ago 16

Review do Box MXQ-4K para IPTV, seriados e filmes

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 16/08/2017 às 21:48h

     Há cerca de dois meses eu comprei uma box MXQ-4K pra testar aqui pro canal. Nesse meio tempo, rodei vários tipos de conteúdo, seja via rede local, internet ou através das 4 portas USB 2 que ela tem e possibilitam conectar HD externo ou pendrive. Mas vale a pena gastar R$ 130,00 nessa caixinha multimídia pra ter acesso a IPTV, Netflix, YouTube, Kodi e outros?

     A primeira coisa que devo dizer é: se você é exigente e tem grana pra gastar, vai conseguir comprar coisa muito melhor, como a Xiaomi MiBox. Porém, se a grana está curta e você acha que consegue conviver com as limitações de um aparelho barato, acredito que será uma boa compra.

     Você vai encontrar diversos modelos de aparelhos muito similares a MXQ no Mercado Livre e em sites chineses, como Alibaba, DealExtreme, Gearbest e afins. No chassi, parece tudo a mesma coisa. No interior, podem variar bastante ou nem tanto assim. Não dá pra saber o que cada fabricante coloca dentro da sua caixa.

     Como eu mostro no vídeo, rodar um Android de tablet numa box, onde a interação é basicamente por um controle sem fio, demanda certa paciência. Porém, se o seu foco for rodar vídeo via USB e IPTV, não vai ter muitos problemas. Mas, se o seu foco é Netflix, YouTube e outros, acho que a dor de cabeça não valerá a pena.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
mar 19

MX Player com problema de áudio? Veja como resolver.

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/03/2015 às 06:07h

     Já tem alguns meses que eu vinha enfrentando um problema com o MX Player, mas como não estava muito empolgado em assistir seriados na telinha do celular, acabei desistindo de procurar uma alternativa. Porém, recentemente comprei um pendrive OTG e resolvi ir atrás da solução.

     Essa semana eu perguntei no Twitter se alguém sabia como resolver o problema, que envolvia arquivos MKV sem áudio no MX Player, e o Junior me enviou um link com orientações. A princípio, parecia algo complicado e chatinho de fazer, mas é bem simples.

     Até onde eu entendi, o pessoal do MX Player foi obrigado a retirar o suporte devido a problemas de licença. Assim, apareceu esse problema de compatibilidade de áudio com alguns formatos que, antes, eram reproduzidos sem problema algum no app.

     No post do XDA (que coloquei o link acima), existe uma pequena explicação sobre o problema e a orientação de como proceder. Como o codec muda de acordo com a CPU, dependendo do modelo que equipa seu hardware, o codec pode mudar. Mas, geralmente, será esse aqui (Arm v7-Neon).

     Uma vez que você coloque o arquivo compactado no seu gadget (seja fazendo download direto nele, seja enviando pro Dropbox, FTP, SSH, etc.), ele geralmente ficará na pasta de download. Abra um gerenciador de arquivo (eu uso o ES File), localize o arquivo e mova-o para a raiz. Em seguida, abra o MX Player e ele provavelmente vai localizar o novo codec. Irá pedir pra reiniciar o app e em seguida estará com suporte ao MKV novamente.

     Caso você não se ache apto a fazer esse procedimento, pode ainda usar dois outros players com versões gratuitas, disponíveis na Google Play: VLC e BS Player. Eles são mais simples que o MX Player (especialmente a versão paga, que eu uso), mas dão conta do recado.

TAG(s):
Categoria(s): Android
jul 19

Problemas com XBMC engasgando no Apple TV jailbroken?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 19/07/2014 às 21:19h

     Sou muito fã do Apple TV de segunda geração, mesmo ele já sendo um equipamento bem antigo e um pouco limitado. Isso porque ele foi o último a possibilitar o jailbreak, que acaba expandido suas funções a coisas que gosto bastante, como reproduzir praticamente qualquer tipo de conteúdo na rede, como mkv, avi, etc.

     Recentemente o XBMC do Apple TV sofreu um update e tudo que rodava liso começou a travar e a fazer buffer na hora de carregar. Eu imaginei que fosse algum problema de rede e logo comecei a mexer nos cabos daqui. Como estava fisicamente tudo certo e tenho uma rede gigabit, coloquei um MacBook no mesmo cabo do Apple TV e fiz os testes: tudo normal.

     Como o Apple TV é bem flexível quanto aos softwares que podem ser instalados, acabei fazendo um teste com o app Infuse, executando os mesmos arquivos que antes engasgavam no XBMC. Batata: funcionou liso, como era antes. Assim, se você tem o mesmo ambiente que eu ae e notou o XBMC com problemas de travamentos, enquanto não sai uma nova versão, corrigindo isso, apele pro Infuse.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
dez 14

Dá pra usar o Apple TV sem Jailbreak?

27 Comentarios »Postado por GordoGeek em 14/12/2011 às 12:01h

     Já tem cerca de um ano que comprei meu primeiro Apple TV, conforme comentei aqui no blog. De lá pra cá, comprei mais quatro, deixando um pra cada quarto e duas salas. Detalhe: eu já tinha três WDTV Live, que acabaram encostados. Mas o Apple TV é melhor que o WDTV? Bom, eu escrevi sobre isso nesse outro post e não vou me repetir por aqui. A questão que quero debater hoje é: com a chegada da iTunes Store e Netflix, bem como alguns updates que deram novas funcionalidades ao dispositivo, vale a pena fazer o jailbreak?

     Se você não sabe o que é jailbreak, recomendo que dê uma conferida nesse outro post que escrevi. Mas, em resumo, é efetuar um procedimento (não autorizado pela Apple) que permite adicionar mais funções ao equipamento, entre eles, um navegador de internet e a capacidade de reproduzir tipos de arquivos não suportados nativamente, como Divx, MKV, entre outros formatos bem populares pra quem costuma baixar conteúdo da internet.

     Quando eu comprei meu primeiro Apple TV, os únicos conteúdos que eu poderia acessar com ele eram os autorizados pela Apple, ou seja, alugar ou comprar filmes e seriados na loja americana (pagando com gift card ou cartão americano) e acessar o conteúdo em outros computadores, desde que, devidamente convertidos nos formatos reconhecidos pelo iTunes. Isso era extremamente frustrante e limitador. Justamente por isso que sempre optei por fazer o jailbreak, me permitindo acessar qualquer computador na minha rede que rodasse o protocolo SMB ou AFP. Assim, eu poderia ter acesso a meus filmes caseiros, seriados e outros, sem ter que convertê-los. Caso eu não quisesse manter um computador ligado, economizando energia, poderia inclusive acessar o conteúdo de outros dispositivos, como o AirPort Extreme.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
set 28

OPlayer: visualizando arquivos Divx em rede no iPhone

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 28/09/2011 às 09:11h

     Eu não sou o maior fã que existe de processos de conversão de arquivos, especialmente os de vídeo. Se eu depender de converter algo, por mais simples que seja, vou acabar deixando de lado. Quem tem iPhone/ iPad sabe que, nativamente, a Apple limita bem os tipos de arquivos de vídeo visualizados em seu player. Claro, isso provavelmente se deve não a uma limitação técnica e sim a estratégia da empresa com a iTunes Store.

     Existem dezenas de formas de visualizar conteúdo em Divx (e outros formatos de vídeo populares) no iPhone/ iPad, seja via streaming ou localmente. Via streaming eu costumo usar o excelente Air Video, que já comentei por aqui. O lado ruim dessa forma é que você precisa ter um computador (Mac ou PC) ligado para fazer a conversão e mandar o conteúdo pro dispositivo. O lado bom é que, dentro de casa, ou até mesmo via 3G, você não precisa lotar seu dispositivo com vídeos, o que pode ser um grande problema, visto que os iTrecos possuem espaço bem limitado.

     Ontem eu estava explorando alguns apps de vídeo que tenho no iPhone e descobri, por acaso, que o OPlayer, além de reproduzir diversos formatos de vídeo localmente, ele também permite o streaming via rede. Existe uma versão gratuíta do aplicativo (com um banner de propaganda irritante) e outra paga. No iPhone custa USD 2.99 e no iPad USD 4.99. Também achei uma tremenda sacanagem ele não ser universal, mas paciência…

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): App Store, Apple
preload preload preload