ago 05

         Há mais de 3 anos eu fiz um post aqui blog sobre automação residencial com a tomada inteligente WeMo da Belkin. De lá pra cá, muitos produtos surgiram, a tal internet das coisas ganha cada vez mais espaço na mídia e muita gente está querendo deixar sua casa um pouco mais “inteligente”.



         Um dos grandes problemas da automação residencial é o alto custo (R$ 1.300 por 3 lâmpadas de LED da Philips Hue). A maioria das soluções comerciais que encontramos atualmente no mercado custam um absurdo o e não estão acessíveis a todo mundo. Por isso, os interruptores ITEAD sOnOff são uma alternativa simples e interessante pra quem deseja começar nesse mundo.

         A empresa ITEAD, fabricante da tomada sOnOff, tem diferentes soluções bacanas em seu site, por preços a partir de USD 4,85, o que é muito barato, especialmente pro consumidor americano. Você pode comprar tomadas com ótimo acabamento (similar aos da WeMo), lâmpadas (similar a Philips Hue), um concentrador que pode automatizar todos os sinais sem fio da sua casa (como portões, ar condicionado, etc.), entre outras maravilhas tecnológicas que deixam qualquer geek maluco.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
ago 24

[Vlog] Minha casa em New Jersey alugada no Airbnb

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 24/08/2015 às 00:03h

     Pessoal, conforme eu avisei aqui, essa série de vídeos está cru, sem edição, porque meu MacBook está um horror. Peço a compreensão da boa alma de vocês em entender a situação atípica ;) Assim que voltar ao Brasil vou editar os vídeos na qualidade de costume (que também não é grandes coisas, mas é melhor que deixar todos os vídeos soltos, com erros de gravação e tal, rs.).

     Como já havia adiantado em outro post, quem vive me falando bem do Airbnb é o Vladimir Campos, uma pessoa que respeito muito a opinião e sempre dá dicas boas. Assim, mesmo nunca tendo utilizado o serviço e ficado de pé atrás, resolvi dar um voto de confiança ao serviço.

     Assim como o Uber, que conecta motoristas profissionais a usuários, via aplicativo, o Airbnb conecta donos de residências a hóspedes. Não é como um hotel, onde você simplesmente paga e aluga. Como você irá ficar na casa de alguém, seja alugando o local todo ou apenas um quarto, ninguém vai alugar algo assim sem referência. Por isso, antes de alugar, você deve demonstrar o interesse no lugar, comunicar os dias que pretende ficar e o proprietário irá avaliar se pode te receber.

     Em 2013 eu vim para os Estados Unidos com meu irmão e na ocasião eu já estava curioso sobre o Airbnb. Fiz meu cadastro, mandei algumas propostas, mas foram todas recusadas, seja porque os locais já estavam reservados, seja porque os proprietários não me conheciam e talvez ficaram com medo de receber um usuário novo em sua propriedade.

     Do jeito que estou falando, parece que é super difícil você usar o serviço, já que provavelmente ainda não fez o cadastro e não referências, correto? Se você for ficar num local de alta rotatividade, muitas vezes o proprietário já é mais profissional, tem seguro e as regras são mais flexíveis que na casa de alguém que aluga um quarto (e mora na casa) porque o filho foi pra faculdade e acabou ficando um cômodo livre.

     O motivo principal para usar o Airbnb é porque ele é muito mais barato que hotel. Correto? Nem sempre. Geralmente é sim, mas tem lugares muito badalados, como Manhattan e São Francisco, que os preços já estão equivalentes. Já, nos arredores (como é meu caso aqui em Jersey), acabou compensando. Porém, para longas estadias e se você quiser ter uma experiência mais próxima a de um morador (e não de um turista), morar numa casa é muito legal.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 30

Dicas básicas sobre como montar um cinema em casa

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/07/2014 às 13:01h

     Sempre desejei ter um “cineminha” em casa, mas sempre fiquei pensando que não queria arriscar morrer com uma lâmpada de projetor queimada. Pra quem não sabe, na maioria das vezes, o projetor em si tem garantia de 1 ano, mas a lâmpada tem garantia de apenas 90 dias. E, ela queimando, seria quase o preço de um projetor novo. Bom, isso não é mais verdade há algum tempo.

     Como eu não entendo quase nada do assunto, enchi muito o saco dos amigos nos últimos dias e fui aprendendo algumas coisas. Acabei comprando um projetor Optoma e um receiver Onkyo, que segundo as referências que tive, são marcas muito boas. Porém, como é meu primeiro ambiente de entretenimento, acabei comprando usado, na tentativa de economizar. Poderia ter pego produtos novos, de marcas menos conceituadas, mas meus amigos me convenceram do contrário.

     Reforço aqui que não entendo muito do assunto (antes que fiquem me puxando a orelha nos comentários), mas gostaria de compartilhar algumas coisas que aprendi nesses dias e apesar de ter respondido a dezenas de tweets sobre esse assunto, achei que um vídeo ficaria melhor para explicar algumas coisas.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
out 26

Kickstarter: monitorando o consumo de energia em casa

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/10/2013 às 01:09h

     Há um tempinho atrás eu tentei me aventurar no mundo do Arduino (tem alguns posts aqui no blog a respeito). Comprei várias placas, shields, montei alguns projetinhos, mas esbarrei em alguns pontos e não achei ninguém disposto a me ajudar. Enfim, foram quase R$ 3.000,00 gastos que hoje estão no fundo de um dos meus armários no escritório. Triste história geek.

     Entre os diversos projetos que eu tinha em mente, estava algo bem parecido com o Neurio, do vídeo ae acima. Resumidamente, ele é uma caixinha bem pequena que você liga no seu quadro de energia, conecta-o via Wi-Fi a sua rede e deixa sua casa um pouco mais inteligente. Além de monitorar o consumo de energia em tempo real, ele também vai gerando estatísticas mais complexas, além de se integrar com outros serviços e dispositivos via API.

     O projeto já está financiado e ainda tem mais 3 semanas pra conseguir ainda mais recursos pra facilitar a vida dos responsáveis. O investimento mínimo pra ter direito a receber um kit é de 99 dólares canadenses.

TAG(s):
Categoria(s): Kickstarter
dez 02

Porteiro Eletrônico por RFID e/ ou Senha

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/12/2011 às 12:52h

     Há alguns dias eu comprei um equipamento para substituir meu antigo porteiro eletrônico. Esse dispositivo funciona com liberação tanto via chaveiros de RFID (por aproximação), como por senhas, conforme eu demonstro no vídeo abaixo. A sua capacidade máxima é para até 250 usuários, se autenticando por senha ou chaveiro com RFID.

     Eu me surpreendi (positivamente) pelo preço do equipamento, pois imaginei que fosse bem mais caro. A compra foi feita via Mercado Livre, com esse vendedor, que é extremamente atencioso e possui um ótimo pós-venda. Liguei pra ele inúmeras vezes e sempre foi bastante cordial. Caso queira tirar alguma dúvida por email, ele também responde rápido. Aliás, eu mencionei que era barato e não disse o custo, né? Meros R$ 60,00.

     Caso você tenha comprado o equipamento e queira aprender de maneira rápida e simples como configurar, veja o vídeo acima. Explico em detalhes e na prática.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
abr 29

Jobs estaria debilitado?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 29/04/2009 às 19:11h

     Steve Jobs comprou um verdadeira mansão na cidade de Woodside, mas com a intenção de demolir e construir algo mais novo, visto que a casa é bem antiga. Contudo, a prefeitura não gostou muito da idéia, visto que o local é uma espécie de marco na cidade.

     O CEO licenciado da Apple então teria pedido uma audiência para tentar resolver o impasse com a prefeitura. Porém, segundo seu advogado, o mesmo não teve condições de comparecer em virtude das suas condições de saúde.

     Será que as condições de saúde de Jobs estariam mesmo tão debilitadas a ponto dele sequer poder participar de uma reunião ou isso foi desculpa pra mandar o advogado resolver as “coisas chatas” por ele?

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload