena dizer que sou novo em desenvolvimento   nestas   tecnologias e escrever estes posts no blog é  uma  maneira  de  compartilhar  informações  com as   pessoas   interessadas nestas tecnologias e eventualmente aprender também, então a regra é esta, eu ajudo vocês e   consequentemente vocês me ajudam e assim poderemos construir uma base de conhecimento para  outros  que    virão. Então não esperem a excelência, apenas entendam que é um esforço que estou fazendo e gostaria de dividir com outras pessoas.

Neste post   vamos   fazer  o  nosso   primeiro   programa para  funcionar  na  plataforma  Mac, será uma aplicação em modo texto e codificada em objective-c.

O objective-c é  a   linguagem   oficial   para   desenvolvimento de   aplicativos no   mundo  Apple, é uma linguagem  híbrida  com  características  da  linguagem  c  e  da   smalltalk,  do  C,  ela   traz   a  velocidade, simplicidade de codificação e do Smalltalk entre tantos características traz a orientação a  objetos como um diferencial ( Caso não conheça os conceitos de OOP ) recomendo que estude em paralelo.   Nestes primeiros posts iremos   estudar  bastante o  objective-c, o   framework  Cocoa, será  uma  segunda  série,  assim que tivermos   os  conhecimentos  básicos  do  objective-c. Vale    lembrar  que  com  o Cocoa poderemos fazer aplicativos gráficos e aplicações para rodarem nos Mac, Iphone e Ipod ( Chegaremos lá ).
Existem   duas   maneiras   para  programarmos  em objective-c   podemos  codificar nossa aplicação via console ( direto na linha de comando   do  Mac Os )   ou  usando  o  XCode  a  IDE  que  é muito  usada  no desenvolvimento de aplicações o mundo Apple.

01 -Executando o terminal e acessando a console do sistema

No Windows as vezes usamos o executar e  digitamos  o  comando   cmd  para   termos acesso ao DOS ( Lembram dele ? ) os que vieram do Linux já estão acostumados com o termo console e   já  sabem   do  que estamos falando. Para ter acesso a console no Mac OS é necessário fazer o seguinte:
Acessa o menu no finder escolha a opção utilitários na janela que será aberta selecione terminal e a linha de comando irá aparecer. As figuras abaixo mostram a sequência   a  ser  seguida. A  linha  de  comandos é similar ao Linux, o Mac Os é da família que segue o padrão Posix.
02 – Escrevendo a primeira aplicação objective-c
Vamos aproveitar e criar uma pasta para as nossas aplicações. Para isto use o seguinte comando. No meu caso, aparece o nome do meu computador e a minha home ( pasta do usuário atual ).
# Criamos a pasta curso-objectiveC
macbook-de-pierre:~ pierre$ mkdir curso-objectiveC
# Entramos na pasta criado
macbook-de-pierre:~ pierre$ cd curso-objectiveC
# Chamamos o editor de textos para escrever o nosso primeiro programa ele se chamará start
macbook-de-pierre:curso-objectiveC pierre$vim start.m
Na linha de comando acabamos de chamar o editor de textos chamado Vim, muito conhecido dos usuários de Linux.
Observaçoes: Estamos em um País livre, você pode criar a sua pasta com o Finder e usar outro editor de textos da sua preferência.
Você agora esta no VI, aperte a letra I, ele vai entrar em modo de inserção e digite o programa a seguir: ( As linhas azuis )
#import <stdio.h>
int main (int argc, const char *argv[])
{
printf (“Primeiro programa em objective-c \n”);
return 0;

}

Abaixo a tela do programa codificado no editor VIM
Agora para salvarmos o nosso programa, no VIM pressionamos a tecla ESC quando surgirem os : ( dois pontos) você digita wq, ele vai sair gravando. Conforme a tela abaixo.
Com isto voltamos a linha de comandos do sistema.
# Compilando o programa, para isto execute o comando abaixo
macbook-de-pierre:curso-objectiveC pierre$gcc start.m -o start -lobjc
Com esta operação será gerado um arquivo com o nome start, que é o nosso programa compilado.
# Executando e logo abaixo o resultado.
.macbook-de-pierre:curso-objectiveC pierre$  ./start

Primeiro programa em objective-c


As telas a seguir mostram a sequência do que falamos.
01   #import <stdio.h>
02 int main (int argc, const char *argv[])
03 {
04   printf (“Primeiro programa em objective-c \n”);
05 return 0;

06 }

Linha 01
A directiva #import , carrega a biblioteca stdio que permite o uso de diversas funções do objective-c no exemplo sua inclusão foi necessário porque usamos a função printf logo abaixo que faz parte desta biblioteca. Para os programadores C Ansi, eles normalmente usam #include ao invés de #import. Um detalhe é que o import carrega o arquivo apenas uma vez.
Linha 02
Inicio da função main, ela é responsavel pelo ponto de partida de um sistema em C, o parametro int indica que ela deve retornar um inteiro ao final de sua execução, logo depois temos dois argumentos, o primeiro retorna o número de parametros passados via linha de comando e o segundo quais são eles, vamos ver mais detalhes ao longo da Série.
Linha 03
Estamos executando a função printf, que faz parte da biblioteca stdio.h importada logo acima, ela imprime mensagens em um dispositivo de saida no nosso caso a console. Ela tem várias formas de ser chamada, neste primeiro exemplo, usamos a função com um parametro uma string.
E finalizando, a função return, terminamos com return 0, o zero é para informar que o programa terminou e tudo correu bem. Retornamos um inteiro, porque na linha 2, foi feito um contrato que a função iria retornar um inteiro.
Os parenteses delimitam o bloco de código.
04 – Comentando os parâmetros para compilação
gcc start.m -o start -lobjc

gccIndica que quero usar o compilador gcc
start.mé o arquivo com o programa que digitamos, os arquivos de programas em objective-c devem ter a extensão .m, nos próximos posts iremos falar mais sobre este assunto.
-o vem de output, indica qual nome o arquivo executavel vai ter
startescolhemos start para o nome do nosso arquivo, mas poderia ser outro
-lobjcO -l vem de library (biblioteca) -lobjc indica que usaremos as bibliotecas
do objective-c para compilar o nosso programa.
Bem amigos, este exemplo foi muito simples, uma introdução simples dos conceitos iniciais de objective-c.
A seguir cenas dos próximos capítulos:
No próximo artigo da série, vamos compilar e executar o mesmo programa, porém usando o Xcode a IDE oficial do MacOS.
Postem nos comentários as suas dúvidas, dicas e criticas para que possamos melhorar os posts e aprendermos juntos este fascinante mundo do desenvolvimento de aplicativos no mundo Apple.
Abraço a todos

Leave a Reply

preload preload preload