dez 10

Comparativo: Nokia Lumia 2520 vs Sony Xperia Z2

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/12/2015 às 17:02h

     Crise batendo a porta do consumidor brasileiro, produtos já com quase 2 anos “encalhados” e as empresas precisando fazer dinheiro e girar o estoque pra abrir espaço pros novos modelos. Essa combinação de fatores tem feito os varejistas anunciarem bons produtos, mas um pouco antigos, por preços bem interessantes, como é o caso dos tablets 4G Nokia Lumia 2520 e o Sony Xperia Z2.

     Tanto o Sony, como o Lumia, tem muitas coisas parecidas e outras bem diferentes. Começando pelas parecidas, ambos tem um acabamento bem legal, 4G compatível com o padrão brasileiro, boa performance e tamanhos quase iguais. Porém, um roda Android e outro é movido pelo Windows RT, que já foi aposentado pela Microsoft. Qual a melhor escolha? Veja o vídeo acima.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Windows Phone
ago 25

Breve análise da Microsoft Band: uma grande bosta

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 25/08/2015 às 00:11h

     Desde que a Microsoft anunciou a sua pulseira, em outubro e 2014, eu estou doido para testá-la. Isso porque ela tem GPS e monitor cardíaco embutidos (o que permite sair pra treinar apenas com ela, sem levar celular), ter vários sensores (inclusive um medidor de raios ultravioletas), além de ser multiplataforma e funcionar com iOS, Android e Windows Phone. Ou seja, tinha tudo pra ser um excelente produto, apesar de caro (USD 200/ R$ 854 na cotação de hoje do meu cartão). Vamos aos vídeos então:

     Logo ao tirar da caixa, senti o primeiro defeito: o peso. Estou acostumado a usar gadgets vestíveis nos dois braços, sendo o Pebble no esquerdo e a Mi Band na direita. Já testei alguns outros relógios e pulseiras inteligentes e nunca peguei um tão pesado como esse. Pra quem tá acostumado e não usar nada nos braços ou a usar uma pulseira mais leve, vai ser um choque. Evidente que, pra quem curte relógios maiores (um abraço pro Faustão), isso não será problema.

     Como a Microsoft só vende a pulseira nos Estados Unidos, tive dificuldades em baixar os apps nos respectivos aparelhos. Tive que apelar pra gambiarras. No caso do iPhone, como desloguei a minha conta da iTunes brasileira, pra logar na americana, adeus meu cache de músicas offline do Apple Music. Isso me deixa muito p.! e contou pontos negativos pra mim.

     Uma vez baixado o app, tive enormes dificuldades em parear a pulseira com o telefone. O que deveria ser uma coisa simples e usual, levou mais de 1 hora. Pode ser porque eu estou usando o iOS 9? Pode, mas eu fiz o pareamento de uma caixa de som bluetooth de USD 10 e foi de boa. Por que um relógio de USD 200 deu tanto trabalho? Fiquei tentando entender, mas ainda não cheguei a conclusão alguma.

     Depois do parto que foi pra conseguir parear, abri o app e me deparei com algo confuso e mal feito, bem no estilo de app feito pra uma plataforma e portada para outra. O que era pra ser um trunfo (funcionar em várias plataformas), se tornou um ponto negativo pra jogar na planilha.

     Quando finalmente coloquei a pulseira no pulso, notei que ela fica estranha, já que a tela é plana e não curva, como de outros relógios e pulseiras. Algumas pessoas me disseram que eu deveria usar a tela para baixo e eu fiz isso, mas ae criamos outro problema: atrapalha a digitação. A tela fica raspando na superfície do notebook e isso não é nada legal. Faz um barulho irritante, machuca o pulso e provavelmente iria danificar a tela do relógio e raspar todo notebook com o tempo.

     Depois dessa breve saga, eu já estava deveras brochado em continuar testando o produto. Mesmo a Best Buy me dando 14 dias para me arrepender, o que me permitiria talvez mudar de ideia em relação ao produto, estava tão frustrado, por algo que eu queria testar a meses e que se mostrou bem abaixo das expectativas, que resolvi dar um reset, voltá-la para a caixa e devolver.

     Depois de uns minutos, acabei tirando-a da caixa de novo e tentando mais uma vez me acostumar com ela, fechando os olhos pros pontos negativos. Configurei-a de novo, testei as notificações, dei uma volta no quarteirão pra ver o monitoramento e finalmente fui dormir com ela. Ae veio outra frustração: eu tenho que ativar um modo noturno quando vou pra cama. Por que diabos a minha Mi Band da Xiaomi, que custa USD 18, detecta quando eu vou dormir e a Microsoft Band, de USD 200, não? Muito pouco inteligente. E, do jeito que eu sou esquecido, acabaria perdendo o registro de algumas noites.

     Por fim, existem rumores de que a Microsoft irá lançar novos telefones highend em breve, bem como um novo Surface e uma Band 2. Com isso, em apenas um mês, eu já ficaria com um produto defasado. Espero que alguém lá em Redmond perceba todas as cagadas que foram feitas na primeira versão do produto e as corrijam. Quem sabe eu não compro a nova versão no futuro.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mai 27

Primeiras impressões do Microsoft Surface Pro 3

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/05/2015 às 18:17h

     Acredito que muitos dos nossos leitores já devem ter ouvido falar do tal Surface, mas nunca tiveram a oportunidade de mexer em um. Em boa parte, porque a Microsoft não trouxe oficialmente ao Brasil nenhuma das três versões do produto. Assim, fica praticamente impossível achá-lo em lojas. Quando se acha, veio através de importadores e, os preços, ahhhhh, os preços… São tão salgados que muitas vezes o consumidor nem chega perto de tanto medo.

     Como eu disse no vídeo acima, eu não comprei o Surface. Não trouxe via muamba, não veio na mala de amigo, nem nada assim. Depois de muito tempo tentando vender alguns gadgets, acabei aceitando trocá-los no Surface. Foi bem salgado, algo em torno de R$ 3.600,00, o que daria pra eu comprar um excelente ultrabook (se eu tivesse vendido todos os gadgets que eu queria, mas não vendi).

     O Surface Pro 3, como o nome já dá a entender, é a terceira geração de tablets da Microsoft. As duas primeiras versões não foram muito bem aceitas e receberam muitas críticas da mídia especializada e dos usuários. Já nessa mais recente versão, parece que tudo está redondo (ou quase tudo).

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
mai 26

     Recentemente fiz alguns rolos e acabei pegando um Microsoft Surface Pro 3. Como vocês devem saber, ele é um tablet/ PC, que não tem porta ethernet (rede cabeada), mas tem porta USB 3.0. Como eu tenho o adaptador USB/ Ethernet do MacBook Air, fiquei me perguntando se eu conseguiria aproveitá-lo também no Surface. E não é que dá?

     Seguindo esse tutorial eu baixei o pacote de drivers do Boot Camp para Windows. Ele tem quase 1GB! Ao descompactar, tem uma pasta chamada Asix e dentro dela, um arquivo AsixSetup64.exe. Ao instalar o driver, nem foi preciso reiniciar. O adaptador passou a funcionar de imediato.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Windows Phone
abr 29

Pocket Casts: o melhor player de podcasts para Windows

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 29/04/2015 às 12:38h

     Já tem cerca de dois anos que uso o Pocket Casts no Android e mais recentemente no iOS e na nuvem. Gosto e recomendo bastante o app. Ele não é perfeito, de vez em quando sai uns updates bugados, mas no geral, é o melhor player de podcasts do mercado. E agora, os usuários de Windows Phone também tem o app a sua disposição. Ele é pago e custa R$ 7,50, mas vale cada centavo.

     Tanto a versão Android, como a iOS, tem ao menos um update por mês, mas é bem comum ir na loja e ver um update por semana do aplicativo. Ou seja, o desenvolvedor tem um “carinho” enorme com o app e está sempre colocando novos recursos, aprimorando a usabilidade e claro, corrigindo bugs.

     Acredito que a maioria dos leitores do blog sabem que um dos grandes problemas da plataforma móvel da Microsoft ainda continua sendo encontrar bons apps na sua loja. Felizmente, agora podemos riscar um bom player de podcasts da lista de desejos.

     Se você já é usuário do aplicativo em outras plataformas, verá uma semelhança bem grande. Contudo, como ainda é a primeira versão, nota-se ainda alguns bugs, uma certa lentidão e menos recursos. Porém, tenho fé que, como acontece em outras plataformas, muito em breve virão novos updates para equiparar o app as versões mais antigas.

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
abr 27

Vale a pena comprar um Windows Phone barato? SIM!

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/04/2015 às 18:38h

     Recentemente eu aproveitei várias promoções (pra quem sempre pergunta, acompanho esse fórum) para comprar alguns smartphone Nokia/ Microsoft Lumia para resenha. Minha dúvida principal a ser respondida era: esses aparelhos mais baratos, valem a pena ou só irão dar dor de cabeça aos seus proprietários, assim como acontece com vários aparelhos Android, especialmente esses tablets de R$ 99?

     Acabando com todo o mistério logo de cara (não somos um blog caça cliques), respondo: praticamente qualquer aparelho rodando Windows Phone atualmente cumprirá bem a missão básica de servir um usuário iniciante, que não deseja gastar os tubos num smartphone topo de linha e só quer ter acesso a redes sociais, mensagens, etc. Por algum milagre da Microsoft, um Windows Phone de apenas 512MB de RAM roda melhor que alguns Android de 2GB de RAM. Inclusive a tela de alguns, que eu esperava serem bastante ruins (por serem TFT), me surpreenderam e são bem aceitáveis (pelo que custam).

     Como o Paulo Higa, do Tecnoblog, recentemente comentou em seu Twitter, atualmente as opções de escolha de dispositivos Microsoft Lumia são tão grandes que ficamos numa enorme sinuca de bico pra saber o que recomendar. Ter opções é legal, mas quando temos muitos e, sem grandes mudanças entre A e B, as coisas se tornam confusas a toa, só complicando a vida do usuário.

     Estou aqui comigo com os Lumia 435 Dual, Lumia 530 Dual, Lumia 535 Dual, Lumia 630 Dual e Lumia 635. Como mencionei anteriormente, esses aparelhos não vieram via assessoria. Isso porque, quando vem, geralmente vem apenas 1 por vez e eu queria fazer um comparativo bem amplo. Como o preço deles é geralmente bem barato, acabei comprando-os. Já deixo o “convite” aqui: logo após o review irei anunciar no OLX e Mercado Livre, pra quem quiser. Os aparelhos foram comprados com a renda que obtemos com o YouTube, logo, foi um investimento do canal nele mesmo.

     Nesse primeiro vídeo eu só queria apresentar as caixas dos aparelhos e dizer rapidamente que o usuário pode comprar um aparelho Windows Phone sem medo de ter algo lento e desatualizado. Nos próximos dias mostrarei melhor cada aparelho, inclusive detalhes da interface Windows 10.

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
abr 08

Primeiras impressões: Microsoft Nokia Lumia 535 Dual

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 08/04/2015 às 22:15h

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
jan 30

     Como eu fiquei mais de um mês sem gerar conteúdo pro blog e pro Youtube, estou compensando, fazendo algo inédito pra gente: respondendo dúvidas em vídeo. Eu sei que outros canais já fazem isso e resolvemos fazer também, especialmente porque o vídeo do Nokia X, em pouco mais de 24 horas, teve quase 3.000 visualizações e 150 likes. Continuem assim, nos motivando a gerar conteúdo e vamos responder, propiciando o material que vocês tanto gostam ;)

     Peguei algumas dúvidas mais comuns, mas também fiz questão de pegar uma específica de cada canal: Instagram, Youtube e Blog. Também citei nominalmente o Washington Valentin (dúvida via Youtube), a Morena Távora (via Instagram) e o Rodrigo Zaratin (blog). Continuem interagindo e vamos fazer mais respostas nesse formato.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Windows Phone
jan 30

Primeiras impressões: Nokia Lumia 2520 e CCE Motion Tab

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/01/2015 às 11:53h

     Desde que migrei pra Mac, já tem muitos anos, que eu não uso o Windows no dia-a-dia. É verdade que ainda tenho uma máquina virtual (VM) no meu iMac, pra quando preciso rodar aplicativos exclusivos para a plataforma da Microsoft. Porém, só para vocês terem ideia, ela ainda roda o Windows XP! Tenho também um antigo Dell, que era o PC no qual eu trabalhava antes do iMac, mas o boot principal dele também é com XP. Comprei o Windows 8 (quando ele foi lançado, tiveram muitas promoções), mas ele está relegado a um segundo HD e nunca uso. Ou seja, eu não sou a pessoa mais indicada do mundo pra falar sobre a plataforma da Redmond.

     Todo bom geek que se preze, mesmo tendo suas preferências, acaba tendo curiosidade de usar todo tipo de coisa tecnológica e eu não sou diferente. Já fazia tempo que queria brincar com um tablet Windows, mas a oportunidade nunca bateu a minha porta. Na realidade, fiquei tentando em mexer num Surface, um amigo até quis me vender por um preço interessante, mas faltou coragem. O que eu queria mesmo era testar e não ter um na gaveta.

     Recentemente apareceu uma promoção bem interesse do CCE Motion Tab TF74W e acabei aproveitando. Infelizmente, eu comprei no final de 2014 e o Ponto Frio me entregou apenas por esses dias. Apesar de ter gostado do desempenho do mesmo, a tela e bateria são fatores bem broxantes. Pra quem está acostumado a tablets topo de linha, a decepção é grande. Mas, pra quem compra sabendo de suas limitações, pode sim agradar. Afinal, não existem milagres.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Windows Phone
jan 28

Vale a pena pagar cerca de R$ 200 no Nokia X?

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 28/01/2015 às 15:39h

     Há quase um ano a Nokia anunciava o Nokia X, um aparelho que aparentemente roda Windows Phone, mas debaixo do capô, o que move o gadget é uma versão modificada (fork) do Android. Esse era um dos planos B da finlandesa pra tirar o pé da lama, antes de ser engolida pela gigante Microsoft.

     Apesar do projeto ter sido rapidamente abortado, logo após Redmond ter assumido o controle da Nokia, alguém da subsidiária brasileira deve ter visto aquelas pilhas de aparelhos mofando em algum galpão e resolveu colocá-los no mercado, baratinho, pra desová-los. Mas vale a pena pagar cerca de R$ 200 num aparelho descontinuado?

     Pra quem, como eu, é amante de tecnologia, é a chance de ter um aparelho emblemático em casa. Mas e todos os outros meros mortais? Se você for um hard-user, acostumado a aparelhos topo de linha, com certeza o Nokia X não é pra você. Ele vale a pena pra quem tem uma verba muito limitada e quer um aparelho básico, com acesso a redes sociais, comunicadores instantâneos, etc.

     Atualmente você pode encontrar no varejo aparelhos como o Lumia 530 na faixa de R$ 300 e o Motorola Moto E na faixa de R$ 400. Então será que não vale a pena gastar “um pouco” mais e pegar aparelhos “melhores”? Pelos meus testes, acho que a performance do Nokia X é bem interessante. Como dá pra ver no vídeo, não possui a mesma fluidez de outros aparelhos citados, mas com um pouco de paciência, dá pra usar numa boa. E, o preço dele, está extremamente interessante, pelo que entrega de experiência de uso.

     Update 28/01/2015 17:58h => Infelizmente, “alegria de pobre dura pouco”. O preço de R$ 199 era, pelo visto, apenas uma promoção e ela acabou. Agora, o preço do Nokia está por volta de R$ 400, o que o torna inviável, já que, nesse cenário, compensa pegar um Lumia ou um Moto E.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Windows Phone
preload preload preload