ago 09

     Hoje a Vivo atualizou o aplicativo “Meu Vivo” e vi que surgiu uma nova opção curiosa: “compartilhe internet com amigos“. Como tenho usado mais meu chip da Oi, não tinha nenhum plano elegível da Vivo para testar. Ae, acabei contratado a promoção “Vivo Turbo de R$ 9,99″ pra fazer o teste.

     Parecia bom demais pra ser verdade e na realidade é isso mesmo. A Vivo não iria dar ponto sem nó, canibalizando seus outros planos, especialmente os familiares, onde é possível incluir dependentes (a peso de ouro) e compartilhar internet com eles.

     No caso da promoção de R$ 9,99 para a minha cidade (isso varia de localidade para localidade) eu tenho 1,2GB de internet. Ao clicar no compartilhamento, ele me pede o número do amigo e quanto eu quero compartilhar. Diferente do que eu imaginei, dá pra compartilhar quanto você quiser e não tem limite Porém, a pegadinha vem ae. Essa “doação” tem validade máxima de 2 dias, expirando às 23:59h do dia seguinte a doação. Ou seja, se eu doar 200MB dos 1,2GB, fico com 1GB (os 200MB já saem na hora) e o coleguinha tem 2 dias pra usar os 200MB. Usando ou não, essa franquia já foi e não volta mais.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
dez 30

Evite que o iPhone devore o plano de dados em minutos

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/12/2015 às 17:48h

     Depois de quase 3 anos usando Android, minha irmã ganhou um iPhone de natal do meu pai. Ela estava toda feliz, mas pouco tempo, ficou p. da vida pois seu plano de dados, que antes durava o mês todo, estava sendo devorado. Ela chegou a ligar algumas vezes para Vivo, mas a operadora dizia que não poderia fazer nada e o pacote estava mesmo sendo todo consumido em minutos.

     A bizarrice chegou ao ponto de um dia ela mandar um SMS contratando mais 100MB com a Vivo, deixar o telefone carregar e ir pra piscina. Quando ela voltou, poucos minutos depois, já tinha a mensagem da contratação do pacote e logo em seguida outra mensagem, dizendo que os 100MB haviam sido consumidos. Aparentemente, era um erro da operadora, né? Mas infelizmente, não. O problema eram as configurações nativas do iPhone e de alguns aplicativos, como o WhatsApp.

     No vídeo acima eu dou algumas dicas de como configurar o iPhone e o WhatsApp para que seu plano de dados não seja consumido em pouquíssimo tempo. Com certeza isso deveria vir dessa forma nativamente, sem que o usuário tenha que configurar, já que nem todos sabem dessa problema e como fazer para corrigí-lo. Uma vez que não é assim, divulgue esse post para ensinar os amigos, especialmente os novatos no mundo Apple.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
dez 30

Como fazer o plano de dados da Claro funcionar no iPad 3G

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 30/12/2015 às 14:52h

     Fiquei algumas semanas com um problema muito chato: não conseguia usar o 3G/ LTE do meu iPad. Primeiro achei que o modem tinha queimado. Mas ae tentei chips da Tim, Oi e Vivo, chegando a conclusão que o problema só ocorria mesmo com o chip da Claro.

     Procurei um monte no Google e não achei nenhum reporte de problema similar. Mexi um tudo que foi opção, mandando resetar configurações de rede, chegando até a formatar tudo, mas nada de conseguir arrumar. Pior que não dava erro algum ao abrir Facebook, Twitter, Chrome, etc. Só não funcionava. Ae eu resolvi abrir o Safari e me veio uma dica do problema.

     Não faço a mínima ideia do motivo, mas a Claro não autoriza o uso de um chip pré-pago padrão no iPad. O APN padrão bandalarga.claro.com.br não autoriza a navegação. Foi ae que o Everton Favretto apareceu com a solução. Ao trocar o APN por java.claro.com.br, passou a navegar numa boa.

     O problema infelizmente ainda não parece 100% resolvido, porque a Claro dá Facebook e Twitter de graça pros assinantes. Tudo que é consumido pelos apps oficiais, não conta na cota de dados e não é abatido do plano. Nos smartphones, aparece lá no topo “Facebook/ Twitter grátis só na Claro”. Porém, no iPad isso não aparece e a navegação está sendo cobrada. Assim, abri um chamado na Anatel e aguardo a Claro se pronunciar.

     Update 07/01/2016 14:27h => Depois de diversas ligações, a Claro me disse que para resolver a questão, eu teria que migrar meu chip pré-pago para um chip específico para tablet. Nessa modalidade, o chip iria funcionar apenas pra dados e perderia as funções de voz. Um tremendo absurdo!

TAG(s):
Categoria(s): Apple
dez 10

     Depois de muitos anos usando a Vivo como operadora principal, acabei mudando pra Claro, pois vinha tendo muitos problemas de cobertura, qualidade de chamada e especialmente baixas velocidades de 3G (não passava de 100kbps) com a Vivo, mesmo no começo do ciclo da franquia, com muitos MB ainda pra estourar o limite. Cheguei até a tentar usar a Tim, por causa dos novos planos com tarifas muito baixas pra falar com outras operadoras, mas como vivo sem sinal ou fico no GPRS (sim, nem EDGE é), acabei ficando com a operadora vermelha mesmo.

     A Claro me trouxe melhor cobertura (geralmente 3 ou 4 barrinhas), qualidade de chamada melhor e um 3G acima de 5mbps na média. Além disso, tem o benefício deles não cobrarem pelo uso de Facebook, Twitter e WhatsApp. Assim, meu plano de 600MB por R$ 24,90 acaba durando muito mais, pois meu maior uso (redes sociais) não é incluso na franquia do plano de dados.

     Como nem tudo são flores, tenho duas chateações com a operadora. Quem me acompanha pelo Twitter já deve saber muito bem quais são. Primeiro, eles ficam enviando uma propaganda massiva, mesmo eu pedindo pra não receber nada. Segundo, não existe recorrência nos pacotes de internet, me obrigando a efetuar a contratação manual todos os meses. Vou explicar melhor porque isso é chato.

     Apesar deu já ter pedido inúmeras vezes pra operadora parar de me enviar propaganda, inclusive 3 delas via Anatel, ela insiste em fazer. Se fosse um simples SMS, eu já acharia chato e abusivo, pois não quero receber, mas seria menos problemático. O x da questão é que ela envia a propaganda nesse formato, onde a tela do celular se acende e a mensagem fica na tela. Um toque errado no botão (com o celular no bolso, por exemplo) e você contrata um pacote sem querer. Detalhe: a burrice (ou má fé) da operadora chega a tanto que, mesmo eu tendo usado menos de 10% da franquia contratada do 3G, eles querem me vender um plano diário de dados. Oi? Não tem CRM nessa empresa, pra saber que tipo de propaganda deve ser encaminhada pro cliente?

     O segundo problema é que os pacotes de internet (R$ 14,90 por 300MB e R$ 24,90 por 600MB) não possuem recorrência. Ou seja, você não contrata uma vez, todo dia X eles cobram e você vai usando. No dia do vencimento, o pacote expira e eles começam a te cobrar R$ 0,75 pelo pacote diário. Gozado que, mesmo o celular estando no Wi-Fi, se a opção de dados estiver ativa, a cobrança vai ocorrer. Chato, né? Mas tem mais.

     Se você contratou o pacote no dia 10, ele não expira no próximo dia 10 às 23:59h. Ele expira na hora da contratação, mesmo a informação do *1052# dizendo que é às 23:59h. Assim, se você ativou dia 10/11 às 20:10h, no dia 10/12 às 20:11h eles já te cobram os R$ 0,75. Isso ocorreu ontem comigo.

     Outro detalhe é que você não tem a opção de cancelar o pacote, dentro da vigência dele e recontratar logo em seguida, pra não ocorrer essa cobrança de R$ 0,75. A única opção possível é você configurar um alerta no celular, desativar a opção de dados e esperar o SMS dizendo que o pacote venceu. Em seguida você o contrata de novo. Eu sinceramente acho isso de uma burrice, que fico na dúvida se é realmente falta de bom senso ou uma dificuldade pensada pra justamente cobrar centenas de milhares de usuários nesses R$ 0,75. O que vocês acham? Burrice ou má fé pra lesar o consumidor?

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 24

Vale a pena migrar da sua operadora para a TIM?

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 24/11/2015 às 12:24h

      Recentemente a TIM anunciou novos planos bem interessantes, especialmente pra quem ainda precisa falar muito. Geralmente, as operadoras te socam um monte de minutos (que você não quer/ precisa) pra falar com outros números da mesma empresa (efeito clube), mas quando precisa ligar pra outras empresas, a tarifa é altíssima. Se for pra uma área de DDD diferente da sua então, prepara o bolso.

      Nos novos planos da empresa dos homens de azul, falar com celulares de outras operadoras, no Brasil todo, não é um problema. Começando com um plano de apenas R$ 7 por semana (R$ 28 por mês ou menos de R$ 1 por dia), você tem 100 minutos por semana (400 minutos por mês), mais 150MB de internet por semana (600MB por mês) e SMS ilimitado pra qualquer operadora. Se for insuficiente, você ainda pode contratar + 50 minutos por R$ 4 (apenas R$ 0,08 por minuto) e R$ 3 por mais 150MB de internet 4G. Bom, né?

      A oferta em si é muito tentadora e muita gente está cogitando mudar pra operadora. Recebo diariamente muitas pessoas me perguntando sobre isso no Twitter e por isso estou escrevendo o post. Antes de portar seu número, pense bem, converse com amigos que já usam e frequentam os mesmos locais que você, pra saber como é o sinal, o atendimento, etc.

      Eu já tenho o plano TIM Beta da empresa e sofro muito com a cobertura. O mais comum é o aparelho estar sem sinal ou em GPRS. Ou seja, de nada adianta eu ter 100MB de internet por apenas R$ 0,50 (o que daria pra ter 1GB por meros R$ 5) se na maior parte do tempo eu não consigo usar. Fora isso, a empresa ainda insiste em ficar sacaneando o cliente, como enviar insistentes SMS dizendo que você não tem saldo, mas tem.

      Além disso, é super comum você querer conferir seu saldo, quantos minutos ainda tem no plano, quanto usou de internet e #fail. Pede pra você tentar mais tarde, você tenta e ainda assim não consegue. Ou seja: um inferno!

      Assim, eu fecho o post com a seguinte dica: quer migrar da sua operadora atual pra TIM, pois você vai ter mais cota de 4G, mais minutos pra qualquer operadora e ainda economizar? Pense bem! Mas pense bem mesmo!

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
set 22

     Comentei várias vezes no YouTube e no Twitter que usei a operadora T-Mobile (como de costume) quando viajei para os Estados Unidos, mas ainda não havia feito um post a respeito. E, como muitas pessoas que vão viajar, acabam pesquisando aqui no blog sobre isso, vou deixar documentado algumas informações úteis para turistas brasileiros viajando para os Estados Unidos.

     Antes de mais nada, por que eu optei pela T-Mobile e não Sprint, Verizon, MetroPC, etc.? Primeiro de tudo, porque ela trabalha com a tecnologia GSM e funciona nos meus aparelhos. Ou seja, não adianta você ficar procurando planos em operadoras que usam tecnologia CDMA (sim, nos Estados Unidos ainda tem essa coisa) senão pretende comprar um dispositivo compatível. Parto do princípio que você vai querer usar no seu próprio telefone ou hotspot e a T-Mobile é uma das compatíveis.

     Aproveito para comentar que muitos brasileiros, abusando de um mecanismo conhecido como return (poder devolver facilmente um produto que não gostou, mesmo vários dias depois da compra), acabam comprando roteadores móveis (Mi-Fi), telefones e afins para usar durante o período que irão ficar no país e depois o devolvem. Eu realmente não recomendo ou incentivo a prática, mas… Achei que valia a pena comentar um pouco sobre isso, pois tenho certeza que deixaram isso nos comentários.

     Como em outros anos eu já usei AT&T, T-Mobile e Clear (uma operadora que usava a rede da Sprint, mas já morreu), não vi muita diferença de cobertura entre as operadoras. Tem locais onde uma é melhor que outra, mas no geral, especialmente pra turistas, que ficam zanzando o tempo todo, não existe uma diferença gritante entre uma e outra. Mas lembrem-se que minha experiência é restrita a Nova Iorque, ou seja, se você vai pra outra cidade americana, vale dar uma conferida no mapa de cobertura da operadora e ver se, pelo menos, ela oferece LTE por lá.

     Falando em LTE, esse é o “4G real” dos americanos. Quando aparecer 4G no seu aparelho, na verdade não é como o 4G do Brasil. O 4G americano refere-se ao que nós conhecemos como 3G+ ou 3G Plus, dependendo da operadora. Assim, se você quiser ter a experiência de usar uma internet móvel bacana, tem que ser LTE. Na minha experiência, sempre que caia de LTE pra 4G, ficava bem ruim. A latência aumentava muito e o uso ficava comprometido, especialmente no FaceTime, que usava muito pra falar com meus filhos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
ago 17

     Usar roaming internacional nunca é uma boa ideia, ainda mais em viagens longas. Compensa muito mais você comprar um chip de uma operadora local e ser feliz. Mas, em alguns casos, não se pode abrir mão do roaming, seja para receber chamadas/ SMS, seja para usar a internet até conseguir comprar o chip local. E ae? Como fazer?

     Hoje eu fiquei igual a um otário ligando na Claro pra tentar ativar o roaming, sem sucesso. Ligava no 1052 e, contrariando normas da Anatel, ninguém atendia minha chamada dentro de 60 segundos. Muito pelo contrário, fiz 3 chamadas com duração de mais de 20 minutos cada e ninguém me atendeu.

     Tentei ligar num número específico para o serviço de roaming internacional mas logo que atendia, vinha uma mensagem dizendo que o serviço era exclusivo para planos pós pagos (o meu é pré) e desligava.

     Por fim, eu tentei o chat da empresa. Fiquei quase 50 minutos aguardando ser atendido. Tinha mais de 110 pessoas na minha frente e o atendimento ia a passos de tartaruga. Quando finalmente apareceu um atendente, expliquei o caso pra ele e me informou que eu deveria ligar onde já tinha ligado. Expliquei novamente que já tinha ligado e não resolveu e, como ele só sabe seguir um script, ficou em looping, até eu encerrar o chat antes de mandá-lo para aquele lugar.

     Vendo a minha saga pelo Twitter, o Lucas me deu a dica que daria pra fazer pelo app. Dito e feito. Super simples e rápido, diferente do atendimento da Claro. Existe app para as plataformas iOS e Android.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
out 08

Vivo muda políticas de uso do 3G. Vamos pular fora?

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/10/2014 às 09:41h

     Sou cliente das três principais operadoras do Brasil (Vivo, Tim e Claro) há alguns anos. Faço isso porque não confio em nenhuma e preciso de contingências, especialmente em minhas viagens. Mas, como eu já narrei aqui outras vezes, mesmo com 3 chips às vezes ainda passo nervoso.

     Como a maioria dos meus familiares são clientes antigos da Vivo, acabo usando o chip deles como principal. Eu tenho o plano Vivo Sempre, onde recarrego R$ 25 mensais e falo com qualquer número da empresa, no Brasil todo, pagando R$ 0,06 (eram R$ 0,05) por minuto. SMS pra qualquer operadora sai também por R$ 0,06 (também eram R$ 0,05). Pra internet, antigamente tinha 200MB por R$ 11,90 (era R$ 9,90) e agora uso o 400MB por R$ 19,90. Resumindo: a Dilma pode falar que não existe inflação, mas não é o que acontece! Vemos que o preço de tudo está subindo, inclusive os serviços de telecomunicações.

     Apesar deu ter um chip Tim Beta, onde eu pago R$ 0,50 (era R$ 0,25) por dia de internet, mais R$ 0,50 (também era R$ 0,25) por dia de ligação pra qualquer Tim no Brasil todo, tenho poucos contatos que são clientes da empresa (talvez pelo sinal, na maioria das vezes, ser um lixo). Notem que, diferente da Vivo, eu posso fazer 1 ou 100 chamadas que vou pagar apenas R$ 0,50 por dia de uso (não é por chamada). Então é um plano super vantajoso pra quem fala bastante e tem vários contatos que também estão na operadora.

     O que me motivou a fazer esse post não foram os seguidos aumentos de tarifa (pois isso ocorreu em todas as empresas), mas algo que irá mudar na Vivo nos próximos dias: o fim da internet “ilimitada”. Atualmente, quando se atinge a cota de internet pré-paga, a empresa reduz a velocidade da sua conexão (geralmente a ridículos 32kbps) mas o cliente continua a navegar. A partir do começo de novembro, a internet será cortada, ou seja, quem quiser continuar a navegar, terá que contratar um novo pacote.

     Como a imensa maioria dos clientes das operadoras usa planos pré-pagos, imagino que isso vá causar um enorme impacto em suas vidas, especialmente pra aqueles que tem WhatsApp, Viber, Flickr e outros apps instalados. Isso porque, esses programas (e muitos outros) costumam vir por padrão com a opção de baixar tudo via 3G (e não apenas no Wi-Fi). Com isso, um plano de 10MB de cota vai pro saco numa velocidade inacreditável. Hoje, o cliente é “penalizado” com a redução da velocidade, mas continua a navegar. E quando a sua internet for cortada?

     Nesse ponto, muitos dos leitores, “mais descolados”, devem estar pensando: “Mas é simples mudar isso. Eu sempre mudo.”. Então caro leitor, mas você é minoria. Sua mãe, tia, avô, etc. sabe disso? E sabe como mudar isso nos apps? Duvido! Na semana passada mesmo, o entregador do Submarino veio me trazer uma encomenda e comentou comigo que a internet vive lenta. Quando fui ver, WhatsApp, Viber e outros estavam comendo todo o plano de dados dele. E tenho certeza que isso acontece com a maioria dos usuários.

     Se você é cliente pré-pago da Vivo, comece a pensar se vale a pena pedir a portabilidade para outra empresa, pois nos próximos dias a política da operadora irá mudar e isso pode lhe causar grandes transtornos.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jun 29

É cliente pré da Claro? Você pode estar sendo lesado!

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 29/06/2014 às 17:47h

     Como as telecomunicações no Brasil são um lixo, eu e minha esposa temos planos celulares da Claro, Tim e Vivo. Assim, as chances de ficar na mão são menores. Mas, ainda assim, acontece. Mesmo com 3 aparelhos diferentes, cada qual com uma operadora, às vezes ficamos sem comunicação.

     Aqui na família usamos prioritariamente a Vivo, pois é a empresa que costuma (ou costumava) ter a melhor cobertura. Além disso, temos um plano (Vivo Sempre) onde pagamos R$ 0,05 o minuto pra qualquer Vivo no Brasil. O backup é a Tim, onde temos o Tim Beta e falamos a R$ 0,05 o dia (não é por chamada, é o dia, se usar) com qualquer Tim no Brasil todo. Por fim, temos a Claro.

     Por ser a empresa que menos usamos, não acompanho a Claro muito de perto. Aliás, ela é a pior empresa quando o assunto é transparência. Diferente de Vivo e Tim, que oferecem extratos detalhados de consumo em seus sites, a Claro tem um site horroroso, todo bugado e que não tem o recurso de extrato. Periodicamente, eu tenho que entrar na Anatel e solicitar que me enviem o extrato.

     Hoje eu recebi o seguinte SMS da Claro, me avisando que meu plano de internet iria expirar e eu pagaria, pasmem, R$ 4 por MB! Absurdo! Abusivo! Ridículo! Eu, como sou chato, sou um pouco mais difícil de enganar. Mas minha esposa, que tem mais o perfil do brasileiro, de não se ligar nesses “detalhes”, recebeu essa mensagem e ignorou. Resultado: gastou algumas centenas de reais na brincadeira.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jun 03

Como ver o tráfego 3G utilizado na Claro (pré e pós)

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/06/2014 às 15:39h

     Já comentei algumas vezes que tenho plano (pré) de 3 operadoras móveis. Tudo isso, pra ter contingência e não ficar sem internet nunca. Bom, por mais incrível que possa parecer, às vezes acontece de nenhuma estar com 3G bom, mesmo quando a barra de sinal está no máximo. Isso não acontece com frequência, mas mostra como ainda sofremos com telecomunicações no Brasil, especialmente em locais de grande concentração, como estádios, aeroportos, etc.

     Geralmente eu ando com 2 smartphones no bolso, sendo um com chip da Vivo (que costuma ter melhor cobertura, mas menor franquia de 3G) e um da Tim (que tem pior cobertura, mas 3G ilimitado com o plano Beta). Quando viajo, ae levo também um terceiro aparelho, usando chip da Claro. Porém, ele costuma ficar sem plano de dados ativo e só contrato no dia anterior a saída.

     Como a Claro é a empresa que menos uso, estava por fora de como ver o tráfego de 3G já consumido. Isso porque, a Claro tem um dos piores sites de operadoras. Geralmente está fora, você raramente consegue ativar algo por lá e ver o que consumiu então, nem a opção existe. Por isso, de tempos em tempos abro chamado na Anatel pra pedir um extrato dos últimos 90 dias.

     Haviam me dito via Twitter que bastaria acessar, do smartphone ou tablet, sempre via 3G (no Wi-Fi não funciona) o site http://consumo.claro.com.br pra visualizar a informação de tráfego. Porém, tentei durante dias e nada. Até que hoje o DBAmaro me deu a dica de ouro: tem que abrir uma aba anônima no navegador. Dito e feito. Funcionou.

     Outra possibilidade, mais arcaica, é fazer uma chamada para *1052#. Vai aparecer um menu na tela e você deve escolher a opção 9 e depois 6. Feito assim, irá aparecer a telinha com a informação.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload