mai27

Primeiras impressões do Microsoft Surface Pro 3

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/05/2015 às 18:17h

     Acredito que muitos dos nossos leitores já devem ter ouvido falar do tal Surface, mas nunca tiveram a oportunidade de mexer em um. Em boa parte, porque a Microsoft não trouxe oficialmente ao Brasil nenhuma das três versões do produto. Assim, fica praticamente impossível achá-lo em lojas. Quando se acha, veio através de importadores e, os preços, ahhhhh, os preços… São tão salgados que muitas vezes o consumidor nem chega perto de tanto medo.

     Como eu disse no vídeo acima, eu não comprei o Surface. Não trouxe via muamba, não veio na mala de amigo, nem nada assim. Depois de muito tempo tentando vender alguns gadgets, acabei aceitando trocá-los no Surface. Foi bem salgado, algo em torno de R$ 3.600,00, o que daria pra eu comprar um excelente ultrabook (se eu tivesse vendido todos os gadgets que eu queria, mas não vendi).

     O Surface Pro 3, como o nome já dá a entender, é a terceira geração de tablets da Microsoft. As duas primeiras versões não foram muito bem aceitas e receberam muitas críticas da mídia especializada e dos usuários. Já nessa mais recente versão, parece que tudo está redondo (ou quase tudo).

     Nesse site da Microsoft nós temos um comparativo (em inglês) básico do Surface comum e da versão Pro. A diferença mais clara entre eles é a CPU, sendo que a versão mais barata são modelos Atom e as mais caras são i3, i5 ou i7. Evidentemente, o preço também acompanha essas melhorias e vão de USD 499 a quase USD 2.000.

     Mesmo nos Estados Unidos, os preços do Surface não são muito baratos, conforme podemos ver na Microsoft Store. O modelo Pro mais barato tem CPU i3 1.5GHz, 4GB de RAM e 64GB de SSD por USD 799. A versão seguinte tem os mesmos 4GB de RAM, mas CPU i5 de 1.9GHz e 128GB de SSD. Ele custaria USD 200 mais caro, mas promocionalmente está saindo “só” USD 100 mais caro, o que eu considero o melhor custo x benefício. Por coincidência, é o meu modelo.

     Quanto ao teclado, eu queria ter comprado, mas dois fatores pesaram: primeiro foi minha péssima experiência com o teclado/ capa do Lumia 2520, que é bem caro e pouco ergonômico. Segundo é que não se encontra com muita facilidade os acessórios do Surface do Brasil, até mesmo porque, ele não é vendido oficialmente por aqui. Então, quem tem, cobra caro.

     No geral, o Microsoft Surface Pro 3 é um excelente produto, mas custa caro. Eu poderia dizer o mesmo de qualquer notebook da Apple. São maravilhosos e excessivamente caros. Quem tem dinheiro sobrando e quer se presentear com o mimo, vá em frente. São ótimos produtos. Mas para a maioria das pessoas, são apenas produtos mais caros do que deveriam ser.

3 Responses to “Primeiras impressões do Microsoft Surface Pro 3”

  1. Diogo Malta disse:

    Poxa, o cara bem que aplicou rsrsrs. Tem dele com bons vendedores no ML e com o teclado na faixa de 3200,00 (usado também). Eu uso o meu desde o lançamento, saiu 2900,00 completo, da mesma versão do seu. Realmente o “bicho” é quase perfeito. Eu sai de um Macbook air, posso dizer que quando trocar, só troco por um surface novo. Estou testando o windows 10 nele e o que era bom ficou ainda melhor. Abraços.

  2. Rodrigo disse:

    Eu tenho o Surface pro 2, i5 ,4GB, 128 SSD com teclado. adaptador hdmi e rj45 em um monitor 22″ conectado em casa . Nao quero mais nada, para mim é perfeito super rápido, bateria dura o dia todo fazendo muita coisa. Vc tem q colocar o teclado a experiencia é outra é realmente um laptop poderoso, super leve e confortável de carregar, o backlight do teclado é perfeito, digito normalmente.

  3. Rodrigo disse:

    esqueci de dizer… uso o Photoshop 6, Corel, Office só coisa pesada e roda lindo. o SSD dele é absurdo.

Leave a Reply

preload preload preload