jul 19

Problemas com XBMC engasgando no Apple TV jailbroken?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 19/07/2014 às 21:19h

     Sou muito fã do Apple TV de segunda geração, mesmo ele já sendo um equipamento bem antigo e um pouco limitado. Isso porque ele foi o último a possibilitar o jailbreak, que acaba expandido suas funções a coisas que gosto bastante, como reproduzir praticamente qualquer tipo de conteúdo na rede, como mkv, avi, etc.

     Recentemente o XBMC do Apple TV sofreu um update e tudo que rodava liso começou a travar e a fazer buffer na hora de carregar. Eu imaginei que fosse algum problema de rede e logo comecei a mexer nos cabos daqui. Como estava fisicamente tudo certo e tenho uma rede gigabit, coloquei um MacBook no mesmo cabo do Apple TV e fiz os testes: tudo normal.

     Como o Apple TV é bem flexível quanto aos softwares que podem ser instalados, acabei fazendo um teste com o app Infuse, executando os mesmos arquivos que antes engasgavam no XBMC. Batata: funcionou liso, como era antes. Assim, se você tem o mesmo ambiente que eu ae e notou o XBMC com problemas de travamentos, enquanto não sai uma nova versão, corrigindo isso, apele pro Infuse.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
jul 09

Espelhamento de tela do Nexus para o Google Chromecast

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 09/07/2014 às 23:59h

     Na última Google I/O foi dito que haveriam um update para permitir que os Android espelhassem suas telas no Chromecast, assim como já acontece no AirPlay do Apple TV. Claro, isso já deveria ter vindo nativamente desde o lançamento do dispositivo, no ano passado. Mas, não deixa de ser uma boa notícia. Porém, ainda em beta, não está liberado para todos os aparelhos.

     Eu havia imaginado que nesse primeiro o Google só tinha liberado o recurso para a linha Nexus, mas o Daniel Amaro me corrigiu no Twitter, enviando o link do projeto. Lá, vemos que, além da linha Nexus, aparelhos da Samsung, HTC e LG também estão aptos.

TAG(s):
Categoria(s): Android
jun 26

Review em vídeo do Google Chromecast e genéricos

12 Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/06/2014 às 10:47h

     Na semana passada eu falei aqui no blog sobre o Chromecast e tentei responder a uma pergunta que recebo diariamente via redes sociais: “vale a pena pagar R$ 199 no Chromecast?”. Agora, complemento o artigo anterior com esses vídeos. Caso ainda não tenha lido o outro post, recomendo que veja também.

     Conforme eu comentei no final do primeiro vídeo, estou seguindo a sugestão de alguns leitores e mudando algumas coisas no canal, a começar pelo tamanho dos vídeos. Era muito frequente meus vídeos passar dos 20 minutos. Em alguns casos, chegavam a até 45 minutos! Isso porque, eu quero passar tudo que acho importante para vocês tomarem uma boa decisão na hora de comprar um produto, mas acabava ficando muito chato e cansativo ver 30 minutos de vídeo numa tacada só.

     Pra eu não reduzir a qualidade do conteúdo, me forçando a cortar muita coisa que acho importante, decidimos dividir os vídeos por tópicos. Dessa forma, não privo o público que quer vídeos longos de ter acesso a toda informação, mas também deixo mais acessível a aqueles que querem algo mais direto ao ponto. Na hora de compartilhar, pra quem tiver uma dúvida específica, também fica melhor.

     Como muitos leitores mais antigos devem saber, moro no interior e aqui não tem GVT, Net, etc. Ou seja, não tenho acesso a banda larga de altas velocidade, como em grandes centros. E, subir vídeos em fullHD, com quase 4GB, usando uma conexão de apenas 1 Mb de upload é bem demorado. Dividindo os vídeos, eu consigo subir um a cada 4 ou 5 horas. Por isso, se você ver menção de um próximo vídeo, mas não encontrá-lo, aguarde! Assine o canal e será avisado quando ele for disponibilizado.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
jun 16

Chromecast: já vale a pena pagar R$ 199,00 nele?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 16/06/2014 às 12:09h

     O Chromecast foi lançado já tem algum tempo (outubro de 2013), mas eu ainda não tinha conseguido por as mãos nele. Havia pedido pra alguns amigos trazerem dos EUA, mas ocorreram vários “desencontros” e acabei ficando sem. Recentemente ele começou a ser vendido oficialmente no Brasil por R$ 199,00 e eu iria comprar pra conhecer. Porém, um amigo tinha um parado e resolveu me dar de presente \o/

     Lá fora, o Chromecast custa a merreca de USD 35. Pra quem ganha um salário mínimo de USD 1,400, é troco de pinga. Aqui, ele chegou custando R$ 199,00. Não vou nem entrar no mérito de como USD 35 viram R$ 199,00 nesse post. Vou me focar em responder a pergunta: vale a pena pagar isso tudo nele?

     Pra quem nunca viu um Chromecast, ele parece um pendrive, mas ao invés de um pino USB, o pino é HDMI, para se conectar diretamente na TV. Infelizmente, nem toda TV consegue alimentá-lo apenas via HDMI e se faz necessário ligar um cabo microUSB nele. A fonte e cabos já vem na embalagem, então você não irá gastar nada a mais. Porém, esteticamente, fica feio. Mas, como não tem outro jeito, não adianta chorar. Aqui em casa, testei em várias TVs e nenhuma conseguiu alimentá-lo sozinha. Nem as mais recentes, de 60”.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
ago 14

Problemas com XBMC depois do update do AirPort

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 14/08/2013 às 23:09h

     Aqui em casa eu tenho um ambiente extremamente heterogêneo, tanto na infra-estrutura de rede, quanto nos equipamentos clientes. Assim, quando dá qualquer problema, são horas batendo a cabeça até encontrar uma solução, já que são muitas possibilidades para serem levadas em conta.

     Só pra vocês se situarem um pouco, eu tenho um roteador TP-Link TL-R470T+ para distribuir os IPs e fazer o balanceamento de carga do que vai pra internet, através de 3 links (Speedy, Rádio e 3G). Dele, parte um cabo de rede RJ-45 para um switch gigabit de 24 portas. Nessa “central” estão conectados computadores Mac, PCs, TVs, WDTV, Apple TV, Xbox, NAS, Slingbox, decoder da TV, roteadores sem fio de diversos fabricantes e mais um mundo de coisa. Bom, deu pra entender a complexidade, né?

     Ontem a Apple soltou um update para os AirPort e Time Capsule. Como bom usuário que sou, corri pra atualizar. Não notei nada anormal no uso da rede através dos computadores, mas agora a pouco, mais de 24 horas depois de ter aplicado o update, sentei no sofá pra ver um seriado no Apple TV e pumba: ao tentar conectar no Time Capsule, pedia a senha. Imaginei que o update tivesse mudado algo e coloquei a senha de novo. Falhou. E ae começou o tormento.

     Por medida de contingência, eu tenho o mesmo conteúdo dos discos do Time Capsule num AirPort e também no NAS DNS-320l da D-Link. Parti pra tentar ver o seriado no AirPort e o erro foi o mesmo. Já no NAS, foi normal. Logo, o tal update do dia anterior foi o principal suspeito na investigação do problema.

     Como os computadores (iMac, MacBook Pro e MacBook Air) ficaram o dia todo acessando os arquivos normalmente, imagino que antes de liberar o update, a Apple só tenha testado em computadores da própria marca, ligando o foda-se pra geral. Depois de muito mexer no XBMC dos Apple TV, nos AirPort, na rede e tudo o mais, descobri que a resolução do problema era simples. Mas, até colocar o ovo em pé, Colombo sofreu bacarai.

     Dentro do XBMC, eu tive que ir compartilhamento por compartilhamento (Filmes, Seriados, Fotos, Músicas, etc.) alterando o mapeando de smb://192.168.0.2/compartilhamento/ para smb://gg-tc/compartilhamento/. Curiosidade 1: tentei alterar para afp, o protocolo padrão da Apple, achando que o problema fosse no smb e nada. Curiosidade 2: meu Time Capsule chamada gg_tc e não gg-tc, mas só funcionou dessa última forma.

     Espero que a dica economiza tempo de quem tiver um ambiente similar ao meu. Sei que é bem incomum, mas foram horas perdidas e talvez possa ajudar alguém.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
jun 07

D-Link Boxee Box: comprar ou não comprar.

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 07/06/2012 às 19:00h

     Já falei aqui no blog sobre minhas primeiras impressões do Boxee Box, mas fiquei devendo um vídeo com maiores explicações, além daqueles curtos que coloquei no Twitter. Abaixo, um vídeo de mais de 15 minutos mostrando um pouco mais do aparelho e suas características.

     Conforme narro no vídeo, o aparelho tem alguns pontos fortes, mas muitos pontos negativos. A sua instabilidade e a falta de compatibilidade com o Netflix são os maiores. Assim, não recomendo a compra.

     Update 25/09/2012 09:49h Com pouco mais de 2 meses de uso, meu Boxee Box parou de funcionar. Mandei pra assistência técnica, passou os 30 dias que a lei determina e nada de arrumarem. Depois de muita reclamação via Twitter, ReclameAqui, etc., combinamos de me devolverem a grana. Ae que vi que a empresa é bem bagunçada. Começaram a me pedir dados que eu já tinha enviado a tempo. Quase 2 meses depois, finalmente recebi o estorno do valor pago.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
jun 06

Primeiras impressões em vídeo: Roku 2 XS

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 06/06/2012 às 17:26h

     Há pouco mais de um mês eu comentei aqui no blog sobre o Roku 2 XS, um media center focado em conteúdo online, muito popular na terra do Tio Sam. Por aqui, ele é praticamente desconhecido e temos motivos de sobre para deixá-lo assim. Eu o recebi há algumas semanas, mas o produto é tão fraco que não me motivou a gastar tempo num review na ocasião.

     Como alguns devem saber, nesses anos de blog eu já testei alguns media center, desde os Xing Ling encontrados no eBay/ Deal Extreme da vida, até os mais conhecidos, como Apple TV, WDTV, Boxee Box, etc. Como eu tinha um amigo vindo dos Estados Unidos, pedi pra ele me trazer o Roku e gastei USD 100 nele. Infelizmente, como vemos no vídeo acima, não foi lá um investimento muito inteligente.

     Para os amigos, esse produto faz muito sentido, porque eles tem mais de 500 canais de conteúdo para o Roku, entre eles: Netflix, Hulu Plus, Amazon Instant Video, Crackle, HDO Go, Epix, etc. Aqui no Brasil, infelizmente, muitos desses conteúdos bacanas não estão disponíveis sequer pra serem baixados na loja online. Claro, se você fizer aquele esqueminhas de VPN/ Proxy, pra deixar o aparelho com IP americano, conseguirá acessar quase tudo. Porém, como ele não aceita sequer configuração manual de IP, tudo deverá ser feito através de um roteador que suporte tal recurso e nem todo mundo terá como fazer isso.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mai 02

Primeiras impressões: D-Link Boxee Box

25 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/05/2012 às 22:47h

     Na semana passada eu comentei por aqui os motivos que me levaram a comprar um D-Link Boxee Box ao invés de um novo Apple TV. Por uma enorme coincidência, no dia seguinte ao post a Apple anunciou a venda do produto no Brasil. Mas será que a caixinha a D-Link foi suficientemente competente para agradar um usuário exigente como eu?

     Devo confessar que as primeiras impressões que tive foram muito boas e ela ganhou muitos pontos. Porém, conforme fui usando o equipamento, foram surgindo alguns pontos negativos que valem ser destacados. Claro que isso é normal, nenhum produto é perfeito. Talvez, depois de muitos anos e várias versões, o produto chega num ponto de refinamento tão grande que fornece uma experiência muito boa ao usuário. Como o Boxee Box está em sua primeira versão, é natural que ainda existam pontos a serem trabalhados pelo fabricante.

     Logo que recebi o produto, comprado por R$ 399,00 no Mercado Livre, tive uma boa surpresa ao ver que o vendedor foi cuidadoso e enviou o produto numa caixa grande, lotada daqueles “chips verdes”, um tipo de espuma muito usado em embalagens. Ao tirá-lo dessa primeira caixa, me deparei com a caixa do produto em si. Ela é relativamente pequena e bem bonita. A abertura se dá de uma forma pouco convencional, diferente do clássico puxar a tampa para cima.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mai 01

Quer usufruir do Netflix? Não compre o Boxee Box.

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 01/05/2012 às 07:13h

     Conforme comentei anteriormente aqui no blog, comprei um D-Link Boxee Box. Hoje eu recebi o produto e gostei de várias coisas nele, mas que foram completamente ocultadas por um enorme problema: não funciona Netflix. O pior de tudo foi o posicionamento por parte da D-Link ao explicar os motivos do não funcionamento. Eu sinceramente não gosto de me relacionar com empresas com esse tipo de postura e penso em devolver o produto.

     Se você der uma rápida procurada no Google pelo Boxee Box, vai ver que existem dezenas de matérias anunciando a chegada do produto e dizendo que o mesmo seria compatível com o Netflix. Na prática, infelizmente isso não acontece, o que motivou inúmeras reclamações contra a D-Link no site ReclameAqui. Pelo que pude notar, a empresa tem entrado em contato com os consumidores e alegando que, por motivos contratuais, não pode habilitar o serviço aqui.

     Como eu já havia antecipado no outro post, o Boxee Box é um minicomputador equipado com uma CPU Intel Atom e roda uma versão modificada do Linux. O usuário final nem fica sabendo disso, pois quando o aparelho inicia, ele cai direto na interface do Boxee. Assim, é de se imaginar que ele rode tudo como num computador. Ao tentar entrar no site da Netflix, ele carrega normal, permite que faça o login, mas ao clicar em qualquer ítem, ele avisa que o dispositivo não é compatível.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
dez 28

Como expandir as portas HDMI da TV?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 28/12/2011 às 12:31h

     Boa parte dos equipamentos de vídeo hoje (senão todos) estão vindo com conexões HDMI. Alguns ainda mantém saídas alternativas, como a RCA (é o caso do WDTV e do Xbox). Porém, existem casos (como o Apple TV), que o aparelho simplesmente só tem uma forma de conexão. Isso acabou gerando um problema para muitas pessoas, pois as TVs mais antigas (ou até os modelos de entrada mais novos) tem poucas saídas HDMI.

     Recentemente eu troquei os WDTV de casa pelos Apple TV. Quando fui instalar um dos aparelhos que sobraram na casa dos meus pais, vi que a TV deles tinham uma única porta HDMI e ela já estava sendo utilizada pelo Xbox do meu irmão. Na ocasião acabei deixando quieto, mas esses dias eu queria dar um Apple TV pra eles (com o atrativo do Netflix e iTunes Store Brasil) e retomei a questão da falta de portas.

     Procurando no Mercado Livre eu encontrei um switch HDMI de 3 portas, ou seja, você conecta uma saída na TV e ele te abre 3 portas. Agora poderei deixar ligado o Xbox, o Apple TV (Netflix e iTunes Store) e o WDTV (Divx). O custo do switch foi R$ 30,00 e o vendedor foi extremamente ágil. Comprei num dia de manhã e recebi no seguinte.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload