mai 06

Moto X com problema? É foda, mas vale a pena formatar.

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 06/05/2014 às 15:22h

     Meus primeiros meses com o Moto X foram fantástico. Apesar de não ser nenhum topo de linha, ter uma câmera bem modesta e não ter slot pra cartão microSD, o aparelho da Motorola era um smartphone que eu gostava bastante. Porém, depois de alguns updates, muitos apps instalados e mais um bocado de meses usando-o intensamente, ele virou uma porcaria, a ponto deu ter que me segurar e contar até 10 pra não jogá-lo contra a parede várias vezes ao dia.

     O comportamento anormal mais visível no Moto X era a sua velocidade. O que antes era muito fluido ficou parecendo um Galaxy S2. Tudo era arrastado e demorado, apesar dos testes de benchmark indicarem que ele estava rápido. Na prática, isso não se refletia. Além disso, a função mais interessante do aparelho, seus comandos de voz sempre ativos, apresentavam erro em 90% das vezes que eram acionados. Aparecia uma tela de erro de processo no Android e era um inferno. Extremamente frustrante, especialmente quando eu estava dirigindo.

     Eu tentei por duas vezes resolver os problemas com o chat da Motorola, fazendo inúmeros procedimentos, que me roubaram quase 1 hora cada. Digo roubaram porque esse tipo de tempo que a gente perde é algo realmente jogado no lixo, pois poderíamos estar fazendo várias coisas, seja do trabalho ou lazer. Mas enfim, nada resolvia. Eu também desinstalei vários apps que usava com pouca frequência e poderiam estar deixando o aparelho lento, até mesmo porque, se o Android não tiver pelo menos uns 2GB livre, ele sempre roda meio arrastado, coisa que aparentemente não acontece em outros sistemas, como iOS e Windows Phone.

     Como eu tinha tokens de sete bancos instalados no meu aparelho, não queria dar um reset de fábrica e perder tudo. Além de ter que ir em cada banco novamente, teria que baixar, instalar e configurar todos os apps novamente, o que com certeza toma pelo menos umas 8hs do meu tempo. Mas, como o aparelho estava insuportável, eu tive que apelar e fiz o procedimento.

     Já é de se imaginar que deu um baita trabalho para voltar ao estado anterior do aparelho, né? Mas funcionou. Joguei no lixo mais algumas horas do meu tempo, mas finalmente tive de volta o meu aparelho como era antes. Assim, se você já tentou praticamente de tudo e seu Moto X ainda está uma droga, apele para esse procedimento. Não é rápido, não é indolor, mas provavelmente irá resolver.

TAG(s):
Categoria(s): Android
set 25

Facebook Messenger: integrando a comunicação

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 25/09/2012 às 13:47h

     Não sou o fã número um do Facebook. Prefiro muito mais o Twitter, pois acho mais direto e objetivo, fazendo com que as pessoas resumam ao máximo o que querem passar. No Facebook, é muito comum a pessoa entrar pra ver uma coisa e 2hs depois se dar conta que a hora passou e ele se perdeu. É como a experiência de ler um livro num e-reader tipo Kindle ou num tablet. Justamente pra fugir disso, eu nem entro no Facebook. Só tinha conta criada pra acessar algum link que exigia cadastro. Porém, recentemente descobri um outro uso para a plataforma do Marquinho.

     Quando a pessoa tem produtos de uma mesma fabricante, como a Apple, tudo fica mais fácil, pois existem iMessage, Facetime, etc. Se os amigos forem fãs da marca, melhor ainda. Mas e quando os amigos são adeptos do Android, Windows Phone, etc.? Até então eu vinha apelando pro WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas disponível em várias plataformas. Contudo, ele exige que você crie uma conta (vinculada a seu número de telefone) em cada aparelho. Ou seja, se você tem um iPhone e um Android, terá duas contas, o que certamente vai te dar trabalho em gerenciar a comunicação, contatos, históricos, etc. Uma outra solução seria o Skype, mas ele não tem uma função importante pra mim: histórico das mensagens trocadas.

     Na semana passada, procurando uma solução pra abandonar o iMessage (que aliás, integrado ao iMac, iPad e iPhone está excelente), acabaram me sugerindo o Facebook Messenger. Eu vinculei a minha conta pré-existente ao aplicativo e gostei bastante, especialmente quando vi que, assim como o iMessage, ele coloca o histórico da conversa em todos os dispositivos. É muito comum eu estar hora com o iPhone, hora com o Android e minha esposa tinha que ficar enviando mensagem para os dois, pois não sabia com qual eu estaria. Além disso, a informação se fragmentava, pois eu não tinha o histórico centralizado. Bem, com o Facebook Messenger, agora eu tenho a mesma conta em vários dispositivos, Apple ou não, facilitando demais a minha vida.

     Muito legal ter a solução nos smartphones e tablets, mas vamos combinar que quando estamos diante do PC, fica muito mais prático digitar usando o teclado, né? Mas isso não é problema! Além das soluções baseadas no browser, você pode usar outros comunicadores instantâneos, pois eles se integram ao Facebook Messenger. Basta criar uma conta tipo Jabber e colocar no cadastro seu_usuá[email protected] Tudo resolvido e integrado.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Apple, Dicas
preload preload preload