dez 05

Minha péssima experiência com a Dell no Brasil

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 05/12/2017 às 17:11h

     Desde 2007, quando a Americanas fez uma promoção do Mac mini, sou um usuário de computadores da Apple. De lá pra cá, comprei um MacBook Pro em 2008, um iMac em 2011 e um MacBook Air em 2012. Porém, como os preços da empresa no Brasil estão além do razoável, com um iMac começando em R$ 8.000,00, tive de dar um passo atrás e voltar pro mundo Windows. Pro meu desgosto…

     Minha primeira tentativa foi comprar um notebook Samsung Odyssey. Pra quem não conhece, é a linha gamer da empresa. Como eu queria um computador com potência suficiente para editar vídeos em 4K e rodar máquinas virtuais, mesmo que isso comprometesse um pouco a mobilidade, aceitei pegar um notebook um pouco maior e mais pesado. Foram muitas decepções, conforme eu escrevi aqui. Mas em resumo: o aparelho, apesar de ser uma linha mais premium, é feito de um plástico vagabundo, o trackpad e teclado são horrorosos, além do HD ficar sempre em 100% e a bateria ser uma porcaria.

     Eu não queria montar um PC pois moro no interior e, caso o mesmo desse problema (e comigo sempre dá), eu iria ficar semanas sem o equipamento, além de ter de pagar altos valores com frete de ida e volta pra empresa (uns R$ 200, pegando um PAC com seguro). Cheguei a cotar com Kabum, ChipArt, etc. mas acabei optando por pegar um Dell, uma vez que eles tem atendimento no local, seja em casa ou escritório, no dia seguinte a abertura do chamado. E o cliente ainda pode pagar uma extensão de garantia até 3 anos. Assim, deixei de lado a ideia de montar um PC, esperei uma promoção e comprei um montado.

     Nas últimas semanas eu assinei vários canais sobre hardware no YouTube, pra me inteirar novamente desse mundo. Num passado bem remoto, eu sabia bastante sobre o tema, cheguei a ter uma loja de computadores entre 1999 e 2003, mas acabei ficando obsoleto no assunto. Não sabia sequer os nomes das linhas de CPU da Intel, AMD, placas de vídeo, etc. Assim, depois de semanas aprendendo mais e conhecendo o que tinha disponível, acabei optando pela linha de CPU AMD Ryzen, uma vez que eles um números de cores maior que a linha da Intel i7, então seria perfeito para meus propósitos, especialmente na hora de renderizar os vídeos.

     Eu vi uma promoção no Hardmob sobre um Dell Ryzen 1400, com 8GB de RAM, GPU RX560 e 1TB de HD por R$ 2.600. Os comentários eram positivos e acabei comprando. Porém, 3 dias depois, apareceu um outro Dell, dessa vez um Ryzen 1700X e GPU RX570 por R$ 3.500. Como a diferença era pouca e eu teria quase o dobro de performance, fechei a compra também. Pensei em cancelar a compra do Ryzen 1400, pois nem havia entrando em produção ainda, mas decidi ficar com ambos, pra ter um backup e também uma máquina pra esposa.

     Estranhamente, quem chegou primeiro foi o Ryzen 1700X, mesmo o pedido sendo colocado depois. E, logo ao ligar, notei algo estranho: as letras estavam meio serrilhados, dando um efeito horroroso para a leitura. Como o PC veio com o Ubuntu, achei que fosse algo relacionado ao Linux. Assim, peguei um pendrive do Windows 10 e instalei. Tive de ligar na Microsoft, pois não estava conseguindo ativar, mas deu certo. Porém, o problema do vídeo ainda continuava. Tentei usar outros 2 monitores e acontecia o mesmo. Comprei outros cabos, pra ver se era isso, mas nada.

     Alguns dias depois, quando o Ryzen 1400 finalmente chegou, achei que, como ele já vinha com Windows, não teria o mesmo problema. Ledo engano. Logo ao ligar, ele funcionou perfeitamente, mas depois dos vários updates do Windows, a imagem ficou ruim igual a do Ryzen 1700X. Reinstalei, travei o Windows Update pra não atualizar e danificar a qualidade da imagem, mas mesmo assim, os softwares da Dell conseguiram burlar meu bloqueio e atualizaram os drivers, ferrando tudo de novo.

     Num mundo ideal, eu apenas ligaria para a empresa e tudo seria resolvido, correto? Bom, o que eu não sabia é que o suporte da Dell anda péssimo. Você liga no 0800 e demora quase 1 hora pra alguém te atender. Enquanto isso, tenta outras opções como chat e email, que também não funcionam. Ae faz o esforço de aguardar 1h na linha pelo atendimento, quando o suporte lhe diz que esse tipo de problema não é coberto pela garantia, pois se trata de problemas de software e eu devo ver com a Microsoft.

     Falando em software, muitos dos aplicativos que eu precisaria rodar nos PCs não funcionaram, como Vegas 15 e Adobe Premiere (pra edição de vídeo). Não sei se é alguma incompatibilidade com os Ryzen, com as VGA, com o conjunto ou sabe-se lá Deus o que. O fato é que o suporte não pode me ajudar e eu não posso aguardar meses até sair uma correção, seja da Dell, seja dos desenvolvedores dos softwares, pra finalmente conseguir usar o PC que comprei.

     Como eu vi que não conseguiria resolver o problema, o próprio suporte da empresa sugeriu que eu devolvesse o produto. Mas, ficaram de me ligar e nada. Eu já abri 3 solicitações no ReclameAqui e a empresa se limita a pedir pra eu ligar pro 0800, o qual nunca consigo falar. A ligação ainda sugere que eu tente o chat, mas ao acessá-lo, cai numa página dizendo que ele não está disponível. Na opção de email, também nada acontece. Tentei ainda, dentro do site, achar alguma forma de contato. Preenchi um formulário e aparentemente foi, mas minutos depois, chegou um email de falha, dizendo que o email foi recusado. Frustrante!

     No passado, comprei produtos da Dell pra mim, para familiares e clientes. Mas depois de ver como o suporte da Dell no Brasil está precário, fico realmente com receio de recomendar algo da empresa. Espero que melhorem, pois ficar na mão da Apple, com seus produtos caríssimos, também não é opção.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
abr 30

Review comparativo: LG G Pad x Dell Venue 8

5 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/04/2014 às 10:15h

     Recentemente eu aproveitei uma promoção da Americanas e comprei um tablet que há muito tempo queria testar: o Dell Venue 8. Pelas especificações, me parecia um excelente tablet. As imagens ilustrativas também me agradavam e pareciam um produto com acabamento melhor que os tablets da Samsung e similares. Então, aproveitei a promoção e comprei.

     A caixa do aparelho é um tanto fora do padrão dos tablets. Ela é grande e se parece um pouco com a caixa do kit Motorola G Music Edition. O tablet vem com uma película transparente que lembra o iPad. Logo que abri, notei algumas coisas incomuns, como o slot microUSB na lateral esquerda ao invés do rodapé. O botão power também está no topo, ao invés da lateral direita, como é mais comum em tablets Android. Isso também lembra o iPad.

     Apesar de não possuir um desempenho fraco, pois é movido por uma CPU Intel Atom e 2GB de RAM, o aparelho ficou um pouco abaixo do LG G Pad, atualmente o que considero o melhor tablet Android o mercado. A pegada emborrachada dele é legal e por ser um pouco mais grosso do que os outros tablets, a pegada fica mais confortável. Porém, sua autonomia de bateria decepcionou bastante, o que causou meu pedido de devolução para a Americanas.

     Para saber mais detalhes sobre o Dell Venue 8, o LG G Pad e ter um breve comparativo com outros tablets, como o Nexus 7 e o Samsung Galaxy Note 8, veja o vídeo.

TAG(s):
Categoria(s): Android
nov 04

Meu sonho: dispositivos modulares e customizáveis

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 04/11/2011 às 16:23h

     Há muito tempo atrás, Ford disse: “Os clientes podem escolher qualquer cor, desde que seja preto.”. Em 1917, quando Ford estava revolucionando o mundo com a linha de montagem e tornando acessível seu Ford T, customização era algo impensável. Porém, nos dias atuais, os consumidores querem algo cada vez mais customizado as suas realidades. A Dell entendeu o recado há vários anos e permitiu que seus clientes fizessem isso através do seu site, de forma rápida e prática. Seria bom que isso se expandisse para outras áreas, como a de smartphones e tablets.

     Muitas pessoas fazem piada com o fato da Samsung ter uma infinidade de produtos com a marca Galaxy, sejam smartphones ou tablets, desde os mais acessíveis, até os mais topo de linha. Outra coisa que também chama a atenção é a enorme variedade de tamanhos de tela, modelos com e sem teclado, de simcard único ou duplo, com e sem TV, etc. Isso é completamente o oposto do que a Apple entrega e eu sinto uma enorme falta disso, apesar de gerar uma grande vantagem na logística da empresa.

     Sei que seria bem complicado de se implementar algo do tipo, além de certamente encarecer o preço do produto, mas eu sonho com o dia em que poderia entrar no site da Samsung e customizar um aparelho para as minhas necessidades, podendo escolher o tamanho da tela, capacidade de CPU, quantidade de RAM, armazenamento, 3G/ 4G, bateria slim ou uma mais grossa (longa duração), com TV, Android ou Windows Phone, etc. Seria demais!

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jul 21

Dell Adamo x MacBook Air

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 21/07/2009 às 18:40h

     Segundo nosso colaborador Marcelo Neubert, o Dell Adamo não é um concorrente direto do MacBook Air. Isso porque, segundo ele, o notebook da Dell é muito mais rápido do que o da Apple, o que é realmente verdade, especialmente sabendo que os novos MacBook Air “conseguiram” vir ainda mais lentos que a versão anterior. Palmas pra Apple :p

     Apesar de mais rápido, as vendas do Adamo empacaram, enquanto a dos MacBook Air, como toda a linha de computadores da Apple, está crescente. Por isso, é provável que a Dell corte cerca de USD 500 no preço de seu notebook de luxo, assim como a Apple fez recentemente com boa parte de sua linha de MacBooks.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Macintosh
jul 15

Dispositivo Dell com Google Android

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 15/07/2009 às 08:33h

     Na semana passada surgiram boatos de que a Dell estaria tentando novamente entrar novamente num segmento que já deixou há algum tempo: o de dispositivos móveis.

     Pouco tempo depois os rumores falavam que o tal dispositivo da Dell que poderia rodar o Google Android não seria um smartphone e sim um MID, uma espécie de netbook, ainda menor.

     O boato mais recente que circula agora é de que a Dell poderia estar pensando em lançar várias versões desse equipamento, com telas que poderiam ir de 4” a 12”.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jul 09

Unboxing Dell Latitude 2100

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 09/07/2009 às 15:15h

     Devemos agradecer muito a Nicholas Negroponte e ao projeto OLPC (One Laptop per Child) por estarmos vendo tantas opções de netbooks atualmente, dos mais variados modelos e fabricantes.

     O projeto original em si, mudou muito desde que surgiu na mídia e vários nomes de peso da indústria de tecnologia estão tentando atender ao mercado educacional, como esse netbook da Dell.

jul 01

Dell vende 140.000 monitores a USD 15

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 01/07/2009 às 15:49h

     A Dell fez uma grande “caquinha” e acabou vendendo 140.000 monitores de 19” por módicos USD 15. Alguém ae lembrou do caso FNAC ?

     Assim como aconteceu aqui no Brasil, mais de 26.000 consumidores, ávidos pela “promoção”, correram para fazer seus pedidos. A Dell, ao perceber o problema, alterou o preço dos antigos USD 15 para USD 148 (valores convertido em dólar, mas foi feito na moeda local Chinesa).

     Ao contrário do que houve aqui, quando o Procom ficou do lado da FNAC, a comissão reguladora de Taiwan disse que a Dell deverá arcar com as consequência. A empresa, disse que vai “compensar” os consumidores afetados pelo problema.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
mai 21

Netbook da Dell rodando Android

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 21/05/2009 às 08:15h

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mai 13

Dell acompanha Apple em questão ambiental

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 13/05/2009 às 01:33h

     A Dell vai acompanhar a Apple numa ótima decisão para outros países, como Brasil, China e Índia, verdadeiros lixões digitais dos países desenvolvidos e vai cuidar do próprio “lixo tecnológico” em solo americano.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
mai 12

Processo contra Nvidia por chips defeituosos

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 12/05/2009 às 13:26h

     Alguns proprietarios de notebooks Apple, HP e Dell juntaram seus processos contra a grande fabricante de placas Nvidia, na tentatica de forçar a troca dos chips defeituosos. Se for concedido o status de ação coletiva outros donos de notebooks que possuem o chip podem entrar na festa e acreditem, são milhões de donos de notebooks com chip da Nvidia. Hoje são cinco responsáveis pelas ações, com o proposito de coletivar a ação.

Nvidia

     A Nvidia admitiu o problema em julho de 2008, quando afirmou que antigos chipsets, lançados em larga escala de notebooks tinham algumas falhas. Apple, Dell e HP admitiram aos seus consumidores que alguns notebooks contendo o produto da Nvidia tinham problemas.  A Apple, inclusive, acusa a Nvidia de ter divulgado informações falsas, afirmando que os portáteis não tinham sido afetados, quando uma investigação da Apple mostrou o contrário. Apple, HP e Dell ampliaram o tempo de garantia para os consumidores afetados.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload