ago 05

Onde encontrar cartões microSD originais com garantia

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 05/08/2017 às 14:26h

         Faz muitos anos que costumo bater a cabeça contra a parede, me iludindo que os cartões microSD comprados no Mercado Livre, são originais, possuem qualidade, garantia e um ótimo preço. Bom, chega uma hora que a gente cansa de dar soco em ponta de faca e chega a conclusão que o barato realmente sai caro e precisamos resolver o problema da maneira correta.

         Sempre que usei o Mercado Livre para comprar cartões microSD, optava por vendedores com muitos anos na plataforma, com uma reputação excelente e que deixavam claro no anúncio que o produto era original. Bem, infelizmente, mesmo com tudo isso, o que eu recebia eram cartões fora da embalagem, muito porcamente envolvidos num plástico de lixo preto, dentro de um envelope pardo e sem nota fiscal. Como que um comprador que recebe isso consegue qualificar a experiência como positiva, eu não sei dizer. Pra mim é uma verdadeira lástima.

         Eu tenho alguns cartões SanDisk originais que comprei na Amazon quando estive fora do país. Já tive a infelicidade de ter problema com alguns e fui muito bem atendido pelo suporte da empresa, que prontamente me passou instruções de como enviar o produto com defeito e receber outro novo em troca. O que me espantou é que haviam se passados muitos anos e não me foi solicitado sequer a nota fiscal. Assim, apesar de existir várias marcas, acabo sempre optando pela SanDisk.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
ago 21

Comparando os preços da GoPro com a Sony HDR-AS15

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 21/08/2014 às 14:48h

     Essa semana eu fiz alguns vídeos comparando a GoPro com a Sony HDR-AS15. Neles, citei brevemente que a Sony tem um preço muito mais acessível que a concorrente. Porém, alguns leitores, deixaram comentários no Youtube, dizendo que não é bem assim. Então eu resolvi fazer uma pesquisa de preços, usando como referência o preço nos Estados Unidos, a loja mais barata encontrada no Buscapé (confiável ou não), uma loja mais reconhecida no mercado brasileiro e um vendedor confiável no Mercado Livre.

     Conforme podemos ver no site oficial da GoPro, a empresa tem atualmente 3 modelos de câmeras: a White, Silver e Black. Pra ver exatamente qual a diferença entre elas, recomendo que consulte o próprio site já citado. Mas, no geral, a White grava em fullHD 30FPS e tira fotos em 5MP. A Silver grava em fullHD 60FPS e tira fotos em 10MP. A Black grava em 4K e tira fotos em 12MP. Estou sendo simplista, claro. Mas o objetivo é esse mesmo.

     Nos Estados Unidos o modelo White é vendido por USD 200 e tem um salto de USD 100 a cada nova versão, ou seja, a Silver sai por USD 300 e a Black por USD 400. Assim, o modelo mais topo de linha custa o dobro do modelo mais básico. Como eu acredito que muita gente ficará satisfeita com fotos em 5MP e gravações em fullHD a 30FPS, minha recomendação de compra é a White. Logo, não vejo motivos em chamar quem escolhe esse modelo de idiota, como deixaram nos comentários do Youtube. Existem produtos diferentes para necessidades diferentes. E aliás, nem todo mundo tem uma árvore de dinheiro no quintal. Mas a molecada bancada pelos pais não deve saber disso.

     Aqui no Brasil, o preço mais barato do modelo White que encontrei foi R$ 730. No Mercado Livre, num vendedor confiável: R$ 733. Porém, em ambos os casos, a garantia é de apenas 90 dias. Ou seja, dá pra comparar um produto comprado oficialmente no Brasil, com nota fiscal e 12 meses de garantia, como a Sony HDR-AS15, com esses produtos comprados em condições diferentes? Eu não acho justo com o leitor. Assim, se formos comparar corretamente, temos que levar em conta o preço do Magazine Luiza, que é de R$ 1.259. Ou seja, praticamente o dobro do preço da câmera da Sony, o que reforça o que eu disse no vídeo: existe sim uma diferença considerável de preço.

     No modelo Silver, o preço mais barato que achei foi R$ 879. No Mercado Livre, com vendedor confiável, se acha até mais barato: R$ 865. Na Saraiva, uma loja conhecida, com nota fiscal e garantia de 1 ano: R$ 1.661. E pra fechar, o modelo Black é encontrado por R$ 1.200 na loja mais em conta, R$ 1.150 no Mercado Livre e R$ 1.800 na Kabum.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mar 10

Alerta: fique esperto com a “pegadinha” da Pitzi

14 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/03/2014 às 12:35h

     Já fiz vários posts aqui no blog a respeito da Pitzi. Até então, indicava pra todo mundo, já que sempre que precisei usar, foram muito eficientes. Inclusive, tem um banner deles ae do lado. Esse banner não é pago. Coloquei pra divulgar o serviço, já que toda semana aparece alguém comentando que o celular caiu no chão e não vale a pena arrumar. Algumas vezes, um aparelho de R$ 1.000,00 recebe um orçamento de R$ 800,00 pra trocar uma tela.

     Em virtude das minhas péssimas experiências com as autorizadas da Samsung, decidi que todo aparelho novo que eu comprasse, faria um plano da Pitzi, já que eles arrumam tudo em menos de uma semana, sem muita complicação. Foi assim nas duas vezes que minha esposa derrubou o Galaxy S3 no chão, quebrou a tela e arrumaram muito rapidamente. Em ambos os casos, o plano era super recente e não foi solicitada a nota fiscal de compra. Até mesmo porque, geralmente compro Android semi-novo (porque a depreciação já afetou o preço dele) e nem sempre vem nota fiscal junto.

     Hoje eu fui acionar o serviço porque meu Galaxy Note 3 está uma merda só e se recusaram a atender porque eu não tenho a nota fiscal e sim apenas um “pedido” da loja. Como eu comprei esse aparelho usado, de segunda mão, nem tinha me atentado a isso. E pra piorar, ele é modelo canadense e não brasileiro. Detalhes: quando eu fiz o plano, eles pediram vários dados pra validar o cadastro do aparelho e isso foi feito. Ou seja, foi validado. Em nenhum momento exigiram a nota fiscal pra incluir o aparelho no plano, nem pra começar a cobrar pelo serviço. Só agora, quando eu precisei usar, começaram essa palhaçada. E vejam no email que eu recebi, a frase: “Agora você está 100% protegido contra falhas, acidentes e defeitos e já pode desfrutar da tranquilidade de ser um membro Pitzi! Eba!! :)”. Em nenhum momento me disseram que meu cadastro estava incompleto, dependendo de nota fiscal ou qualquer outra coisa.

     Pra resumir a minha indignação: querem pedir a nota fiscal, fotos de vários ângulos, que se instale um app ou qualquer outra coisa? É legítimo. Mas deixa isso claro! Submeter o aparelho a um processo de validação manual, confirmar a validação, cobrar pelo serviço e na hora que o cliente precisa, criar complicações, eu não acho legítimo. Se o cliente não informou qualquer coisa, não valida o aparelho e não comece a cobrança por um serviço que não irá efetivamente prestar. O Código de Defesa do Consumidor é bem claro: se a empresa errou, seja diretamente ou por omissão (como me parece o caso), ela é obrigada a reparar o problema causado.

     Fico muito triste com esse caso, não apenas por mim, mas pelas dezenas de pessoas que eu apresentei o serviço, como se fosse uma maravilha. Me sinto na obrigação de divulgar esse caso, uma vez que, muitos podem estar na mesma situação: pagando pra ter um serviço de garantia extra e, quando precisar acionar, vão dar com a cara na parede. Eu, como de costume, já usei o Reclame Aqui e Procon. Estou a espera de uma solução.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
out 31

Pitzi: o anjo da guarda que você precisa ter contigo

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 31/10/2013 às 21:17h

     Hoje eu estava ouvindo um podcast no Galaxy S4 enquanto caminhava no parque e, do nada, ele resolveu ficar mudo. Achei que talvez tivesse esbarrado sem querer em um dos botões de controle e ao tirá-lo do bolso, vi que estava desligado. Estranhei bastante, já que eu sai de casa com muita bateria. Tentei ligá-lo novamente e nada. Tirei a bateria, coloquei novamente, liguei, ae começou a carregar, mas não saia da tela inicial. Por sorte eu sempre ando com dois aparelhos no bolso. Senão tinha que voltar correndo pra casa, já que trabalho com suporte em sistema 24×7 (24 horas por dia, 7 dias por semana) e preciso ter sempre acesso a internet e telefone.

     Há alguns meses eu tive um problema parecido no meu Galaxy Note 2, conforme narrei nesse outro post. Por mais absurda que possa parecer a história, meu aparelho foi três vezes pra autorizada e fiquei sem o aparelho por quase dois meses. Já tinha até ido ao Procon e estava pronto pra ajuizar uma ação, quando alguém de bom senso na Samsung (existem poucas pessoas com esse atributo lá) me ligou pra resolver a questão. Recebi um aparelho novo, o que por um lado me deixou feliz, mas é exatamente isso que a lei determina. Me livrei de alguns anos brigando na justiça, mas aprendi uma lição. E sei que isso não é exclusividade da Samsung. Já vi inúmeros relatos envolvendo as mais diversas marcas.

     Como já sou gato escaldado, não vou enviar meu Galaxy S4 pra eles, apesar de estar novo, ainda na garantia. “Mas como assim, GG? Vai pagar pra outra assistência?”. Não. Na verdade, não vou nem pagar o Sedex e vou ter o aparelho de volta, arrumado e pronto pro combate, em menos de uma semana. Milagre? Não! Respeito, competência e logística afinada! E por isso compartilho essa ideia sempre que posso.

     Já falei da Pitzi aqui no blog, no Twitter, Facebook, Instagram, etc. Esse é o tipo de serviço que uso e recomendo aos quatro ventos. Acho que todos deveriam ter, pois qualquer aparelho eletrônico, por melhor que seja, algum dia vai te deixar na mão, seja por culpa do fabricante, do software, do tempo ou até de você mesmo, que pode deixá-lo cair no chão ou algo assim.

     O serviço oferecido pela Pitzi é clube de proteção, ou seja, você precisa ter o serviço contratado antes de acioná-lo. Não adianta deixar acontecer algum desastre e depois correr atrás, como já vi ocorrer dezenas de vezes com meus leitores. Depois do leite derramado, não adianta chorar. Muitas vezes a pessoa fica semanas sem aparelho, além de desembolsar altas quantias. Quem me acompanha no Twitter já deve ter me visto dando RT de inúmeros casos. E acredite: Murphy está ae pra te atormentar mais que o Saci. Uma hora, ele te acerta.

     Minha esposa sai de casa às 7:30h com nossos dois filhos, um de 3 anos e outra de apenas 1 ano. Trabalha o dia todo em seu próprio negócio, enquanto cuida deles. Costumam voltar pra casa só depois das 20hs. Nesse intervalo, leva um pra escolhinha, vai ao parque, faz mercado, etc. Nessas e outras, ocorre algum acidente, como o telefone beijar o chão. Nos últimos 3 meses, isso aconteceu 2 vezes. Por sorte, o telefone dela estava coberto pela Pitzi e a franquia ficou em apenas R$ 75,00 (com Sedex de ida e volta grátis). Sabe quanto ficaria numa autorizada? R$ 800,00! Detalhe: nas duas vezes, o aparelho foi e voltou tão rápido (cerca de 4 dias) que eu fiquei espantado com tanta agilidade.

     Ae você deve estar pensando: “poxa, mas sua esposa não é cuidadosa. Eu sou!”. Por mais carinho que a pessoa tenha com seu aparelho, usando capinhas, películas e afins, acidentes acontecem. Faz parte da vida. Smartphones estão sempre com você e foram feitos pra te acompanhar em todos os lugares. Não tem coisa mais chata que tratar um aparelho como uma jóia preciosa e nem poder usá-lo direito, com medo de quebrar. Claro que temos que ter cuidado com aparelhos que estão cada vez mais caros (tipo o Galaxy Note 3 por quase R$ 3.000,00!), mas não devemos ficar com essa neura.

     Apesar deu recomendar que todos façam essa adesão logo que comprarem seus aparelhos, a Pitzi não limita a cobertura apenas a aparelhos novos. Desde que ele tenha até um ano, será coberto. E outra coisa que vale a pena falar: não precisa ter sido comprado no Brasil. Ou seja, aquele seu iPhone 5 comprado nos Estados Unidos e que a Apple, apesar da garantia mundial, faz jogo duro pra te atender aqui, pode ser reparado pela Pitzi caso o pior aconteça.

     Faça um favor pra si mesmo, entre no site da Pitzi, consulte quanto fica o seguro do seu aparelho e tenha esse verdadeiro anjo da guardo ao seu lado. Tenho certeza que serão os R$ 20,00 (eu pago em torno disso) mais bem investidos por você em muito tempo. Ah, caso queira cancelar por qualquer motivo, pode cancelar. Não tem fidelidade, carência, multa, etc.

     Se você puder (e quisar) dar uma força pra esse gordinho que voz escreve, faça seu cadastro usando esse link, pois ambos vamos ganhar um mês grátis de cobertura. Como eu tenho 3 aparelhos cobertos pela Pitzi, qualquer ajuda dos queridos leitores é muito bem vinda.

     Update 01/11/2013 22:34h => Algumas pessoas confundem o serviço da Pitzi com o de uma seguradora. Se você precisa de um seguro contra roubo, furto e afins, o negócio é pesquisar junto a Porto Seguro e outras empresas desse segmento. O que se contrata com a Pitzi está mais para uma garantia extra, como a Apple faz com o Apple+ nos Estados Unidos, onde a pessoa pode pagar USD 99 e ter benefícios diferenciados para seu iPhone, como conserto de tela e outros.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jun 18

Vai um cafézinho ae? Não, obrigado.

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 18/06/2013 às 15:42h

     Há cerca de um ano eu comprei QUATRO cafeteiras da Mondial. Sim, eu adoro café, mas não foram todas pra mim. Deixei uma em casa, outra foi pro escritório e dei as outras duas de presente, pra minha mãe e pro meu avô. Sabe quantas deram defeito nesse tempo? TODAS! Sim, 100% delas apresentaram algum tipo de defeito e tiveram que ficar alguns dias na assistência autorizada da marca.

     Eu sei que todo equipamento pode dar defeito, ainda mais quando é usado diariamente. Porém, acho que vocês concordam que é um tanto chato comprar 4 unidades de algo e ter problema em todas, correto? E como estão em locais diferentes, o uso é ligeiramente diferente. Ou seja, não dá pra dizer que a pessoa fez algo de errado e acabou quebrando. Aliás, o que dá pra se fazer de errado pra quebrar uma cafeteira? Talvez usar água não filtrada, mas isso não fazemos em nenhuma.

     A dica que eu queria dar nesse post é a seguinte: antes de comprar algum produto, seja ele qual for, não leve em conta apenas a marca, mas pense também na assistência técnica autorizada. Verifique se tem na sua cidade, se tem fama de ser enrolada, etc. Por melhor que seja o produto que você comprou, ele pode sim dar problema e quando isso acontecer, você vai precisar levá-lo pro conserto. Se a autorizada for um lixo, como é o caso daqui, você está lascado. Por isso, vale a pesquisa antes de comprar sua TV, blu-ray, computador, etc.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jun 17

O atendimento da Apple no Brasil é realmente bom?

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 17/06/2013 às 10:29h

     Já escrevi algumas vezes sobre o atendimento da Apple no Brasil, sendo a mais recente em janeiro, onde relatei a história de um leitor que comprou um iPhone no exterior e a Apple Brasil se negou a honrar a garantia. E claro, da mesma forma que recebo comentários negativos, também recebo outros positivos.

     Hoje eu vou reportar um caso que aconteceu comigo. No final do mês eu comprei um Time Capsule de 2TB na loja online da empresa. Poucos dias depois, fiquei sabendo que uma nova linha havia sido lançada. Como eu nem tinha aberto o produto e estava dentro do prazo pra cancelar, entrei em contato e fiz a solicitação. Em seguida, recebi esse email, onde se lê em letras garrafais que a transportadora deles entraria em contato comigo.

     Passados sete dias, nada do contato. Ligo agora a pouco pra Apple, pra saber o que houve, e a atendente me diz que esse email não deveria ter sido enviado, pois não reflete a realidade. Eles já estão cientes do problema há alguns dias, ela própria já reportou isso alguma vezes para o superior, mas o problema ainda continua. Ou seja, eles tão sabendo do problema, o sistema passa informação errada pro cliente e eles nem pra entrar em contato pra passar a informação correta. Show de atendimento hein…

     Como eu gostaria de trocar o meu Time Capsule modelo antigo pelo novo, achei que eles iriam coletar o novo e, chegando lá, iriam despachar o novo. É o que qualquer um esperaria, né? Mas não… Eu preciso enviar o produto, bancar o frete, aguardar 10 dias úteis, ae eles vão pedir o estorno no meu cartão de crédito, que pode demorar 2 faturas (2 meses) e ae, se eu quiser, compro o novo. De boa, não vou comprar. Vou comprar em outra empresa, que me dê mais atenção como cliente e queira meu dinheiro.

     Como eu disse no primeiro parágrafo: eu sei/ que vai ter gente contanto histórias cabeludas de falta de respeito e outros narrando o contrário, com a Apple dando show no atendimento. Isso acontece com qualquer empresa, de qualquer segmento. Eu só gostaria de ter uma ideia se temos mais casos de avaliação positiva ou negativa, pra saber há quantas anda o atendimento da Apple Brasil. Afinal, pagamos muito caros nos produtos da marca que, em tese, são de uma categoria premium. O pós-venda é também premium? Deixe seu comentário.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
set 25

Algumas pisadas de bola da Samsung

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 25/09/2012 às 13:06h

     Já falei bastante aqui no blog e no Twitter sobre a Samsung. Tenho vários aparelhos da marca, como o Galaxy Tab tradicional, Galaxy Tab 2, Galaxy S, Galaxy X e Galaxy S3, além de já ter tido vários outros, como Galaxy Note, Galaxy Tab 10, etc. Apesar da minha fama de Apple fanboy, tô mais com cara de Samsung fanboy. Porém, nem tudo são flores nessa relação.

     Eu já havia decidido fazer esse post na noite de ontem e hoje pela manhã vi uma notícia que reforçou o meu desejo. Foi descoberta uma falha gravíssima em aparelhos da empresa que rodam a interface TouchWiz, aquela customização nojenta que já foi tema de post aqui ainda esses dias. Ou seja, além de piorar a experiência como um todo, ainda coloca o usuário em perigo.

     Um problema bastante recorrente nos fabricantes de aparelhos Android é a demora na atualização dos dispositivos. Aliás, um dos motivos pra tanta demora é justamente o monte de lixo que eles colocam em cima do Android disponibilizado pela Google. Com isso, muitos usuários acabam apelando pra formas alternativas de terem a versão mais recente do sistema rodando em seus smartphones. Muitos dos procedimentos não são fáceis e alguns até causam perda da garantia. Mas o que fazer se a empresa promete o update pra dia X, passam-se meses e nada?

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
jun 05

Estendendo a garantia com o Apple Care

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 05/06/2012 às 16:30h

     Há cerca de um ano eu finalmente tomei coragem (plim, plim) para comprar meu primeiro iMac. Desejava esse computador há anos, mas sempre achei caro demais. O iMac mais barato hoje na loja online da Apple custa R$ 3.999,00 e convenhamos, essa grana toda num computador de 21.5”, com 4GB de RAM e 500GB de HD é muita coisa! Existem alternativas muito mais interessantes por ae (como um Mac mini). Porém, como diz o ditado “mais vale um gosto, do que um tostão no bolso”, acabei comprando, conforme eu relatei aqui nesse outro post.

     O fato é que daqui alguns dias eu finalmente termino de pagar a belezinha (que foi parcelada em 12 vezes no cartão) e apesar da minha felicidade em quitar essa dívida, outra preocupação me veio a mente: e depois da garantia? Todo mundo já deve ter ouvido casos de que a pessoa levou o Mac pra assistência e o preço do conserto era mais da metade do equipamento. Claro, Macs costumam quebrar muito menos que PCs montados e também menos que PCs de marcas conhecidas, como Dell, HP e outras. Mas, como Murphy está ae pra nos provar, tudo o que pode dar errado, dá.

     Meu primeiro Mac foi um Mac mini em 2007. Dois anos depois veio o MacBook Pro e no ano passado foi o iMac. Nenhum deles deu problema algum (deixa eu bater na madeira, antes que algo aconteça). Mas e se der problema? Bom, esses dias eu tava ouvindo o podcast Hora do Mac e o pessoal falava sobre o Apple Care, que é um plano de garantia estendida para produtos Apple. Eu já tinha ouvido falar sobre ele, mas nunca tinha ido atrás pesquisar. Sempre achei fosse besteira de Macfag, já que nunca vi serviço simular em outras marcas, mas decidi parar para fazer algumas contas e considerações.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
mai 03

Meu Xbox/ Kinect gringo deu problema. E agora?

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/05/2011 às 13:45h

     Apesar de não ser um gamer, acabei comprando o Xbox no começo do ano em virtude do Kinect. O aparelho fez um enorme sucesso e ultrapassou a marca das 10 milhões de unidades vendidos em curtíssimo prazo, dando uma surra no iPad e entrando para o livro Guiness de recordes como o aparelho eletrônico de adoção mais rápida da história.

     A versão que comprei foi a Slim de 250GB e essa quantidade de HD tem se mostrado bem útil, pois já baixei mais de 200 demos na Xbox Live americana. No entanto, devo confessar que os jogos tradicionais não me encantam muito. Já comprei quase 10 jogos para o Kinect (e nenhum tradicional) e venho me divertindo muito, tanto sozinho, como com a família e amigos.

     Ontem eu fui jogar uma partida de tênis de mesa no Kinect Sports (meu vício atual) e notei que tinha algo errado. Os movimentos estavam pouco precisos e às vezes simplesmente parava de responder. Achei que o Kinect estava indo pras cucuias, pois esse comportamento já vinha ocorrendo nos últimos 3 dias. Ae veio a dúvida: o que fazer em caso de problema no Xbox ou no Kinect quando se comprou o produto lá fora? A garantia dele é mundial ou local?

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload