out31

Breve análise das opções de Cloud Computing no Brasil

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 31/10/2011 às 14:26h

     Estou escrevendo esse post para compartilhar os conhecimentos que adquiri ao pesquisar alternativas de serviços de Cloud Computing no Brasil, uma vez que o UOL Host decidiu receber o prêmio de mico do ano batendo todos os recordes anteriores de indisponibilidade com larga folga. É importante lembrar que, dependendo do tipo de projeto/ serviço que você precisa, existem alternativas internacionais muito mais acessíveis e conceituadas, como é o caso do AWS da Amazon, CloudSigma, Liquidit, entre várias outras. No meu caso, que trabalho fornecendo sistemas para provedores de telefonia sobre IP (VoIP), a latência de manter uma infra-estrutura fora do país é algo que invibializa a hospedagem internacional.

     O UOL Host tinha planos com preços bem agressivos, começando com 1 core de 1.2GHz, 512MB de RAM e 2Mb de banda (com tráfego ilimitado) por R$ 79,00 mensais. O plano seguinte tinha 2 core de 1.2GHz, 1GB de RAM e 4Mb de banda por R$ 129,00 ao mês. O painel do UOL Host era bem limitado e não tinha muitas opções. Pior, apesar deles venderem o conceito do cloud, como sendo fácil e rápido contratar recursos adicionais, isso não estava disponível. Segundo me informou um atendente pelo chat, teria que contratar uma nova máquina e migrar os dados. Ou seja, reinstalar e configurar tudo de novo, o que demanda muito tempo. Não sei se era só comigo, mas eu sentia que a performance dos servidores oscilavam demais. Nos finais de semana e a noite era excelente. Já durante o dia, tinha uma queda brutal de performance, como se os recursos oferecidos não fossem suficientes e garantidos. Em alguns casos, o servidor chegava a travar e apesar do painel de controle ter a opção de reboot, esse demorava vários minutos a voltar.

     Antes de apresentar as alternativas nacionais que estou testando, vou fazer alguns comentários sobre o AWS da Amazon, que talvez seja o mais conceituado serviço de computação em nuvem e atende milhares de clientes pelo mundo, incluindo ae grandes empresas. Apesar de ser um pouco confuso determinar quanto realmente você vai pagar por mês, o serviço é excelente. Sou cliente deles há alguns meses e posso dar meu testemunho de satisfação. O painel é super poderoso e permite mudar a configuração da máquina de forma extremamente rápida, colocando mais IPs, memória, CPU, discos, etc. E o melhor: você paga apenas o período que usar. Assim, se na média do mês você precisa de um determinado número de recursos, mas em todo final de mês (fechamento) nota que o serviço fica lento, basta colocar mais recursos nesses dias (ou até horas). Além disso, dá pra criar snapshots e modelos das máquinas, que podem ser facilmente replicadas, tanto dentro da mesma conta, como em outras contas. É muita facilidade!

     Voltando pra realidade brasileira, vamos começar a falar da Locaweb. Devo confessar que não sou muito fã da empresa, pois já tive uma péssima experiência com eles no passado. Certa vez eu migrei o blog pra lá, acreditando na propaganda que faziam, dizendo que os recursos eram todos ilimitados. Pouco tempo depois, o blog começou a apresentar várias falhas e quando entrei em contato, disseram que o número de conexões simultâneas do MySQL haviam excedido e eu deveria mudar de plano. Ae eu disse: “como assim? não é tudo ilimitado?”. E eles: “não sr.. ilimitado é apenas disco e tráfego, o resto tem que contratar a parte”. Como isso não tava escrito em lugar algum, fiquei muito p. da vida e tirei o site de lá. Todavia, se eu for levar em conta as experiências ruins que eu tive ao longo desses anos, vão sobrar poucas empresas para trabalhar. Assim, decidi que passado é passado e bola pra frente.

     A Locaweb oferece planos com 50GB de espaço em disco, 175GB de transferência, 2 snaptshots e 1 template. O plano mais barato tem 2 core (não especificam a velocidade) e 512MB de RAM, custando R$ 99,00 mensais. O próximo plano tem tudo como o anterior, mas 1GHz de RAM, custando R$ 149,00 mensais. Eu contratei o plano mais básico para conhecer e gostei do painel de controle deles, que é super rápido. A ativação também foi bem rápida (cerca de 30 minutos), pois paguei no cartão de crédito. Logo que comecei a instalar, notei um problema nos repositórios do Centos, que o pessoal da Locaweb resolver customizar. Logo que mudei para o padrão do Centos e comecei a instalar o que precisava, notei que tudo vinha super rápido e sem gargalos. A compilação dos pacotes que precisava também se deu de maneira fluida, sem engasgar. Satisfeito com o serviço, contratei outra máquina e clonei a primeira, já configurada, ganhando muito tempo. A princípio, estou bastante satisfeito com o serviço deles. Estou monitorando o consumo de CPU, memória, disco e link pelo painel de controle deles, um diferencial interessante.

     Update 01/11/2011 22:25H => Como eu queria testar o esquema de clonar servidores, acabei contratando duas máquinas na Locaweb. Infelizmente, parece que foi dinheiro jogado no lixo. Apesar do recurso funcionar bem, tive um problema no tráfego de voz dos iPBX hospedados nesses servidores. Tudo indicava que o problema seria o firewall, mas confirmei com o suporte que a minha configuração estava correta e mesmo assim não funcionou. Esgotadas todas as possibilidades, as duas máquinas estão lá paradas, sem uso.

     Ainda no sábado, entrei em contato com outras empresas, mas nenhuma delas me respondeu, mesmo eu cobrando via email e Twitter. Apenas hoje algumas responderam. Isso certamente já contou como ponto negativo, pois já fugiram do conceito de Cloud Computing, onde as coisas devem ser fáceis, ágeis e automatizadas. A mais burocrática delas, a Mandic, me mandou uma proposta comercial, a qual eu devo assinar e mandar novamente, caso queira trabalhar com eles. Além disso, havendo necessidade de upgrade, devo solicitar isso ao departamento comercial, ou seja, não passa nem perto do AWS.

     Eu tenho enorme simpatia pela Mandic porque ela é uma das pioneiras da internet brasileira. Já fui cliente deles há muito tempo, ainda quando eram BBS. Depois, contratei o serviço deles de email para um cliente que gerencio a infra. O atendimento deles é bem profissional, customizado e dá aquela sensação que você está falando com quem realmente entende do assunto e não qualquer “Zé Roela” que caiu de paraquedas em TI (o que tem aos montes). Quanto a infra deles, está dentro da Alog, um dos melhores IDCs do país. Eu gerencio rack de vários servidores pra um cliente lá dentro e sei como é tranquilo e confiável. Eles contam com contingência de link, energia, etc. Assim como a Locaweb, a Mandic não informa a velocidade do clock em seus core (eu perguntei por email, mas ainda não tive retorno). O plano mais simples deles começa com 2 core, 1GB de RAM, 50GB de HD, 4Mb de banda (garantia de 2Mb) e transferência ilimitada por R$ 125,00. O próximo plano mantém tudo do anterior, mas tem 2GB de RAM e 6Mb de banda (garantia também de 2Mb) por R$ 225,00.

     Update 01/11/2011 22:28H => Hoje eu mandei os documentos que a Mandic havia solicitado e meu servidor foi ativado algumas horas depois. A gerente que cuida da minha conta é muito atenciosa e simpática, mas infelizmente a parte técnica peca demais. Como disse anteriormente, eu nutro profundo respeito pela empresa e seu fundador, mas com um painel de controle extremamente fraco, onde não é possível clonar servidor, reinstalar sistema, aumentar/ diminuir recursos, entre tantas outras coisas que preciso, fica inviável pra mim manter uma infra lá. Outro ponto bem negativo é o suporte, que eu julgava ser mais rápido, tendo em visto que uma empresa que foca o público corporativo, geralmente tem melhor suporte.

     A Tecla, que hoje faz parte do grupo Alog, tem um plano inicial bem modesto, mas barato. Ele tem 2 core de 300MHz, 1GB de RAM, 40GB de HD e 300GB de transferência por R$ 69,00 mensais. Devo confessar que não gosto muito de limites de tráfego, pois isso pode dar uma bela diferença na conta. O próximo plano já custa R$ 170,00 mensais e tem 2 core de 900MHz, 2GB de RAM, 60GB de disco e 1Mb de banda, sem limite de transferência. Apesar da saber da confiança que a infra da Alog passa, achei os custos caros, especialmente se comparados com os da Mandic, que também estão na infra da Alog.

     Update 01/11/2011 22:30H => A Tecla foi a única empresa que nos forneceu um servidor de teste sem que tivessemos que pagar pelo serviço. A ativação se deu de forma muito rápida e, por enquanto, o serviço está se comportando bem. Acho que a empresa precisa focar um pouco mais no seu painel, tendo em vista que existem várias partes que não estão totalmente integradas, ficando a sensação de “onde estou agora? como faço pra voltar onde eu estava?”. Assim como a Locaweb, o painel tem bastante recursos, mas faltam opções para upgrade/ downgrade mais rápidos.

     Outra empresa que me recomendaram muito e que resolvi pagar pra ver foi a TeHospedo. Como já disse antes, fiquei um pouco grilado com o fato de ter tido acesso ao painel ainda no sábado, aberto chamado e não ter tido resposta. Fico imaginando se fosse uma falha grave no serviço. Eu teria ficado todo esse tempo sem retorno? Ou só demoraram pra responder porque era um cliente novo e dependia do setor comercial? Bem, ninguém me explicou nada e fiquei na dúvida. Com relação aos planos, eu também fiquei com o pé atrás porque tem ítens similares aos da Amazon e que podem gerar um rombo na fatura, como “Transações em disco inclusas”. O plano mais barato tem 1 core de 1.5 ECU, 1GB de RAM, 40GB de disco, link de 5Mb e transferência de 50GB por R$ 80,00 mensais. O próximo plano tem 4 cores, 2GB de RAM, 80GB de disco, link de 20Mb e transferência de 100GB por R$ 200,00 mensais. Apesar deles terem me ligado hoje e dito que sabiam da minha urgência, onde eu poderia pagar o boleto e mandar o comprovante para agilizar a ativação, até o momento não me passaram nada, apesar deu já ter cobrado no chat de suporte.

     Update 01/11/2011 22:34H => Apesar das dificuldades iniciais de contato, hoje me ligou um consultor da empresa e pude tirar várias dúvidas ao longo de quase uma hora de conversa. Apesar do painel e recursos atualmente serem bem limitados, um novo painel já está em teste e será disponibilizado até o início de 2012. No momento, como já adiantei, ele deixa bastante a desejar.

     Apesar de ainda não ter podido conhecer o Cloud da Mandic, pois sequer mandei a proposta, estou muito propenso a fechar com eles. Não gostei nada da burocracia e da demora na ativação, mas sei que no mundo corporativo as coisas são assim mesmo. Empresas que focam um público mais de varejo, como pequenos webmasters, tendem a ter tudo mais fácil e rápido, como é o caso da Locaweb e UOLHost. Sobre a Locaweb, como eu disse antes, até o momento não tenho reclamações, mas além de ser muito cedo para avaliar, ainda tenho o histórico de problemas. Já a Tecla e a TeHospedo me pareceram caras demais, mesmo eu ainda não tendo testado o serviço. Fico realmente com medo de fechar algo com fatura variável e tomar um baita susto quando ela chegar.

     Espero que esse post seja proveitoso aos amigos, especialmente pra quem sofreu com a UOLHost e está precisando fechar algo rapidamente, pois está correndo contra o relógio, tendo em vista que o serviço não volta e os clientes cobram providências. Convido também para deixar nos comentários as experiências com serviços de cloud, de forma a enriquecer o conteúdo do mesmo.

2 Responses to “Breve análise das opções de Cloud Computing no Brasil”

  1. Diogo disse:

    Excelente post, me ajudou muito, obrigado!

  2. Diogo disse:

    Agora que se passou um bom tempo desde essa postagem, como ficou o final de estória? Foi pro Mandic mesmo? E hoje, aonde vc está hospedando?

Leave a Reply

preload preload preload