ago 26

Misfit Bolt: review da lâmpada bluetooth inteligente

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 26/08/2015 às 01:34h

     Pra quem é geek e gosta de ter um monte de coisas tecnológicas integradas a casa, as lâmpadas inteligentes são um recurso de saltar aos olhos. Você consegue acender, apagar, controlar a intensidade, programá-las por horário e, em alguns casos, até mudar de cor. Ah, algumas, integradas ao app do celular, ainda permitem ficar trocando de cor conforme a música que se está ouvindo. Muito legal!

     Talvez as lâmpadas inteligentes mais famosas que você já deve ter ouvido são as Philips Hue. No Brasil, o kit com HUB e três lâmpadas sai por R$ 1.249. Cada lâmpada extra sai por R$ 229. Aqui nos Estados Unidos, o kit sai por USD 199 e cada lâmpada por USD 20.

     Existem vários produtos para automação, que podem utilizar vários tipos de protocolos. Um dos mais comuns é o ZigBee. Nesse caso, você irá precisar de um equipamento que será o roteador dos dispositivos que você deseja conectar. Assim, paga-se um pouco mais no kit inicial, pois inclui o HUB, mas os demais acessórios saem mais em conta, pois a tecnologia mais cara está embarcada no roteador. Por outro lado, existe também os dispositivos que não exigem HUBs e, por isso, eles são mais complexos (e mais caros).

     Como eu não achei nenhum HUB na Bestbuy, eu acabei comprando a lâmpada Bolt da Misfit. Ela trabalha usando o protocolo bluetooth, muito comum em tablets e smartphones. Dessa forma, ela independente de um HUB. Porém, o lado negativo: cada lâmpada custa USD 50 e não USD 20, como as mais em conta, que trabalham conectadas a um HUB ZigBee.

     Num primeiro momento, eu achei que não precisar de HUB fosse uma coisa boa. Porém, se você pretende colocar várias lâmpadas, a solução fica bem mais salgada. Na Amazon, por exemplo, você compra um kit com HUB e duas lâmpadas por menos de USD 50. Ou seja, numa solução de pequeno porte, pra um apartamento, algo usando apenas 15 lâmpadas, sairia USD 750 com lâmpadas independentes ou USD 350 com HUB, sendo USD 50 do kit inicial e mais USD 300 (15 x USD 20) das demais lâmpadas. Ou seja, menos da metade! E quanto maior a solução, menor o custo.

     Introduzido o assunto, vamos falar do produto que eu realmente comprei e gravei o vídeo vinculado a post. A Misfit é bem conhecida pelas suas soluções de wereables, como suas pulseiras baratas. Eu não sabia que eles tinham soluções de automação até ver essa lâmpada na Bestbuy.

     A configuração e uso da lâmpada no iPhone foi bem simples. Tudo funcionou conforme o esperado. Mas no Android… Ah, o Android… Muitas vezes ele perdia a conexão bluetooth, mesmo próximo da lâmpada. Ae ele não controlava direito a intensidade da luz, a mudança de cor, etc. Mas no iPhone, como já dito, tudo funcionou adequadamente.

     Como eu não conhecia os benefícios de se usar um HUB, acabei comprando essa solução que me pareceu mais simples. Ao começar a pesar custo x benefício, vi que não valia a pena e acabei comprando um kit compatível com a WeMo na Amazon. Deve chegar nos próximos dois dias. Assim, vou acabar dando outro “return” na Bestbuy e pegar o dinheiro de volta.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
set 10

Tablet HP 1401 e Gradiente Tegra Note: valem a pena?

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/09/2014 às 13:47h

     Já tem quase um mês que comprei o tablet Android HP 1401 (16GB) e estava enrolando pra fazer o review. Como essa semana eu recebi também o Gradiente Tegra Note, resolvi matar dois coelhos com uma cajadada só e fazer um grande vídeo para responder a pergunta fatídica: vale a pena comprá-los? Porque no final das contas, de nada adianta o equipamento ser bom, se tem concorrentes melhores, na mesma faixa de preço, que acabam por não torná-los uma boa escolha de compra.

     A primeira coisa que me chamou a atenção no tablet da HP foi sua impressionante similaridade com o iPad mini Retina da Apple. Muitos até disseram que pareciam um clone, quando postei as fotos no Instagram. Tirando um detalhe ou outro, a semelhança entre os dois produtos (pelo menos fisicamente) é muito grande. O tamanho de ambos, posicionamento de botões, proporcionalidade da tela e outros itens parecem idênticos. É um mistério que a Apple ainda não tenha processado a HP por isso. Por muito menos, ela foi atrás da Samsung com faca nos dentes.

     Apesar de ser fisicamente muito parecido com o iPad, a experiência é completamente diferente. Primeiro, porque um roda o iOS e o outro o Android. Segundo, porque as especificações são bem diferentes, conforme podemos ver nos aplicativos que medem a performance dos mesmo. E, mesmo esses testes não refletindo muito bem a verdade, servem sim pra nortear o poder de fogo de cada um. E, pelo preço que o HP é normalmente vendido, existem alternativas bem melhores.

     Quando o Gradiente anunciou sua parceria com a NVidia, eu fiquei bem empolgado em testar o Tegra Note. Porém, isso já faz muitos meses e só consegui o aparelho agora. Aliás, ele não é dos equipamentos mais fáceis de ser encontrado por ae, nem novo, nem usado. Ele só é vendido na loja online da Gradiente, pelo preço de R$ 999, o que o tornava uma boa pedida há alguns meses, mas em setembro de 2014 já existe alternativa melhor.

     Conforme eu mostrei nesse vídeo, por ter uma arquitetura de CPU diferente, nem todos os apps (inclusive os de benchmark) rodam bem no Tegra Note. No AnTuTu, a performance do tablet foi muito boa. No uso geral, idem. Não dá pra sentir engasgadas e o sistema é fluido. Porém, quando se chega no quesito preço, os R$ 999 pedidos pela Gradiente parecem um pouco demais para um dispositivo que tem uma performance similar ao LG G Pad V 500, que pode ser encontrado em promoções constantes por menos de R$ 600. Assim, fica um tanto complicado justificar a compra do mais caro, já que o restante dos atributos, como tamanho, peso, qualidade da tela, chassi e outros, são similares ou pendem mais pro lado do concorrente.

TAG(s):
Categoria(s): Android
jul 22

Qual o melhor tablet barato para criançada ver desenho

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 22/07/2014 às 14:14h

     Se você perguntar pra alguém, que tablet ele gostaria de ter, é muito provável que quase todos digam: iPad. Mas, como nem todo mundo tem condições financeiras de pagar R$ 1.500,00 no tablet da Apple, se proliferam por ae dezenas de opções com Android.

     Já tem tempo que eu queria comprar algus tablets Android pra testar e finalmente tomei coragem pra isso. Claro, esperei promoções para tal e acabei pegando um modelo da Asus e outro da Philips. Além disso, peguei um Galaxy Tab 3, que já tinha aqui, pra fazer o vídeo acima.

     Espero que todos tenham o bom senso de saber que um tablet de R$ 300,00 não será o estado da arte. Porém, acredito que atenderá a um público que não esteja disposto a desembolsar muito dinheiro e se contente em ver vídeos armazenados no cartão microSD, Netflix, Youtube e afins. Apesar da resolução e da performance estarem longe do ideias, pra essas funções, até que quebram um belo galho.

TAG(s):
Categoria(s): Android
out 26

Kickstarter: lâmpada colorida de LED com bluetooth

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/10/2013 às 02:41h

     Se você é geek, provavelmente já pensou em comprar alguma dessas soluções de automação pra sua casa. Isso não é nenhuma novidade e já está disponível no mercado há alguns anos. Inclusive, alguns nomões como a Philips tem soluções para esse segmento, como a lâmpada inteligente Hue. Infelizmente, esse tipo de solução não é muito acessível, ainda mais pra quem sonha em USD e ganha em R$.

     Um dos projetos bacanas que vi recentemente no Kickstart é o Ilumi do vídeo ae em cima. Eles tem dois tipos de lâmpadas, com potências e tamanhos diferentes, mas basicamente com os mesmos recursos. Elas se conectam via bluetooth, podem ser controladas pelo smartphone, permitem configurar a intensidade e a cor, numa combinação de mais de um milhão de possibilidades. Além disso, podem mudar de cor de acordo com a música e tem sensores de movimento, que permitem que elas acendam conforme detectam sua presença e depois apaguem, quando você vai pra outro cômodo. Pra fechar, ainda aceitam uma programação por horário, então dá pra você deixar configurado pra acender quando anoitecer e apagar ao amanhecer. E claro, quando for viajar, também pode programar pra acender esporadicamente durante a noite, simulando a presença de pessoas na casa.

     O modelo mais barato custa USD 69 durante a campanha e será vendida a USD 89 quando chegar ao mercado. O modelo maior custa USD 79 e depois subirá para USD 99. Eu sei que não é barato, mas se você pensar na quantidade de recursos e que, por ser LED, a durabilidade dela será de muitos anos, a vontade bate forte. Eu sinceramente espero que, como o passar do tempo, soluções assim se popularizem e fiquem bem acessíveis. Aliás, o projeto almejava USD 25,000 e já está chegando em USD 100,000.

TAG(s):
Categoria(s): Kickstarter
mai 30

Primeiras impressões: fones bluetooth Motorola S9 HD

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 30/05/2012 às 15:56h

     Há algumas semanas eu recebi o Motorola MotoACTV pra resenhar e fui me encantando pelo produto, que a princípio, achei que não era muito adequado pras minhas necessidades. Acabei comprando um pra monitorar minhas caminhadas, mas uma coisa ainda me incomodava nele: o cabo do fone de ouvido indo e vindo enquanto eu balançava o braço. Ae veio outra necessidade: um fone de ouvido bluetooth.

     Eu nunca fui muito chegado a tecnologia bluetooth nos fones de ouvido. Sempre preferi os fones tradicionais, com cabo. Tenho dois fones muito bons (e caros) que acabei comprando na Apple Store, mas como eles tem aquele feito anti-ruído, me deixam com uma sensação desagradável depois alguns minutos usando-os. Assim, optei por usar os da Apple mesmo, que não são o estado da arte, mas dão pro gasto. Em uma das idas a Best Buy eu comprei um fone de ouvido bluetooth, mas acabou ficando jogado na mochila. Ele é de uma marca bem conhecida (Jabra), mas como é mono, não dá pra ouvir música nele.

     Antes de começar a minha pesquisa por resenhas, perguntei no Twitter o que o pessoal usava e o que me recomendavam. Não queria gastar os tubos nisso, mas também não queria nada muito porcaria. Meu limite de orçamento pra esses fones eram de R$ 200,00. Choveram respostas, algumas dando uma extrapolada no valor e não ficando dentro dos requisitos que eu queria. Como vou usar esses fones apenas durante exercícios físicos, eles tem que ser discretos, leves e confortáveis. Pra ouvir em casa, como disse, eu tenho ótimos fones de ouvido. Inclusive recentemente a Philips me enviou um modelo Citiscape Shibuya que são extraordinários, mas muito grandes e nada indicados pra prática esportiva. Aliás, estou devendo o review dele.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
mai 12

Primeiras impressões em vídeo: Dock Philips Fidelio

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 12/05/2012 às 04:16h

     Recentemente fui convidado pela Philips para fazer parte de uma equipe de blogueiros que iriam receber produtos da empresa para resenhar. Hoje eu recebi dois produtos, sendo um deles um dock com tecnologia wOOx e DBB. Para o meu azar, minha mãe estava em casa quando eu recebi o produto e ao ver os primeiros testes, ela achou tão bacana que vai acabar ficando com ele (me lasquei, rs). Aliás, fica a dica pra quem ainda não escolheu o presente de Dia das Mães. Tenho certeza que ela vai adorar.

     Ao procurar no Buscapé por “Philips Fidelio”, que é o nome grafado na caixa, eu encontrei um outro dock da Philips, bem mais caro (R$ 2.499,00). Esse que estou resenhando, é mais facilmente encontrado se for procurado como “Dock Philips wOOx” e custa aproximadamente R$ 599,00. De cara, você pode achar o produto um tanto caro, mas o preço dele realmente é justo pela qualidade que ele oferece.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
jul 18

Philips Xenium X830: para falar, falar e falar

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 18/07/2009 às 10:58h

     Pra quem tem sérios problemas com a bateria do seu iPhone, pegue o babador, pois o Xenium X830 da Philips suporta até 45 dias (ou 1.000 horas) em stand-by.

     O aparelho tem câmera de 5 mega-pixels com recurso de auto-foco, rádio FM, slot para cartão microSDHC e tela de 3 polegadas com resolução de 320 × 240 pixels.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets, Smartphones
preload preload preload