dez 02

O que é melhor comprar: Moto G, Nexus 4 ou Optimus G?

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/12/2013 às 12:34h

     Tem perguntas que recebo diariamente, inclusive mais de uma vez. Muitas vezes eu tenho que dar uma resposta simplista, como “sim”, “não”, “A” ou “B”, pois já respondi tantas vezes, que não tenho mais tempo (ou paciência) para me alongar sobre o assunto. Nesses casos, vale a pena escrever um post aqui no blog, onde tenho mais que 140 caracteres para explicar algo. Depois, quando alguém pergunta, apenas mando o link.

     Já faz muitos meses que o Nexus 4 não tem mais o preço de tabela de R$ 1.499,00. Mesmo assim, muitos sites “espertinhos”, querendo dar a impressão que o preço atual é uma super promoção, colocam “De R$ 1.499,00 Por XXX”. Esse XXX no caso do Nexus 4 é bem comum que seja R$ 1.099,00. Porém, quase toda semana vejo promoções dele por R$ 879,00 à vista, especialmente no Ponto Frio. Em eventos especiais, como a Black Friday ou Cyber Monday, ele aparece por R$ 792,00 ou algo abaixo dos R$ 800,00. Mas ele ainda é um smartphone interessante, já que tem mais de 1 ano no mercado?

     O LG Nexus 4 ainda é sim um smartphone legal. Porém, como já escrevi algumas vezes aqui no blog, tenho algumas ressalvas quanto a ele. Se o 4G é importante pra você, saiba que ele não tem. Também não tem entrada para cartão microSD, ou seja, nada de expandir a sua capacidade pra colocar mais músicas, filmes, documentos, etc. A câmera não é das melhores e apresenta uma qualidade apenas satisfatória. Por outro lado, ele é um smartphone quad-core, com 2GB de RAM, uma boa tela e Android Kit Kat (o mais atual) num preço bacana. Não cabe a mim dizer se você deve comprá-lo ou não, porque as minhas necessidades são diferentes das suas. Sabendo do que ele é capaz, pense um pouco a respeito e decida por si mesmo.

     O Optimus G é um smartphone também feito pela LG e que foi lançado quase na mesma época do Nexus 4. Porém, ele trás algumas vantagens em relação ao seu irmão que roda o Google puro sangue, como uma câmera com mais megapixels, 4G compatível com o padrão brasileiro e, apesar de também não trazer slot para cartão microSD, vem com 32GB de espaço interno, contra os 16GB do Nexus 4. Ou seja, ele trás tudo que falei que o Nexus 4 peca em não trazer. Porém, como ele mantido pela LG e não pelo Google, está lotado de customizações chatas e provavelmente não receberá o Android Kit Kat. Por fim, seu preço muitas vezes se assemelha com o do Nexus 4, conforme você pode ver aqui no Extra.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
nov 02

Preços de smartphones e planos de telefonia em Londres

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/11/2013 às 22:09h

     Não precisa ser muito inteligente pra saber que quase R$ 3.000,00 num Galaxy Note 3 é muito dinheiro, né? Mas calma… Se você tiver um bom plano pós-pago, a operadora vai te dar o aparelho quase de graça, né? Não, fiote. Não vai. Tu ainda vai pagar mais de R$ 1.200,00 na bagaça.

     O vídeo acima é do canal “Vlog do Magrelo” no Youtube, que já foi citado aqui outras vezes. No vídeo de hoje ele comparou preços de aparelhos e planos pós-pagos no Brasil e em Londres. Obviamente eu já sabia que ia dar uma enorme diferença, mas não imagina que era tão grande.

     Em Londres, pagando um plano de £37/ mês, você pega o Galaxy Note 3 de graça! Além disso, tem minutos ilimitados pra qualquer operadora (nada de ilimitado apenas dentro da mesma operadora, como de Vivo pra Vivo, Claro pra Claro, etc.), SMS ilimitado e 1GB de internet. Aqui, se você precisa falar muito com outras operadoras, você tá fudido, pois um plano de 600 minutos sai mais de R$ 500,00 por mês (e tu ainda tem que comprar o aparelho com desconto de só 50%).

     Se você está pensando em ver quanto vale a libra, pra fazer a conversão, não perca seu tempo. Esse tipo de comparação não serve, já que a pessoa que paga o plano em libra, ganha em libra. Logo, qual o sentido de se converter pra reais, euro, dólar? E não para por ae, pois ainda tem que levar em conta o salário do cliente da operadora.

     Pelo que pesquisei na internet, o salário mínimo em Londres atualmente é de £6.19 por hora trabalhada. Supondo que a pessoa tenha uma “jornada light”, de apenas 8hs por dia, ela faz quase £50 por dia de trabalho. Ou seja, ela paga os £37 do plano e ainda sobre um troco pras refeições do dia.

     Eu sei que tem muita gente que acha os preços, impostos, qualidade de serviços públicos estejam “tudo de boa”. Como eu já disse em outros posts, não quero pagar de gostoso, mas quem já teve a mínima experiência de ir pra outro país sabe como as coisas são diferentes. Claro, não existe paraíso, mas inferno eu sei que existe, atende pelo nome de Brasil e o capeta tem apenas 4 dedos em uma das mãos.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
out 07

Primeiras impressões do Motorola Moto X (vs Nexus 4)

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 07/10/2013 às 15:04h

     Como todo bom geek, adoro testar aparelhos. É sair um lançamento e já quero por as mãos nele. E o Motorola Moto X foi um dos que mais aguçou meus sentidos geeks. Graças a assessoria da Motorola, consegui um smartphone para testes nesse sábado e ele ficará comigo pelas próximas duas semanas. Abaixo, um vídeo rápido de primeiras impressões.

     Aproveitei para fazer alguns comentários sobre uma pergunta bastante recorrente dos leitores: Nexus 4 ou Moto X? Apesar de ter gostado do Moto X, ele tem o mesmo “defeito” do Nexus: não tem slot microSD. Pra mim, não serve. Mas sei que nem todo mundo tem o índice de nerdice tão elevado quanto o meu e acredito que ambos os aparelhos atendam bem a diversos usuários. No entanto, pelo custo de ambos, acredito que o Nexus 4 tenha o melhor custo x benefício. Mas quem tiver dinheiro sobrando, o Moto X é muito mais bonito. Ele lembra o HTC One, que é um aparelho que eu adoro, mas que não me interessei em comprar porque a empresa não tem mais autorizada no país.

TAG(s):
Categoria(s): Android
set 30

Correios: uma estatal com foco na excelência #SQN

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/09/2013 às 22:19h

     Muita gente diz que sou pessimista e as coisas no Brasil não são tão ruins quanto eu digo. Bom, talvez pra quem não acessa a internet, leia jornais, viaje ao externo (e tem como comparar), as coisas são bem razoáveis. Pra mim, está longe disso. É revoltante morar no Brasil.

     Na semana passada eu fiz um post aqui sobre a internet banda larga, comparando o que temos por aqui com outros países. Hoje, vamos comparar os serviços dos Correios. Acima, temos um vídeo bem completo do Canal do Otário e abaixo um do Carlinhos Troll, um brasileiro vivendo nos Estados Unidos e que, segundo ele, já mandou mais de 25.000 encomendas em 3 anos.

     Depois de ver os vídeos, você ainda vai dizer que eu sou pessimista o morar no Brasil é bom? Não nos falta “apenas” competência, mas falta honestidade, bom senso e vontade de fazer as coisas direitas.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
fev 26

Comparativo: Galaxy Note N7000 x Galaxy Note 2 N7100

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 26/02/2013 às 02:20h

     A frequência com que eu troco de aparelhos é realmente assustadora! Compro muito coisa pra testar, fico com as que mais gosto e, cerca de três meses depois, vendo e compro novos aparelhos. Nessas indas e vindas eu atualmente estou com um Galaxy Note N7000 (trocado no RAZR i) e um Galaxy Note 2 N7100 (comprado usado). Assim, resolvi fazer um vídeo pra responder uma pergunta muito frequente: ainda vale a pena pegar o Note antigo?

     Como eu troco de aparelho com muita frequência e não gosto de perder dinheiro, é bem raro eu comprar um aparelho novo, especialmente no lançamento. Eu costumo esperar o preço baixar e ae compro já com um desconto bacana. O Galaxy Note N7100 foi lançado no final do ano passado por R$ 2.199,00. Apesar de ter adorado o aparelho que resenhei, decidi esperar um pouco e acabei comprado de um conhecido no Twitter por R$ 1.500,00. O preço dele à vista atualmente é de R$ 1.812,61, enquanto o N7000 tá saindo por R$ 1.338,91, ou seja, R$ 473,70 de diferença.

     Conforme você pode ver no vídeo, no quesito performance, o N7100 é sensacional e deixa o N7000 comendo poeira. Na prática, a gente nota isso mesmo em tarefas do dia-a-dia. Devido a multitarefa real do Android, é bastante comum a gente ter que fechar alguns apps, senão notamos que a performance vai degradando. No N7100, é bem raro eu ter que matar algum app porque o aparelho ficou lento. Ele é bem rápido e responsivo, me permitindo usar Twitter, Facebook, RSS, Instagram e outros sem problemas de engasgos, que geralmente atormentam o N7000 e outros aparelhos dualcore.

     Deixando a performance um pouco de lado, o que mais faz pender pro N7100? Eu acho que o acabamento dele é muito mais refinado que o do seu antecessor, com linhas mais arredondas, que se assemelham ao Galaxy S3. Além disso, ele conta com bluetooth 4.0 (mais econômico), NFC e suporta cartões microSD até 64GB (versus 32GB do N7000). Sua bateria também é melhor, tendo 3.100mAh contra 2.500mAh do N7000. Ou seja, eu realmente acho que investir “um pouco” mais e pegar o modelo mais atual vale a pena.

TAG(s):
Categoria(s): Android
set 23

Review Comparativo: Galaxy Nexus x Galaxy S3

10 Comentarios »Postado por GordoGeek em 23/09/2012 às 21:57h

     Como é bom poder pagar uma dívida, né? Com esse post eu consegui pagar duas em uma, rs. Estava devendo há tempos o review do Galaxy X e ainda consegui compará-lo como Galaxy S3, que muitas pessoas também me pediram pra resenhar. No vídeo abaixo, temos mais de 20 minutos de considerações sobre os dois aparelhos, onde comparo prós e contras, além de dar minha opinião sobre qual é o melhor aparelho.

     Em março desse ano eu comprei um Galaxy Note e fiz a resenha dele aqui no blog. Depois de ficar cerca de dois meses com ele, resolvi vendê-lo, pois não me acostumei a sua tela imensa, que é muito boa pra multimídia, mas nem tão boa assim pra entrada de dados, como email, Twitter, SMS, etc. Assim, consegui trocá-lo num Galaxy X (Galaxy Nexus) logo no começo de junho e desde então vinha usando ele como aparelho secundário, junto com o iPhone 4S.

     Nunca fui muito fã da plataforma Android, especialmente da versão 3.X, exclusiva para tablets. No entanto, a versão Ice Cream Sandwich mudou radicalmente meu conceito em relação ao sistema operacional do Google. O Galaxy X não é apenas um aparelho bonito e poderoso, mas a sua interface e estabilidade me conquistaram. Some-se a isso a liberação de apps que até então eram exclusivos da plataforma iOS, bem como a liberação da versão Jelly Bean.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
mai 31

Adeus Galaxy Note 5.3”. Bem vindo Galaxy X/ Nexus

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 31/05/2012 às 19:31h

     Depois de quase três meses usando o excelente Samsung Galaxy Note 5.3”, chegou a hora de dizer adeus. Eu comprei o Galaxy Note no meio de março desse ano e deixei minhas primeiras impressões sobre ele aqui no blog. Prometi voltar pra falar mais sobre ele, mas acabei não o fazendo (#MyBad). Eu falei muito sobre ele no Twitter, especialmente da minha dificuldade de adaptação numa tela tão grande e agora irei falar (e mostrar) mais sobre isso.

     Apesar do Galaxy Note 5.3” ser um aparelho muito bom, tanto em beleza, acabamento e performance, o tamanho da tela, pro meu uso, teve mais pontos negativos do que positivos. Ela é sensacional pra consumir conteúdo, seja em vídeo (no próprio aparelho – que roda vários formatos de vídeos – ou via streaming – Netflix, Youtube, Emit, etc.) ou texto (Readability, RSS, Twitter, Facebook, etc.). Porém, toda vez que preciso entrar com dados nele, por mais curto que seja o texto, acabo me embananando pra digitar. Uma das coisas que eu adoro no Android é o teclado swype, que me faz digitar muito mais rápido que no iOS. Porém, usá-lo no Galaxy Note é deveras complicado.

     Eu fiquei babando algum tempo no HTC One X, mas também aguardando o tão esperado Galaxy SIII, pra decidir o que eu iria fazer. Deixei o Galaxy Note algum tempo à venda no Mercado Livre, mas a oferta é imensa, o que diminui o preço de revenda do aparelho. Eu até estaria disposto a voltar uns R$ 300,00 na compra do SIII, mas esse era meu limite. Como não rolou, acabei optando por trocá-lo num Galaxy Nexus. Não foi fácil achar alguém pra trocar o aparelho, já que moro no interior. É bem mais fácil pra quem mora em São Paulo, já que podem marcar num local público para testar e trocar os aparelhos. Eu até poderia pedir pra um amigo, mas eu realmente não gosto de pedir esse tipo de favor.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
jun 08

O Motorola Xoom AINDA não vale a pena. Passa amanhã!

30 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/06/2011 às 00:37h

     Depois de alguns meses lendo muita coisa bacana sobre o Motorola Xoom, resolvi que deveria dar uma experimentada. Como moro no .. do mundo, tive que aproveitar um final de semana e fui passear com a família em Ribeirão Preto. Lá, encontrei o gadget disponível para experimentos numa bancada da FNAC e acabei surpreso, pois num primeiro momento, me agradou bastante, conforme comentei aqui no blog, dizendo até que eu compraria um. E comprei!

     Já disse algumas vezes que não sou o maior fã do Android. Acho muita coisa tosca, especialmente os aplicativos. Meu HTC Magic eu vendi com menos de uma semana. O Nexus One fica na gaveta e o tablet XingLing, bem, nem vale a pena comentar. Porém, conforme disse aqui nesse artigo sobre o Galaxy Tab, gostei bastante do conjunto da Samsung. Infelizmente, não posso dizer o mesmo do Motorola Xoom.

     Sabe quando você faz uma compra e enquanto o produto não chega, você resolve fazer o que deveria ter feito antes da compra, pesquisando tudo sobre aquele produto? Pois bem, eu comprei o Xoom num dia e no dia seguinte, enquanto roia as unhas pela sua chegada, comecei a pesquisar sobre ele, lendo inúmeros blogs. Nesse instante eu já fiquei um tanto com medo, pois a enorme maioria fez duras críticas, conforme comentei aqui. Talvez isso já tenha me dado um certo preconceito inicial e prejudicou minha análise, mas tentei ser o mais imparcial possível e me ater a fatos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android, Gadgets
jun 06

Finalmente o review do Samsung Galaxy Tab 7”

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 06/06/2011 às 02:47h

     Eu já fui até a sede da Apple em Cupertino e fiquei várias horas rondando por lá pra ver se me deparava com Steve Jobs. Nesse mesmo local, fui até a lojinha da empresa e comprei várias canequinhas, canetas, bonés, camisetas e afins. Eu já passei uma madrugada gelada na fila pra comprar o iPad no dia do lançamento em Nova Iorque. Tenho vários produtos da Apple, como várias gerações de iPods e iPhones. Tenho AirPort Extreme, Express, Apple TV, MacBook, Mac mini e iPad. Já li quase uma dezena de livros sobre a Apple e seus fundadores. Todo dia de keynote pra mim é sagrado e dou um jeito de matar algumas horinhas do trabalho pra assistir. Sou um fanboy? Muitos podem me considerar, mas geralmente o fanboy é aquele cara que é cego pela marca, não a critica e sai no braço com quem discorda dele. Definitivamente, esse não sou eu.

     Quem me acompanha no blog e/ ou no Twitter sabe que eu sempre meti o pau na Apple quando achei que era o caso (e não foram poucas vezes). Uso jailbreak em meus gadgets porque não concordo com várias posições que a empresa tenta impor a seus usuários, limitando-os, muitas vezes sem o menor sentido. Por outro lado, é inegável que o pessoal da Maçã faz produtos incríveis e mesmo sendo caros, são muito bons. Óbvio, nem tudo é perfeito e de vez em quando surge um recall aqui e uma patada em usuário acolá. O mundo é assim, mas a empresa está acima da média.

     Desde que comprei meu iPhone, nunca cogitei trocar por outro aparelho. A mesma coisa com o MacBook e o iPod. Não, pelo menos, pra ser meu gadget principal. Porém, sempre que possível, comprei gadgets de outros fabricantes pra explorar e conhecer quais eram seus diferenciais, o que tinha de bom e ruim, como todo bom geek gosta de fazer. Foi assim com o Zune, o HTC Magic, depois o Nexus One, o tablet Xing Ling do DealExtreme e mais recentemente com o Galaxy Tab e o Motorola Xoom. Não fechar os olhos pro mundo é algo extremamente saudável e isso não é prova de “vira casaca” ou insatisfação com a Apple.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android, Gadgets
out 24

Depoimento de um Apple fanboy sobre o Android

17 Comentarios »Postado por GordoGeek em 24/10/2010 às 01:32h

     Quando eu comprei o HTC Magic, meu primeiro smartphone com Android, fiz uma brincadeira no post, dizendo que estava abandonando o mundo da maçã pra cair no mundo dos doces, uma alusão a Apple a aos nomes dados pelo Google as versões do seu sistema operacional móvel. Durante esse um mês, muitas pessoas me pediram um post a respeito do que eu estava achando e tirando alguns comentários no Twitter, o tal post não veio. Bom, parte dele, estará nas próximas linhas.

     Eu sou daqueles que acho que não devemos falar mal de algo sem conhecer. Falar mal é sempre chato. As pessoas lhe acham um mala por ficar criticando. Imagina então, sem conhecer do assunto.. Por isso, resolvi mexer nesse tal Android, que vem conquistando o mercado americano. Infelizmente, comecei com o pé esquerdo, pois não queria gastar muito nesse aventura e acabei comprando um aparelho mais baratinho, usado, o HTC Magic (cerca de R$ 600,00). Muitos me alertaram que eu iria acabar “queimando” minha experiência com o Android por causa do equipamento. Não que o Magic seja ruim, mas não dá pra comparar o uso de um iPhone 4 com um aparelho tão inferior. Assim, resolvi comprar o Nexus One (R$ 1.200,00), um aparelho de especificações mais parrudas e o único que recebe o Android puro, sem a interferência de operadoras e/ ou outras fabricantes, que precisam adaptá-lo a dezenas de modelos de aparelhos.

     Eu recebi o aparelho ontem e com menos de 24 horas de uso, talvez seja precoce emitir opiniões aprofundadas a respeito, mas como eu sou petulante, vamos lá. O aparelho em si, como eu disse no post anterior, é sensacional. Mesmo já tendo quase um ano do seu lançamento, faz frente a vários lançamentos recentes de outros fabricantes. Com isso, agora eu posso ter a experiência plena de rodar um Android, sem ficar limitado a um hardware mais fraco.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
preload preload preload