dez 08

Finalmente: habemus internet via fibra óptica em casa

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 08/12/2014 às 15:40h

     E a saga da minha internet via fibra óptica em casa vai chegando ao fim. Hoje o pessoal da Process finalmente ativou a nova conexão, depois de longos meses tentando via email, telefone, Procon, Juizado Especial Civil, audiência, etc. Como diz o ditado: “antes tarde, do que nunca”. Não é mesmo, Vivo?*

     No final do mês passado, durante a audiência de conciliação, o dono do provedor havia me pedido 90 dias de prazo pra instalar. Por fim, depois de muita negociação, baixou pra 30. Porém, me prometeu que antes disso, não mediria esforços pra instalar antes. Dito e feito. Até eu fiquei surpreso.

     Na semana passada o pessoal da Process veio logo na manhã da segunda-feira fazer a instalação. Conversando com eles, achei melhor adiar por mais alguns dias e refazer a minha tubulação. Não apenas pela fibra, mas porque já faz tempo que queria por a fiação certinha. Ae aproveitei o embalo e coloquei a mão no bolso. A “brincadeira” toda ficou em quase R$ 3.000 (mão de obra e material).

     E se você está se perguntando como eu consegui gastar tudo isso pra passar uma tubulação, veja o vídeo acima pra entender o que eu fiz. Como já iria gastar quase 5 dias inteiro de pedreiro, a diferença entre passar uma tubulação de 2cm ou 10cm seria quase a mesma. Assim, já apelei pra um “grosso calibre” e, em breve (assim que eu terminar de pagar os R$ 3.000), vou passar os cabos de telefone, câmeras e rede dentro da nova tubulação.

     Caso você não tenha entendido o * no primeiro parágrafo, quando mencionei a Vivo, é porque eles também venderam fibra óptica (muito mais barata que essa inclusive), eu já tenho decisão favorável em primeira instância, mas eles ainda não vieram instalar, mesmo com multa diária.

     Não poderia deixar de agradecer novamente ao meu advogado, Dr. Robson Edésio da Silva, que se empenhou em resolver, não apenas o caso da Process, como também o da Vivo. Se tiverem algum problema envolvendo empresas de Telecom, consulte-o.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
nov 26

Finalmente terei fibra óptica em casa: na marra, de novo

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/11/2014 às 11:32h

     Em teoria, são as empresas que se movimentam em ir atrás dos clientes, contratando vendedores, que ficam nos ligando, mandando SMS, batendo em nossas portas, etc., correto? Então imagina a minha frustração em ter que percorrer uma via crucis pra simplesmente conseguir ter acesso a algo que eu comprei, fazendo a empresa honrar o contrato celebrado anteriormente.


Crédito da imagem: Shutterstock

     Há alguns dias escrevi aqui que a Vivo perdeu o processo que eu movi contra ela, sendo que o juiz a obrigou a instalar a fibra óptica que haviam me vendido, além de impor uma multa diária de R$ 200,00 para forçar com que cumpram a ordem judicial o quanto antes.

     Quem é leitor do blog já sabe da história toda, como o fato deu também estar processando minha atual provedora de internet (vídeo aqui) pelo mesmo problema: me venderam a fibra óptica e depois quiseram pular fora da obrigação contratual. Tentei várias vezes falar direto com eles, usei Reclame Aqui, Procon e finalmente Juizado Especial Civil (JEC). Ontem foi nossa audiência de conciliação.


Crédito da imagem: Shutterstock

     Como eu já havia tentando de um tudo pra conseguir me entender com a empresa e eles praticamente me ignoraram, eu até achei que nem iria a audiência. Não apenas foram, como o próprio dono também compareceu e sua presença foi definitivamente para conseguirmos resolver o problema ali mesmo.

     Evidente que eu quero (e preciso) de uma internet melhor em casa, mas o motivo principal que entrei com a ação foi a tremenda falta de respeito que senti da empresa e isso eu não tolero. Como cidadãos, temos inúmeras obrigações, mas também temos direitos. Eu não aceito ser tratado como cidadão de segunda categoria. E você, também não deveria aceitar. Assim, reitero aqui o que sempre digo: corra atrás dos seus direitos, por mais que isso lhe tome tempo e, algumas vezes, até um pouco de dinheiro.

     Para os mais curiosos, vou contar um pouco sobre a audiência, já que muitos não tem experiência com JEC, conciliação, etc. Geralmente, o juiz tenta marcar uma audiência de conciliação no CEJUSC, onde um mediador (e não um juiz) acompanha a sessão, tentando fazer com que os lados se entendam. Eu já realizei algumas audiências onde não houveram acordo e, pela primeira vez, houve acordo.


Crédito da imagem: Shutterstock

     Eu estava muito disposto a não fazer o acordo, pois queria saber o que o juiz iria decidir no caso. Como o caso da Vivo era bem parecido, a probabilidade dele me dar ganho de causa, era alta. Porém, o dono da empresa chegou com uma proposta de acordo bem ruim e foi melhorando até chegarmos num ponto comum. Ele abriu mão de algumas coisas e eu idem. Por exemplo, não vou pleitear indenização alguma. E isso seria justo, pois tive custos com advogado, tempo perdido, aborrecimento, etc. E ele fará o investimento necessário (que não é pouco) pra fazer a fibra chegar até minha casa. Inclusive, ele me pediu inicialmente um prazo de 90 dias e conseguimos baixar isso pra 30 ou menos. Ou seja, os 2 lados tiveram que abrir mão de algo que queria pra chegar num entendimento.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
ago 14

     Essa história já deve ter acontecido contigo ou você já ouviu algum conhecido falar coisa similar. Cansado da sua banda larga obsoleta, o cliente liga pra sua operadora solicitando a migração para um plano superior e ouve “senhor, não temos viabilidade técnica no momento”.

     Geralmente, quem mora em grandes centros, onde a concorrência no setor é feroz, não sofre com isso. Porém, moradores de bairros mais afastados e especialmente quem mora no interior do estado, ouve demais isso. Chega a ser desesperador, pois você vê seus amigos falando que tem internet de 100Mb e você ae se arrastando com meros 2Mb, onde tudo que se faz é aguardar, pacientemente, as coisas carregarem. E, quem como eu, é pai, sabe que paciência não é lá uma das grandes virtudes dos filhos quando querem ver Netflix, Youtube, jogar, etc. Né?

     Não dá pra generalizar e dizer que todas as operadoras são sacanadas, mas vamos fazer um exercício de imaginação. Fulano tem uma internet DSL de 2Mb da operadora fictícia Telecômica e paga R$ 69 por ela. Já o plano de fibra com 100Mb, sai por R$ 89, ou seja, apenas R$ 20 a mais. Qual o interesse comercial de tal operadora em vender um produto 50 vezes mais rápido pra esse consumidor, caso ela não tenha concorrentes na região? Pois bem, é isso que acontece em grande parte do país.

     Um dos motivos mais usados pelas operadoras que não querem migrar o cliente de plano é a tal “inviabilidade técnica”. Porém, quase nunca provam/ explicam exatamente o que isso quer dizer. E, em certos casos, chegamos ao bizarro dos vizinhos terem o serviço, mas o consumidor em questão não. Isso é ilegal?

     Eu conversei com o advogado Robson Edésio da Silva sobre isso e transcrevo abaixo o que conversamos.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jun 30

Explicação sobre demora e qualidade dos vídeos no canal

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 30/06/2014 às 16:19h

     Esse não é um post de reclamação e sim um post de explicação, já que muitas pessoas estão me perguntando sobre isso e devo uma satisfação aos leitores. Como muitos já devem ter notado, estou subindo vídeos na qualidade SD (480p) para o canal do Youtube. Depois de algum tempo, a versão em fullHD (1080p) fica disponível. Com isso, mesmo eu colocando na legenda que um é SD e outro fullHD, acabam gerando perguntas aqui, no Twitter, no Youtube, etc.

     Quem acompanha o blog há algum tempo já deve estar ciente dos meus inúmeros problemas com internet. Eu moro há 300Km de São Paulo e aqui não tem GVT, Net, Oi, etc. Só tem a péssima Vivo e alguns provedores via rádio locais. Um deles, até tem serviço de fibra ótica, mas não passa aqui na minha rua e, apesar dos meus insistentes contatos há meses, parece que não existe viabilidade (vontade) pra me atenderem.

     Durante quase 5 anos eu fiquei sofrendo com um Speedy de 2Mb. Eu ligava semanalmente para a Vivo, pra saber se tinha como aumentar e nunca tinha viabilidade técnica. Assim, eu assinei um provedor via rádio e, durante alguns meses, fiquei com 4Mb de download e upload. Com isso, comecei a subir os vídeos em fullHD e não mais em SD. Porém, de algumas semanas pra cá, a qualidade desabou e pra eu subir um vídeo de 400MB em SD, chega a levar 8 horas. Pra subir a versão em fullHD, que chega a 4GB, vocês calculem ae…

     Para não deixar o canal sem conteúdo, eu tive que fazer vídeos mais curtos, pros arquivos ficarem menores. Além disso, estou subindo primeiro a versão em SD e, depois, com calma, a fullHD. É por isso que os vídeos estão sendo divididos em “capítulos” e tem versão em SD e fullHD. Sempre que alguém me perguntar a respeito, vou mandar o link desse post pra explicar em detalhes.

     Eu estou tentando resolver o problema com o meu provedor “numa boa” e hoje enviei um email pra eles, pedindo uma solução o quanto antes. Se a mesma não vier, vou ter que ir ao Procon e, se for o caso, no Juizado Especial Civil, uma vez eu contratei uma coisa, usei durante meses, cancelei o fornecedor anterior e agora tão me entregando apenas 25%. E, pra piorar, nos últimos 3 dias, eu deixo o vídeo subindo e, depois de um tempo, noto que ele está parado. Eu tenho que fechar a aba e começar de novo. Tudo indica que estão usando algum tipo de filtro na minha conexão, o que é ilegal e o Marco Civil prevê punição para tal prática.

TAG(s):
Categoria(s): Geral
jun 10

Frustração do dia: cobertura da WWDC 13

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/06/2013 às 15:52h

     Mesmo pagando três provedores de internet, tudo pra ter contingência e conseguir trabalhar usando a internet, às vezes Murphy nos sacaneia de uma forma inacreditável. Se contar, ninguém acredita. Mas se mostrar um vídeo, fica mais fácil de aceitar, né? Então vejam abaixo:

     Recentemente eu migrei para um provedor via rádio aqui na cidade, chamado Process. Eu pago R$ 120,00 por uma conexão de 4Mb (sim, é caro) e ainda fiquei fidelizado por 2 anos. Eu ia cancelar o Speedy, mas acabei negociando um desconto com a Vivo, de forma que eu achei melhor ter esse custo extra para contingência. E, pra fechar, também sou cliente da Claro, Tim e Vivo (móvel).

     Como dizem que uma desgraça não vem sozinha, o Twitter também resolveu bloquear meu acesso porque eu ultrapassei os limites diários. Eu pagaria com gosto uma conta premium do serviço, pra não ter esses limites ridículos, mas como eles não sabem como fazer dinheiro… Enfim, peço desculpas pra quem iria acompanhar a WWDC comigo. Falhei.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
mar 16

Process – Internet via Rádio

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 16/03/2009 às 18:43h

     Eu ia editar o vídeo pra por narração e tudo o mais, mas como não sei ao certo se minha internet vai ficar disponível por mais tempo ou não, decidi publicar mesmo assim.

     Notem a extrema qualidade da internet via rádio que eu estava usando e vejam se é possível se usar uma internet dessa forma.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
jan 03

Dá-lhe propaganda enganosa

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/01/2009 às 18:36h

     Sei que nem todo mundo conhece de informática, tipos de acessos, velocidades, etc.. Aliás, lembro bem disso quando vou para a casa dos meus pais e acabo me deparando com os mais variados tipos de dúvida. Muitas empresas, infelizmente se aproveitam dessa falta de informação do consumidor para ‘lavrar a égua’, como no exemplo abaixo:


     Eu tenho um link ADSL/ Speedy através da Telefonica e pago R$ 89,00 mensais para ter 4MB de donwload e 600KB de upload. Na enorme maioria das vezes, o link é muito bom e estável. De vez em quando, principalmente de madrugada, o pessoal da Telefonica resolve dar manutenção e não me avisa, o que me deixa extremamente p…, mas no geral, é um preço bem razoável pelo serviço que tem um uptime (disponibilidade) muito elevado.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload