mar 19

MX Player com problema de áudio? Veja como resolver.

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/03/2015 às 06:07h

     Já tem alguns meses que eu vinha enfrentando um problema com o MX Player, mas como não estava muito empolgado em assistir seriados na telinha do celular, acabei desistindo de procurar uma alternativa. Porém, recentemente comprei um pendrive OTG e resolvi ir atrás da solução.

     Essa semana eu perguntei no Twitter se alguém sabia como resolver o problema, que envolvia arquivos MKV sem áudio no MX Player, e o Junior me enviou um link com orientações. A princípio, parecia algo complicado e chatinho de fazer, mas é bem simples.

     Até onde eu entendi, o pessoal do MX Player foi obrigado a retirar o suporte devido a problemas de licença. Assim, apareceu esse problema de compatibilidade de áudio com alguns formatos que, antes, eram reproduzidos sem problema algum no app.

     No post do XDA (que coloquei o link acima), existe uma pequena explicação sobre o problema e a orientação de como proceder. Como o codec muda de acordo com a CPU, dependendo do modelo que equipa seu hardware, o codec pode mudar. Mas, geralmente, será esse aqui (Arm v7-Neon).

     Uma vez que você coloque o arquivo compactado no seu gadget (seja fazendo download direto nele, seja enviando pro Dropbox, FTP, SSH, etc.), ele geralmente ficará na pasta de download. Abra um gerenciador de arquivo (eu uso o ES File), localize o arquivo e mova-o para a raiz. Em seguida, abra o MX Player e ele provavelmente vai localizar o novo codec. Irá pedir pra reiniciar o app e em seguida estará com suporte ao MKV novamente.

     Caso você não se ache apto a fazer esse procedimento, pode ainda usar dois outros players com versões gratuitas, disponíveis na Google Play: VLC e BS Player. Eles são mais simples que o MX Player (especialmente a versão paga, que eu uso), mas dão conta do recado.

TAG(s):
Categoria(s): Android
maio 10

Review dos fones bluetooth Motorola S11-HD Flex

5 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/05/2014 às 08:51h

     Confesso que sou uma pessoa diferente da média e sou bastante exigente com os produtos que compro (ok, confesso, sou chato). Já tive quase uma dezena de fones de ouvido bluetooth, como o Jabra Sport, o Tracks Air, Motorola S9-HD, etc. Nenhum deles me deixou confortável para a prática de esportes. O que chegou mais perto da perfeição comigo foi o Motorola S11-HD Flex, que abordarei aqui.

     Todo mundo que usa óculos (e não é pouca gente) sabe que nem todo fone de ouvido fica confortável. Muitos ficam machucando a orelha ou simplesmente tirando o correto alinhamento dos óculos, o que acaba mexendo no foco e causando irritação. Esse foi um dos principais motivos deu ter vendido o Jabra Sport, que apesar de ter uma qualidade muito boa, não me atendeu nesse quesito.

     Algumas pessoas me recomendaram modelos como o HBS-730 da LG, pois parte do fone fica no pescoço, subindo os fios até o ouvido. Dessa forma, não fica nada no “conflitando” com os óculos. Apesar de achar uma solução bacana, confesso que esses modelos não me agradam esteticamente. Ficam parecendo uma coleira.

     Eu estava prestes a gastar quase R$ 500,00 num modelo Motorola S11-HD via Mercado Livre, quando um amigo estava nos Estados Unidos e se dispôs a trazer pra mim. Assim, acabei pesquisando na Amazon e achei uma versão até superior, a S11-HD Flex, que tem as hastes reguláveis e um acabamento mais premium. Me saiu menos de R$ 200,00.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
maio 05

Vale a pena investir num bom sistema de Home Theater?

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 05/05/2014 às 18:36h

     Há alguns meses, realizei um sonho de consumo e troquei a antiga TV 42” da sala por uma gigante de 60”. É impossível um “monstro” desses passar despercebido. Todos que vem em casa, olham pra parede e perguntam de quantas polegadas é a TV.

     Recentemente, alguns amigos vieram ver o final do campeonato paulista em casa e me perguntaram se eu não tinha home theater. Expliquei que sempre achei isso desnecessário e um deles me convidou a ir a sua casa, pra experimentar o dele. Pois bem, eu fui e foram necessários poucos minutos pra mudar de opinião. Um bom sistema de som é tão importante quanto uma TV grande!

     Na minha pesquisa para achar o que eu compraria, descobri que existem soluções que não necessitam de fios, ligando as caixas de som ao “receiver”. Com certeza é uma tremenda praticidade, pois bem toda casa tem a tubulação interna preparada e pensada pra isso. Porém, nada é melhor que o bom e velho cabo, pois a interferência é mínima, o que aumenta a qualidade. E, por sorte, o antigo dono da minha casa atual já havia deixado tudo pronto.

     Também é muito importante levar em consideração o modelo de home theater ideal para o ambiente em que será utilizado. Para ambientes pequenos, de nada adianta um modelo dos mais potentes, já que o seu potencial não será utilizado por inteiro. Já em ambientes grandes, é preciso um home theater que cumpra o seu papel. Sempre confira a potência do modelo na medida Watts (sigla “W”).

     Caso você também tenha interesse em transformar a sua sala em um verdadeiro cinema, ou deseja saber mais informações sobre home theaters e seus modelos – In a Box, Modulado ou Soundbar -, é possível encontrar dicas e informações de como um funciona, como comprar e instalar um modelo na sua sala – de acordo com o valor que você quer investir e as características da sua sala – no site da Novo Mundo, no link:

http://www.novomundo.com.br/loja/eletronicos/home-theater

TAG(s):
Categoria(s): Dicas, Gadgets
nov 07

Como transformar um dock 30 pinos em bluetooth

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 07/11/2013 às 18:54h

     Recentemente eu escrevi aqui no blog sobre algumas caixas de som bluetooth que comprei. No vídeo que acompanhava o post, eu mostrei também alguns docks antigos que tinha. Mencionei também que tinha comprado um adaptador bluetooth e que comentaria mais assim que testasse. Pois bem, eles chegaram agora a pouco da DX.com e fui correndo testar.

     Infelizmente, não consegui fazer o que eu gostaria, que era dar uma nova vida a todos os meus docks. Apesar de serem todos oficialmente compatíveis com os produtos da Apple, pois possuem o selo “Made for iPod”, ele já são antigos e não funcionam muito bem nem com iPods e iPhones mais novos. Meus antigos iPod Nano e Classic eles reconhecem. Mas iPhone e iPod Touch, hora sim, hora não.

     Fiquei um tanto frustrado com o resultando, pois foram justamente os dois docks mais caros (e mais potentes) que não tiveram compatibilidade com o adaptador. Ao plugar no dock de 30 pinos, sequer acende o LED indicador de estado. Porém, no dock mais recente, foi só plugar, mandar parear e tocar o som. O procedimento é muito fácil e não tem que apertar nada no dock ou no adaptador (aliás, nem botão ele tem).

     Confesso que estava pouco animado com a qualidade de como ficaria, já que alguns amigos tinham comprado adaptadores semelhantes e me reportam dois problemas: primeiro era o alcance, muito baixo, sendo que perdia o sinal numa curta distância. Segundo era a qualidade do som em si, com picotes, ruídos, etc. Eu não sou nenhum freak por qualidade de som, mas pro meu uso, acho que vai atender bem e, como demonstro no vídeo, pelo custo do adaptador (algo em torno de R$ 25,00), foi uma boa compra.

     Se você procurar no eBay, Amazon, DX e outros sites do gênero, vai encontrar adaptadores bluetooth como esse dos mais diversos modelos e marcas. Eu acabei optando por um dos mais baratos no DX, que custou apenas USD 9,20. Como a DX manda tudo com frete grátis, mas o tracking é apenas acima de USD 15, eu comprei dois.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
out 15

Caixas de som bluetooth Logitech

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 15/10/2013 às 21:18h

     Já tive várias caixas de som ao longo da minha jornada geek, sendo que as mais recentes serviam também de dock para o iPhone/ iPod, como as três primeiras que apresento no vídeo abaixo. Porém, fui percebendo que, mesmo a Apple demorando alguns anos pra mexer no padrão do conector, não é muito interessante gastar dinheiro em algo dedicado e as caixas de som bluetooth, que funcionam em dispositivos de vários fabricantes, dos mais diversos modelos (seja tablet, smartphone, etc.) é um melhor investimento.

     Nos últimos dois anos eu comprei várias caixas de som bluetooth, sendo todas de “pequeno porte”, que cabem na palma na mão e podem ser transportadas com facilidade, seja do quarto pra sala, pra cozinha, banheiro, etc. Algumas eu ainda tenho (veja no vídeo acima), outras dei para os meus pais, outras quebraram, etc. Nenhuma delas foi comprada no Brasil, já que o preço era muito maior que lá fora. Assim, comprei algumas no eBay, outras na Amazon e algumas no popular site chinês DealExtreme.

     No final de setembro, um famoso site de varejo na internet, fez um saldão e acabei comprando mais duas caixas de som bluetooth, sendo uma pequena e outra um pouco maior. Ambas são da Logitech, uma marca que oferece 2 anos de garantia no Brasil. Como vocês devem imaginar, por ser um saldão, o preço estava bem interessante. Conforme digo no vídeo, o preço quase se equiparava ao do exterior e, uma vez que não deveria pagar IOF e taxas de importação, valeu muito a pena.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
maio 19

Primeiras impressões: caixa de som Satechi ST-69BTS

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/05/2012 às 09:31h

     Esse é o primeiro de uma série de posts que vou fazer para explicar um pouco mais dos produtos que recebi essa semana. Eles foram comprados por mim em sites americanos (especialmente na Amazon) e trazidos por um amigo que visitava o país (o que encareceu um pouco por causa dos impostos). Muitos dos que me acompanham no Twitter já devem ter visto as fotos e comentários preliminares. Agora vamos a apresentação individual deles, começando com a caixa de som bluetooth Sateshi ST-69BTS.

     Existem inúmeras caixas de som bluetooth no mercado. Sempre que vejo algum produto interessante nos feeds eu marco e quando tenho a oportunidade de um amigo estar viajando pelos Estados Unidos, eu peço pra me trazer. Essa caixa de som da Sateshi me chamou a atenção pelo preço (USD 45), bem abaixo de produtos similares, que costumam custar entre USD 100 e USD 150.

     Essa caixa de som tem o formato de um cubo e mede quase 8cm. Pensando menos de 300 gramas, ela é extremamente portátil. A autonomia prometida no site é de aproximadamente 5 horas, usando-a a 60% do volume máximo, podendo chegar a até 6 horas, num volume menor. Além de bluetooth, ela também tem uma entrada P2 pra conectar outros dispositivos via cabo. O volume dela é satisfatório pra um ambiente pequeno e a qualidade do som é bem razoável. Valeu a aquisição.

TAG(s):
Categoria(s): Android, Apple
jul 08

Vídeo congelado no SlingPlayer? Veja aqui como resolver.

5 Comentarios »Postado por GordoGeek em 08/07/2011 às 12:02h

     Passei essa madrugada instalando meu iMac, que chegou ontem no final do dia. Quase no final do processo, que comecei do zero, sem restaurar nada via TimeMachine, notei um problema de visualização no site do SlingBox, que por sinal, acontece também nos meus outros Mac. Ao conectar no serviço, pra ver a TV de casa no Mac, aparece a imagem por uns 2 segundos e depois simplesmente congela, ficando apenas o som. Vi uma discussão com mais de 400 comentários a respeito disso e a solução é super simples.

     Quem é usuário do serviço no Mac já deve saber que a visualização é possível apenas via Firefox e Safari, esse último executando em 32-bit. O plugin deles não funciona no Google Chrome. O problema que mencionei, de congelar a imagem, acontecia exclusivamente no Mac, tanto no MacBook Pro, como no Mac mini. No Windows, em qualquer browser, funciona normalmente. Essa situação durou meses, mas como tem o aplicativo pra iPhone e iPad, acabei deixando quieto. Eu estava achando que podia ser algum arquivo corrompido, importado do TimeMachine. Porém, ao instalar o MacOS do zero ontem e ver que o problema contiuava, decidi que era hora de dedicar um tempo a isso.

     É incrível como às vezes um problema nos persegue durante meses, parece super complicado e na verdade é ridiculamente simples de resolver. Simples pra quem sabe o pulo do gato, rs. Ao abrir o player no site da SlingBox, existe um botão para se configurar a qualidade da transmissão. Quanto maior a qualidade, maior a banda necessária. O padrão desse botão é vir automático e era justamente ae o problema. Ae mudar a configuração para qualquer outra, desde a pior, até a melhor, o vídeo é imediatamente liberado, corrigindo o problema. #FicaDica

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Dicas
nov 19

Trocando os sons padrões do iPhone

6 Comentarios »Postado por GordoGeek em 19/11/2009 às 16:12h

     A dica é rápida e simples, mas talvez poupe o trabalho de muitas pessoas. Você sabia que é possível trocar os sons padrões do iPhone, como da chegada de um novo email, SMS, voicemail, etc.? Depois de bater um pouco a cabeça no Google e não achar o que queria, resolvi explorar o iPhone via SSH e acabei encontrando o caminho onde ficam os sons.

     Acredito que alguns podem pensar: mas por que eu gostaria de trocar os sons padrões que a Apple escolheu? Bom, no meu caso não foi frescura e sim uma necessidade. Se você ouvir o som padrão de ‘novo email’, verá que ele é muito baixo. Como eu estou utilizando o sistema de Push com Google Sync pra me avisar quando um cliente abre um novo chamado de suporte, precisava que ele fosse alto o suficiente para me acordar, caso eu estivesse dormindo (meu suporte é 24hs por dia, então tenho que atender).

     O formato do áudio é um pouco estranho (.caf). Na verdade, nunca tinha ouvido/ lido a respeito. Como eu queria apenas trocar o som padrão do ‘novo email’ para o do ‘voicemail’ que já é alto e resolve o meu problema, acabei apenas renomeando o som antigo, tirando uma cópia do voicemail e renomeando para o nome padrão do ‘novo email’. A pastinha onde estão esses arquivos é a seguinte: ‘/System/Library/Audio/UISounds/‘.

     Para que você tenha acesso a isso, seu iPhone precisa ser Jailbroken e ter o SSH instalado. Uma vez que você estiver com seu iPhone conectado (preferencialmente via WiFi, na sua rede), basta pegar o IP do iPhone e acessar via SSH, WinSCP ou alguma ferramenta de sua preferência. Uma vez dentro do iPhone, vá até a pastinha e faça o procedimento, tirando uma cópia do antigo arquivo (isso é importante, caso se arrependa), depois fazendo uma cópia do arquivo que será usado de base e por fim, renomerando com o nome do antigo.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Dicas, iPhone/iPod
jul 24

iLuv iMM9400: som de babar

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 24/07/2009 às 17:14h

     Quem usa produtos Apple já conhece a marca iLuv há algum tempo, pois existem excelentes acessórios e produtos em geral que complementam os produtos Apple.

     Esse incrível aparelho ae acima, que ilustra o post, é o iLuv iMM9400, que além de suporte a iPhone (inclusive o 3GS), ainda trás suporte para 4 CDs, reproduz MP3 e WMA, além de entrada para cartões MMC e USB.

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Gadgets, iPhone/iPod, Som
jan 08

iPhone com potência by Sony

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 08/01/2009 às 12:22h

     Se você é daqueles que gostam de ouvir música nas alturas, vai precisar de um equipamento muito potente, que possa aumentar o volume sem distorcer a qualidade, então a Sony tem o aparelho certo pra ti.

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
preload preload preload