abr13

Updates sobre a Apple no Brasil

9 Comentarios »Postado por GordoGeek em 13/04/2011 às 00:58h

     Muitos sites (nacionais e internacionais) deram várias notícias nos últimos dias sobre a possível instalação de uma fábrica da Apple no Brasil. Em meio a uma imensidão de rumores, preferi não fazer nenhum post a respeito, me limitando a alguns comentários no Twitter. Agi dessa forma porque achei que não tinha nada a acrescentar e não queria ser mais uma notícia tomando o tempo dos leitores nos feeds.

     Hoje no entanto, surgiram declarações de autoridades confirmando os investimentos da Foxconn no Brasil e possivelmente teremos iPads sendo montados por aqui. É uma boa notícia? Sem dúvida, além de gerar empregos, provavelmente não sofreremos com escassez de produtos (como vimos no iPhone 4 e o imenso atraso do iPad). Porém, pra quem acredita que os preços vão desabar (teve site noticiando que um iPad custaria entre R$ 800,00 e R$ 1.000,00) eu acho pura balela, por maiores que sejam os incentivos fiscais. Isso porque, o custo de produção no Brasil é muito maior que o da China. Se por um lado vai haver redução de tributos, outros custos serão agregados ao preço final. Basta comparar o custo de um empregado aqui e lá, além do custo de energia, telecomunicações, transporte, etc.

     Como bem lembrou vários sites, entre eles o da Bia Kunze, outros fabricantes já estão presentes no Brasil (como Samsung e Motorola) e nem por isso o preço dos seus tablets são mais em conta. O Galaxy Tab estreiou batendo acima dos R$ 2.500,00 e só depois de muito tempo baixou. O Motorola Xoom, que chega no final do mês, vem por quase R$ 2.000,00. Dae pra cair pra R$ 800,00 ou R$ 1.000,00, como alguns sites especulam, vai uma enorme diferença, né?

     Apesar de ter aproveitado o post pra dar esse breve update sobre a Apple no Brasil, a intenção mesmo do post era repercurtir uma notícia que li num blog e que a Bia Kunze também citou no post dela de ontem: o suporte. Acredito que todo mundo que já teve problema com um produto Apple, viu que o suporte, especialmente depois da garantia, não existe. O caso do iPhone é diferente, pois quem vende são as operadoras e como não existe manutenção, em caso de problema eles te dão um novo, amargando o prejuízo. Porém, quando é um iMac ou MacBook, precisamos levar para as autorizadas da Apple. Quem já foi pros Estados Unidos e usou o suporte da Apple lá, sabe como é eficaz e realmente funciona, sendo muito diferente do prestado por aqui.

     A notícia que me chamou a atenção foi essa aqui e de forma bem resumida, mostra um usuário que teve problemas em seu MacBook (já fora de garantia) e teve que recorrer a uma autorizada. Além de ter que pagar R$ 140,00 pelo diagnóstico, esse estava errado e sugeria a troca da placa lógica, que custa quase o valor do notebook novo. Por sorte, o usuário em questão não é leigo e pelos seus testes, detectou que o problema era um simples cabo, que custa USD 15. Uma vez trocado o cabo, tudo foi resolvido. Agora imaginem vocês, se uma autorizada não sabe que o problema era um simples cabo ou pior, sabe e resolveu se aproveitar do cliente, como ficamos?

     A Apple é uma das empresas mais admiradas do mundo, com uma legião de fãs, que decidem pagar mais pra ter um produto diferenciado, será que não está havendo descaso com o Brasil? A gente paga muito mais que qualquer outro país, não sendo raro ser sempre o mais caro do mundo e temos esse tipo de tratamento? Seria bom os responsáveis pararem um pouco e repensarem a estratégia da marca no Brasil, antes que o estrago seja irreversível.

Leave a Reply

preload preload preload