jul 22

Primeiras impressões: relógio Nike+ SportWatch

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 22/07/2012 às 11:59h

     Já falamos bastante aqui no blog a respeito do Motorola MotoACTV, um relógio inteligente que além de monitorar os exercícios, ainda sincroniza com aparelhos Android para baixar atualizações de Twitter, Facebook, etc. Cheguei a testar um relógio inteligente da Sony também, mas era tão ruim, que nem tive motivação pra escrever sobre ele. E o Nike+ SportWatch? Será que se destaca nesse mercado?

     Apesar de ter comprado meu Motorola MotoACTV no Brasil, não recebi nota fiscal dele. Assim, não o levei para os Estados Unidos. Lá eu fiquei boa parte da viagem sem relógio e faltando uns 3 dias para volta, fui até um Bestbuy comprar um microfone e acabei comprando também o Nike+ SportWatch por USD 169.99, além de um Nike Sensor (aquele que vai no tênis) por USD 19.

     Apesar de mais leve, discreto e bonito que o MotoACTV, eu não gostei do relógio da Nike e acabei vendendo-o com pouquíssimo tempo de uso. Eu ainda acho que o modelo da Motorola, apesar de custar um pouco mais, é muito mais completo. No caso do SportWatch, além do GPS integrado, ele também sincroniza com o sensor do tênis e com um frequêncímetro, pra monitorar os batimentos cardíacos. Porém, das várias cintas que eu tenho, nenhuma foi identificada como compatível. Ou seja, eu teria que comprar outra, sendo que estou muito satisfeito com meu MotoACTV. Deixei pra lá…

     Uma vantagem que eu vi no SportWatch é a duração da bateria. Se usado apenas como relógio, ela chega a uma semana ou mais. Já no monitoramento diário de uma atividade de uma hora, aguenta uns 3 a 4 dias. É bem mais que o relógio da Motorola, mas não foi motivo suficiente para me conquistar. Afinal, já estou acostumado a recarregar o telefone todo dia e posso viver fazendo o mesmo com o MotoACTV.

TAG(s):
Categoria(s): Viagem
preload preload preload