abr 09

Como saber se um cartão microSD da SanDisk é original?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 09/04/2015 às 16:30h

     Compro cartões de memória microSD com certa frequência e sempre fico na dúvida se realmente são produtos autênticos ou são falsos. Isso porque, a enorme maioria deles, não vem em caixa alguma. Mesmo quando o vendedor é muito bem qualificado, o produto chega num envelope, muito mal embalado e protegido, com os cartões “jogados” lá dentro. Ou seja, isso levanta certas dúvidas quanto a qualidade e autenticidade do produto, não?

     Eu sei que não sou apenas eu quem tem essa dúvida, pois diariamente eu recebo dúvidas de leitores perguntando como fazer pra ver se um produto da SanDisk é original. Infelizmente, em pleno 2015, a empresa ainda não dispõe de um aplicativo que lê o número de série do cartão contido no dispositivo (PC, tablet, smartphone, etc.) e faz a validação. Uma página no site oficial, onde o usuário coloca o número, já ajudaria (se bem que é um saco pegar o número serial de um produto tão pequeno).

     Depois de algumas semanas tentando alguma interação com o perfil da SanDisk, tanto no Brasil, como americano (sem qualquer resposta), resolvi recorrer ao site oficial de suporte da marca. Lá, utilizei o chat para tirar minhas dúvidas. E, realmente, não existe, nem app e nem local no site pra fazer essa validação. Porém, no chat, o atendente pode te ajudar.

     Antes de mais nada, recomendo que você compre uma lupa. Tentei usar a excelente câmera do iPhone 6+ pra me ajudar a pegar o número serial do cartão, mas como são minusculamente gravados, não consegui. Ae tentei usar o app SD Insight (veja vídeo no Instagram), que me trás algumas informações do cartão, inclusive o número serial. Contudo, o número informado pelo app não bate com o que está na traseira.

     Depois de pegar uma lupa e uma lanterna, consegui finalmente pegar o número serial do microSD. Entrei no chat, passei as informações solicitadas pela atendente e tive a feliz notícia que o meu produto parece ser autêntico. Digo parece pois, o que impede que fabricantes clonem um cartão, pegando todas as características dele, como cor, número de série, etc.?

     De qualquer forma, caso você queira validar se aquele cartão recebido num envelope de pão é original, agora já sabe a forma oficial de fazer. E, além disso, se tiver com tempo, recomendo efetuar alguns testes de leitura e escrita no cartão, seja usando apps próprios pra isso, seja cronometrando o processo manualmente.

     Há mais de um ano, eu tive problema com alguns cartões que comprei no Mercado Livre e, tanto o próprio, como o vendedor (Platinum), se recusam a trocar o cartão, que já chegou sem funcionar. Entrei em contato com a SanDisk e eles trocaram o cartão numa boa. Demorou algumas semanas, pois vem tudo dos Estados Unidos (eles pagam o imposto pra você, fica tranquilo), mas chegou.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jun 24

Testes com cartões microSD comprados no Mercado Livre

2 Comentarios »Postado por GordoGeek em 24/06/2014 às 11:46h

     Muitas pessoas me perguntam se vale a pena comprar cartões microSD no Mercado Livre e estou chegando a conclusão que a resposta padrão deve ser não, independente do vendedor. Já comprei de vários, todos com qualificações muito boas, mas os produtos “parecem” muito suspeitos.

     Primeiramente, o modo que os vendedores enviam os cartões é pra lá de curioso. Não vem embalagem original, conforme eu mostrei nesse outro vídeo. A maioria dos vendedores alega que os produtos são versões OEM, ou seja, não vem embalagem mesmo. Porém, mesmo que eu aceite isso, por que não colocar o produto de forma mais cuidadosa, evitando que seja danificado no transporte?

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 11

Empresa sem vergonha da rodada: SanDisk

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 11/07/2013 às 13:15h

     No começo do mês eu contei aqui no blog que a SanDisk soltou alguns cartões de memória que tem problema no controlador e não são compatíveis com todos os aparelhos no mercado, em especial os mais recentes, como o Samsung Galaxy S4. Ao invés de emitir uma nota pública, fazer um recall ou algo parecido (que qualquer empresa idônea faria), eles simplesmente resolveram esconder a sujeira debaixo do tapete.

     A SanDisk é uma marca muito reconhecida mundialmente e é por isso que sempre dei preferência aos produtos da marca. Eu tenho aqui comigo 4 cartões microSD de 64GB (3 comprados na Amazon e 1 no Mercado Livre) e 2 de 32GB (comprados no Mercado Livre). Eu vinha usando os cartões sem problema nos meus dispositivos (2 Galaxy Tab P3100, 1 Galaxy S3, 2 Galaxy Note 2 e 1 RAZR D1). Porém, quando comprei meu Galaxy S4, notei que a todo momento ele ficava falando que o cartão estava danificado. Pra saber se o problema era o cartão ou o S4, testei todos os cartões e notei que o problema acontecia em todos. Tudo levava a crer que o problema era o S4, pois se os cartões funcionavam em outros aparelhos e nenhum funcionava no S4… Mas pesquisando na internet eu descobri que cartões de outros fabricantes funcionavam normalmente no S4, enquanto muitos da SanDisk, não. Ou seja, o problema não era o S4 e sim os cartões mesmo.

     Eu entrei em contato via chat com a SanDisk, reportei o meu problema e eles reconheceram um problema no controlador dos cartões microSD de 32GB e 64GB. Ainda de acordo com eles, foi um “pequeno lote”, mas se eu tenho 6 cartões e isso acontece com 100% deles, ou eu sou a pessoa mais azarado do mundo ou o lote com problema não é tão pequeno assim. Mas como eles assumiram o problema e disseram que iriam trocar por novos, totalmente compatíveis, sem custo algum, considerei o caso resolvido.

     Vários dias se passaram desde o meu contato inicial, muitos emails foram trocados e, a cada dia, eles me pedem mais e mais informações. Me pediram várias fotos dos cartões, eu mandei. Pediram as invoices de compra, eu mandei. Me ligaram pra esclarecer novamente o problema, eu narrei. Hoje, eu recebo um email dizendo que (pasmém, não é brincadeira), como meu email de contato é de uma empresa (a minha empresa por sinal – @whinston.com.br), eu não sou um consumidor final e não posso ter suporte com eles. Ou seja, eu comprei como pessoa física, paguei como pessoa física, tô usando como pessoa física e não vão me dar suporte porque eu mandei o email pro suporte deles com o meu @whinston.com.br e não com um @gmail ou @yahoo.

     Eu já estava p. da vida por me sentir enganado, pois a empresa em nenhum momento fez um anúncio público do problema, para tirar do mercado todos os produtos com problema. Segundo porque mentiram ao dizer que era um pequeno lote. Terceiro porque, para eles enviarem novos produtos, sem o defeito, eu teria que destruir meus cartões atuais e ficar 10 dias sem. E agora, no ápice da palhaçada, esse negócio de negar o suporte porque meu email é da empresa.

     Como eu não sou o otário que eles pensam que eu sou, já reclamei no Procon e no ReclameAqui. Se o Procon não conseguir resolver o caso, não vou pensar 2 vezes em acionar o Juizado Especial Civil, como eu já fiz contra Mercado Livre, Samsung, Mandic e outras várias que me trataram como idiota.

     Se você tem um cartão de memória SanDisk, esteja ele com problema ou não, reclame com eles. Isso é vício oculto! Amanhã ou depois você compra um aparelho mais recente e não irá funcionar, lhe obrigando a comprar um novo produto, sendo que se fosse outro fornecedor, iria funcionar normalmente. E fica a minha recomendação: não compre produtos SanDisk, a não ser que você goste de ser tratado como idiota quando precisar de suporte.

     Update 17/07/2013 18:35h => Pessoal da SanDisk me ligou para pedir desculpa e dizer que houve um lamentável engano no tratamento da minha ocorrência. Segundo me passaram, todos meus cartões com defeito serão trocados num prazo de 48 horas.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jul 03

Problemas com cartões microSD SanDisk no Galaxy S4?

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 03/07/2013 às 13:42h

     Narrei recentemente aqui no blog meus problemas com o Samsung Galaxy Note 2, que está na autorizada da empresa pela segunda vez e nem sinal de vir reparado. Pra não ficar sem um bom aparelho, que atenda minhas exigências diárias (eu tenho um Motorola RAZR D1 de backup, mas ele é bem fraco), acabei aproveitando uma excelente promoção do Galaxy S4 na eFácil e comprei o modelo 4G pra mim. Em tempo: eu cheguei a cogitar outros aparelhos, como o Motorola RAZR HD, pedi um pra resenha, mas não passou no meu teste. Configura em detalhes aqui os motivos.

     Eu farei um vídeo do gadget ainda essa semana, mas como estou passando por um problema bem chato nele (e que pode afetar outras pessoas), resolvi fazer esse post antes do review. Segundo a SanDisk, um pequeno lote dos cartões microSD de 32GB e 64GB da marca apresentam problema no Galaxy S4. Eles já estão cientes desse problema, que é causado por incompatibilidade no controlador e estão providenciando a troca dos cartões, sem custo para o cliente. Infelizmente não está havendo uma espécie de recall, com ampla divulgação, então algumas pessoas podem vir a ter problema (agora ou no futuro) e vão ficar perdidas, sem saber o que houve. Assim, espalhe esse post, pois vai evitar dor de cabeça pras pessoas.

     Antes de passar o procedimento para troca, vale a pena citar que esse problema com o cartão microSD não foi o único que tive. No começo do ano eu importei várias etiquetas NFC e vinha usando no meu Galaxy S3 e posteriormente no Galaxy Note 2, conforme esse outro post sobre alguns usos da tecnologia NFC. Porém, qual não foi a minha surpresa ao saber que as tais etiquetas também eram incompatíveis com o Galaxy S4. Ou seja, parece que a Samsung se esqueceu daquela palavrinha mágica “retrocompatibilidade”, que é fazer algo mais novo ainda funcionar com as antigas. Ou seja, vou ter que comprar novas TAGs NFC.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Android
dez 06

O Youtube está lento no seu iPad? Veja essa dica!

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 06/12/2010 às 11:59h

     Desde que eu comprei o iPad, uma das coisas que mais me enche o saco é a extrema lentidão para abrir os vídeos do Youtube. É algo incrível! Você tenta abrir no iPad, fica se arrastando. Ae vai pro computador e o mesmo vídeo, abre rapidamente. Qual o mistério?

     Passei meses achando que talvez fosse alguma codificação especial que era feito pra rodar no iPad, em HTML5. Porém, no computador, mesmo configurando pra rodar em HTML5 e não em Flash, ia super rápido.

     Ontem, ao reclamar disso no Twitter, veio a dica salvadora: no app do Youtube para iPad,o padrão é carregar os filmes em HD. Infelizmente, a Apple fez o favor de não por nenhum botão indicando isso e não tem como mudar a configuração do vídeo para SD. A saída é abrir o vídeo via Safari Mobile e lá, selecionar a qualidade que se quer. #FicaDica

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Dicas
jun 29

Instalando MacOS em SD-Card

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 29/06/2009 às 18:20h

     Os novos MacBook agora tem uma entrada para cartão SD e o pessoal da MacWorld fez um vídeo ensinando como instalar o sistema operacional num cartão desse padrão.

     Achei o vídeo interessante não só porque ensina a instalar num cartão SD, mas também porque é o mesmo procedimento para uma instalação qualquer. Então pra quem não sabia, tae.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Biblioteca Digital, Macintosh, MacOS, Videos
out 31

Saiba Mais: Cartões de Memória e TVs

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 31/10/2008 às 13:06h

     Nossa intenção aqui no blog é sempre mastigar ao máximo as notícias e comentá-las. Quando possível, mastigar mais de uma e ligar os pontos, de forma a colocar nosso pensamento sobre os fatos e não apenas reproduzir a notícia. Mas eu vou contra esse princípio nesse post, para indicar 2 matérias muito bem feitas pelo Gizmodo, explicando sobre os cartões de memória e tipos de TV.

     Atualizado em 03/11: Se bater a nostalgia e quiser saber como funcionam as antigas TV de tubo (CRT), tem o vídeo também => http://www.youtube.com/watch?v=75WFTHpOw8Y

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload