jun 17

     Todos sabemos a enorme crise que o Brasil está passando. Desculpa, se você for petista, você não sabe. Mas isso é assunto para o buteco e não para o blog. Assim, assumindo que o país passa por uma crise e o governo federal está fazendo de tudo para impedir que a balança comercial fique ainda mais desfavorável, quem costuma comprar produtos da China está passando por maus bocados.

     Eu comprava algumas tranqueirinhas da China quase toda semana. Porém, com a alta do dólar, a demora para liberação dos produtos e as taxas cobradas, tanto pelos Correios, como pela Receita Federal, acabei deixando isso pra lá. Mas ainda tem muita gente que insiste em comprar e acaba tendo esses problemas, especialmente com o governo tributando o produto. Não é incomum, usam valores absurdamente errados, como cobrar R$ 70 de impostos num produtos de USD 12.

     O primeiro vídeo, apesar de possuir alguns erros bem sérios, dá algumas dicas de como recorrer a Receita Federal e a Justiça, pra não ter de pagar tributos em alguns casos. Como ele alega que já fez isso e deu certo, resolvi divulgar. O segundo vídeo, me pareceu mais correto, tendo em vista que foi feito por um advogado. #FikDik

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 21

BrasCuba – Novas regras para importação no Brasil

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 21/07/2014 às 21:14h

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jan 15

Dicas para não passar stress com a Receita Federal

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 15/01/2014 às 11:34h

    Esses dias eu li um texto (no FB) com uma história tão absurda, que achei que fosse falsa. Porém, como jornais e revistas repercutiram a história, indo atrás dos envolvidos, vi que a coisa era realmente séria, o que me deixou ainda mais indignado com a palhaçada que ocorreu com uma brasileira voltando de viagem. Sem mais delongas, ao invés deu contar o ocorrido, reproduzo abaixo um texto (autorizado) do José Navas Jr., delegado da PF. Não vou colocar em itálico, pois o texto é longo e dificultaria a leitura. Mas tudo que vier depois desse parágrafo é de autoria dele.

     Muita polêmica e paixões na análise do relato de Roberta Whately (http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/politica-fiscal/bandidos-legais-a-alfandega-que-achaca-os-brasileiros/) acerca do tratamento dispensado a esta pela Receita Federal.

     Pois bem, já fiz diversas viagens internacionais, já entrei no “canal vermelho” várias vezes e vou me manifestar, como professor da área jurídica, como contribuinte, como cidadão, como “viajante”.

     Desde que a Receita Federal suprimiu a declaração de saída de bens do Brasil, procedimento onde você declarava o que levava pra fora do país (e portanto isento estaria automaticamente na volta), o cenário ficou um pouco nebuloso.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
dez 18

     Eu tenho vários conhecidos na internet que fazem sites, apps, mantém blogs, vendem produtos e mais um montão de coisas, mas ainda não se deram conta que sair da “clandestinidade” está cada vez mais fácil no Brasil. Novas leis foram aprovadas, os processos se tornaram mais fáceis, as quotas de faturamento ampliadas, o custo baixou, etc. Ou seja, não tem motivos pra não se fazer a coisa pelo caminho correto.

     Atualmente um cidadão brasileiro pode ter um rendimento anual de até R$ 24.556,65 e ficar isento do pagamento do Imposto de Renda. Talvez por isso, muitos jovens acabam não indo atrás de empreender da forma mais correta, abrindo uma empresa, tendo um CNPJ, podendo emitir nota fiscal, etc. Afinal, pra um jovem, ter um rendimento de R$ 2.000,00/ mês com “bicos” está de bom tamanho, né?

     Há pouco tempo o governo aprovou a criação do MEI (Microempreendedor Individual), que é um tipo de empresa que tem apenas o proprietário e, se necessário, um funcionário. Se tiver mais funcionários, já não se enquadra. Mas como a maioria trabalha sozinho, acredito que vale a pena se informar a respeito. Nessa categoria você pode faturar até R$ 60.000,00 por ano, o que dá em torno de R$ 5.000,00/ mês. Os benefícios são a possibilidade de ter um negócio formal, com CNPJ, emissão de nota fiscal, etc. Isso com certeza abre muitas portas pra se fazer negócios com empresas que não querem contratar um “micreiro”.

     Se você morar numa cidade que tenha um ponto do Sebrae, tudo pode ser feito por lá mesmo. Caso não, peça para um contador. E o melhor, que muita gente não sabe: será tudo feito de graça! Outra coisa bacana: o custo mensal dos tributos a recolher é de menos de R$ 40,00, incluindo ae o imposto sobre a nota fiscal e a sua previdência social. Pro jovem, é bem bacana, porque já vai contando como tempo de contribuição.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jun 28

Desculpe amigo: não trago muamba na mala

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 28/06/2012 às 01:52h

     Depois de quase dois anos sem férias e muito stress na cabeça, eis que resolvo, de uma hora pra outra, sair de férias. “Eu mereço”, grita uma voz interior. “Sai logo antes que a gente te mande pro hospício”, diz outra (essas são as pessoas que convivem comigo). E, contrariando tudo que é mais aconselhável pra se fazer uma viagem tranquila e em conta, decido viajar em menos de 10 dias e pior: em julho.

     Por mais que eu tenha procurado a exaustão e aceitado fazer várias conexões, ir pra outras cidades pegar voos mais baratos e tudo o mais, não tive como fugir de uma passagem que beira os R$ 3.000,00. Afinal, estamos na alta temporada! E hotel? Tive que fazer a loucura de fechar com quatro hotéis diferentes, mudando de local a cada três dias, pra conseguir fechar uma tarifa que coubesse no meu orçamento. Até hotel vagabundo, com banheiro coletivo, eu tive que aceitar. Usei o limite de quatro cartões de créditos, vou comer McDonalds todos os dias, mas consegui! Sairei de férias.

     E por que eu usei dois parágrafos pra falar sobre isso? Pois bem, sempre que um amigo vai para o exterior, é natural que a gente queira aproveitar e pedir para que traga algumas coisinhas, afinal, é tudo tão mais barato lá fora! Alguns querem uma camiseta, outros um relógio, um perfume e tem até quem queira notebooks. Eu não costumo pedir esse tipo de favor pra amigos, por mais que eles se disponham a fazer e se ofereçam sempre que viajam. Tenho um amigo que viaja quase todos os meses para os Estados Unidos, sempre disse que traria coisas pra mim, mas eu recuso. Eu prefiro pagar 30% pra um conhecido trazer as coisas pra mim, do que deixar um amigo em situação constrangedora.

     Tirando os meus amigos próximos e familiares, tenho cerca quase 8.000 seguidores no Twitter. Muitos eu troco mensagens diariamente e considero como amigos. A gente se diverte, ri, pede ajuda, etc. E nisso a gente constrói uma amizade. Quando eu falei que ia viajar, muitos me falaram: “ou, não tem como me trazer um negocinho?”. E eu falei que iria fazer um post a respeito, assim que tivesse tempo. E esse é o post.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
mar 14

Posicionamento da Receita Federal sobre demora de pacotes

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 14/03/2012 às 16:55h

      Acredito que todos os leitores do blog (e os seguidores do Twitter) sabem que compro bastante na DealExtreme. Ou melhor, comprava, pois esse ano ainda não comprei nada, principalmente por causa de uns problemas recentes que tive. Ano passado eu fiz mais de 100 pedidos (isso mesmo) no site chinês e nunca tinha tido problema, até que no final do ano os pacotes começaram a ser direcionados pra Receita Federal do Paraná e os problemas começaram.

      É claro que muita gente que compra produtos de sites gringos tem a esperança de que ele não seja tributado, especialmente se fizeram como eu e comprarem produtos até USD 50. Várias pessoas já me disseram que abaixo desse valor não tem problema e não deveria pagar imposto, mas a história não é bem essa. Quando o produto é enviado de pessoa física para pessoa física, não ultrapassa USD 50 e vem marcado como presente, ae sim ele é isento. Porém, quando você compra algo de uma empresa, a regra é outra e o produto pode ser tributado, com excessão claro de livros e CDs.

      No final do ano passado, seguindo a tradição de alguns sites americanos, o DealExtreme fez uma BlackFriday e colocou alguns produtos em promoções. Eu acabei aproveitando e comprei câmeras IP por menos de USD 30. Porém, acabou que uma delas foi pra Receita Federal e ficou lá até hoje. O pior é que nem me notificaram. Diante dessa situação, entrei no site da Receita Federal e preenchi um formulário de contato com a Ouvidoria. Demorou umas 2 semanas, mas hoje me enviaram uma resposta. Infelizmente não ajudou muito, pois basicamente eles pedem pra entrar em contato com os Correios e ae fica aquele jogo de empurra-empurra.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Geral
preload preload preload