dez 18

Muito CUIDADO com a oferta de trial do Google Suite

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 18/12/2017 às 12:22h

     Devo confessar que sempre fico com um pé atrás quando alguém me oferece algo de graça, mesmo que seja uma empresa grande. Se pedem cartão de crédito então, ae que eu fico com os dois pés atrás e raramente me convenço que vale a pena o risco. Como eu geralmente deixo meu cartão da NuBank bloqueado, se alguma empresa tenta me cobrar algo, eu sou avisado. Assim, diminuo um pouco toda aquela chateação de ficar reclamando pra pedir o estorno.

     Desde 2011 que uso os serviços de email corporativos da Google. Por sorte, na ocasião eles eram novatos nessa área e estavam dando de graça, pra toda vida, vários serviços que depois viriam a ser pagos. Mas, vez ou outra, eles enviam propagandas pra tentar fazer esse pessoal que só usa e não dá lucro algum, gerar receita para a empresa. Eu sempre ignoro, mas no final de novembro, cai na besteira de aceitar. Porque, conforme eles anunciaram, se eu não gostasse, teria 30 dias pra voltar ao gratuito.

     Hoje eu decidi que realmente não valia a pena pagar pelo serviço, já que o gratuito me atendia bem. Porém, ao tentar fazer isso, me deparei com um erro no painel. Assim, fui procurar na documentação e segui algumas dicas, mas nada deu resultado. Logo, só me restou acionar o suporte e acabei ligando no 0800.

     Como eu achei que fosse um erro comum e fácil de resolver, não vi necessidade de gravar a chamada desde o começo. Só comecei a gravar (vídeo acima) ao 18 minutos, quando a atendente me disse que realmente não teria como migrar e eu deveria pagar pelo serviço. Como eles cobram USD 10 por conta criada, daria uns USD 120. Ou seja, uns R$ 400,00 se converter usando o dólar do cartão, mais IOF. Um absurdo que eu certamente não iria aceitar.

     Pela gravação dá pra ver que, mesmo eu dizendo que iria procurar o Juizado Especial Civil, a atendente foi irredutível (inclusive sendo um tanto grossa em determinados momentos). Disse que não teria mais o que fazer e queria me despachar logo. Eu tentei de um tudo e não teve jeito. Já estava conformado que perdi mesmo, então contratei uma empresa de hospedagem por R$ 39,90/ mês e comecei o processo de migração.

     Para a minha enorme surpresa, cerca de 2 horas depois, me ligaram do Google pra pedirem desculpas pelo ocorrido. Segundo eles, houve um erro no atendimento e daria sim pra migrar. Claro que fiquei muito feliz, mas também me gerou uma enorme dúvida se devo continuar a confiar numa empresa que me tratou tão mal. Será que me ligaram porque reclamei no Twitter e alguém viu a m. que fizeram ou simplesmente a primeira atendente ficou com a pulga atrás da orelha? Nunca vou saber. Mas como eu tentei de tudo na primeira ligação, não acredito muito na segunda opção.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
dez 18

     Eu tenho vários conhecidos na internet que fazem sites, apps, mantém blogs, vendem produtos e mais um montão de coisas, mas ainda não se deram conta que sair da “clandestinidade” está cada vez mais fácil no Brasil. Novas leis foram aprovadas, os processos se tornaram mais fáceis, as quotas de faturamento ampliadas, o custo baixou, etc. Ou seja, não tem motivos pra não se fazer a coisa pelo caminho correto.

     Atualmente um cidadão brasileiro pode ter um rendimento anual de até R$ 24.556,65 e ficar isento do pagamento do Imposto de Renda. Talvez por isso, muitos jovens acabam não indo atrás de empreender da forma mais correta, abrindo uma empresa, tendo um CNPJ, podendo emitir nota fiscal, etc. Afinal, pra um jovem, ter um rendimento de R$ 2.000,00/ mês com “bicos” está de bom tamanho, né?

     Há pouco tempo o governo aprovou a criação do MEI (Microempreendedor Individual), que é um tipo de empresa que tem apenas o proprietário e, se necessário, um funcionário. Se tiver mais funcionários, já não se enquadra. Mas como a maioria trabalha sozinho, acredito que vale a pena se informar a respeito. Nessa categoria você pode faturar até R$ 60.000,00 por ano, o que dá em torno de R$ 5.000,00/ mês. Os benefícios são a possibilidade de ter um negócio formal, com CNPJ, emissão de nota fiscal, etc. Isso com certeza abre muitas portas pra se fazer negócios com empresas que não querem contratar um “micreiro”.

     Se você morar numa cidade que tenha um ponto do Sebrae, tudo pode ser feito por lá mesmo. Caso não, peça para um contador. E o melhor, que muita gente não sabe: será tudo feito de graça! Outra coisa bacana: o custo mensal dos tributos a recolher é de menos de R$ 40,00, incluindo ae o imposto sobre a nota fiscal e a sua previdência social. Pro jovem, é bem bacana, porque já vai contando como tempo de contribuição.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload