abr02

Review em vídeo: roteador Draytek VigorFly 210

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/04/2013 às 15:06h

     Há algumas semanas o pessoal de marketing da IK1 Tecnologia, representante exclusiva da Draytek no Brasil, entrou em contato conosco pra analisarmos os produtos da marca. É mais um parceiro que vai nos mandar produtos e assim, poderemos conhecer, explorá-los e dar nossa opinião se o produto é para o que você procura ou não.

     Como sou administrador de redes e atuo há bastante tempo na área de tecnologia, a marca é uma velha conhecida. Já usei alguns equipamentos deles em projetos diversos. Aliás, a empresa atua apenas através de revendas autorizadas e não faz venda direta ao consumidor. No site deles tem uma área destinada a localizar as revendas. Uma das que já comprei e dá pra ver os produtos e preços online, sem necessidade de cotação é a FourServ.

     O primeiro aparelho que nós recebemos foi o Draytek VigorFly 210, um roteador sem fio pequeno, mas poderoso. Como digo no vídeo acima, ele não é tão pequeno quanto outros competidores, como o AirPort Express, mas esse não é o seu foco. A marca Draytek é bastante conhecida pelos profissionais, mas não vem a mente dos consumidores residenciais com facilidade. Um dos motivos é o preço dos produtos, que geralmente ficam acima das soluções residenciais oferecidas por empresas como D-Link, TP-Link, Asus, etc.

     Apesar de voltado para o público corporativo, o VigorFly 210 é bonito. O mesmo já não podemos dizer da sua interface, que é bem espartana. A performance e área de cobertura do sinal Wi-Fi são o ponto alto do produto, que fazem valer o preço mais elevado. Muitos usuários que compraram produtos facilmente encontrados em hipermercados e são um pouco mais geeks, já me procuraram pra saber que tipo de equipamento seria melhor pra eles, já que os de entrada não atendem tão bem suas expectativas. É nesse mercado que a Draytek trabalha: quem precisa de mais.

     Eu fiquei com o aparelho cerca de duas semanas e gostei demais da função de link de contingência, oferecido pelo modem 3G. Ele detecta automaticamente quando o link de internet principal cai e já aciona a conexão 3G/ 4G. Quando a conexão principal volta, ele entende isso e já desativa o 3G/ 4G, economizando assim no tráfego de dados. Como o sinal dele é bem forte, acabou se tornando uma solução bem bacana pra mim, que mesmo podendo compartilhar a internet 3G através do celular, fico restrito a conexões Wi-Fi de curto alcance, além de manter equipamentos da rede cabeada fora da internet.

     Um recurso que eu gosto do AirPort Extreme é o isolamento de rede, onde posso criar uma rede para convidados, sem que esses tenham acesso a minha rede doméstica, podendo acessar meus computadores, arquivos, etc. Eles podem apenas navegar na internet, que aliás, geralmente é pra isso que os convidados usam nossa rede. Porém, o VigorFly 210 faz algo que a solução da Apple não faz. Além de isolar a rede, ele isola também cada dispositivo e não permite que um convidado veja o computador do outro, que pode ser extremamente útil para isolar tentativas de ataques ou disseminação de vírus, etc.

     Pra quem deseja controlar o acesso de filhos ou funcionários, o aparelho ainda conta com filtro de conteúdo, permitindo que o administrador da rede faça o bloqueio de sites considerados impróprios, como pornografia. Infelizmente, eu tive alguns problemas com ativação do recurso. O suporte da Draytek conseguiu arrumar remotamente, mas dias depois, ele parou de funcionar novamente. Pelo que me passaram, foi um problema no firmware e o mesmo já estava em correção pela fabricante.

     Uma coisa bastante importante no ambiente corporativo e também em algumas casas Geeks é o controle de banda e nível de qualidade de serviço (QoS). Roteadores mais baratos dificilmente tem esses recursos. Com eles, dá pra limitar que determinado grupo de usuários não usem toda a banda de internet disponível. Além disso, pode-se também priorizar serviços de rede, como o VoIP, onde a latência pode ser um fator de degradação de serviço.

     Conforme eu disse várias vezes no vídeo e nesse texto: esse produto não se destina ao usuário doméstico padrão. Mas quem procura um aparelho com uma boa cobertura Wi-Fi, performance e recursos extras, é uma boa escolha. Depois de usá-lo por mais de 10 dias, já estou sentindo falta dele da minha rede.

Leave a Reply

preload preload preload