ago 05

Ouvidoria da VIVO enganando consumidores da operadora

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 05/08/2014 às 11:27h

     No dia 19 de julho eu fiz um post aqui no blog pra comentar de um processo judicial que a VIVO perdeu. O motivo? Ela, supostamente, orienta seus funcionários a mentirem, na cara dura, pros clientes. E, quando esses se negam, sofrem assédio moral e até chegam a ser demitidos por isso.

     Eu tenho algumas dezenas de protocolos de reclamação contra a VIVO na Anatel. A maioria deles é por motivos de cobranças indevidas. Assim, passei a controlar mais de perto meu saldo e, ao menos uma vez por mês, eu coloco numa planilha quanto eu tinha de saldo. Venho fazendo isso de 2011 pra cá.

     Tanto eu, quanto minha esposa e outros membros da família, somos clientes VIVO e temos o plano VIVO SEMPRE, no qual colocamos R$ 25 a cada 30 dias e falamos com qualquer outro número da operadora, no Brasil todo, a R$ 0,06 (era R$ 0,05) o minuto. Ou seja, em 12 meses, a gente paga R$ 300 pra operadora. Mas, como uso bem pouco, eu tinha muito crédito acumulado. E, de uma hora pra outro, os créditos simplesmente sumiram. Nem lançamentos a débito no extrato constam. Foram quase R$ 150 de prejuízo.

     Reclamei da VIVO no site ReclameAqui e na Anatel. Passaram-se os 5 dias úteis previstos e nenhum contato. Até que hoje me ligaram e não conseguiram me explicar o que houve, mas não propuseram me reembolsar. Assim, liguei na ouvidoria da empresa. Na primeira tentativa, depois de 12 minutos explicando o caso, a chamada caiu e não retornaram. Já puto com a situação, liguei novamente e comecei a gravar a ligação. Até que, pasmém, não sei se por orientação da VIVO (visando lesar o consumidor) ou por despreparo, o funcionário insistiu que agora, todo e qualquer crédito, expira em 30 dias e por isso meus créditos teriam sumido.

     Realmente houve uma mudança recente. Inclusive, algumas operadoras recorreram e acabaram derrubando a decisão. Tal decisão, entre outras coisas, dizia que as operadoras não podiam vender créditos com validade inferior a 30 dias. Ou seja, adeus recargas de R$ 2 válidos por 5 dias. Agora, o mínimo são 30 dias. Eu tentei argumentar com o funcionário que ele havia feito confusão, mas o mesmo disse que quem estava errado era eu.

     No meu extrato dos últimos 30 dias constam apenas 2 chamadas, totalizando meros R$ 0,48. SMS eu já usei mais e foram R$ 3,96. Ou seja, ligações e SMS não totalizaram nem R$ 5 e me debitaram quase R$ 150. Pra mim, está claro que houve um erro. É evidente. Basta fazer contas. Mas os funcionários da VIVO parece que são orientados a irritar, confundir e fazer seus clientes perderem tempo, ao invés de resolverem o problema.

     Fico aqui me perguntando: quantas pessoas tem esse mesmo controle que eu tenho das contas? Com quantas pessoas a VIVO teria cometido esse “erro sistêmico pontual”? Quantos milhões de clientes da operadora podem ter sido lesados e não estão sabendo? Afinal, a empresa ainda é a maior operadora do Brasil e 80% dos clientes são pré-pagos. Se esse “erro sistêmico pontual” acontecer em 10 milhões de contas e 10.000 (chutando alto) reclamarem, quanto a empresa lucra com esse erro?

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jan 21

Quanto tempo dura a recarga de celular pré-pago?

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 21/01/2013 às 15:21h

     Há dois anos eu fiz um post de mesmo título aqui no blog. Não por acaso, é um dos mais acessados, uma vez que as operadoras não deixam as coisas muito claras. Assim, fazendo as contas por vocês e sintetizando tudo de maneira fácil e rápida, todos gostam.

     Infelizmente devo dizer que as coisas pioraram um pouco. Antigamente tínhamos a opção de recarregar R$ 100,00 uma vez ao ano e ponto. Ficaríamos o ano todo sem fazer novas recargas. Porém, as operadoras reduziram isso pela metade e agora, a recarga desse valor vale não mais por um ano e sim 180 dias. Mas, ainda é possível fazer recargas bimestrais no valor de R$ 18,00, totalizando R$ 108,00 em um ano, na CLARO e TIM. Ou então, trimestrais de R$ 18,00 pela VIVO, totalizando R$ 72,00. Só é um pouco mais chato, pois a cada X dias temos que lembrar de fazer a recarga.

     A TIM acabou adaptando seus planos de acordo com a CLARO. De forma intencional ou não (evidente que foi, por mais que a operadora possa negar), agora ambas tem as regras de R$ 13,00 por 30 dias ou R$ 18,00 para 60 dias. A VIVO foi a única que manteve a recarga de R$ 18,00 válida por 90 dias. Não duvido que isso possa mudar no curto ou médio prazo, de forma a se igualar com as concorrentes.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
preload preload preload