abr 09

Como saber se um cartão microSD da SanDisk é original?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 09/04/2015 às 16:30h

     Compro cartões de memória microSD com certa frequência e sempre fico na dúvida se realmente são produtos autênticos ou são falsos. Isso porque, a enorme maioria deles, não vem em caixa alguma. Mesmo quando o vendedor é muito bem qualificado, o produto chega num envelope, muito mal embalado e protegido, com os cartões “jogados” lá dentro. Ou seja, isso levanta certas dúvidas quanto a qualidade e autenticidade do produto, não?

     Eu sei que não sou apenas eu quem tem essa dúvida, pois diariamente eu recebo dúvidas de leitores perguntando como fazer pra ver se um produto da SanDisk é original. Infelizmente, em pleno 2015, a empresa ainda não dispõe de um aplicativo que lê o número de série do cartão contido no dispositivo (PC, tablet, smartphone, etc.) e faz a validação. Uma página no site oficial, onde o usuário coloca o número, já ajudaria (se bem que é um saco pegar o número serial de um produto tão pequeno).

     Depois de algumas semanas tentando alguma interação com o perfil da SanDisk, tanto no Brasil, como americano (sem qualquer resposta), resolvi recorrer ao site oficial de suporte da marca. Lá, utilizei o chat para tirar minhas dúvidas. E, realmente, não existe, nem app e nem local no site pra fazer essa validação. Porém, no chat, o atendente pode te ajudar.

     Antes de mais nada, recomendo que você compre uma lupa. Tentei usar a excelente câmera do iPhone 6+ pra me ajudar a pegar o número serial do cartão, mas como são minusculamente gravados, não consegui. Ae tentei usar o app SD Insight (veja vídeo no Instagram), que me trás algumas informações do cartão, inclusive o número serial. Contudo, o número informado pelo app não bate com o que está na traseira.

     Depois de pegar uma lupa e uma lanterna, consegui finalmente pegar o número serial do microSD. Entrei no chat, passei as informações solicitadas pela atendente e tive a feliz notícia que o meu produto parece ser autêntico. Digo parece pois, o que impede que fabricantes clonem um cartão, pegando todas as características dele, como cor, número de série, etc.?

     De qualquer forma, caso você queira validar se aquele cartão recebido num envelope de pão é original, agora já sabe a forma oficial de fazer. E, além disso, se tiver com tempo, recomendo efetuar alguns testes de leitura e escrita no cartão, seja usando apps próprios pra isso, seja cronometrando o processo manualmente.

     Há mais de um ano, eu tive problema com alguns cartões que comprei no Mercado Livre e, tanto o próprio, como o vendedor (Platinum), se recusam a trocar o cartão, que já chegou sem funcionar. Entrei em contato com a SanDisk e eles trocaram o cartão numa boa. Demorou algumas semanas, pois vem tudo dos Estados Unidos (eles pagam o imposto pra você, fica tranquilo), mas chegou.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload