dez 10

     Depois de muitos anos usando a Vivo como operadora principal, acabei mudando pra Claro, pois vinha tendo muitos problemas de cobertura, qualidade de chamada e especialmente baixas velocidades de 3G (não passava de 100kbps) com a Vivo, mesmo no começo do ciclo da franquia, com muitos MB ainda pra estourar o limite. Cheguei até a tentar usar a Tim, por causa dos novos planos com tarifas muito baixas pra falar com outras operadoras, mas como vivo sem sinal ou fico no GPRS (sim, nem EDGE é), acabei ficando com a operadora vermelha mesmo.

     A Claro me trouxe melhor cobertura (geralmente 3 ou 4 barrinhas), qualidade de chamada melhor e um 3G acima de 5mbps na média. Além disso, tem o benefício deles não cobrarem pelo uso de Facebook, Twitter e WhatsApp. Assim, meu plano de 600MB por R$ 24,90 acaba durando muito mais, pois meu maior uso (redes sociais) não é incluso na franquia do plano de dados.

     Como nem tudo são flores, tenho duas chateações com a operadora. Quem me acompanha pelo Twitter já deve saber muito bem quais são. Primeiro, eles ficam enviando uma propaganda massiva, mesmo eu pedindo pra não receber nada. Segundo, não existe recorrência nos pacotes de internet, me obrigando a efetuar a contratação manual todos os meses. Vou explicar melhor porque isso é chato.

     Apesar deu já ter pedido inúmeras vezes pra operadora parar de me enviar propaganda, inclusive 3 delas via Anatel, ela insiste em fazer. Se fosse um simples SMS, eu já acharia chato e abusivo, pois não quero receber, mas seria menos problemático. O x da questão é que ela envia a propaganda nesse formato, onde a tela do celular se acende e a mensagem fica na tela. Um toque errado no botão (com o celular no bolso, por exemplo) e você contrata um pacote sem querer. Detalhe: a burrice (ou má fé) da operadora chega a tanto que, mesmo eu tendo usado menos de 10% da franquia contratada do 3G, eles querem me vender um plano diário de dados. Oi? Não tem CRM nessa empresa, pra saber que tipo de propaganda deve ser encaminhada pro cliente?

     O segundo problema é que os pacotes de internet (R$ 14,90 por 300MB e R$ 24,90 por 600MB) não possuem recorrência. Ou seja, você não contrata uma vez, todo dia X eles cobram e você vai usando. No dia do vencimento, o pacote expira e eles começam a te cobrar R$ 0,75 pelo pacote diário. Gozado que, mesmo o celular estando no Wi-Fi, se a opção de dados estiver ativa, a cobrança vai ocorrer. Chato, né? Mas tem mais.

     Se você contratou o pacote no dia 10, ele não expira no próximo dia 10 às 23:59h. Ele expira na hora da contratação, mesmo a informação do *1052# dizendo que é às 23:59h. Assim, se você ativou dia 10/11 às 20:10h, no dia 10/12 às 20:11h eles já te cobram os R$ 0,75. Isso ocorreu ontem comigo.

     Outro detalhe é que você não tem a opção de cancelar o pacote, dentro da vigência dele e recontratar logo em seguida, pra não ocorrer essa cobrança de R$ 0,75. A única opção possível é você configurar um alerta no celular, desativar a opção de dados e esperar o SMS dizendo que o pacote venceu. Em seguida você o contrata de novo. Eu sinceramente acho isso de uma burrice, que fico na dúvida se é realmente falta de bom senso ou uma dificuldade pensada pra justamente cobrar centenas de milhares de usuários nesses R$ 0,75. O que vocês acham? Burrice ou má fé pra lesar o consumidor?

TAG(s):
Categoria(s): Geral
preload preload preload