ago 05

         Há mais de 3 anos eu fiz um post aqui blog sobre automação residencial com a tomada inteligente WeMo da Belkin. De lá pra cá, muitos produtos surgiram, a tal internet das coisas ganha cada vez mais espaço na mídia e muita gente está querendo deixar sua casa um pouco mais “inteligente”.



         Um dos grandes problemas da automação residencial é o alto custo (R$ 1.300 por 3 lâmpadas de LED da Philips Hue). A maioria das soluções comerciais que encontramos atualmente no mercado custam um absurdo o e não estão acessíveis a todo mundo. Por isso, os interruptores ITEAD sOnOff são uma alternativa simples e interessante pra quem deseja começar nesse mundo.

         A empresa ITEAD, fabricante da tomada sOnOff, tem diferentes soluções bacanas em seu site, por preços a partir de USD 4,85, o que é muito barato, especialmente pro consumidor americano. Você pode comprar tomadas com ótimo acabamento (similar aos da WeMo), lâmpadas (similar a Philips Hue), um concentrador que pode automatizar todos os sinais sem fio da sua casa (como portões, ar condicionado, etc.), entre outras maravilhas tecnológicas que deixam qualquer geek maluco.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
set 18

Como dar reset nas lâmpadas inteligentes Belkin WeMo

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 18/09/2015 às 19:21h

     Na minha recente viagem aos Estados Unidos eu comprei um kit de “lâmpadas inteligentes” da Belkin por USD 45 na Amazon (você também encontra em algumas lojas físicas, como Bestbuy). Esse kit inicial vem com um HUB (tecnologia ZigBee) e 2 lâmpadas básicas (não coloridas). Cada lâmpada adicional pode ser encontrada por cerca de USD 20.

     Logo que os produtos chegaram, fui correndo brincar com ele e… Nada. Não funcionou. Tentei exaustivamente e nada. Como estava viajando e não queria perder muito tempo de passeios com isso, resolvi que iria devolver. Cheguei a comunicar a Amazon, preparar tudo e… Pensei melhor e acabei trazendo ao Brasil, onde teria mais tempo de mexer com calma.

     Quem tem produtos da linha WeMo sabe que eles não funcionam tão bem assim. Vez ou outra dão uns bugs muito doidos. É lâmpada que some, tomada inteligente que não aparece na listagem do app, etc. Acontece de tudo com esses produtos, mesmo com vários updates periódicos, tanto de apps, quanto de firmware. Não sei o que se passa na Belkin. Sério!

     No meu caso, eu dei reset do HUB (colocando-o na tomada e segurando o botão por 5 segundos). Ae loguei na rede Wi-Fi deles e abri o app, tudo conforme o manual manda. Porém, não achava as lâmpadas pra adicionar a listagem de dispositivos controlados. O que fazer? Google!

     Em minhas pesquisas eu achei um artigo ensinando a dar reset nas lâmpadas. Isso mesmo! Reset em lâmpada! Como elas não tem qualquer botão pra isso, o procedimento é feito ligando-as e desligando-as, de acordo com uma sequência pré-determinada. Primeiro liga, desliga por 1 segundo, liga por 3 segundos e repete isso 3 vezes. Ela vai piscar, indicando que aceitou o comando e vai aparecer na listagem do app. Vivendo e aprendendo…

     Caso o seu problema seja outro, talvez esse outro link possa te dar uma luz sobre como resolver.

TAG(s):
Categoria(s): Dicas
mar 27

Controlando luminárias com a tomada Belkin WeMo

Sem Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/03/2014 às 10:11h

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
jan 26

Demonstração em vídeo da tomada Belkin We-Mo

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 26/01/2014 às 10:30h

     Há cerca de 2 anos eu fiz alguns posts aqui no blog sobre o Arduino, mas por alguns motivos (especialmente falta de tempo) acabei abandonando os projetos e acabei comprando umas “tomadas inteligentes” WeMo da Belkin. Diferente do Arduino, elas são algo bem simples de serem utilizadas. Basta plugar o que se quer ligar nela, instalar o app e usar. Claro, fica tudo muito mais limitado que um projeto Arduino, mas funciona pra maioria das pessoas.

     As minhas tomadas foram compradas na Apple Store em 2011 e são do modelo antigo, que é mais grandalhão e com menos recursos. Os modelos novos, apresentados durante a CES desse ano, são menores e possuem um recurso bem interessante: monitora o consumo de energia.

     Uma coisa bem chata pra nós brasileiros é que faz-se necessário o uso de DOIS adaptadores! Sim, dois! Sendo um deles pra conectar o WeMo a tomada e outro pra conectar algum equipamento na tomada. Uma alternativa é tentar encontrar o modelo europeu do WeMo, mas nem sempre é tão fácil quanto o americano.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
jun 29

Belkin @TV: um concorrente interessante para o SlingBox

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 29/06/2012 às 14:25h

     Um dos produtos que eu sempre quis ter e finalmente fui comprá-lo em 2010 é o SlingBox. Já falei sobre ele aqui no blog algumas vezes, tanto quando “apresentei” o produto e também depois, ensinando como configurar em diferentes setup-box.

     Pra quem ainda não conhece o conceito do produto, ele é um aparelho que você conecta no decoder da sua TV (Sky, Claro TV, Telefonica TV, etc.) e passa a ter acesso a esse conteúdo via iPad, iPhone, Android, PC, Mac, etc. Esse acesso pode ser feito dentro ou fora da sua casa, dando maior flexibilidade no consumo desse conteúdo. Assim, se você estiver esperando numa fila de banco ou até mesmo em viagem, pode continuar a ter acesso a todo conteúdo, como se estivesse sentado no sofá da sua casa.

     Eu comprei o modelo SD do SlingBox e estou bem satisfeito. O modelo HD era quase o dobro e não vi muita vantagem. De lá pra cá, surgiram alguns concorrentes pro SlingBox, como o Vulkano (esse até DVR interno tem) e o Belkin @TV. Apesar de achar o SlingBox um bom produto, ele é um tanto limitado e caro. Por exemplo, além do aparelho em si ser mais caro, você precisa comprar os apps dele em cada dispositivo. Se você tem um iPhone, um iPad e um tablet Android, vai gastar USD 90 em apps. A única forma de visualizar esse conteúdo gratuito é via browser.

     Uma das vantagens que vi no @TV da Belkin é justamente o preço, tanto do aparelho, como dos aplicativos. O aparelho em si custará USD 150, tendo apps gratuitos para tablets, mas pagos (USD 12.99) para smartphones. Bem, perto dos USD 30 do SlingBox, tá bom demais. Além desse benefício, ele ainda permite que, dentro de uma rede Wi-Fi, até cinco dispositivos tenham acesso ao conteúdo ao mesmo tempo. No caso do SlingBox, essa limitação é de apenas um por vez. Já via 3G, o @TV também tem essa limitação, provavelmente, devido a acordos com os produtores de conteúdo.

     O problema do @TV é que ele está em pré-venda já tem algumas semanas e não ficou claro quando realmente será entregue. Aliás, a Belkin tem me irritado muito com isso, pois eles tem outro produto bacana, pra automação residencial (WeMo), que há meses eu vejo propaganda e artigos por ae, mas nada de entregarem.

TAG(s):
Categoria(s): Gadgets
preload preload preload