abr 13

Como recuperar uma conta de WhatsApp hackeada

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 13/04/2021 às 15:03h

     Infelizmente a perda da conta de WhatsApp para hackers tem sido uma coisa cada vez mais frequente. Muitas vezes se utilizando apenas de técnicas de “engenharia social” (a famosa “lábia”), os elementos conseguem fazer com que a vítima forneça o código de segurança enviado pelo WhatsApp e assim, se apoderam da conta da pessoa.

     Recentemente um familiar foi vítima desse tipo de golpe e, em pouco tempo, os malfeitores começaram a mandar mensagens pedindo dinheiro, como se fosse a dona da conta. Rapidamente fui pesquisar sobre o assunto e vi que basta enviar uma mensagem para [email protected] com o assunto “Clonaram meu WhatsApp/ perdido/roubado/ desativem minha conta [55] XX XXXX XXXX” que em questão de minutos o sistema da empresa desloga o mensageiro do celular dos hackers, permitindo que o dono retome a posse do mesmo.

     Infelizmente, muitas vezes o dono da conta não consegue retomar a conta de imediato, pois ao tentar se autenticar novamente no WhatsApp, aparece uma mensagem dizendo que o código de verificação já foi enviado várias vezes e ele deve esperar X horas ou minutos. Caso isso aconteça, a única maneira é realmente aguardar, mas só de saber que os elementos já não estão mais de posse da conta, dá um certo alívio diante da situação.

     Talvez algumas pessoas devem estar se perguntando: “mas basta enviar um email pro suporte e eles automaticamente deslogam a conta, sem qualquer validação prévia?”. Sim. Apesar de isso poder causar um certo dissabor, uma vez que qualquer um pode usar de tal técnica pra deslogar seu WhatsApp sem o seu consentimento, foi a maneira mais rápida que a empresa criou para que uma conta hackeada seja temporariamente desativada e os possíveis golpes não se alastrem, o que daria ainda mais dor de cabeça.

     Por fim, fica a recomendação de sempre usar uma senha de dupla autenticação, pois mesmo que o atacante consiga o código enviado por SMS ou ligação, sem a senha que vem logo em seguida, ele não consegue tomar posse da conta.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 22

Vai vender cartão de memória? Use essa dica!

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 22/07/2013 às 16:23h

     Já pensou estar tranquilão no sofá navegando pela internet e dar de cara com uma foto nada discreta sua por ae? E pior, que foi tirada por você mesmo, mas nunca postada (não intencionalmente)? Esse tipo de situação (e muitas outras) podem acontecer se você não for uma pessoa cuidadosa.

     Existem dezenas de programas que podem ser utilizados para recuperar pequenos desastres, como problemas num HD ou simplesmente um deslize ao mandar apagar ou formatar algo. Ou seja, nada impede que o novo comprador de seu computador, HD ou cartão de memória tente recuperar os dados que ali haviam, mesmo você tendo apagado e/ ou formato o dispositivo.

     Eu tenho 7 HDs externos em casa, de diferentes capacidades, marcas e modelos. É comum eu ter backup de uma coisa em 3 deles. E um dia, ao mandar formatar um deles, vi (quando já era tarde demais) que mandei apagar algo por engano. Recorri a um desses programas pra recuperar informação apagada, ele ficou algumas horas varrendo o disco e, para a minha surpresa, me trouxe coisas que eu já tinha apagado há muitos anos.

     Já comentei aqui no blog sobre o problema dos cartões microSD da SanDisk. O novo capítulo da novela é que, ao invés de destruir os cartões, eles me pediram pra enviar pra eles. E, sabendo que qualquer um pode recuperar dados apagados, estou fazendo uso de um programa chamado SD Formatter, que tem versões para Windows e Mac e não custa nadinha.

     Esse programa tem uma opção onde ele fica por horas num ciclo de escrita e remoção dos dados no cartão. Só para se ter uma ideia, cada cartão de 64GB ficou 3 horas nesse procedimento. Isso torna quase impossível a recuperação dos dados contidos ali. #FikDik

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload