out 27

Indiegogo: rastreador GPS com ótima autonomia

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 27/10/2013 às 21:13h

     Desde o nascimento do meu filho, já me vi em várias situações onde pensei comigo: “ah se tivesse um produto X, me ajudaria demais”. Conforme contei nesse outro post, sobre o monitoramento de saúde, alguns gadgets despertam bastante interesse dos pais, especialmente os de primeira viagem. Esse é um caso.

     Existem diversas opções de monitoramento via GPS no mercado, desde os mais bizarros feitos na China, passando por apps que podem ser instalados em smartphones, até soluções bem caras. Eu já testei alguns apps, mas o principal defeito era: a bateria de um smartphone não dura nada! E é ae que o PriSecu brilha, com sua autonomia de 2 semanas.

     Quando você quer monitorar alguém, seja uma criança, um idoso, um veículo ou qualquer outro “alvo”, vai notar rapidamente que não basta saber onde ele está, pois você não vai ficar em cima disso 24 horas por dia. Alguns recursos são fundamentais, como o histórico, as cercas virtuais e outros sensores.

     Uma cerca virtual é um recurso lhe permite delimitar, usando um mapa, uma área onde a pessoa deveria estar, como na escola. Caso ele saia desse ponto, um alarme é disparado. Alguns apps, permitem inclusive configurar isso por horário. Ou seja, você sabe que seu filho fica na escola de manhã e a tarde em casa. Se alguma anormalidade acontecer, o alarme dispara.

     Outra coisa bem bacana é ter um histórico. Pode ser que o aparelho não dispare nenhum alerta, mas você pode checar, quando tiver tempo, onde o “alvo” foi. Além disso, se ele ultrapassar determinada velocidade ou tiver um comportamento estranho, como uma parada repentina, também dá pra ser avisado.

     Talvez o pior defeito desse dispositivo seja o tamanho. Achei ele bem grande. Eu sempre quis algo pequeno, que pudesse passar discretamente como um relógio ou até ser escondido na frauda, no caso de crianças bem pequenas. Mas enfim, acho que é o preço que se paga pra ter uma bateria de longa duração e uma boa recepção de GPS. Aliás, ele usa GPS mesmo e não apenas A-GPS.

     Por fim, algumas outras vantagens que valem a pena serem ressaltadas. Primeiro, existe a opção de comprar um case à prova d’água. Segundo, dá pra abrir o microfone remotamente e ouvir o que está acontecendo no local monitorado. Terceiro, um botão de pânico, muito útil em várias situações. Quarto, diferente de muitos serviços similares, não existe mensalidade a pagar pra empresa e você pode por qualquer chip GSM padrão. Quinto, funciona com acesso a web e smartphones. Sexto, segundo o fabricante, usa materiais de qualidade superior a concorrência.

TAG(s):
Categoria(s): Indiegogo
dez 07

Como ver vídeos (MKV/ AVI/ MP4) via rede no Android

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 07/12/2012 às 12:18h

     No começo do ano eu falei aqui no blog sobre o Emit, um programa que permite a visualização de multimídia (especialmente vídeos) via streaming. Porém, ele está longe de ser tão bom quanto o AirVideo, seu similar para a plataforma iOS. Enquanto o esse último usa poucos recursos do computador que está enviando o conteúdo, o EMIT degrada demais a performance do mesmo.

     A solução que uso por aqui é combinar dois programas muito bons que tenho no Android. Um deles é o reprodutor MX Player Pro e outro é o gerenciador de arquivos ES File Explorer. Com essa dupla, é possível assistir a praticamente todos os formatos de arquivos de vídeos, via rede, com total suporte a legendas.

     O MX Player é um app fantástico no que diz respeito a reprodução de vídeos. Ele tem suporte a vários tipos de arquivos de codificações (MKV, AVI, MP4, só pra citar alguns), permite aceleração por hardware, vários tipos de zoom, bloqueio contra crianças (muito útil pra quem tem filhos curiosos) e um suporte completo a legendas, permitindo definir a cor de borda, cor de preenchimento, tamanho, fonte, altura na tela e muito mais. Com relação ao recurso destinado a crianças, você pode colocar um filme pra ser reproduzido, dar o aparelho na mão da criança e, por mais que ela toque na tela ou pressiona os botões, nada vai acontecer. O aparelho só irá voltar ao modo convencional depois de digitar uma sequência, como por exemplo, tocar nos cantos da tela no sentido horário.

     O ES File Explorer é também um dos apps que acho mais incrível no Android. Além de administrar arquivos localmente, permitindo copiar, cortar, mover (e tudo o mais que precisamos fazer no dia-a-dia), dá pra acessar arquivos remotamente, com suporte a FTP, Dropbox, Google Drive, Skydrive, Box.net, Sugarsync, Amazon S3 e outros serviços de nuvens. Porém, o que eu mais uso é o acesso a rede, seja arquivos armazenados em computador Windows, OSX ou mesmo no AirPort Extreme.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Dicas
preload preload preload