jul 07

3 coisas que irritam muito no smartphone Sony Xperia Z2

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 07/07/2014 às 23:53h

     Estou com o Sony Xperia Z2 há pouco mais de uma semana e ele já coleciona comportamentos que me irritam profundamente. O primeiro deles eu narrei logo no primeiro dia de uso, que é o fato do aparelho esquentar muito, o que acaba causando o encerramento do app de câmera, conforme eu mostrei aqui.

     Infelizmente (e digo isso com muito pesar), o fato do aparelho esquentar muito não é o único problema do Xperia Z2. Quem hoje em dia não usa o Instagram? Como pai de filhos pequenos, a rede social do Markinho é uma das principais formas deu compartilhar os momentos com meus pais, que moram longe. E, se nem isso funciona bem, conforme eu mostro no vídeo acima? Pode ser erro do app e não do Z2? Pode! Mas como eu mostro no vídeo, em outros aparelhos, como o Nexus 5, não ocorre o erro.

     Outra recurso que perdi desde que comprei o Sony Xperia Z Ultra, dois meses antes do Z2, foi a manipulação de arquivos no smartphone, em especial, os vindos da rede. Conforme demonstro no vídeo acima, a Sony mexeu tanto no Android dos seus aparelhos, que acabou criando alguns bugs muito chatos. Assim, eu não consigo pegar documentos, fotos, vídeos, músicas ou qualquer outro arquivo da minha rede e jogar no meu Z2 ou Z Ultra, sendo que eu fazia isso normalmente com outros tablets e smartphone.

     Existem mais coisas me irritando no uso diário do Xperia Z2. Esses 3 são os principais e dei prioridade pra eles. Com o tempo, vou postando mais sobre isso. Afinal, se me irrita, também pode irritar mais gente e, duvido, que alguém queira pagar R$ 2.499,00 num aparelho que tenha esse tipo de comportamento. Você pagaria?

TAG(s):
Categoria(s): Android
jun 22

Review do D-Link ShareCenter DNS-320L

10 Comentarios »Postado por GordoGeek em 22/06/2013 às 15:57h

     Essa semana eu comprei o D-Link ShareCenter DNS-320L por R$ 399,00 via Mercado Livre. Acabei escolhendo ele e não outras marcas bastante conhecidas como Drobo, Synology e outras por um motivo simples: preço. Basta uma rápida pesquisa pelas marcas citadas e você vai encontrar preços que passam facilmente dos R$ 1.500,00.

     Quando eu comentei que estava comprando um NAS, muita gente me perguntou porque não usar um PC para a mesma função e, novamente, a resposta é preço. Dessa vez, da energia. Enquanto um dispositivo dedicado como esse NAS gasta em torno de 20w de energia, um PC gasta uns 80w. Isso, no final do mês, acaba dando uma diferença de uns R$ 30,00 na conta. Parece pouco, mas em um ano, você praticamente pagou o investimento feito na compra do NAS.

     Esse equipamento da D-Link é bem bonitinho, tem baixo consumo de energia e é um dos poucos a suportar HDs de 4TB. Como ele tem duas baias, dá pra chegar a 8TB. Caso queira usar como RAID, espelhando a informação de um em outro, permanecem os 4TB, mas aumenta-se a segurança das informações. Porém, ele tem USB 2 (e não 3, como seria desejável) e notei alguns problemas com o software. Além de só ter opção de inglês, estou tendo graves problemas no acesso dos dados, pois nem sempre ele respeita as permissões configuradas e um usuário acaba vendo informação que não deveria ou o contrário, não vê o que deveria.

     Conforme eu deixei claro no vídeo, esse é um vídeo de primeiras impressões. O equipamento está comigo não tem nem uma semana e ainda vou explorá-lo mais, buscar em fóruns, ligar na assistência pra ver se isso é bug ou erro de configuração, etc. A princípio, eu não recomendaria a compra do equipamento. Quem sabe essa opinião mude…

     Update 27/08/2013 16:54 => Demorei muitos meses pra fazer um teste de performance, que muitos me pediram. Isso ocorreu porque não era simplesmente pegar uma pasta, copiar e marcar o tempo. Para ser o mais correto possível, tinha que desligar tudo na minha rede, de forma que outros dispositivos não acessem o NAS e o Time Capsule, gerando uma distorção nos resultados.

     Isso dito, o meu Time Capsule é um modelo 2012 e além do HD interno de 2TB, tem também um HD de 3TB plugado via USB. Já no NAS, tenho um HD de 2TB num slot e outro de 3TB em outro. Já comprei dois novos HDs de 4TB, que é capacidade máxima do dispositivo, mas o vendedor do Mercado Livre está me enrolando pra enviar. Como o preço dele é bem abaixo dos outros e ele possui boas qualificações, resolvi esperar ao invés de pedir o dinheiro de voltar e comprar com outro.

     Usei nos meus testes uma pasta de 1.75GB com 99 itens diversos, tendo fotos, vídeos, músicas e documentos. A cópia no Time Capsule demorou 1:23 minuto no HD interno e mais de 3 minutos na porta USB. No caso da NAS, demorou bem menos, sendo 59 segundos no HD de 2TB e 45 segundos no de 3TB.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
abr 03

Como compartilhar pastas públicas no Dropbox?

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/04/2012 às 00:46h

     Na semana passada eu subi algumas fotos para o Dropbox e queria compartilhar a pasta com a galera. Porém, não consegui fazer isso de maneira fácil, como eu gostaria. Fiquei dias procurando onde eu estava errando, tendo em vista que eu já vi outras pessoa usando o recurso, mas não achei nada.

     Dentro do ambiente do Dropbox, existe um ícone para se compartilhar pastas. Porém, esse recurso só permite compartilhar com amigos previamente cadastrados, seja através de contas Dropbox ou do Facebook. Já dentro da pasta Public, todos os arquivos colocados ali podem ser compartilhados através de links, mas pastas, nada… E convenhamos, compartilhar arquivo por arquivo não é nada prático em determinadas situações.

     Algumas pessoas me disseram que tal recurso só estaria disponível pra contas pagas. Porém, hoje eu troquei umas ideias com o @RafaelAbrantes, fizemos inúmeros testes, até que ele finalmente conseguiu desvendar o mistério. Nesse link tem a solução. Basta clicar aqui e habilitar esse recurso.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
mar 29

SyncMeApp: transferência via Wi-Fi entre Mac e iTrecos

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 29/03/2012 às 21:57h

     Ontem eu estava fazendo alguns testes para escrever o post sobre o novo iPad e precisei subir os arquivos, dos próprios dispositivos, para um serviço de nuvem, permitindo que os leitores pudessem comparar a qualidade dos arquivos originais, sem qualquer compressão ou manipulação (em breve vou fazer outro post sobre isso). Nisso, eu acabei esbarrando com um programa que nada tem a ver com nuvem, mas que acabei achando bem útil para copiar arquivos dos dispositivos para o Mac, sem necessidade de fios.

     O aplicativo SyncMeApp é universal e custa USD 1.99 na App Store Brasil. A versão que se instala no Mac infelizmente não está na Mac App Store e deve ser baixada direta do site do desenvolvedor (ela é gratuita).

     Uma vez que o programa do Mac está instalado e rodando, logo que se abre os apps nos dispositivos, ele já encontra os computadores que tem o programa instalado. No Mac, você deve confirmar que está aceitando aquele dispositivo como confiável. Feito isso, na barra superior ficará um ícone listando todos os dispositivos. Quando você quiser copiar algo pra ele (pode ser diferentes tipos de arquivos), basta arrastar e soltar. Não é possível copiar para mais de um dispositivo simultaneamente, ou seja, é necessário selecionar qual o dispositivo que irá receber o arquivo. O processo inverso também é possível, mas bem mais limitado (limitações da Apple) e o dispositivo só consegue enviar para o Mac as fotos e vídeos da biblioteca.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
set 20

Como usar o AirPort Extreme com o Apple TV?

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 20/09/2011 às 12:35h

     Recentemente eu troquei o equipamento que faz o monitoramento de casa (vou detalhar em outro post) e finalmente consegui desativar o antigo servidor Windows. Mas e o compartilhamento de arquivos? Quem assumiu essa função na rede? O AirPort Extreme, claro!

     Conforme eu expliquei aqui nesse outro post, apesar do AirPort Extreme possuir apenas uma conexão USB, você pode fazer uso de mais de um HD externo nessa porta. A solução é usar um simples hub energizado, vendido no Mercado Livre por menos de R$ 30,00. Detalhe: tem que ser energizado, ok? Os tradicionais não rolam.

     Essa dica vale também pra quem, como eu, está rodando o MacOS Lion em seus computadores. A Apple foi obrigada a fazer alterações no protocolo SMB e isso acabou trazendo inúmeros problemas de compatibilidade pro usuário. Ou seja, por padrão, seu Apple TV não vai conseguir acessar os arquivos num computador rodando Lion.

     O protocolo padrão de compartilhamento de arquivos da Apple é o AFP (Apple Filing Protocol). É possível configurar para que seu Apple TV jailbroken consiga trabalhar com esse protocolo. As informações que eu utilizei foram desse site e funcionou perfeitamente. Em resumo, basta instalar o NitoTV e depois ativar o “plugin” do AFP. Boa sorte!

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Dicas
mai 08

Como recuperar arquivos apagados no Windows?

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/05/2011 às 04:07h

     Ontem eu relatei aqui no blog o meu desprazer em fazer uma escolha errada e ver mais de 1TB de arquivos indo pro lixo. Muitos ficaram curiosos pra saber se consegui recuperar os arquivos apagados e como fiz isso. Vamos as dicas!

     Já tem alguns anos que uso um programa gratuíto chamado PC Inspector File Recovery. Ele já me salvou várias vezes no passado. Porém, ontem ele acabou me deixando na mão. Ele foi capaz de diagnosticar o disco, me mostrou os arquivos apagados, disse que o status era “good”, exibiu o tamanho dos arquivos e tudo mais. Todavia, parece que ele tava me trollando e quando eu mandei efetivamente recuperar os arquivos, começaram a surgir erros seguidamente, dizendo que o disco não poderia ser lido. Ele gerou alguns arquivos (cerca de 30% do total), mas 90% com 0 bytes.

     Sai a procura de outros programas com função similar no Google e encontrei o Get Data Back. Infelizmente, diferente do PC Inspector, esse programa não é gratuíto (custa USD 80). Como eu não sabia se iria efetivamente funcionar, fiquei com medo de jogar dinheiro fora e peguei a versão do The Pirate Bay.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
abr 16

Air Video: seus vídeos do PC ou MAC, sempre com você

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 16/04/2010 às 18:07h

     Já tem um tempo que eu tinha visto o Air Video na App Store, mas confesso que fiquei meio na dúvida se ele realmente fazia tudo que prometia, porque parecia bom demais. Pelos reviews, eram só elogios. Mesmo assim, com medo de queimar minha rico dinheirinho, fui tomar referência com amigos no Twitter e, diante da aprovação de todos, decidi comprar e testar. Um agradecimento especial ao Daniel Dahia, pela atenção.

     Mas o que afinal esse programa faz? Primeiramente, deixe-me explicar que não é um programa e sim uma solução baseada em dois pontos: um servidor (que pode ser seu PC ou MAC) e um cliente (que pode ser iPad, iPhone, iPod Touch, etc.).

     No seu computador, você vai instalar o programa e selecionar onde estão os seus vídeos. Pode ser local ou na rede. Depois, você baixa a versão do seu gadget. Se tiver em rede WiFi, o seu servidor já vai aparecer listado lá. Se quiser usar via 3G, ae você precisa ir até o servidor, pegar um código e cadastrar no seu gadget, informando a ele um caminho para localizar seu computador na internet. Feito isso, de onde você estiver, vai poder ter acesso a seus vídeos, direto no seu dispositivo.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
jul 01

Snow Leopard: visualizando arquivos

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 01/07/2009 às 12:15h

     Mais um pequeno vídeo para exibir uma mudança na forma com que o Snow Leopard trabalha com a exibição de arquivos.

     PS: O vídeo pode ser visto num tamanho maior, bastando clicar em HD na janela. Dessa forma, você pode ver detalhes que no tamanho padrão não se consegue.

preload preload preload