ago 03

Review de HD com interfaces USB3 e Thunderbolt

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/08/2012 às 15:03h

     Essa semana eu recebi alguns produtos dos nossos parceiros da GSShop para testes. Além de uma Google TV da Sony, da qual vou falar em outro post, chegaram pra mim um HD externo Seagate com capacidade de 1TB e interface USB3 (STAA1000101), um adaptador Thunderbolt Seagate (STAE121) e um cabo Thunderbolt da Apple. Os testes que fiz foram realidades num iMac 21.5” de 2011 (HDD, Thunderbolt e USB2) e num MacBook Air 11” 2012 (SSD, Thunderbolt e USB3).

     Antes de entrar no assunto dos testes em si, preciso fazer alguns esclarecimentos, os quais o Alexandre Torres me chamou a atenção logo que citei que o pessoal de marketing sempre adora por nas embalagens: “o USB3 é até 10 vezes mais rápido que o USB2”. Se você demora 10 minutos pra copiar 20GB e acha que irá demorar apenas 1 minuto pra copiar os mesmos arquivos usando USB3, prepara-se para se decepcionar, pois isso não irá acontecer. Isso porque, em muitas das vezes, o gargalo não está na tecnologia da transmissão da origem para o destino e sim, na velocidade de leitura e escrita dos dispositivos de armazenamentos, seja um HDD, SDD, pendrive, etc. Assim, não adianta o USB3 conseguir mandar os dados numa velocidade incrível, se na hora que esses chegam no destino, o dispositivo não tem velocidade compatível para gravá-los, criando o gargalo no processo. Em média, o ganho de desempenho será de 300%, o que não deixa de ser muito bom.

     Outro fator que merece ser destacado é que, como alguns já devem ter percebido, copiar 20GB usando 5 arquivos de 4GB ou os mesmos 20GB, mas sendo 200 arquivos de 100MB, são coisas diferentes. A massa total em GB é a mesma (20GB), mas a quantidade de arquivos influencia bastante. Dessa forma, em meus testes, eu criei uma pasta chamada teste, criei um sub-diretório teste 1 e coloquei outras pastas com arquivos de seriados (mp4) e legendas (srt). Os arquivos de seriados tinham uma média de 350MB, enquanto as legendas, apenas alguns KB. Depois, eu copiei a pasta 4 vezes. No total, foram 153 itens, totalizando 20GB. Você pode ver melhor clicando aqui e aqui, nos screenshots que tirei.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Gadgets
jun 05

Estendendo a garantia com o Apple Care

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 05/06/2012 às 16:30h

     Há cerca de um ano eu finalmente tomei coragem (plim, plim) para comprar meu primeiro iMac. Desejava esse computador há anos, mas sempre achei caro demais. O iMac mais barato hoje na loja online da Apple custa R$ 3.999,00 e convenhamos, essa grana toda num computador de 21.5”, com 4GB de RAM e 500GB de HD é muita coisa! Existem alternativas muito mais interessantes por ae (como um Mac mini). Porém, como diz o ditado “mais vale um gosto, do que um tostão no bolso”, acabei comprando, conforme eu relatei aqui nesse outro post.

     O fato é que daqui alguns dias eu finalmente termino de pagar a belezinha (que foi parcelada em 12 vezes no cartão) e apesar da minha felicidade em quitar essa dívida, outra preocupação me veio a mente: e depois da garantia? Todo mundo já deve ter ouvido casos de que a pessoa levou o Mac pra assistência e o preço do conserto era mais da metade do equipamento. Claro, Macs costumam quebrar muito menos que PCs montados e também menos que PCs de marcas conhecidas, como Dell, HP e outras. Mas, como Murphy está ae pra nos provar, tudo o que pode dar errado, dá.

     Meu primeiro Mac foi um Mac mini em 2007. Dois anos depois veio o MacBook Pro e no ano passado foi o iMac. Nenhum deles deu problema algum (deixa eu bater na madeira, antes que algo aconteça). Mas e se der problema? Bom, esses dias eu tava ouvindo o podcast Hora do Mac e o pessoal falava sobre o Apple Care, que é um plano de garantia estendida para produtos Apple. Eu já tinha ouvido falar sobre ele, mas nunca tinha ido atrás pesquisar. Sempre achei fosse besteira de Macfag, já que nunca vi serviço simular em outras marcas, mas decidi parar para fazer algumas contas e considerações.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 18

Compartilhando informações sobre pendrives, HDs e SDs

14 Comentarios »Postado por GordoGeek em 18/07/2011 às 01:44h

     Conforme comentei bastante pelo meu Twitter, recentemente fiz algumas comprinhas tecnológicas, como um iMac, um switch gigabit, um HD de 3TB e dois discos externos de 2TB da Samsung. Ao tentar ligar o HD de 3TB no meu servidor Dell, acabou dando problema e ele não reconheceu mais que 740GB. Tentei novamente no meu Atom e esse só reconheceu 2TB. Como eu também comprei um DVR Stand Alone e pretendo desativar meu servidor (para economia de energia), comecei a repensar minha estratégia de armazenamento de dados e backup.

     Como herança da minha época de usuário Windows, sempre particionei meus HDs dos Macs em dois volumes, sendo um pro sistema (cerca de 100GB) e outro pra dados (com o restante). Como já deve imaginar, no volume do sistema eu instalo o MacOS e os aplicativos. Já no volume de dados, mantenho meus documentos, músicas, vídeos, fotos, etc. Eu costumo fazer isso pois, caso tenha que formatar o computador, mantenho os meus dados onde estão, formato o volume do sistema e reinstalo. Porém, comecei a me questionar se essa é a forma mais inteligente de trabalhar.

     O iMac que comprei foi o modelo entrada, com 4GB de RAM e 500GB e HD, por R$ 3.999,00. A Apple cobra R$ 700,00 adicionais para fazer um upgrade para 8GB de RAM. Nesse modelo de entrada a Apple não permite customizar mais disco. Já no modelo seguinte, que vem com 1TB, o upgrade para 2TB fica em R$ 525,00. Eu comprei 16GB no Mercado Livre por menos de R$ 500,00. Fiz upgrade, vendi os 4GB que vieram com ele e bola pra frente. Já o disco, não é nada fácil fazer upgrade. O procedimento é complicadíssimo e a Apple introduziu medidas que dificultam o uso de discos “genéricos”. Dessa forma, ainda fiquei com o problema de falta de espaço.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jul 11

     Depois de anos tomando coragem pra pagar quase R$ 4.000,00 num iMac, eu finalmente encarei e realizei esse sonho de consumo geek. Infelizmente, tive alguns probleminhas no primeiro pedido (realizado em maio) e resolvi cancelar. Como não achei o computador disponível a pronta-entrega em nenhuma loja física, tive que dar uma segunda chance a Apple Store Brasil e tudo correu de maneira maravilhosa, sem qualquer transtorno. Fiz o pedido dia 1/7, saiu do estoque deles dia 2/7 e recebi dia 7/7. Fiquei feliz em ver que, ao que parece, a Apple aprendeu com os erros. Ou não?

     Como tudo que a Apple faz, a caixa é maravilhosa. Ela vem embalada numa outra caixa de papelão, sem qualquer sobra de espaço, ficando até um pouco difícil tirar a caixa do iMac da caixa maior. Várias pessoas me pediram pra fazer um unboxing, mas eu estava tão afoito aguardando o produto, que quando ele chegou, não consegui me conter. Bati uma ou outra foto, publicadas no Twitter e fui logo tirando-o da caixa e ligando os cabos.

     Eu fiquei alguns anos trabalhando com um Dell OptiPlex 740 (programando em PHP no Ultra-Edit) e mantendo um MacBook ao lado (para emails, feeds, Twitter, etc.). Acabei trocando o MacBook White para um MacBook Pro em 2009, mas o Dell permaneceu na ativa por quase 5 anos. Recentemente, mandei o Dell pra servidor, colocando um Mac mini (meu primeiro Mac) no lugar. Como o Mac mini estava lento, resolvi trocar as memórias (4GB) e HD (500GB), o que o deixou super jóia para meu trabalho. Porém, nesse processo, que não é lá muito fácil, acabei danificando a placa de som. Esse foi um dos principais motivos que me fizeram comprar o iMac. Claro, eu poderia ter resolvido isso de forma mais rápida e barata, mas foi um belo pretexto, né? Rs.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Gadgets
jul 04

A Apple Store está aprendendo com os erros do passado?

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 04/07/2011 às 12:56h

     No dia 22 de maio eu fiz um post aqui dizendo que estava desistindo de comprar na Apple Store Brasil. Estava muito descontente com os procedimentos da empresa e cheguei a reportar o caso para um contato que tenho lá dentro. Pelo visto, algumas coisas mudaram.

     Como eu precisava trocar de máquina e já vinha adiando a decisão por semanas, o que estava causando perda de produtividade, resolvi tentar novamente na Apple Store Brasil. Não comprei em FNAC, Fast Shop ou afins pois, como moro no interior, não tem como eu ir até uma loja local e sair com o produto debaixo do braço. Depois de duas idas a Ribeirão Preto (mais de 100Km daqui) e não achar o produto a pronta-entrega, resolvi voltar a tentar na loja online da maçã.

     Se você está com pressa, a dica é não alterar absolutamente nada na configuração da máquina. Eu, por exemplo, queria trocar o Magic Mouse pelo Magic Trackpad. Ao fazer isso, o prazo de saída do estoque, que é de 5 a 7 dias úteis, passa pra 2 a 3 semanas! Eu já uso o Lion no MacBook Pro tem algumas semanas e os gestos multitoques já fazem parte da minha rotina. Porém, a posição dele, facilita isso. No caso do iMac, onde o Trackpad ficaria em outra posição, acho que não seria uma coisa intuitiva. Pelo menos agora, não me vejo utilizando esse acessório. Idem ao Magic Mouse, pois trouxe um dos Estados Unidos já tem mais de um ano e não me adaptei com a horrível ergonomia. Tá na gaveta.

     Voltando ao pedido do iMac em si, uma coisa que me deixou chateado no último pedido, que motivou o post anterior, foi o fato da empresa lançar o valor no cartão e só depois me pedir documentos pra confirmar. Oras, se era pra confirmar, por que não pedir os documentos antes e, uma vez aprovado, lançar no cartão? Dessa vez, eles também cobraram o valor do produto ao término do pedido (vejo na fatura online do cartão), mas não me pediram os tais documentos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
maio 22

Porque estou desistindo da Apple Brasil

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 22/05/2011 às 23:55h

     Sempre tive o desejo de comprar um iMac, mas nunca tive a coragem de pagar tanto dinheiro por ele. Recentemente a Apple fez um upgrade bacana na linha e me interessei no modelo de entrada, que aqui no Brasil custa R$ 3.999,00 (USD 1,199 lá fora) e pode ser parcelado em 12 vezes sem juros, com frete grátis. Se for estudante (ou não, já que eles não validam essa informação), tem desconto de R$ 200,00 na loja educacional.

     Depois de ficar semanas pensando se eu deveria comprar meu sonho de consumo, mesmo não presisando, já que tenho um MacBook Pro e um Mac mini que me atendem bem, decidi ceder ao meu desejo geek. Um dos motivos que me levou a isso foi o alto índice de clientes satisfeitos. Fiquei durante alguns dias trocando ideias no Twitter e todos me aconselhando forteamente a comprar. Fiquei pensando em talvez usar o mesmo dinheiro pra comprar um Mac mini novo e um iPad 2 ou então dois iPad novos (pra minha e minha esposa).

     Hoje de manhã eu finalmente tomei coragem, entrei na Apple Store Online e coloquei o pedido. Uma coisa que me desagradou, logo de cara, é que no site dizia que entre 5 a 7 dias úteis o iMac seria despachado. Porém, ao finalizar a compra, o mesmo site me indica que eu estaria recebendo o produto entre 2 e 3 semanas. Muito tempo pra quem quer por as mãos em um dos seus sonhos de consumo. Além disso, não achei legal a atitude da empresa em não ter deixado esse prazo muito claro no início da transação. Detalhe: eu não customizei a máquina, o que costuma gerar atrasos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
dez 14

Steampunk PC é o avô do iMac ou iVô

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 14/12/2009 às 11:38h

     A gente achando que Jonathan Ive e Steve Jobs são mentes criativas e revolucionárias, mas na verdade, eu tenho certeza que eles roubaram o projeto desse iVô, quando fizeram o iMac da Apple :D

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Biblioteca Digital, Humor, Videos
maio 11

Irá surgir um iMac básico?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 11/05/2009 às 17:11h

     Recentemente surgiram boatos de que a Apple estaria prestes a lançar iMac mais baratos, mas alguns dias depois, viu-se que era na verdade os mesmos iMac, mas com descontos para estudantes e universidades.

     A pouco vi uma nova notícia a respeito disso, onde a Apple teria enviado um comunicado interno sobre possíveis iMac mais em conta (USD 899), mas com HD menor (160GB) e sem conectividade bluetooth e infra-vermelho.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Macintosh, Rumores
abr 29

iMac feito com Lego

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 29/04/2009 às 02:37h

     Está querendo ter um iMac para “fazer uma moral” com os amigos, mas a grana está curta? Faça um iMac de Lego e impressione pela criatividade.

TAG(s):
Categoria(s): Biblioteca Digital, Humor
abr 28

Dell novamente quer brigar com a Apple

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 28/04/2009 às 19:47h

     Acho que quando se fala em Apple, Michaell Dell tem até algum chilique de raiva misturada com inveja. Isso porque, quando a Apple andava mal das perna, ele alfinetou a empresa dizendo que a melhor coisa era “fechar as portas”, pegar o que restou e devolver aos acionistas. Hoje, a Apple está “muito bem, obrigado” e poderia inclusive comprar a Dell com folga.

 

     A Dell lançou o Adamo para concorrer no mesmo nicho de mercado do MacBook Air e também um All-In-One para concorrer com o iMac. Pena que a Dell não tenha a mesma competência da empresa de Cupertino em alguns aspectos.

     Voltando ao assunto principal do post, a Dell deu uma remodelada no seu Dell Studio One, um computador bem parecido com o iMac. A parte boa é que o micro pode ser configurado com tela sensível ao toque (igual a TouchSmart da HP) e vir com drive Bluray.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
preload preload preload