ago 02

Samsung Galaxy S5 também tem problemas no Wi-Fi

34 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/08/2014 às 09:07h

     Algumas pessoas dizem que eu tenho o “dedo podre”, ou seja, tudo que eu compro vem com problema. Será que é esse mesmo o problema ou os fabricantes estão menos exigentes nos testes pré-lançamento e colocam qualquer porcaria no mercado, mesmo custando os olhos da cara?

     Relatei aqui no blog que eu tive inúmeros problemas com o meu Samsung Galaxy Note 3. Entre eles, um problema que fazia o aparelho ficar reiniciando do nada e outro no Wi-Fi. Como eu tenho plano da Pitzi no aparelho, nem esquentei a cabeça com as péssimas autorizadas da Samsung. Mandei pra Pitzi e recebi um aparelho novo (verifiquei o número serial e IMEI). Mas adivinha? Os problemas continuaram, o que me leva a crer que não era apenas uma unidade com problema.

     Já falei algumas vezes no Twitter e aqui no blog que nunca mais compraria nada da Samsung. Porém, como eu sou um idiota, acabo comprando. E isso se repetiu com o Galaxy S5. E, novamente, fiquei frustrado com o aparelho. Primeiro, porque não consigo usá-lo como deveria com o relógio Gear 2. Segundo, porque o Wi-Fi dele, assim como o do Galaxy Note 3, apresenta alguns problemas, como demonstro no vídeo acima. Além desse problema demonstrado, ele é instável e lento. Enquanto outros aparelhos conseguem trafegar dados a até 3MB/s na rede, o S5 fica oscilando entre 300KB/s e 1,5MB/s.

     Peço que, antes de dizerem que eu não sei testar, que o problema é comigo ou na minha rede, veja o vídeo. Note que, outros aparelhos, como o Sony Xperia Z2, funciona nas mesmas redes Wi-Fi sem nenhum problema. Ou seja, imagino que, um aparelho de R$ 2.599,00, também deveria funcionar de maneira razoável. Ou estou enganado? Se tiver, peço desculpas e já faço o convite: pague R$ 2.599,00 e compre meu aparelho, já que você acha normal pagar quase R$ 3.000,00 num aparelho e ter esse tipo de comportamento. Assim você saberá exatamente qual a sensação de pagar uma pequena fortuna num smartphone que não funciona.

TAG(s):
Categoria(s): Android
abr 24

     Alguns irão dizer que eu não tenho sorte. Eu prefiro dizer que eu insisto no erro em comprar porcarias da Samsung. Há alguns meses eu comprei um Galaxy Note 3 e tive alguns problemas que podem ser facilmente encontrados no Google. Ou seja, não sou o único (azarado). Dá pra se ver centenas de casos iguais, o que me faz chegar a conclusão que nem num aparelho de R$ 3.000,00 a Samsung consegue usar hardware de qualidade, entregando uma boa experiência a seus consumidores.

     Um dos problemas que eu tive com meu Galaxy Note 3 era ele ficar reiniciando do nada, conforme narrei nesse outro post. Provavelmente isso era sinal de memória NAND indo pro saco, além de uma verificação estúpida de região da Samsung. Como eu amenizei o problema? Tem no outro post. Mas como eu tinha um plano da Pitzi, acabei enviando pra eles e me enviaram um novo, sem o problema.

     Outro problema que eu tinha no aparelho antigo e achei que seria resolvido no novo é com o Wi-Fi instável/ caindo/ lento. É algo irritante e que quase me fez jogar o aparelho contra a parede inúmeras vezes. Segui tudo que era sugerido em vários fóruns gringos (como desativar economia de energia e procura automática de redes), sem sucesso. Recentemente eu notei que o problema só se manifesta nos roteadores no padrão 2.4GHz. Como aqui em casa tenho vários roteadores, pra melhorar a cobertura, tenho optado em usar os de 5.8GHz, mesmo quando o sinal é fraco. Pelo menos assim, o problema não acontece. A solução definitiva foi comprar novos roteadores no padrão 5.8GHz. Devia mandar a conta pra Samsung, mas como eles mal conseguem fazer dinheiro vendendo smartphones e ainda vão ter que pagar alguns bilhões em multas por copiar a Apple descaradamente, deixa que eu mesmo pago, Sammy.

     Como na minha casa/ empresa eu que mando na rede, fica “fácil” resolver. É “só” por a mão no bolso e trocar os equipamentos. Mas e em outros locais que eu frequento, onde eu não sou o dono da rede e elas podem operar 2.4GHz? Bem ae eu tomei no cu, como todo mundo que compra um equipamento Samsung deve estar acostumado, pois em alguma fase do seu relacionamento com a empresa, invariavelmente você também vai acabar tomando. Porém, uma forma de amenizar o problema é instalando o app WiFi Fixer.

     Segundo estatísticas da Google Play, o app já está chegando a casa de 1 milhão de instalações, ou seja, parece que tem bastante gente por ae sofrendo com o problema. Mas o que ele realmente faz? Diferente do que o nome sugere, ele não mexe em alguma configuração obscura e resolve o problema do Wi-Fi. Ele na verdade roda uma verificação cada 30 segundos, testando se consegue enviar dados via Wi-Fi. Caso não, ele derruba o sinal e se conecta novamente. Isso resolve o problema, por alguns minutos, até ele acontecer novamente. O meu caso aqui, mesmo com o sinal no máximo, o aparelho simplemente não consegue enviar dados no Wi-Fi e fica num estado zumbi, que só resolve desligando e religando o Wi-Fi. O que esse app faz é automatizar isso pra você. Em resumo: uma gambiarra.

TAG(s):
Categoria(s): Android
jun 10

Testando o iCloud no iOS 5: sincronia perfeita (ou quase)

4 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/06/2011 às 13:22h

     Aos poucos a Apple vai liberando o que muitos usuários de iOS queriam há anos. Infelizmente, meio a conta gotas e graças a pressão do Android, mas o fato é que as coisas estão melhorando, conforme podemos ver nos vídeos abaixo, onde demonstro uma das funcionalidades mais bacanas do iOS 5, com a núvem enviando automaGicamente suas compras na iTunes Store para o dispositivo.

     Você pode configurar se deseja receber automaticamente as músicas, livros e aplicativos comprados, inclusive se isso será feito apenas quando você estiver numa rede WiFi ou também via 3G. Mas uma coisa meio chatinha e que vai atormentar principalmente a nós brasileiros é o fato da sincronia ocorrer apenas com a conta que foi configurado no iCloud. Acredito que os americanos não tem muitos motivos pra ter mais de uma conta na iTunes Store. Já os brazucas, em razão das restrições de nossa loja, é comum termos uma conta brasileira, uma americana e outra argentina.

     Por ser uma “anomalia” que não deve ocorrer em outras partes do mundo, e que também não deve ser incentivado pela Apple, não acredito que vão adaptar o sistema para que ele aceite mais de uma conta. A nós, restará tentar manter uma conta como principal e usar as outras apenas em último caso.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
mai 10

Economizo comprando um iPad antigo ou não?

7 Comentarios »Postado por GordoGeek em 10/05/2011 às 00:06h

     Assim que o novo iPad foi lançado, houve uma corrida dos geeks para vender seus modelos “antigos”. As lojas também se mexeram para desovar os estoques, inclusive aqui no Brasil, onde desde março ocorrem descontos, como relatamos nesse post.

     Os boatos dão conta que o iPad de segunda geração vai pousar por aqui no final do mês. Se é fato ou não, poucas pessoas sabem. A verdade é que os estoque de iPad de primeira geração estão bem baixos. Na Apple Store Brasil, por exemplo, o modelo 16GB já está “desaparecido” há alguns dias, tanto na versão WiFi, quanto na WiFi+3G. O modelo de 32GB também está em falta na versão apenas WiFi. O mesmo se reflete em muitas outras revendas (oficiais ou não), como FNAC, FastShop, Saraiva, Ponto Frio e afins.

     Na última semana, três amigos próximos (mais outros tantos no Twitter) me questionaram se deveriam comprar o modelo antigo com desconto ou se deveriam aguardar e comprar o modelo novo. Falando em modelo novo, a boataria dá conta que eles vão chegar R$ 100,00 mais caros do que eram os modelos de primeira geração (sem desconto). Ou seja, o modelo mais em conta, o de 16GB apenas com WiFi, custará R$ 1.749,00. Se você procurar um pouco, usando o Buscapé ou no Mercado Livre, vai encontrar usados em torno de R$ 1.000,00 e novos por R$ 1.200,00. Sem dúvida, um ótimo preço. E ae?

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
mai 05

O AirPort Extreme é isso tudo? Confira aqui o review.

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 05/05/2011 às 23:32h

     Há anos eu ensaio comprar um AirPort Extreme, mas o seu alto custo sempre me desmotivou. Acabei “sofrendo” várias vezes usando roteadores mais baratos, de marcas bastante conhecidas, como D-Link e Linksys. Até que, no mês passado, resolvi usar a comissão do blog pela venda de produtos da própria Apple pra efetivar a compra. Aliás, obrigado a quem sempre compra na Apple através de nossos banners. Isso é muito importante pra nos deixar motivados a postar por aqui.

     Já convencido que eu deveria investir num equipamento melhor, minha dúvida agora era se escolhia o AirPort Extreme ou o Time Capsule, que é basicamente o AirPort Extreme com HD integrado. Minha razões pela escolho do AirPort Extreme estão aqui nesse outro post, que fiz no mês passado. Em resumo, pesou muito a desconfiança sobre a durabilidade do equipamento, como vocês podem ver melhor os motivos no outro post.

     Decidido a comprar o produto, fui na Apple Store Online e fechei o pedido, mas fiz um erro na hora de colocar a ordem e optei pelo pagamento à vista. Como não existe desconto pra essa forma de pagamento, queria alterar para 12 vezes sem juros no cartão. Liguei no pós-venda cerca de 10 minutos depois do pedido colocado, mas fui informado que eles não poderiam mudar. Eu teria que cancelar o pedido e colocar outro. Pior, me informaram que o pedido já tinha sido processado e eles iriam despachar o pedido, cobrar no meu cartão e depois eu teria que remetê-lo de volta, pedindo reembolso. Burrice, não? Mas não adiantou argumentar.

     Só pra variar, houve um problema com a famosa Rapidão Cometa, empresa responsável pelas entregas da Apple no Brasil. Estouraram prazo, não repassaram informação correta pra Apple na devolução, etc. Um verdadeiro desprazer que poderia ter sido evitado se a Apple tivesse o mesmo cuidado que tem com seus produtos, na escolha dos seus fornecedores e na flexibilidade dos seus procedimentos. Mas bem, esse post é pra falar do AirPort Extreme. Vamos a análise!

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
abr 04

PhotoSync: sincronizando suas fotos sem cabos

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 04/04/2011 às 03:16h

     Sabe-se lá Deus porque, mas a Apple tem uma obcessão incrível com cabos. Trocar informações sem fio é um pecado mortal pra eles, só abaixo do cobiçar o smartphone do próximo e gula. Felizmente, alguns desenvolvedores tem bons aplicativos que nos permitem trocar informações sem fio, mesmo que sejam nossas fotos e vídeos (músicas? nem a pau Juvenal!).

     O Photosync é um desses aplicativos que a gente paga USD 1.99 com gosto, sem reclamar, pois funciona muitíssimo bem. A mesma versão do aplicativo serve pra iPhone, iPod Touch e iPad (universal), ou seja, compre uma vez, use em vários dispositivos. As versões pra Mac e Windows são gratuítas e podem ser baixadas no site da empresa.

     Eu fiz o teste por aqui transferindo fotos e vídeos do iPhone para o iPad e depois fiz o caminho inverso. Puxei as fotos para o PC também, via browser. Depois baixei o programa pra Mac e fiz a transferência dos arquivos, como das outras formas, tudo simples e sem chateação. Não é a toa que o aplicativo está super bem qualificado na App Store, com quase a pontuação máxima. Recomendadíssimo!

TAG(s):
Categoria(s): Apple
abr 02

Mini Review: roteador WiFi Linksys WRT120N

12 Comentarios »Postado por GordoGeek em 02/04/2011 às 00:03h

     Quem me segue no Twitter já deve estar farto das minhas reclamações quanto ao meu roteador DLink DIR-635 Mimo rangerbooster. Segundo dados que levantei agora no meu Gmail, comprei-o em 25/09/2009 por R$ 256,00 no Mercado Livre. Pra quem tem aquela redinha meia boca em casa, não baixa torrent e não liga pra performance, talvez ele até sirva. Mas pra mim, sempre foi um verdadeiro lixo. As taxas de transferência via WiFi são ridículas, bem longe das anunciadas. Se tiver com torrent ativo então, esquece.. A rede fica um lixo.

     Há alguns dias, depois de ter tido vontade inúmeras vezes de ter dado marteladas no DLink, resolvi por a mão no bolso e comprar um AirPort Express. Eu sou um usuário exigente e não existe produto básico no mercado que vai me atender. Infelizmente, devido a Rapidão Cometa e suas trapalhadas, num momento de nervoso, acabei mandando a atendente da Apple Store Online cancelar a compra e enfiar o router naquele lugar.

     Conforme todos os leitores devem estar carecas de saber, recentemente comecei a brincar em sites de leilões. No início da semana eu arrematei um Linksys WRT120N. É um roteador super bonito, destinado a iniciantes (as instruções na caixa são claras quanto a isso), mas que eu achei que iria me atender como roteador auxiliar, pois queria por o DD-WRT nele, deixando-o com um IP americano via VPN, de forma que meu XBox pudesse baixar os jogos da Live sem ter que apelar pra artifícios mais complicados.

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Notícias
mar 16

Vou de Airport Extreme ou Time Capsule?

1 Comentario »Postado por GordoGeek em 16/03/2011 às 12:12h

     Depois de anos tendo problemas com roteadores “baratos”, resolvi tomar a decisão de investir uma boa grana num roteador mais parrudo. Quase diariamente eu tenho problemas com meu DLink. Nem foi tão barato assim (quase R$ 400,00). Eu não sinto a menor confiança nele. Ele simplesmente pára de responder, derruba a rede inúmeras vezes, deixa a conexão lenta duma hora pra outra, entre outras coisas que irritam, diminuindo minha produtividade.

     Não sei se todos repararam, mas desde o início de janeiro temos uma parceria com a Apple, onde somos comissionados pra cada venda originada aqui pelo blog. Não é muito, mas ajuda. Se você for comprar algo da marca e chegar na Apple Store Online pelo blog, agradecemos :)

     Aproveitando esse descontinho e o parcelamento em 12 vezes, resolvi que iria comprar um roteador deles. Eu já tenho um AirPort Express (R$ 369,00), que funciona super bem, mas que eu prefiro deixar na mochila, pra quando viajo. Não queria deixá-lo como roteador principal da casa, pois quando precisasse viajar, não queria deixar tudo desconectado (meu servidor fica ligado pois tenho um sistema de monitoramento com câmeras).

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple
mai 14

WiFi-Sync: sincronizando seu iPhone via WiFi

8 Comentarios »Postado por GordoGeek em 14/05/2010 às 04:08h

     Como já era esperado, a Apple rejeitou o App WiFi-Sync em sua loja. Pra quem não conhece, o software permite a sincronia do iPhone com o iTunes sem a necessidade do cabo USB, o que é um procedimento inédito e que sempre foi pedido pelos usuários do gadget.

     O motivo principal da Apple não permitir essa sincronia, acredito eu, seja para ter o total controle do que é transferido “de” e “para” o dispositivo, já que isso poderia ser uma porta aberta para troca de arquivos “não autorizados”, como músicas, aplicativos, etc.

     Como a gente também já esperava, diante da recusa da Apple, o desenvolvedor recorreu a Cydia Store, a “loja dos excluídos”. Tudo que a Apple recusa, invariavelmente acaba lá. Infelizmente, só desfruta de tal loja que tiver o aparelho jailbroken.

     Logo que vi a notícia da disponibilidade do App no Cydia, tratei de ir atrás do App. Ele custa USD 9.99 e aceita pagamento via Paypal. O custo não é dos mais baratos e certamente alguém vai dar um jeito de colocar o cracked em repositórios por ae, mas eu fiz questão de remunerar o desenvolvedor pelo feito, que há muito eu esperava. Meu maior receio é que, com um simples update da Apple, seja no firmware ou no iTunes, tudo páre de funcionar (o que muito provavelmente irá acontecer).

     Outra má notícia, é que não basta ter apenas um iPhone jailbroken. Você também precisa ter um Mac, uma vez que existe um software que precisa ser instalado, fazendo a comunicação com o iTunes e, por enquanto, só existe versão pra Mac. Segundo o desenvolvedor, em breve sairá uma versão pra Windows.

     E pra fechar com outra má notícia, dessa vez para os donos de iPad, a solução não é compatível com seu gadget. Não sei ao certo se é por causa do hardware, mas acredito que seja pelo firmware diferente.

TAG(s):
Categoria(s): Apple
nov 27

Corrigindo BUG de GPS/ Push/ WiFi no iPhone

3 Comentarios »Postado por GordoGeek em 27/11/2009 às 17:29h

     Quem me acompanha no Twitter, viu que ontem eu perdi a tarde toda tentando arrumar um pequeno BUG no meu iPhone. De uma hora pra outra, ele simplesmente parou de achar o WiFi e o sinal de GPS sumiu. Não posso dizer que não fiz nada pra isso acontecer, pois eu testo muitas coisas e principalmente não autorizadas (Cydia). Sendo assim, dou minha mão a palmatória.

     Depois de bater cabeça por algumas horas, achei uma mensagem no fórum do BlogDoiPhone, que me levava a um artigo. Nesse artigo, pedia para eu redefinir os ajustes do iPhone e depois instalar um Fix. Bem, como meu iPhone tem muita coisa instalada, quando mandei redefinir os ajustes, ele praticamente pirou. Entrou num reboot eterno e quando parecia que ia carregar, começava o boot de novo. Não teve jeito: tive que dar restore e zerar o aparelho. Claro que, com o restore, voltei meu backup e tudo certo (demorou quase 1 hora pra reinstalar tudo).

     A princípio eu fiquei com uma raiva danada desse artigo, mas como meu iPhone é uma caixa de Pandora, novamente dei a mão a palmatória. Como mesmo depois do restore, ainda continuei a ter problema com o GPS e WiFi, fiz novamente o procedimento de redefinir as opções de rede e depois rodar o fix. Foi tiro e queda: problema resolvido!

Continue a leitura..

TAG(s):
Categoria(s): Apple, Dicas, iPhone/iPod
preload preload preload