jun 17

     Todos sabemos a enorme crise que o Brasil está passando. Desculpa, se você for petista, você não sabe. Mas isso é assunto para o buteco e não para o blog. Assim, assumindo que o país passa por uma crise e o governo federal está fazendo de tudo para impedir que a balança comercial fique ainda mais desfavorável, quem costuma comprar produtos da China está passando por maus bocados.

     Eu comprava algumas tranqueirinhas da China quase toda semana. Porém, com a alta do dólar, a demora para liberação dos produtos e as taxas cobradas, tanto pelos Correios, como pela Receita Federal, acabei deixando isso pra lá. Mas ainda tem muita gente que insiste em comprar e acaba tendo esses problemas, especialmente com o governo tributando o produto. Não é incomum, usam valores absurdamente errados, como cobrar R$ 70 de impostos num produtos de USD 12.

     O primeiro vídeo, apesar de possuir alguns erros bem sérios, dá algumas dicas de como recorrer a Receita Federal e a Justiça, pra não ter de pagar tributos em alguns casos. Como ele alega que já fez isso e deu certo, resolvi divulgar. O segundo vídeo, me pareceu mais correto, tendo em vista que foi feito por um advogado. #FikDik

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
jan 15

Dicas para não passar stress com a Receita Federal

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 15/01/2014 às 11:34h

    Esses dias eu li um texto (no FB) com uma história tão absurda, que achei que fosse falsa. Porém, como jornais e revistas repercutiram a história, indo atrás dos envolvidos, vi que a coisa era realmente séria, o que me deixou ainda mais indignado com a palhaçada que ocorreu com uma brasileira voltando de viagem. Sem mais delongas, ao invés deu contar o ocorrido, reproduzo abaixo um texto (autorizado) do José Navas Jr., delegado da PF. Não vou colocar em itálico, pois o texto é longo e dificultaria a leitura. Mas tudo que vier depois desse parágrafo é de autoria dele.

     Muita polêmica e paixões na análise do relato de Roberta Whately (http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/politica-fiscal/bandidos-legais-a-alfandega-que-achaca-os-brasileiros/) acerca do tratamento dispensado a esta pela Receita Federal.

     Pois bem, já fiz diversas viagens internacionais, já entrei no “canal vermelho” várias vezes e vou me manifestar, como professor da área jurídica, como contribuinte, como cidadão, como “viajante”.

     Desde que a Receita Federal suprimiu a declaração de saída de bens do Brasil, procedimento onde você declarava o que levava pra fora do país (e portanto isento estaria automaticamente na volta), o cenário ficou um pouco nebuloso.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
preload preload preload