jan 28

     Diariamente me perguntam no Twitter como funciona o Claro Flex e se realmente vale a pena. Então, bora lá escrever um post pra indicar quando alguém me perguntar.

     Como a TIM tem o TIM Beta/ Beta Lab e a VIVO tem o VIVO Easy, que são planos pouco divulgados e focados mais na galera jovem da internet (praticamente nenhum atendente nas lojas de operadoras vai te sugerir esses planos), a Claro lançou no final de 2019 o Claro Flex pra concorrer nesse segmento.

     Eu fiz a adesão nas primeiras semanas e desde então venho utilizando o plano. Primeiro, optei pelo Claro Flex 10GB por R$ 49,99 e, ao ver que não tava usando nem 50% da franquia, acabei alterando pra 8GB por R$ 39,99. Aliás, essas são as 2 modalidades do plano. Não existe um outro com franquia maior. Mas acredito que para a maioria das pessoas, seja suficiente, uma vez que alguns apps, como WhatsApp, Facebook, Twitter, Instagram, Waze e Cabify não descontam da franquia. Além disso, tem minutos ilimitados pra qualquer operadora no Brasil todo.

     Para fazer a adesão ao plano é necessário estar no plano pré da Claro. Caso seja cliente de outra operadora e queira manter o número, terá que fazer a portabilidade. Caso seja cliente da própria Claro no pós ou controle, precisa cancelar o plano e voltar pro pré. Caso queira comprar um chip novo (com novo número) e começar do zero, basta ir numa banca, comprar o chip, ativá-lo no pré e depois fazer a adesão via app (Android ou iOS).

     Uma dúvida bastante recorrente é sobre o saldo que se tem no pré. Vai perder? Se você for cliente da Claro, não. O saldo vai pro app do Flex e as mensalidades serão abatidas deles até terminar. Uma vez acabado, cobrará no cartão de crédito cadastrado. Se for cliente de outra operadora e tiver que fazer portabilidade, ae perde.

     Boa parte da minha família tinha plano pós da Vivo, pagando cerca de R$ 120/ mês pra ter benefícios similares ao oferecidos pelo Claro Flex. A primeira a migrar foi minha irmã. Fui a loja da Claro com ela, onde ela pediu a portabilidade e já agendaram um dia para a migração. Ou seja, você não precisa ligar pra Vivo. No dia e hora combinado, o seu chip da Vivo vai parar de funcionar e sua linha será migrada para o novo chip que você pegará na loja da Claro quando for fazer a adesão.

     Uma vez que funcionou tranquilo a migração da minha irmã, outros membros da família acabaram migrando e hoje praticamente todo mundo está no Claro Flex. Então, pro nosso perfil de uso, acabou valendo bastante a pena. Mas será que é o plano ideal pra você? Bom, ae resta a você decidir, olhando os benefícios e o seu perfil de uso. Caso use muito pouco, talvez o Vivo Easy seja melhor. Se usa muito mais e precisa de 20GB, talvez o Tim Beta seja melhor.

     Ainda dentro da própria operadora Claro, eles tem o Prezão com 2GB (1GB do plano + 1GB de bônus na renovação) por R$ 9,99 por semana, o que dá o mesmo valor do Claro Flex 8GB por mês, mas no final de 4 semanas somam 12GB. Porém, a franquia é renovada toda semana e não acumula. Logo, se você tem um uso bem distribuído ao longo do mês, talvez seja mais interessante até que o Flex.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jul 23

Vivo Easy vale a pena pra quem quer gastar pouco

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 23/07/2018 às 16:48h

     Recentemente a Vivo deu uma reformulada no plano Vivo Easy e acabou agradando uns e desagradando outros. Explico: pra quem usa como plano principal, ficou mais caro e menos vantajoso. Mas pra quem usa pouco, como uma linha de backup, ficou muito barato e interessante.

     Diferente do que ocorre com todos os outros planos, seja da Vivo, seja de outras operadoras, o Easy não depende de recargas periódicas para continuar funcionando e mantendo a linha ativa. Eu achei isso bem estranho, pois acaba com a receita recorrente da operadora, que tem custos pra manter uma linha ativa, seja de infraestrutura, seja administrativo, seja junto a Anatel. Porém, a empresa me confirmou que, desde que haja um pacote ativo, a linha não será bloqueada. Tenho os prints ;)

     O plano Vivo Easy é todo controlado por um app de mesmo nome. Para se cadastrar, use o convite G0RD0G33K e você receberá 1.000 diárias de WhatsApp grátis. As diárias descontam apenas no dia que usar. Senão usar, elas ficam lá no seu saldo de diárias. Assim, você pode comprar um chip novo na banca por R$ 10,00, colocar esse código, ativar o plano e ficar quase 3 anos (1.000 diárias dá uns 2 anos e 8 meses) usando de graça, sem ter de fazer recargas periódicas. Em resumo: pra quem só usa WhatsApp e quer ter uma linha extra, um baita negócio. Uma evolução do “pai de santo”, aquele celular que só recebe. Esse, além de receber e ter WhatsApp ilimitado, não tem custo mensal com recargas.

     Antigamente o plano Vivo Easy oferecia por algo em torno de R$ 55 um pacote com 4GB de internet e ligações ilimitadas pra todo Vivo no Brasil. Agora, como cada diária de telefonia (que inclui ligações para qualquer operadora no Brasil e SMS ilimitados) custa R$ 0,99, se usar todos os dias do mês, gastará R$ 30 só de telefonia. Caso contrate mais 4GB, o plano beira os R$ 100 mensais. Por isso que lá no começo eu disse: pra quem usa pouco, vale a pena. Mas pra quem usa muito, não.

     Uma coisa muito interesse nesse plano da Vivo é que você pode contratar as diárias ou pacotes de diárias por aplicativos e usar de forma ilimitado, inclusive vídeos do YouTube e Netflix. Se for por diária, sai R$ 2,99 cada, mas se for no combo (30 diárias por R$ 29,90), a diária custará menos de R$ 1. Então se todo final de semana você viaja de ônibus e quer ir curtindo YouTube a vontade durante toda a viagem, gastará só R$ 1. Isso vale também para acalmar as crianças naquelas viagens mais longas pra visitar os avôs.

     Existem pacotes mais em conta também, como para Facebook (R$ 1,49 por diária ou R$ 14,90 o pacote com 30), Twitter (R$ 0,49/ dia ou R$ 4,90/ pacote), Spotify (R$ 1,99/ dia ou R$ 19,90/ pacote), mobilidade com Waze, Easy Taxi e Cabify (R$ 0,49/ dia ou R$ 4,90/ pacote). Como ficou bem nítido, é muito flexível poder contratar por diária só quando for usar, cobrando diretamente no cartão de crédito, mas se optar pelo combo, terá um belo desconto. E, como os pacotes não expiram, é interessante comprar os pacotes e deixar de backup.

     Caso você tenha um pacote específico contratado (como YouTube), a primeira vez que você abrir o aplicativo ou acessar algum link do serviço, já será descontado da diária, ao invés do tráfego de dados comum. Falando nisso, o custo pra 1GB é de R$ 19,99 e vai caindo conforme o volume aumenta, como R$ 34,99 para 2GB, R$ 47,99 para 3GB, R$ 59,99 para 4GB, etc.

     Uma coisa que notei é que como o plano é novo, a Vivo ainda está fazendo ajustes nele. Logo que lançaram, a diária do YouTube era R$ 1,99 (contra R$ 2,99 de hoje) e do Netflix era R$ 4,99 (contra R$ 2,99 de hoje). Acredito que, conforme os cliente vão usando, isso gera mais informação pra empresa e eles vão fazendo ajustes em sua estratégia de preços. Contudo, uma vez contratado o pacote, ele não sofrerá reajuste até que você gasta tudo que já comprou e precise comprar mais.

     Recentemente um amigo foi atualizar o GPS dele e acabou danificando o software. Em conversa com ele, dei a ideia de pegar um celular mais antigo que ele tinha guardado na gaveta e usar pra essa função, através do Waze. Com esse pacote de mobilidade do Vivo Easy, sai apenas R$ 4,90 se ele usar todos os dias do mês, o que dá R$ 0,1633 por dia de uso. Além disso, pode deixar o telefone no porta luvas com o Google Maps compartilhando a localização e bateria, então serve de rastreador caseiro.

     Outro uso interesse pro Vivo Easy é em central de alarme e monitoramento. Algumas centrais, além da conexão com uma linha de telefone fixa, tem slot para colocar um chip. No caso de disparo do alarme, ela liga e envia SMS. Como esses ventos podem ser raros, manter um plano de celular apenas pra isso pode se tornar oneroso. Assim, como o Easy não depende de recargas periódicas, basta contratar algumas diárias de telefone e ele irá ativar automaticamente em caso de necessidade.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload